Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Engajamento sindical com viés rançoso e rancoroso

APP Sindicato, que representa os professores, acaba de manifestar apoio à candidatura de Roberto Requião ao Governo do Estado.

Pedro Ribeiro - 06 de junho de 2022, 19:02

Foto/Internet (Ric)
Foto/Internet (Ric)

 

Embora não seja surpresa, mas o engajamento político da APP Sindicato à campanha do candidato Roberto Requião (PT), ao Governo do Estado, como um estímulo à sucessivos movimentos contra o gestor do Executivo paranaense, Ratinho Junior (PSD).

A entidade deveria, pelo menos, ouvir as propostas do atual governador à área da educação para, depois, tomar uma decisão partidária como esta.

A APP Sindicato sempre se pautou pela linha da esquerda. Não é novidade. Mas, agora, nota-se, principalmente pelas redes sociais, que existe uma parcela muito grande de professores – ativa e aposentados – defendendo, até com certa e desnecessária euforia, o candidato à reeleição à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PL).

Os estatutos da APP Sindicato devem prever colegiado na hora de decidir. No entanto, para tomar uma decisão dessas, seria importante ouvir toda a categoria. Será que isto aconteceu?

O que se lembra, da APP, no entanto, são dos movimentos reivindicatórios e ameaças de greves, sempre em nome de toda a categoria.

A notícia de engajamento não identifica se foram apenas os diretores da APP Sindicato que manifestaram apoio a Roberto Requião e, consequentemente, a Luiz Inácio Lula da Silva, ou todo o conjunto da obra.

Se foi uma decisão unilateral, corre à hipocrisia maniqueísta do patrimonialismo sindical, neste caso com viés rançoso e rancoroso que caracteriza o infantilismo de esquerda, que pouco ou nada difere em comportamento com a democracia, ao emprestar sua identidade ao serviço de um partido.