Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Foz do Iguaçu tem lockdown em bairro, anuncia prefeito

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) explicou que bloqueio microrregional a partir desta segunda-feira, 22, de parte..

Pedro Ribeiro - 22 de junho de 2020, 14:30

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) explicou que bloqueio microrregional a partir desta segunda-feira, 22, de parte do Jardim Ipê é mais uma de prevenção no combate ao coronavírus em Foz do Iguaçu. O bairro tem 10% dos casos ativos na cidade - foram sete casos em apenas um dia - e interdição será num perímetro entre a Avenida Maceió e a Travessa Floraí e compreende 450 moradias.

"Será uma ação cirúrgica que pode ser revertida em menos dos 14 dias estabelecidos, conforme orientação das equipes de saúde e da vigilância. É importante esclarecer em que ponto estamos da pandemia. Nos últimos dez dias tivemos um aumento significativo nos casos positivos feitos no laboratório municipal, ou seja, em torno de 30% de cada 100 exames. A média dos 15 dias anteriores, era de 10 casos praticamente. Ou seja, mais que dobrou", disse Chico Brasileiro neste sábado, 20, em entrevista na Rádio Cultura.

A medida, segundo Chico Brasileiro, deve ser tomada agora quando a estrutura hospitalar da cidade tem 47% dos leitos exclusivos para tratamento da covid-19. "Essas medidas não podem ser tomadas com 80% dos leitos ocupados. Têm que ser tomadas neste momento com 47% dos leitos ocupados. É uma margem boa em relação a outros municípios do Brasil e do Paraná".

Sem nenhuma medida agora, argumenta o prefeito, os casos vão  chegar a 70% na próxima semana, 80% na outra semana. "Teremos um colapso no sistema de saúde sem as ações que evitem a aceleração da doença. Por isso, a atitude que tomamos de bloqueio microrregional".

Medidas - O prefeito esclarece ainda que não é um bloqueio total da cidade. "A vigilância epidemiológica acompanha onde está circulando a doença. Também não significa que não estamos tomando as medidas necessárias em outras regiões da cidade".

Chico Brasileiro explicou ainda que mais 30 leitos serão instalados no hospital municipal. "Estamos fazendo o possível do ponto de vista preventivo e assistencial. Não está faltando atitudes, ações, estratégias. Agora, é uma doença de transmissão muito fácil que cresce de uma forma muito acelerada. O perigo é para todos. As pessoas que evitar as aglomerações, usar máscaras".

"Infelizmente, teremos que fechar as áreas de lazer para conter as aglomerações. Vamos reestruturar esses espaços, não é fechar pista de caminhada porque as pessoas precisam caminhar, mas agora o esporte coletivo não pode continuar sendo praticado enquanto perdurar a pandemia".

Como será o bloqueio

- A partir das 7h desta segunda-feira (22), um trecho do bairro Ipê será bloqueado por até 14 dias.

- Só poderá funcionar serviços essenciais que serão apontados por decreto.

- Serão montados 15 pontos de bloqueios na região que funcionarão 24 horas por dia.

- Com comprovação de necessidade, como trabalho, consulta médica, por exemplo, os moradores poderão sair e retornar ao bairro.

- A ação contará com a participação de vários órgãos de segurança e saúde.