Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

IAP, um entrave ao desenvolvimento do Paraná

Se o governador Carlos Massa Junior descartou ou não o Conselho de Desenvolvimento do Litoral do Estado (Colit), órgão q..

Pedro Ribeiro - 22 de fevereiro de 2019, 14:36

Se o governador Carlos Massa Junior descartou ou não o Conselho de Desenvolvimento do Litoral do Estado (Colit), órgão que contribui para analisar e desenvolver projetos que buscam reverter o quadro estacionário do nosso litoral, é uma medida de governo e, consequentemente, tem pareceres técnicos para delinear sobre o assunto.

O que trava hoje o desenvolvimento do litoral paranaense não é o Coilit e sim o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) que tem centenas de processos em suas gavetas espalhadas pelo estado todo e que não caminham. Os processos levam, em média, três anos. Esses processos dormem nos departamentos do órgão, que deveria ser propulsor do desenvolvimento do Estado em todas as regiões.

O que vemos, no entanto, são notas de colunas policiais falando sobre certos funcionários do IAP que só funcionam à base de propina, como denunciamos recentemente aqui, onde um agente pediu, descaradamente, dinheiro para aprovar a construção de um banheiro em uma pousada na Ilha do Mel.

O governador Ratinho Junior, ao lado do Secretário do Meio Ambiente, Marcio Nunes e do experiente e profundo conhecedor do sistema ambiental do Estado, Raska Rodrigues, precisam constituir uma força tarefa e limpar o lixo que existe dentro do IAP e fazer este tão importante órgão funcionar em benefício do desenvolvimento do Estado e dos paranaenses.

Há quem afirme que, na sombra dessas centenas de processos que estão parados no IAP, poderiam ser gerados mais de 100 mil empregos em todo o Estado. Que o governo faça essas contas.