Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Lideranças do União Brasil não querem Moro candidato a presidente

A cada dia que passa, o ex-juiz federal, Sergio Moro, que trocou de partido, sofre algum tipo de retaliação sinalizando dificuldades para seu projeto de ser presidente da Nação

Pedro Ribeiro - 02 de abril de 2022, 10:40

A cada dia que passa, o ex-juiz federal, Sergio Moro, que trocou de partido, sofre algum tipo de retaliação sinalizando dificuldades para seu projeto de ser presidente da Nação. Agora foi a vez do secretário-geral do União Brasil, Antonio Carlos Magalhães Neto e do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União), manifestarem descontentamento com a entrada de Moro no União Brasil e vão pedir a desfiliação dele do partido caso não desista de ser candidato a presidente.

Se ele for se filiar para ser candidato a Presidente, vamos pedir a impugnação da filiação dele agora”, afirmou o governador de Goiás, Ronaldo Caiado ao Estadão.

Vamos apresentar, ainda hoje, um requerimento de impugnação da filiação dele. Será assinado pelos oito membros com direito a voto no partido, o que corresponde a 49% do colegiado. A filiação, uma vez impugnada, requer 60% para ter validade”, disse ACM Neto.

A filiação de Moro foi negociada com a ala oriunda do PSL, como o presidente do União Brasil, Luciano Bivar, e o deputado Júnior Bozzella, que administra a sigla em São Paulo. Já a ala do partido que veio do DEM só aceitou a filiação de Moro com a condição de que ele deixasse de ser presidenciável.