Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Médico Costantino recebe Medalha Ordem do Mérito Médico pelo Ministério da Saúde

Cardiologista paranaense, Costantino Costantini, é homenageado pelo Ministério da Saúde com Medalha de Mérito Médico.

Pedro Ribeiro - 05 de agosto de 2022, 17:24

Foto/Divulgação
Foto/Divulgação

 

No Dia Nacional da Saúde, celebrado nesta sexta-feira (5), o Ministério da Saúde homenageou nomes importantes para a medicina brasileira. As Medalhas de Ordem do Mérito Médico foram entregues para 52 médicos no Clube do Exército, em Brasília (DF). A cerimônia também teve uma homenagem in memoriam, além da Medalha do Mérito Oswaldo Cruz concedida à Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora (MG).

Entre os médicos homenageados, está o paranaense, Costantino Costantini, diretor-presidente do Hospital Cardiológico Costantini. “Esta homenagem me emociona e me leva a ampliar ainda mais meu reconhecimento por este País que me acolheu. Tenho orgulho de ser brasileiro e ainda tenho uma grande dívida de gratidão com o Brasil”. Costantini é argentino formado em medicina cardiológica pela Universidade de Córdoba

A data foi escolhida em homenagem ao médico e sanitarista Oswaldo Cruz, nascido em 5 agosto de 1872. Oswaldo Cruz foi um importante personagem na história do combate e erradicação das epidemias da febre amarela, peste bubônica e a varíola no Brasil. Seu trabalho serviu de base para a criação do Programa Nacional de Imunização (PNI).

A atuação de Oswaldo Cruz contra doenças ganhou reconhecimento internacional em 1907, quando recebeu a medalha de ouro no 14º Congresso Internacional de Higiene e Demografia de Berlim, na Alemanha, pelo seu trabalho de saneamento no Rio de Janeiro. Em 1900, fundou o Instituto Soroterápico Federal, transformado na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em 1908.

Honrarias

Durante a cerimônia realizada nesta sexta (5), 52 médicos foram homenageados com a Medalha de Ordem do Mérito Médico nas classes Grã-Cruz, Grande-Oficial e Comendador. A honraria de cavaleiro foi concedida in memoriam a Vitor Procópio Trindade, médico que perdeu a vida precocemente em um acidente aos 27 anos, exercendo sua profissão.

A Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora (MG) foi homenageada com a Medalha do Mérito Oswaldo Cruz. A instituição prestou o primeiro atendimento médico ao Presidente da República, Jair Bolsonaro, em 2018. Fundada em 6 de agosto de 1854, a Santa Casa é o maior hospital da Zona da Mata mineira. Atualmente, o hospital realiza cerca de 18 mil cirurgias por ano.

A Medalha do Mérito Oswaldo Cruz foi criada em 1950. A indicação é do ministro da Saúde e os nomes têm de ser referendados pelo Presidente da República. Os indicados devem ter prestado serviços notáveis ao país, se distinguido no exercício da profissão ou no magistério da Medicina.

O rol de homenageados inclui o governador de Goiás, Ronaldo Caiado; presidente do CFM, José Hiran da Silva Gallo; o ex-presidente e atual tesoureiro do Conselho, Mauro Luiz de Britto Ribeiro; os ex-presidentes da Associação Médica Brasileira José Luiz Gomes do Amaral e Eleuses Vieira de Paiva; o presidente do Conasems, Wilames Freire; e o cardiologista paranaense Costantini Roberto Constantini Franck, que em 2019 recebeu o Diploma de Mérito Ético-Profissional ao completar 50 anos de formado.

Lista completa dos homenageados:

Classe de Grã-Cruz

Marcos Montes Cordeiro, médico;

Nelson Luiz Sperle Teich, médico;

Ronaldo Ramos Caiado, médico.

Classe de Grande-Oficial

Amanda Guerra de Moraes Rego Sousa, médica;

Andrew John Pollard, médico;

Angelita Habr Gama, médica;

Carissa Faustina Etienne, médica;

Eleuses Vieira de Paiva, médico;

Fábio Biscegli Jatene, médico;

Fausto José Pinto, médico;

Francisco José Barcellos Sampaio, médico;

Frederico de Castro Escaleira, médico;

Glaucia Maria Moraes de Oliveira, médica;

Hélio Angotti Neto, médico;

Hilkéa Carla de Souza Medeiros Lima, médica;

Jorge Neval Moll Filho, médico;

José Hiran da Silva Gallo, médico;

Luiz Alberto Ovando, médico;

Luiz Antonio de Souza Teixeira Júnior, médico;

Marcus Vinicius Fernandes Dias, médico;

Mayra Isabel Correia Pinheiro, médica

Nelson Trad Filho, médico;

Raphael Câmara Medeiros Parente, médico;

Rosana Leite de Melo, médica;

Sérgio Yoshimasa Okane, médico;

Socorro Gross Galiano, médica;

Soraya de Souza Mannato, médica.

Classe Comendador

Alessandra de Sá Earp Siqueira, médica;

Ana Karolina Barreto Berselli Marinho, médica;

Antonio Carlos Palandri Chagas, médico;

Antonio Carneiro Arnaud, médico;

Antonio Luis Pinho Ribeiro, médico;

Antonio Rodrigues Braga Neto, médico;

Carlos Antonio Mascia Gottschal, médico;

Carlos Henrique Ribeiro Boasquevisque, médico;

Carlos Roberto Ribeiro de Carvalho, médico;

Confúcio Aires Moura, médico;

Costantino Roberto Constantini, médico;

Evandro Tinoco Mesquita, médico;

Fernando Bacal, médico;

Filomena Camilo do Vale, médica

Gilson Soares Feitosa, médico;

José Armando Mangione, médico;

José Luiz Gomes do Amaral, médico;

José Pedro da Silva, médico;

Luiz Antônio Gubolino, médico;

Marcelo Marcos Morales, médico;

Mauro Luiz de Brito Ribeiro, médico;

Paulo Márcio Sousa, médico;

Rosana Richtmann, médica;

Sérgio Almeida de Oliveira, médico;

Willames Freire Bezerra, médico.

Classe Cavaleiro

Vitor Procópio Trindade, médico, in memoriam.

Medalha do Mérito Oswaldo Cruz

Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora.

 

Com assessoria Ministério da Saúde e CRM Paraná