Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Moro, o super, quer Governo do Estado, Senado ou Câmara

Sergio Moro disse em Curitiba que está aberto para ser candidato ao Governo do Estado, ao Senado ou à Câmara Federal. Ainda não se decidiu.

Pedro Ribeiro - 14 de junho de 2022, 14:33

Foto/Divulgação
Foto/Divulgação

 

Gosto de Suspense”. Esta foi a resposta do ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro (União Brasil), durante coletiva nesta terça-feira em Curitiba que frustrou não só os jornalistas, mas um grande número de pessoas que foi prestigiar sua candidatura, porque ainda não sabe o que quer.

Moro é candidato, mas, por enquanto, a nada, ou a tudo. Não se decidiu se será ao Governo do Estado, ao Senado Federal ou à Câmara dos Deputados. “Gosto de suspende”, repetiu três vezes o protagonista que queria ser candidato à Presidência do Brasil e a senador pelo estado de São Paulo e teve que voltar à sua terra, o Paraná, para debutar na política partidária nacional.

O pré-candidato a tudo, disse que viajará por todo o Estado do Paraná para medir a temperatura e ver o que o povo quer. Muita pretensão do ex-juiz que vem, ao longo dos últimos dois anos, sofrendo revés na Justiça e na política. Quis ser candidato ao Palácio do Planalto, foi barrado. Quis ser senador por São Paulo, foi barrado. Sobrou o Paraná, sua terra natal. Moro é de Maringá.

Sobre disputar uma vaga à Câmara Alta contra o senador Alvaro Dias (Podemos), Moro disse que respeita Alvaro Dias e que sua passagem pelo Podemos são águas passadas. O que ficou praticamente definido nbo encontro desta terça-feira, na presença do presidente do União Brasil, é que o partido não será oposição a Ratinho Junior e, segundo Ney Leprevost, há uma possibilidade de acordo.

Como Ratinho Junior vai apoiar Moro, ninguém sabe, como também ninguém sabe se ele, o governador, apoiará Avaro Dias, Guto Silva ou Paulo Martins.