Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Nem Deus e Lula devem salvar Renato Freitas

Comissão de Ética da Câmara de Curitiba se reúne para avaliar situação do vereador Renato Freitas. Pode ser cassado.

Pedro Ribeiro - 17 de fevereiro de 2022, 10:08

(Reprodução/Instagram)
(Reprodução/Instagram)

Como o vereador Renato Freitas (PT) provocou a ira da igreja ao invadi-la durante missa, dificilmente será salvo pelas forças religiosas ligadas ao catolicismo. Nem com apelo do ex-presidente Lula. Seu destino parece estar selado: cassação do mandato. Nos bastidores da Câmara de Curitiba, o movimento indica fim do mandato do jovem que legisla com foco em confusões.


A advogada Cynthia Glowacki Ferreira informou nesta quarta-feira que a Arquidiocese de Curitiba registrou “Boletim de Ocorrência” no Terceiro Distrito Policial contra o vereador Renato Freitas pela invasão da Igreja do Rosário no dia 05 de fevereiro.


Seu destino será decido em reunião ordinária do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar a ser realizada às 17h30min desta quinta-feira. O vereador Dalton Borba (PDT), presidente do Conselho de Ética, deverá conduzir os trabalhos remoto.