Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Osmar e Ratinho disputam fórmulas de pesquisas com perguntas que não querem calar

 A pergunta que não quer calar. Por que marqueteiros dos pré-candidatos, no caso de Ratinho Junior e Osmar D..

Pedro Ribeiro - 21 de maio de 2018, 14:12

 

A pergunta que não quer calar. Por que marqueteiros dos pré-candidatos, no caso de Ratinho Junior e Osmar Dias, omitem perguntas nas pesquisas estimuladas internas? Externas teremos a da Radar que será divulgada esta semana. Por exemplo, por que na pesquisa da Radar (está no site do TSE) não inicia com a pergunta sobre a Presidência da República e nas internas de Osmar Dias, são ao contrário, não começando pelo Governo do Estado e sim, pelo Palácio do Planalto?

Como me tentou explicar um especialista em pesquisas: o beque puxa a camisa do centroavante e o centroavante puxa a camisa do beque e, como resultado, se o juiz for bom de apito, dará empate nas faltas. Ou, não há culpados. Tentando entender: se colocar, no início da pesquisa, a pergunta para Presidente da República, certamente o candidato Osmar Dias terá vantagem, pois atrela seu nome ao do irmão candidato, Alvaro Dias. Enquanto ao contrário, se colocar apenas para o Governo do Estado, o beneficiado é Ratinho Junior. Em resumo, os dois candidatos vão lutar pau a pau pelos votos até o fim.

Em relação à candidata Cida Borghetti, não é possível avaliar, uma vez que o fechado bunker coordenado pelo marketeiro de luxo, ainda está trabalhando em cima da mídia trainning, com possível estágio da candidata na América. Estamos aguardando.