Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Para Ratinho Junior, Paraná será o Estado mais seguro do Brasil

 Ao reafirmar que o Paraná será o Estado mais seguro do Brasil, o governador Carlos Massa Ratinho Junior man..

Pedro Ribeiro - 18 de janeiro de 2019, 11:57

Governador Carlos Massa Ratinho Júnior participa da cerimônia de troca de comando da Polícia Militar do Paraná. O novo camandante-geral é o coronel Péricles de Matos. Ele substitui no cargo a coronel Audilene Dias Rocha.  -  Curitiba, 08/01/2019  -  Foto: Rodrigo Félix Leal
Governador Carlos Massa Ratinho Júnior participa da cerimônia de troca de comando da Polícia Militar do Paraná. O novo camandante-geral é o coronel Péricles de Matos. Ele substitui no cargo a coronel Audilene Dias Rocha. - Curitiba, 08/01/2019 - Foto: Rodrigo Félix Leal

 

Ao reafirmar que o Paraná será o Estado mais seguro do Brasil, o governador Carlos Massa Ratinho Junior manda um recado à bandidagem que pretende ou tem a intenção de aterrissar em seu território. Para corroborar com isso, lembramos que os policiais paranaenses registram um aumento de 18% na morte de marginais no ano passado, um índice assustador ou pelo menos temeroso para quem quer se arriscar a atravessar as fronteiras imaginando que, por aqui, as portas e janelas estão abertas.

Em entrevista a uma rede nacional de televisão, Ratinho Junior disse que o Estado aposta na integração das polícias e em duas estratégias para dar tranquilidade às famílias paranaenses: presença física dos policiais nas ruas e investimentos pesados em tecnologia. Anunciou a implantação da Cidade da Polícia, onde as forças de segurança trabalhão unidas e apoio das técnicas de inteligência do Exército Nacional.

O governador concorda com a medida adotada pelo chefe do executivo do Ceará no sentido de quem for preso por utilizar explosivos ou artefatos similares, responderá por crime de terrorismo. O governador também destacou a Escola Segura, uma das preocupações das famílias em todo o país, já que vem aumentando o tráfico de drogas e a violência na porta das escolas. “Estamos repatriando policiais da reserva para o patrulhamento nas escolas para proteger os alunos e os professores”, disse.