Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Paraná é destaque no ranking da transparência e combate à corrupção

Paraná está entre os três estados mais bem avaliados pela Transparência Internacional. Fica atrás apenas do Espírito Santo e Minas Gerais.

Redação - 05 de julho de 2022, 14:53

Foto / Divulgação
Foto / Divulgação

 

Dois motivos levaram o governador paranaense, Ratinho Junior (PSD), a comemorar neste início de semana. O primeiro foi a pesquisa IRG, divulgada nesta segunda-feira, que o apontou na liderança e com chances de ser reeleito no primeiro turno. O segundo, o informe do Índice de Transparência e Governança Pública que coloca o Paraná na terceira posição no ranking nacional, ficando atrás apenas do Espírito Santo e de Minas Gerais.  

"Acabamos com a velha forma de administrar o dinheiro, púbico, acabamos com as mordomias da velha forma de fazer política. Hoje temos um Estado que usa o dinheiro com transparência e para aquilo que é importante para o povo", disse o governador.

O Paraná está entre os cinco estados brasileiros classificados como “ótimo” no Índice de Transparência e Governança Pública (ITCG), ocupando a terceira posição no ranking divulgado nesta terça-feira (5) pela Transparência Internacional.

A Transparência Internacional analisou 84 pontos das ações dos Executivos estaduais, dentro dos critérios: Marcos Legais, Plataformas, Administração e Governança, Transparência Financeira e Orçamentária, Transformação Digital, Comunicação, Participação e Dados Abertos. O índice começou a ser elaborado em 2021 e deve ser divulgado periodicamente a partir de 2022.

Entre as 27 unidades da federação, cinco receberam a avaliação de “ótimo”, 12 “bom”, sete “regular” e três “ruim”.

O Paraná e o Espírito Santo são os únicos estados a possuírem uma norma de proteção a denunciantes, com regras específicas para proteger quem denuncia casos de corrupção.

O Estado também está entre os sete a contar com normas que estabelecem critérios técnicos para ocupação de cargos em comissão e também está incluído entre as unidades de federação que possui normas vedando a prática de nepotismo.

Entre os critérios apontados no índice, o Paraná pontua em todos os indicadores de Transformação Digital e é um dos únicos estados a possuir conselhos de usuários de serviços públicos, além de contar com laboratório de inovação para promover a participação, a transparência e o combate à corrupção, além de aplicativos específicos para essas atividades.

O Estado também atende a todos os critérios de Comunicação, por possuir canais telefônicos gratuitos para o atendimento aos cidadãos e contas ativas em diferentes sociais. Outro destaque é no tema Dados Abertos, respondendo positivamente a todos os pontos analisados.

METODOLOGIA

A metodologia que serve de base à avaliação foi concebida por uma equipe especializada e foi validada por especialistas e autoridades no assunto. “Com esse projeto, espera-se oferecer ao País um índice permanente, amplo, periódico, comparável e confiável, que sirva como referência nacional de integridade e boa governança para o Poder Público”, diz o estudo.

Entre os objetivos está a avaliação e a existência de políticas, legislações, ações governamentais e práticas de transparência, dados abertos, participação, transformação digital, integridade e combate

à corrupção nos governos estaduais, além de incentivar e reconhecer as melhores práticas e fomentar a competição positiva e a cooperação entre os órgãos, com a criação de espaços de diálogo para implementar mudanças nas gestões.