Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Paraná tem a maior queda no preço médio da gasolina, aponta ANP

Queda no preço da gasolina no Paraná foi uma das maiores do país, segundo a Agência Nacional de Petróleo (ANP)

Redação - 04 de julho de 2022, 16:26

Foto/Divulgação
Foto/Divulgação

 

Segundo a Agência Nacional de Petróleo (ANP), o Estado do Paraná foi o que registrou a maior queda no preço médio da gasolina com a redução na alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) por parte do Governo do Estado. O litro do combustível passou de R$ 7,41 para R$ 6,84, um recuo de R$ 0,56.

A fatia do ICMS incidente sobre a gasolina, que era de 29%, foi reduzida para 18% no Paraná. A medida começou a valer no dia 1º de julho.

No restante do País, o preço médio da gasolina comum registrou queda de R$ 0,26, passando de R$ 7,39 para R$ 7,12. Ou seja, menos da metade da diminuição verificada nos postos de combustíveis do Paraná.

Ainda segundo o levantamento da ANP, o valor do litro caiu em 11 dos 13 estados em que a alíquota do ICMS foi alterada. A menor redução no preço foi verificada na Bahia, com a diminuição de R$ 0,11 no preço médio do litro.

No Paraná, a redução na alíquota vale também para operações com energia elétrica e serviço de comunicações. A estimativa é que a tarifa da luz, por exemplo, tenha uma redução de 10% em média com a medida.

Ao reduzir a alíquota para diminuir o valor do litro da gasolina nas bombas, o Governo do Paraná prevê uma perda de receita de R$ 3,95 bilhões até o fim deste ano. O ICMS é a principal fonte de arrecadação do Executivo estadual.