Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Penduricalhos dos juízes

 Perto de sete mil juízes receberam, em dezembro, R$ 211 milhões em pagamentos retroativos de benefícios e i..

Pedro Ribeiro - 19 de fevereiro de 2018, 09:20

 

Perto de sete mil juízes receberam, em dezembro, R$ 211 milhões em pagamentos retroativos de benefícios e indenizações – uma média de R$ 30 mil por magistrado. Vale dizer que, no fim de 2017, cerca de 30% dos juízes federais e estaduais do País tiveram os vencimentos engordados por algum “penduricalho do passado”, com juros e correção monetária.

Muitos deles foram contemplados graças ao auxílio-moradia que os deputados federais recebiam entre 1992 e 1998. Os juízes não negam que o auxílio-moradia é uma espécie de salário indireto, mas alegam que precisam ganhar bem porque não podem exercer outras funções nem ficar expostos às pressões daqueles que contrariam em suas sentenças envolve uma batalha por equiparação de privilégios, na qual a balança da Justiça pendeu para o lado dos juízes em diversas ocasiões, gerando um passivo no orçamento dos tribunais que até hoje é pago de forma parcelada.pedro.ribeiro