Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Pesquisa BTG: Lula cai, mas segue 12 pontos à frente de Bolsonaro

Na pesquisa espontânea, na qual os nomes dos candidatos não são apresentados, a vantagem de Lula sobre Bolsonaro se mantém acima de 10 pontos porcentuais.

Redação - 13 de junho de 2022, 19:30

Fotos: Ricardo Stuckert/Instituto Lula Alan Santos/PR
Fotos: Ricardo Stuckert/Instituto Lula Alan Santos/PR

Pesquisa eleitoral da FSB encomendada pelo Banco BTG Pactual, divulgada nesta segunda-feira (13), mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 12 pontos de vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL).

O petista caiu dois pontos porcentuais, oscilando dentro da margem de erro, e agora tem 44% das intenções de voto para presidente. Bolsonaro segue estagnado com 32%. Em terceiro aparece Ciro Gomes (PDT), com 9%. A candidatura de Simone Tebet (MDB), apesar do apoio do PSDB, não decolou, e mateve os 2%.

"A confirmação de Simone Tebet como candidata da coligação MDB, PSDB e
Cidadania, e a leve melhora no pessimismo quanto à inflação futura não foram suficiente para alterar as intenções de voto. O cenário segue sem mudanças", avaliou o sócio-diretor do Instituto FSB Pesquisa, Marcelo Tokarski.

Diferentemente do levantamento anterior, realizado em maio, a quarta rodada da pesquisa BTG/FSB não aponta para a vitória de Lula no primeiro turno. Agora, o petista tem 48% dos votos válidos, descartando brancos e nulos, como é feita a apuração do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

No entanto, na pesquisa espontânea -- na qual os nomes dos candidatos não são apresentados -- a vantagem de Lula sobre Bolsonaro se mantém acima de 10 pontos porcentuais. O petista foi a resposta de 40% dos entrevistados. Outros 29% disseram que votariam em Bolsonaro no primeiro turno.

PESQUISA ELEITORAL: SEGUNDO TURNO

A pesquisa BTG/FSB também projetou cenários de segundo turno para as eleições presidenciais de outubro. Em um eventual embate entre Lula e Bolsonaro, o petista venceria por 54% a 36%. O petista também venceria com folga Ciro Gomes (48% a 32%) e Simone Tebet (55% a 25%).

Segundo o levantamento, Ciro Gomes também venceria Jair Bolsonaro em um segundo turno. O pedetista tem vantagem de 10 pontos porcentuais, vencendo por 48% a 38%.

Entre os candidatos com melhor projeção, atualmente, Bolsonaro não venceria nenhum adversário no segundo turno. O melhor cenário para o atual presidente seria um embate com Simone Tebet, que está empatado em 40% a 40%. 

O Instituto FSB ouviu duas mil pessoas, por telefone, entre os dias 10 e 12 de junho. A pesquisa está registrada no TSE sob o número BR-03958/2022.

ALÉM DAS ELEIÇÕES, AVALIAÇÃO DO GOVERNO

A pesquisa BTG/FSB também perguntou aos brasileiros sobre a atual gestão. Pela primeira vez, menos de 50% dos entrevistados avaliaram o governo de Jair Bolsonaro como ruim ou péssimo. O indicador osciliou 1 ponto porcentual para baixo, e agora é de 49%.

A parcela da população que acredita que o governo é ótimo ou bom se manteve em 29%. Regular foi a avaliação de 21%. Outros 1% não souberam, ou não responderam.

Para a pergunta objetiva: "você diria que aprova ou desaprova a forma como
Jair Bolsonaro está governando o Brasil?", 60% dos brasileiros responderam que desaprovam a gestão. 36% aprovam; 3% nem aprovam, nem desaprovam; e 2% não souberam, ou não responderam.