Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Picler, um político paranaense de bastidores

 Desde que conheço o professor Wilson Picler, pois tive o privilégio e a honra de almoçar em sua residência ..

Pedro Ribeiro - 11 de março de 2020, 10:57

 

Desde que conheço o professor Wilson Picler, pois tive o privilégio e a honra de almoçar em sua residência anos atrás para entrevistar o então senador Cristóvão Buarque, candidato à Presidência da República, ele vem se dedicando à política. O Considero uma pessoa extremamente preparada para cargo legislativo ou executivo.

Mas o que acontece com Picler que, nos parece, as coisas não dão muito certo? A resposta é simples: falta de um assessoramento político e midiático. Como o cidadão possui dinheiro, em razão de sua inteligência e trabalho, muitas pessoas se aproximam dele e dá no que deu e vem dando.

O que Picler não pode permitir é que pessoas desautorizadas falem em seu nome. Dia desses saiu uma nota na imprensa dizendo que ele poderia ser vice do pré-candidato à Prefeitura de Curitiba, deputado federal Ney Leprevost. A imprensa noticiou – eu não – como uma forma de colocá-lo na mídia, em evidência. Telefonei para Leprevost perguntando sobre se tinha procedência a informação a qual foi imediatamente foi negada.

Leprevost, polido, disse que o professor Picler é um cidadão comprometido com os interesses da sociedade e com amplas condições de representar os paranaenses no Congresso Nacional, mas que não houve nenhum convite e nenhuma conversa a respeito.

Também não vi ou ouvi qualquer declaração do professor em relação à sua participação como possível vice na chapa de Ney. Portanto, acho que Picler deveria rever seus assessores.