Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Ponte de Guaratuba seria o fim do sofrimento no verão

Ponte de Guaratuba deve sair do papel. Pelo menos é a intenção do governador Ratinho Junior que lançou, nesta sexta-feira, 01, o edital para a construção da ligação de Matinhos a Guaratuba

Pedro Ribeiro - 01 de julho de 2022, 12:02

(Foto: Ilustração/Governo do Paraná)
(Foto: Ilustração/Governo do Paraná)

 

Mais uma vez a “Ponte de Guaratuba” volta a ser destaque político e na mídia paranaense. Já foi no governo Alvaro Dias e em outros que o sucederam, há mais de 30 anos. E a “Ponte de Guaratuba” não saiu do papel.

Depois de liberar as cancelas do pedágio e dos sucessivos problemas com os ferry-boats, na travessia da Baia de Guaratuba, o governador Ratinho Junior resolveu, a exemplo de antecessores, lançar o edital de licitação para a construção da famosa e polêmica “Ponte de Guaratuba”.

Foi nesta sexta-feira, no Palácio Iguaçu, com direito a aplausos protagonizados por dezenas de pessoas que viram o governador Ratinho Junior levantar, como troféu, a ata do Edital de Licitação. Os paranaenses esperam que, desta vez, a ponte saia do papel e auxilie os milhares de usuários que fazem a travessia entre Matinhos e Guaratuba, principalmente na temporada de verão e férias.

No projeto da construção consta uma estrutura de 1.244 metros de extensão – de Caiobá a Guaratuba – com uma seção estaiada de 320 metros, que permitirá a navegação pela baia.

A ligação rodoviária idealizada vai integrar o Litoral do Paraná e responde a uma antiga demanda da população local. Com a nova ponte, os veículos não vão mais depender exclusivamente do ferry-boat para atravessar a Baía de Guaratuba. No caso de caminhões que transportam cargas pesadas, haverá restrição de circulação pelo acesso.

Resta saber, agora, como será o gargalo nos dois lados – Matinhos e Guaratuba- mais em Guaratuba, já que as avenidas que dão fluxos aos veículos teriam que passar por ajustes.

O governador destacou a realização da obra, afirmando que se chegou, finalmente, a uma solução definitiva para um problema que a população de Guaratuba e todas aqueles que visitam a cidade, principalmente no verão. “tiramos do papel uma obra que alia a engenharia ao cuidado com o meio ambiente”, garantiu o governador.

Atualmente, a travessia entre Guaratuba e Matinhos é feita somente por ferry-boat, com movimento estimado de 70 mil a 100 mil veículos por mês, número que salta para 200 mil na temporada de verão. O tempo de travessia deve reduzir dos mais de 30 minutos atuais, em média, para apenas dois minutos.

A licitação da nova Ponte de Guaratuba acontece na modalidade Contratação Integrada, sendo a primeira iniciativa do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) utilizando a Lei Federal 14.133/2021 (Lei de Licitações e Contratos Administrativos), regulamentada pelo Decreto Estadual nº 10.086/2022.