Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

PT de Requião denuncia candidato a federal, Dallagnol

PT denuncia o candidato a deputado federal pelo Podemos, ex-procurador, Deltan Dallagnol. A Assessoria do candidato informou que vai emitir nota explicativa.

Pedro Ribeiro - 03 de agosto de 2022, 20:57

Foto/José Cruz/Agência Brasil
Foto/José Cruz/Agência Brasil

 

 

Todo o ódio petista acumulado ao longo dos últimos três anos, desde a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo ex-juiz federal, Sérgio Moro, começa a ser destilado na mesma República de Curitiba, onde tudo começou. 

Como estamos em plena campanha eleitoral, com Moro e o ex-procurador Deltan Dallagnol como candidatos ao Senado e à Câmara Federal, a guerra está apenas começando e não há sinal de trégua até, pelo menos, outubro, depois do pleito, com vencedores e derrotados. 

O primeiro disparo aconteceu nesta quarta-feira, onde a Federação Brasil da Esperança no Paraná, composta por PT, PCdoB e PV, que lançou Roberto Requião ao Governo do Paraná, entrou com uma medida cautelar no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), com o objetivo de trazer transparência aos gastos de pré-campanha do candidato a deputado federal Deltan Dallagnol (Podemos), após a apuração de possíveis irregularidades.

Articulado nas redes sociais, o PT quer ir à forra e não um dia em que militantes ou internautas colocam notas contra principalmente Sérgio Moro. O ex-juiz federal, candidato ao Senado pelo União Brasil, também não fica calado e, nesta semana, mandou um recado aos petistas: ao lado de Lula, nunca. Se referia ao possível acordo de seu partido com o PT de Lula.

Na petição, suspeita-se que Deltan esteja utilizando um escritório de advocacia recém-constituído por seu ex-estagiário, Matheus Rios do Carmo, para pagamento das despesas pessoais do ex-procurador da República com recursos públicos do fundo partidário.

Falamos com as assessorias do candidato Dallagnol e nos informaram que iriam emitir uma nota a respeito da denúncia da Federação Brasil da Esperança. Porém, até às 20h43min não havia chegado às nossas mãos. Assim que recebermos a nota justificativa, publicaremos neste espaço.