Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Ratinho Junior congela medidas de Cida Borghetti e devolverá o avião do Estado

 O período de paz e amor entre Ratinho Junior (PSD) e Cida Borghetti (PP), terminou na tarde desta quarta-fe..

Pedro Ribeiro - 02 de janeiro de 2019, 19:42

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

O período de paz e amor entre Ratinho Junior (PSD) e Cida Borghetti (PP), terminou na tarde desta quarta-feira, quando o governador determinou a suspensão de todos os contratos, convênios e licitações assinados nos últimos meses e até dias, pela ex-governadora. Também exonerou todos os cargos em comissão – três mil funcionários – para reavaliar necessidades e gastos.

“O Paraná é o estado que menos cargos comissionados tem no Brasil. O que nós vamos fazer é potencializar alguns cargos, porque para você trazer um bom profissional de mercado para trabalhar em algumas áreas estratégicas você tem que ter uma remuneração que condiz com o cargo, com o posicionamento e, inclusive, com a qualificação da pessoa. A ideia é poder dar uma remanejada, não a extinção, mas sim remanejar essas questões financeiras”, disse.

Outra medida que será tomada pelo governador é a devolução do avião utilizado pelo executivo. Segundo Ratinho Junior, não justifica o Estado ter duas aeronaves, já que a Copel possui um avião que poderá ser cedido para atender às necessidades do governo.  “Eu fui com o avião para Brasília porque a aeronave da Copel está em revisão e fica pronto dia sete”, justificou.

Ratinho Junior determinou ainda que cada secretário terá que reduzir o custo de funcionamento de suas pastas em 20%.

Ao estilo “escolinha do professor Requião (ou Raimundo) ,os secretários terão metas e precisarão, periodicamente, apresentar seus resultados para toda a equipe. “Vou dar um prazo de 30 dias para que eles possam se organizar cada um na sua pasta, entender como está o funcionamento, montar a sua equipe. Depois vamos fazer uma dinâmica que é toda semana uma agenda com um secretário em que cada secretário faça uma apresentação sobre como está a pasta e o que vai fazer, para que a cada 45 a 60 dias a gente sempre esteja monitorando e obviamente cuidando das ações de cada secretaria”. (Com Roger Pereira).