Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Ratinho Junior é candidato oficial e Podemos pode lançar um nome

Ratinho Junior é homologado candidato ao Governo do Estado pelo PSD. A convenção do partido reuniu perto de duas mil pessoas em Curitiba.

Pedro Ribeiro - 30 de julho de 2022, 14:54

foto/divulgação
foto/divulgação

 

Perto de duas mil pessoas participaram, neste sábado, 30, da convenção do PSD, realizada no Expotrade, em Pinhais, que homologou a candidatura do governador Ratinho Junior e de seu vice, o empresário licenciado da presidência da Fecomércio, Darci Piana, à reeleição ao Palácio Iguaçu. O PSD também formalizou as candidaturas de 55 candidatos a deputados estaduais e 31 a federais.

Ratinho Junior, líder nas pesquisas, pode se reeleger no primeiro turno, já que seu principal adversário, Roberto Requião (PT), está com 16 pontos percentuais, segundo último levantamento, e teria que, no mínimo dobrar este índice e ainda somar com os demais candidatos, entre eles, Solange Ferreira (PMN), Ricardo Gomyde (PDT), Joni Correia (DC) e Vivi Motta (PCB).

O Podemos ainda não realizou sua convenção estadual que está marcada para o dia 5 de agosto. Ninguém confirma, mas há possibilidade de o partido, além de homologar a candidatura do senador Alvaro Dias ao Senado, a de Flavio Arns ao Palácio Iguaçu.

Vários candidatos ao Senado está apostando no palanque de Ratinho Junior e Bolsonaro, entre ele, o deputado Guto Silva (PP), Orlando Pessuti (MDB), o próprio Alvaro Dias (Podemos) e Paulo Martins (PL). Ao que tudo indica, Ratinho Junior atenderá pedido do presidente Jair Bolsonaro e dará apoio a Paulo Martins.

Hoje começa novo ciclo do futuro do Paraná, diz Romanelli


Confirmado candidato do PSD nas eleições de 2 de outubro, o deputado Luiz Claudio Romanelli disse que o PSD terá um conjunto de candidatos com muita representatividade e acredita que o governador Ratinho Junior deve confirmar o favoritismo registrado nas pesquisas nas eleições de outubro.

É um novo capítulo que o PSD escreve na história política do Paraná”, avaliou o deputado. “Neste 30 de julho, abre-se um novo ciclo em relação ao futuro do governo do Paraná e das representações no legislativo estadual e federal”, destacou.