Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Reforma da Previdência indica o rumo que o país tomará

A reforma da Previdência, que ditará o norte que o país tomará daqui pra frente, está nas mãos do Congresso Nacional. Ca..

Pedro Ribeiro - 21 de fevereiro de 2019, 14:38

***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP. 17.11.2015: Possível ministro da Economia do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Guedes. (Foto: Claudio Belli/Valor/Folhapress)
***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP. 17.11.2015: Possível ministro da Economia do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Guedes. (Foto: Claudio Belli/Valor/Folhapress)

A reforma da Previdência, que ditará o norte que o país tomará daqui pra frente, está nas mãos do Congresso Nacional. Cabe ao presidente Jair Bolsonaro e seus ministros da área econômica, em especial Paulo Guedes, negociar com os parlamentares para que seja aprovada nos moldes que o Executivo encaminhou.

Se a reforma for aprovada em seu formato atual, haverá, pelas contas oficiais do governo, uma economia de cerca de R$ 1,16 trilhão em dez anos. Nos primeiros quatro anos o ganho poderá chegar a R$ 189 bilhões, incluídos na conta os efeitos da mudança no regime dos militares.

Essas são as projeções mais otimistas. Analistas do setor privado têm mencionado ganhos prováveis de R$ 700 bilhões em dez anos. Grupos menos entusiasmados baixam a expectativa para R$ 500 bilhões, menos de 50% do valor estimado na melhor hipótese. Os ganhos serão tanto menores quanto menos ambiciosa for a reforma aprovada.