Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Sede do Podemos é assaltada e limpeza para Marcha de Jesus

A sede do Podemos em Curitiba foi assaltada e o presidente do partido, senador Alvaro Dias tem uma pergunta: "O que queriam?".

Pedro Ribeiro - 20 de maio de 2022, 17:43

Foto/Divulgação
Foto/Divulgação

Sede do Podemos é assaltada e limpeza para Marcha de Jesus

O que procuravam? Esta é a pergunta que o senador Alvaro Dias, presidente do Podemos no Paraná, está fazendo após ter conhecimento de que a sede do partido, em Curitiba, foi assaltada.

Marginais invadiram a sede do Podemos Paraná na noite de ontem, 19. Vasculharam gavetas, investigaram e nada levaram, além de um velho aparelho de celular em desuso. O que queriam? Espero que a polícia possa nos responder”, questiona o senador.

O estranho é que a sede do partido foi assaltada justamente no dia em que saiu uma pesquisa (IRG) em que o senador Alvaro Dias aparece com 60,40% das intenções de votos à reeleição ao Senado. Tudo ou nada a ver.

Na manhã desta sexta-feira o grupo de policiais que estava acampado em frente ao Palácio Iguaçu teve de desocupar a moita. Tudo leva a crer que o Governo do Estado quer a área limpa neste sábado para receber Jair Bolsonaro na “Marcha para Jesus”, neste sábado.

Contrata-se jornalista

Fernando Francischini, que recentemente posou ao lado do presidente Jair Bolsonaro, na esperança de, também, ser “perdoado”, já que teve seu mandato de deputado estadual cassado, colocou nas redes sociais, anúncio para contratação de jornalista com experiência e tráfego na mídia paranaense. No União Brasil, Francischini quer voltar.