Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Senadores paranaenses apresentam projetos e recursos ao Paraná na ADVB

Os três senadores paranaenses, Oriovisto Guimarães, Alvaro Dias e Flávio Arns mostram que estão alinhados na busca de recursos ao Paraná.

Pedro Ribeiro - 15 de abril de 2022, 19:02

O presidente da Associação dos Dirigentes de Vendas do Paraná -ADVB – jornalista Cláudio Stringari, reuniu, no “Estrela ADVB 2022”, os três senadores paranaenses, Alvaro Dias, Oriovisto Guimarães e Flávio Arns, para mostrar o que pensam, perspectivas e contribuições para a retomada da economia no Paraná após o período pandêmico.

Há anos não tínhamos um debate tão expressivo, onde os representantes do Estado no Senado pudessem expor e mostrar aos paranaenses suas ações em defesa do Paraná. “Foi um debate de alto nível, de troca de ideias, onde os senadores mostraram que estão alinhados na defesa dos interesses do nosso Estado. Apresentaram projetos e recursos, o que atendeu às expectativas e propósitos da nossa entidade que visam o mercado de marketing de vendas”, disse Stringari.

O tema central do encontro foi “as perspectivas do nosso mercado pelo olhar dos senadores do Paraná”, mas, houve também, no calor do debate, posições políticas nacionais e quais os rumos que o Brasil deverá tomar neste ano eleitoral.

O próximo encontro da ADVB será no dia 13 de maio com palestra da CEO da Kantar-Ibope, Melissa Voguel, que falará sobre tendências de consumo e pesquisas de mercado.

Para o senador Oriovisto Guimarães, “o Paraná é um Estado privilegiado, próspero, um dos melhores estados da Federação, e que não deve ter grandes dificuldades para melhorar no cenário econômico.

Segundo o senador, que abordou a política econômica nacional, “a previsão de crescimento para o Brasil é de 1% ou até de estagnação. Apesar da inflação alta, dos juros ascendentes e uma guerra, o Paraná tem uma situação muito especial. Não podemos nos abater por esse cenário global. Temos um grande polo automobilístico, um belo de um agronegócio, que produz muito e, embora tenhamos problema com o preço do petróleo, pelo menos na área de energia hidráulica, esse ano deve ser muito melhor do que nos anos anteriores. Então, é preciso manter o otimismo e acreditar que mesmo na crise, temos que ter iniciativa e superar os problemas”.

O senador Alvaro Dias se pautou no agronegócio e explicou porque o setor é essencial para o Brasil. “O Paraná, especialmente, é privilegiado com o agronegócio. A ONU diz que até 2050 o mundo terá que produzir 60% a mais do que produz atualmente. E disso tudo, 40% terá que sair do Brasil. Por isso, as autoridades precisam olhar o campo com o necessário cuidado e a competência indispensável”.

O senador Flávio Arns também demonstrou otimismo e pediu mais diálogo entre todos os setores. “A pandemia nos ensinou o que deve continuar a ser feito e se consolidar também. Temos que pensar em alternativas em termos de inflação, de juros, mas, principalmente, precisamos de diálogo e de entendimento com todos os setores da sociedade, particularmente com o empresarial, para juntos construirmos aquilo que o Paraná e o Brasil precisam”.