Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Temer pode colocar o país no rumo do crescimento, diz Malucelli

Ao se manifestar através de artigo de opinião, o empresário Joel Malucelli disse que o presidente Michel Temer tem tudo ..

Pedro Ribeiro - 16 de novembro de 2016, 09:41

Ao se manifestar através de artigo de opinião, o empresário Joel Malucelli disse que o presidente Michel Temer tem tudo para colocar o Brasil no rumo do crescimento, porque as ações que tem tomado, em pouco mais de 100 dias de governo, são essenciais para reequilibrar as contas públicas e tirar o país da crise.        "Temer também exigiu que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) devolvesse R$ 100 bilhões em ativos pertencentes ao Tesouro Nacional e suspendeu recursos da instituição para obras no exterior, medidas corajosas para quem inicia um governo. Ressalta-se ainda o corte de 4.307 cargos em comissão e funções que permitirá uma economia de R$ 230 milhões por ano aos cofres públicos e a redução do número de ministérios", observa. Veja a opinião do empresário:

 

"Ao longo dos anos, temos assistido, no cenário político nacional, desvios de condutas com ambições sórdidas que acabaram fragmentando nossas esperanças. Como empresário, venho convivendo, por décadas, com crises e com promessas de novos governos que nos vendem terrenos férteis, paraísos e portos seguros e nos entregam pântanos, fraudes e estelionatos. Mas, sempre acreditamos, pois este é o nosso país.

Vejo, agora, uma grande luz. Em pouco mais de 100 dias de governo do presidente Michel Temer observo lucidez e audácia na condução dos destinos da Nação, norteada por um cuidado especial na condução da política econômica. Adotou medidas essenciais para reequilibrar as contas públicas e colocar a economia nos trilhos do crescimento, além de medidas para fortalecer os programas sociais.

Temer adotou o diálogo como norte de ação ouvindo deputados, senadores, prefeitos, governadores, representantes de sindicatos e de entidades da sociedade civil e de empresários. Com Henrique Meireles na condução da política econômica, Temer está trazendo o realismo de volta às contas públicas com a proposta de mudança na meta fiscal.

A Proposta de Emenda Constitucional que limita os gastos públicos fará com que as despesas de um ano cresçam apenas o equivalente à inflação do ano anterior, o que poderá devolver o equilíbrio fiscal ao País. É uma proposta delicada, que pode desagradar muita gente, mas é necessária e seu resultado ainda haveremos de comemorar.

Temer também exigiu que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) devolvesse R$ 100 bilhões em ativos pertencentes ao Tesouro Nacional e suspendeu recursos da instituição para obras no exterior, medidas corajosas para quem inicia um governo. Ressalta-se ainda o corte de 4.307 cargos em comissão e funções que permitirá uma economia de R$ 230 milhões por ano aos cofres públicos e a redução do número de ministérios.

Eu, portanto, acredito neste governo que está promovendo uma reforma na educação, que colocou como presidente da Petrobrás um executivo de respeito como Pedro Parente e que vem conduzindo com equilíbrio a política internacional. Tenho certeza de que também será iluminado nas reformas política e previdenciária".

 

*Joel Malucelli é fundador do Grupo JMalucellipedro.ribeiro