Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Um Ideb de primeiro mundo para encobrir a vergonha da Quadro Negro

 Ao assumir o compromisso de melhorar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Edeb) no Paraná, onde ..

Pedro Ribeiro - 17 de janeiro de 2019, 18:12

O governador Carlos Massa Ratinho Junior, acompanhou a apresentação das diretrizes de trabalho da nova gestão para a Educação, em encontro com o secretário Renato Feder e funcionários da Secretaria de Educação e do Esporte.
Curitiba, 17-01-19.
Foto: Foto: Rodrigo Félix Leal
O governador Carlos Massa Ratinho Junior, acompanhou a apresentação das diretrizes de trabalho da nova gestão para a Educação, em encontro com o secretário Renato Feder e funcionários da Secretaria de Educação e do Esporte. Curitiba, 17-01-19. Foto: Foto: Rodrigo Félix Leal

 

Ao assumir o compromisso de melhorar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Edeb) no Paraná, onde existem municípios que estão muito abaixo da linha do desejável, o governador Carlos Massa Ratinho Junior renova a esperança da família paranaense na área educacional. Ele vai além quando também sustenta que vai tornar a rede pública de ensino referência nacional e internacional em ensino e aprendizagem.

“Temos um desafio muito grande, pois o Paraná é o sétimo no Ideb. Com o potencial, o quadro técnico e os professores que temos, podemos estar em primeiro lugar”, afirmou o governador. “A ideia é repensar de uma maneira inovadora um novo jeito de se fazer educação no Paraná para que possamos chegar ao topo do ranking.”

Para chegar a estes níveis de primeiro mundo, o governador tem um grande desafio pela frente que é o de corrigir os erros do governo Beto Richa que expôs o Estado ao ridículo com destaque nas principais  páginas policiais do país com a operação Quadro Negro

Os envolvidos neste escândalo, que consumiu mais de R$ 20 milhões, em corrupção terão que ser punidos pela Justiça, mas cabe ao atual governo apurar o passo e reconstruir as escolas, adquirir novos equipamentos e incentivar os professores.

Caso contrário, estaremos convivendo com as mesmas imagens da desgraça, vendo construções inacabadas de escolas que deveriam já estar funcionando.

O tempo passa e se medidas não foram tomadas imediatamente, poderemos ver ressurgir do silêncio, a APP Sindicato que, com certeza, voltará a assumir posturas nada agradáveis, nem ao Governo do Estado e muito menos aos parlamentares na Assembleia Legislativa.

Entre as medidas que já estão sendo executadas pela Secretaria, Ratinho Junior destaca a seleção dos 32 novos chefes dos Núcleos Regionais de Educação. “Até agora a indicação era política. Estamos rompendo com esse modelo, passando por um teste seletivo muito criterioso”, disse. “O chefe de núcleo precisa ter capacidade técnica, porque ele será o topo da pirâmide para as boas práticas que queremos implantar na sala de aula”, explicou.

Outra medida é a melhoria da estrutura das escolas, onde as unidades mais necessitadas e com problemas mais graves estarão recebendo reparos emergenciais para começar o ano letivo aptas para receber os alunos. Cerca de 100 escolas estão passando por reformas.