Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Veja por que há vazamentos de informações na Operação Lava Jato

Os vazamentos na Operação Lava Jato são resultados de uma trama política que tenta impor rachaduras em sua sólida estrut..

Pedro Ribeiro - 25 de agosto de 2017, 12:08

Os vazamentos na Operação Lava Jato são resultados de uma trama política que tenta impor rachaduras em sua sólida estrutura. Depois de um golpe em seu orçamento, reduzido em 40%, a Polícia Federal é vítima agora da falta de autonomia administrativa e financeira que limita sua independência e seu alcance, além de ficar refém de interferências políticas.

A saída para que o órgão de continuidade ao lado do juiz federal, Sergio Moro e sua força tarefa, que vem fazendo uma varredura na corrupção no Brasil, é a votação da PEC 412 que da autonomia à instituição, afirma o deputado federal Delegado Francischini, que vem realizando audiências públicas no país em busca de assinaturas para que a Câmara Federal vote esta PEC.

"Hoje, não é surpresa para agentes da Polícia Federal chegar a uma casa, apartamento ou escritório e encontrar a pessoa alvo da operação, de banho tomado, ao lado de seu advogado e com computadores desovados", observa Francischini. Isto, diz ele, porque, com limite até de diárias, combustíveis e mobilização técnica  para o deslocamento do contingente policial, há o vazamento (sigilo fica comprometido) da informação, preparando o alvo.

Segundo o deputado delegado, poucos políticos hoje no país tem interesses no combate à corrupção e muitos são contrários à autonomia do órgão repressor , pois correm o risco de eles mesmos serem presos. Francischini também condenou o novo modelo de prisão preventiva, ilustrando que um marginal, pedófilo, traficante pratica o crime já sabendo que ficará detido por apenas 90 dias e que depois deixará a prisão.

Em Morretes, onde participou a Audiência Pública para a PEC 412, Francischini também disse que é contra o chamado "bolsa eleição" e que a redução de R$ 3,5 bilhões para R$ 2 bilhões é apenas cortina de fumaça e que a Câmara Federal deverá aprovar a reforma política com o fundo, a princípio, sem valor, para ir negociando na frente.

 pedro.ribeiro