acidente br-116 caminhão

Mulher morre em acidente com caminhão na BR-116; congestionamento é de 6 km

Uma mulher morreu na tarde desta quinta-feira (23) após um acidente entre carro e caminhão na BR-116, em Mandirituba, na Região Metropolitana de Curitiba. De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a pista chegou a ficar totalmente fechada, mas agora o trânsito flui no sistema pare-e-siga.

A informação é que o congestionamento na BR-116 chega a seis quilômetros.

As informações iniciais são que a mulher dirigia um Pajero no sentido Mafra, em Santa Catarina. Contudo, ela entrou na contramão e acabou causando o acidente apesar do motorista do caminhão ter jogado o veículo para o acostamento. A mulher morreu no local e estava sozinha no carro, enquanto o homem sofreu leves escoriações.

Ainda segundo as informações da PRF, o local tem faixa amarela dupla contínua, ou seja, as manobras de ultrapassagem são proibidas em ambos os sentidos.

Três pessoas morrem em acidente com dois carros e carreta na BR-277

Três pessoas morreram em um acidente na BR-277, em Guarapuava, na região central do Paraná, nesta quarta-feira (22). Além delas, outras três ficaram feridas e foram encaminhas para hospitais da região. A batida envolveu dois carros e uma carreta no trecho da Serra da Esperança.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), faltou freio em uma carreta bitrem. O condutor do caminhão tentou descer a serra, mas no km 307,2 invadiu a pista contrária e colidiu primeiramente com um FIAT Pálio Weekend. Na sequência, o caminhão acertou uma Ford Ranger e depois bateu em em um barranco e acabou descendo uma ribanceira de mais de 100 metros de altura.

Parte da carga da carreta ficou espalhada pelas margens da rodovia. As causas do acidente estão sendo investigadas, segundo a PRF. ]

Os dois carros envolvidos no acidente tinham placas de Contenda, na Região Metropolitana de Curitiba, e Cascavel, no oeste do estado.

Entre as vítimas mortas, está o motorista do Pálio, de 57 anos, e uma passageira, de 18 anos; além do condutor da Ranger, de 53 anos. Os feridos são uma passageira do Pálio, de 18 anos, em estado grave; uma passageira da Ranger, de 57 anos, em estado grave; e o motorista do caminhão, de 44 anos, com lesões graves.

idosa morre em acidente com motorista bêbado

Idosa recém-operada morre em acidente causado por motorista bêbado

Uma idosa, de 66 anos, morreu em um acidente causado por um motorista bêbado, na manhã desta terça-feira (21), em Curitiba. A mulher, recém-operada, estava com o marido em um carro de aplicativo a caminho do Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, para retirada dos pontos da cirurgia.

A batida aconteceu por volta das 6h30 próximo à Igreja Santa Cândida. A idosa e o marido estavam no carro de aplicativo, um Voyage, que seguia pela Theodoro Makiolka, no sentido Santa Cândida, quando o veículo, conduzido pelo motorista embriagado, um Mégane Scénic, que transitava no sentido Abranches, invadiu a pista contrária e bateu de frente com o carro deles.

O motorista do aplicativo, Fabio Andrade Silva, que teve ferimentos leves, contou para o repórter William Bittar da Rádio CBN Curitiba que o carro que causou o acidente vinha fazendo ziguezague na pista e não deu tempo de evitar a colisão.

“Era a primeira corrida do dia. Eu estava indo para o Angelina Caron levara a mulher que ia tirar os pontos da cirurgia. Eu estava vindo na reta e o rapaz vinha na pista contrária, fez ziguezague e acabamos batendo de frente”, disse.

O marido da idosa foi encaminhado ao Hospital Cajuru com ferimentos moderados.

O motorista do Scénic estava sozinho no carro. Ele trabalha em uma empresa de segurança e teve apenas escoriações na testa.

Mégane Scénic, conduzido por motorista bêbado, invadiu a pista contrária e bateu de frente com o Voyage (William Bittar / CBN Curitiba)

MOTORISTA BÊBADO

O teste do bafômetro foi realizado nos dois condutores. O motorista do aplicativo teve o resultado negativo para o consumo de álcool.

Já o homem que causou o acidente apresentou 0,88 miligramas de álcool por litro de ar expelido. De acordo com a Lei Seca, o limite mínimo é de 0,33 miligrama de álcool por litro de ar expelido no bafômetro.

O motorista foi preso em flagrante. “Ele deve responder pelo óbito, agravado com sinais de embriaguez”, disse o cabo da Polícia Militar, Helio Vanderlei da Silva.

TRÂNSITO BLOQUEADO

A Rua Theodoro Makiolka foi bloqueada, perto da Álvaro Teixeira Pinto para o atendimento ao acidente. Conforme a Setran, em função disso o trânsito ficou lento nas proximidades da Igreja Santa Cândida.

Um desvio foi feito pela Rua Fernando de Noronha. A linha de ônibus Santa Felicidade/Santa Cândida precisou trocar a rota e perdeu seis pontos de parada.

ACIDENTES SÃO RECORRENTES

Segundo moradores da região, acidentes são comuns na Rua Theodoro Makiolka. Eles reclamam da falta de sinalização e redutores de velocidade.

Janelio Matucharki é comerciante e trabalha há 19 anos próximo ao local do acidente. “Aqui falta mais sinalização, lombada. É uma via de 60 km/h, mas o pessoal passa a 100 km/h, principalmente moto”, ressaltou.

Idosa recém-operada morreu no acidente (William Bittar / CBN Curitiba)

Leonice Locatelli trabalha há 17 anos em um salão de beleza na Theodoro Makiolka e diz que os acidentes são recorrentes. “É uma via bem movimentada, não tem sinalização, não tem segurança, não tem acostamento. A única ciclovia que temos está no meio do mato e os postes, inclusive, estão no meio dessa ciclovia”, afirma.

O aposentado Antonio Carlos Alberti mora há 10 anos na região e diz que os acidentes passaram a ocorrer mais após o aumento no fluxo de pessoas. “Aqui na esquina da Theodoro Makiolka com a Álvaro Teixeira Pinto tem muito acidente por causa dos conjuntos habitacionais que saíram ali no Jardim Aliança. Nós já pedimos para os vereadores para conseguir, pelo menos, uma lombada, mas não acontece nada. E dá muito acidente aqui”, destacou.

PREFEITURA ANALISA O LOCAL PARA REFORÇAR A SINALIZAÇÃO

Em entrevista à Rádio CBN Curitiba, a superintendente de Trânsito de Curitiba, Rosângela Battistella, garantiu que a Prefeitura está avaliando as condições da via e um possível reforço na sinalização.

“A Theodoro Makiolka ela está com pavimento bom, ela tem a sinalização. O que falta nela são calçadas. O que você percebe é que quando uma via não tem calçadas, o pedestre acaba andando pela rua e sendo perigoso. Nosso técnicos estão estudando o reforço na sinalização, algumas legendas e escritas maiores. Não podemos colocar lombadas em curvas ou declives acentuados. Mas em primeiro lugar também precisamos da responsabilidade do motorista”, ressaltou.

Battistella disse ainda que o IPPUC (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba) tem um projeto de eixo cicloviário na Theodoro Makiolka, que pode melhorar as condições de trânsito. Mesmo assim, medidas mais rápidas podem ser adotadas. “Nada impede que em um futuro próximo tenha um redutor de velocidade eletrônico, tudo isso depende dos estudos dos nosso técnicos”, afirmou.

Paraná teve 500 mortes em rodovias federais em 2019

Quinhentas pessoas morreram e outras 8.551 ficaram feridas em acidentes de trânsito registrados nas rodovias federais do Paraná ao longo de 2019. Os dados foram divulgados pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) na manhã desta terça-feira (21).

Segundo a PRF, o número de mortes é o segundo menor dos últimos dez anos, acima apenas do total verificado em 2018, quando houve 494 mortes e 8.348 vítimas feridas no estado.

Em relação ao ano anterior, o total de mortes oscilou 1,2% e o de feridos, 2,4%. Já o total de acidentes atendidos caiu 3,1% – passou de 7.955 para 7.705.

O pico de vítimas mortas dentro da série histórica ocorreu em 2012, quando 855 pessoas perderam a vida em rodovias federais paranaenses.


PERFIL DOS ACIDENTES FATAIS

Conforme a PRF, as principais causas dos acidentes que resultaram em vítimas mortas no ano passado foram falta de atenção do condutor (21% das mortes); falta de atenção do pedestre (17,2%); desobediência às normas de trânsito pelo condutor (16,8%); velocidade incompatível (16,4%); ultrapassagem indevida (6,2%), ingestão de álcool (4,6%); sono (3%); e desobediência às normas de trânsito pelo pedestre (3%).

Quase metade das mortes ocorreu em colisões frontais (24,8%) ou em atropelamentos (24,6%). A maioria dos óbitos ocorreu em situação de pista seca (82,4%), em trechos de reta (65,4%), no período noturno (64,5%), em rodovias de pista simples (53,5%) e de sexta-feira a domingo (52,2%).

Motociclistas ou passageiros de motocicletas foram 22,2% das vítimas mortas. Ciclistas, 4,2%. Homens representaram 83,8% do total de óbitos.

INFRAÇÕES

Em 2019, os policiais rodoviários federais flagraram 4.216 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas no Paraná. O número é 9,3% superior ao verificado no ano anterior, quando houve 3.858 flagrantes.

Outros 19,9 mil motoristas foram autuados por ultrapassagens proibidas, que estão entre as principais causas das colisões frontais.

A PRF constatou ainda 2.047 crianças sendo transportadas sem cadeirinha, assento de elevação ou bebê-conforto.

Ao longo de 2019, mais de 20,2 mil veículos foram recolhidos aos pátios da PRF no estado, por diferentes irregularidades. No caso específico de caminhões, por exemplo, quase 8,6 mil toneladas de excesso de peso foram detectadas.

acidente contorno sul ciclista

Mulher entra em estado de choque após atropelar e matar ciclista no Contorno Sul

Um ciclista, de 40 anos, morreu após ser atropelado por um carro na BR-376, na noite desta segunda-feira (20), em Curitiba. O acidente aconteceu no km 594, no Contorno Sul. A motorista do carro ficou em estado de choque e foi encaminhada ao Hospital do Trabalhador por uma ambulância do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o carro trafegava no sentido Almirante Tamandaré, pela faixa da esquerda, quando atingiu o ciclista que efetuava a travessia da rodovia. O ciclista não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A motorista realizou o teste de bafômetro, com resultado 0,00mg/l. Ela afirmou que transitava pela rodovia quando foi surpreendida pelo ciclista.

Segundo a PRF, o local é bastante escuro e a velocidade permitida é de 80 km/h.

O corpo do homem foi encaminhado ao IML (Instituto Médico-Legal) de Curitiba.

Caminhão sem freios causa acidente grave na BR 376; motorista morre no local

Um caminhão, carregado de baterias, causou um grave acidente na noite desta sexta-feira (17), no km 673, da BR 376, em Guaratuba, litoral do Paraná.

Segundo informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal), o acidente foi por volta das 21h30. O caminhão acabou batendo em quatro carros de passeio até colidir na traseira de um caminhão-tanque, carregado de combustível de aviação.

Três pessoas ficaram feridas  e foram encaminhadas para hospitais da região.

Ainda segundo a PRF, a carga de baterias que ficou espelhada pela pista e foi saqueada por populares.

A pista sentido Santa Catarina ficou bloqueada por mais de 5 horas por conta da carga de combustível de aviação, que também se espalhou pela pista.

O congestionamento no local do acidente chegou a 27 km. A pista da BR 376 foi liberada ainda de madruga.

 

 

acidente grave deixa tres feridos água verde

Motorista bêbado causa acidente grave deixa três pessoas feridas na Capital

Um acidente na noite desta sexta-feira (17), deixou três pessoas feridas, no bairro Água Verde, região nobre da Curitiba.

Dois carros e uma moto bateram na Av. Água Verde, esquina com a Rua Guilherme Pugsley, por volta das 23h30.

Segundo a PM (Polícia Militar), o motorista de um dos carros estava alcoolizado e acabou causando o acidente ao tentar fugir da abordagem da polícia.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para o socorro das vítimas e também por conta de um vazamento de óleo na pista.

Colaboração

A rua Guilherme Pusgley, também conhecida como a rápida que vai do Portão para o Centro, precisou ser fechada por algumas horas para que o pó químico, usado pelos Bombeiros, agisse no óleo derramado e a rua voltasse a ter segurança de circulação.

O motoqueiro ficou gravemente ferido e foi encaminhado para o Hospital do Trabalhador.

Já as outras duas vítimas do acidente tiveram ferimentos leves e foram encaminhadas para o Hospital Cajuru.

O motorista alcoolizado e o passageiro foram encaminhados para delegacia da polícia civil.

Motociclista morre em acidente nos Campos Gerais

Um motociclista, de 53 anos, morreu nesta quinta-feira (16), em Irati, na região dos Campos Gerais. O acidente aconteceu no km 263 da BR-277, por volta das 21h15.

Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a moto seguia sentido Irati e ao sair da rodovia a esquerda obstruiu a passagem de um carro que seguia sentido Prudentópolis. O veículo não conseguiu desviar e ocorreu a colisão.

O motociclista foi socorrido pela ambulância da concessionária que administra o trecho e encaminhado até a Santa Casa de Irati em estado grave. No hospital, ele não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

O condutor do carro, com placas de Cascavel, não ficou ferido.

acidente br-277 crianças

Três crianças e duas pessoas morrem em acidente entre carro e ônibus na BR-277

Um acidente envolvendo um carro e um ônibus na BR-277 resultou na morte de cinco pessoas, sendo três crianças, em Palmeira, no trecho que liga a cidade com Irati. De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a colisão ocorreu no quilômetro 199 e a pista estava molhada por causa da forte chuva que atinge o Paraná.

Atualização: o motorista tinha 36 anos, enquanto a passageira tinha 40. Já as três crianças, que estavam no banco de trás, tinham 16, 14 e 10 anos.

A princípio, o condutor do veículo perdeu o controle, invadiu a pista contrária e colidiu com o ônibus, que estava transportando 31 passageiros. Contudo, nenhum deles ficou ferido.

Ainda conforme as informações da PRF, todas as vítimas estavam no Renault Symbol, com placa de Foz do Iguaçu. As vítimas só serão identificadas após os corpos serem encaminhados ao IML (Instituto Médico-Legal).

Por fim, a pista sentido sul da BR-277 está fluindo com sistema de comportas (siga e pare). Por enquanto, a PRF não tem informação se o esquema causa a formação de filas.

Homem morre em acidente entre caminhonete e caminhão na PR-323

Um homem, de 24 anos, morreu em um acidente na manhã desta terça-feira (14), na PR-323, em Seranópolis, na região norte do Paraná. A batida entre a caminhonete e o caminhão aconteceu no KM 29 da rodovia.

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, o motorista do caminhão disse que o condutor da caminhonete perdeu o controle do veículo, invadiu a pista contrária e bateu de frente com o caminhão.

O rapaz dirigia a caminhonete com placas de Cambé. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Por causa do acidente, o caminhão ficou atravessado na pista e o trânsito precisou ser desviado.

*Com informações da Tarobá News*