enem, enem ppl, examen nacional do ensino médio, adultos, jovens, ppl, pessoas privadas de liberdade, educa mais brasil

Enem PPL: mais 40 mil pessoas privadas de liberdade inscritas em 2019

O Exame Nacional do Ensino Médio para adultos que cumprem Penas Privativas de Liberdade e jovens sob medidas socioeducativas (Enem PPL) alcançou a marca de mais de 40 mil inscritos. As provas vão ser realizadas nos dias 10 e 11 de dezembro. O estado de São Paulo registrou 15.826 dos 46.163 mil inscritos no exame neste ano.

Em cada unidade prisional ou socioeducativa existe um responsável pedagógico que realiza e acompanha as inscrições, além de cuidar de outros processos referentes à realização do exame. Ele também terá acesso aos resultados obtidos pelos participantes e pleiteará seu acesso no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e em outros programas de educação superior.

Sobre o Enem PPL

O Enem PPL, voltado para adultos e jovens, é constituído de redação e quatro provas objetivas com 45 questões de múltipla escolha.

No primeiro dia serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias. Neste dia, a aplicação terá cinco horas e meia de duração. Já no segundo momento, serão aplicadas as provas de ciências da natureza e matemática cuja aplicação terá cinco horas de duração.

Os participantes do Enem PPL que já concluíram ou concluirão o ensino médio ainda este ano poderão utilizar o desempenho no exame para acesso à educação superior. Já os participantes que não estejam cursando ou não concluirão o ensino médio no ano letivo de 2019 só poderão utilizar os resultados individuais no exame para auto avaliação de conhecimentos.

*Matéria produzida com informações do Inep

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Encceja Exterior: prazo de inscrição termina nesta sexta-feira

As inscrições para pessoas residentes no exterior, interessadas em fazer o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja Exterior), terminam nesta sexta-feira (5) às 23h59.

Acaba também hoje o prazo de solicitação para atendimento especializado. Podem pedir pessoas com: baixa visão, visão monocular, deficiência intelectual (mental), deficiência auditiva, surdez, autismo, déficit de atenção, discalculia e dislexia e/ou deficiência física.

As provas do Encceja Exterior serão aplicadas no dia 15 de setembro em 18 cidades, de 12 países.

Os candidatos que estiverem em busca do certificado do ensino fundamental devem ter, no mínimo, 15 anos de idade completos na data da prova. Já para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é 18 anos.

Provas

O Encceja Exterior é composto por quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. A nota mínima exigida é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.

Os resultados do Encceja podem ser usados de duas formas. O participante que conseguir a nota mínima exigida nas quatro provas objetivas e na redação tem direito à certificação de conclusão de ensino fundamental ou do ensino médio.

O participante que conseguir a nota mínima exigida em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, tem direito à declaração parcial de proficiência.

Locais das provas

As provas serão aplicadas na Bélgica (Bruxelas); Espanha (Barcelona e Madri); nos Estados Unidos (Boston, Houston, Nova Iorque e Miami); na França (Paris); Guiana Francesa (Caiena); Holanda (Amsterdã); Itália (Roma); no Japão (Nagoia, Hamamatsu e Tóquio); em Portugal (Lisboa); no Reino Unido (Londres), na Suíça (Genebra) e no Suriname (Paramaribo).

Inscrições para o Encceja 2019 começam nesta segunda-feira

Começam, nesta segunda-feira (20), as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). É a oportunidade para quem não concluiu os estudos na idade adequada ir em busca do certificado.

O Encceja exige uma idade mínima para participação. Os interessados no certificado do ensino fundamental precisam ter, pelo menos, 15 anos completos na data da prova. Para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é de 18 anos. O exame é gratuito e as inscrições devem ser feitas pela internet, no Sistema Encceja, até 31 de maio.

As provas do Encceja serão aplicadas em 25 de agosto, nos turnos da manhã e da tarde, em 611 municípios brasileiros. A edição de 2019 traz algumas novidades, principalmente relacionadas à acessibilidade. Pela primeira vez, o edital terá uma versão em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Quem já teve laudo médico aprovado em outras edições não precisa apresentar novo laudo durante a inscrição. Participantes surdos, deficiente auditivos e surdocegos devem indicar, durante a inscrição, se usam aparelho auditivo ou implante coclear. Outra mudança é a necessidade de justificar o motivo da ausência na edição passada.

Conforme o Inep, a segurança também será reforçada. O participante que deixar seu aparelho eletrônico emitir qualquer som durante a aplicação será eliminado. Além disso, todos os lanches serão revistados.

Certificação ou declaração parcial de proficiência

O Encceja tem quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. A nota mínima exigida para obtenção da proficiência é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação. Os resultados podem ser usados de duas formas. Quem conseguir a nota mínima exigida em todas as provas tem direito à certificação de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. Aqueles que alcançarem a nota mínima em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, terão direito à declaração parcial de proficiência.

O Inep elabora, aplica e corrige as provas do Encceja, mas a certificação é feita pelas secretarias estaduais de educação e Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia que tiverem assinado termo de adesão ao Encceja com o Inep. O participante deve escolher a instituição certificadora na qual deseja solicitar a certificação ou a declaração parcial de proficiência durante a inscrição.

Encceja 

O Inep é responsável pela aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) no Brasil e no exterior, desde 2002. O exame visa aferir competências, habilidades e saberes de jovens e adultos que não concluíram o ensino fundamental ou o ensino médio na idade adequada.

São quatro aplicações, para públicos diferentes. O Encceja Exterior é aplicado em parceria com o Ministério das Relações Exteriores, a brasileiros residentes fora do país. Já o Encceja PPL, voltado para pessoas privadas de liberdade, é aplicado tanto no Brasil quanto no exterior, e envolve parceria com o Ministério da Justiça. As modalidades possuem editais próprios, que serão divulgados posteriormente.