Aeroporto Afonso Pena é o melhor do Brasil, aponta pesquisa

O Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, foi o mais bem avaliado do país na Pesquisa de Satisfação de Passageiros e de Desempenho Aeroportuário divulgada, nesta quinta-feira (1º), pela Secretaria de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura. O local tem capacidade para 14,8 milhões de passageiros por ano.

O aeroporto recebeu nota 4,72 em uma escala onde a pontuação máxima é 5. A pesquisa avalia a cada três meses os 20 aeroportos com maior movimentação do Brasil. Juntos, os terminais são responsáveis por 87% do fluxo de passageiros no país.

Além da maior nota, o Afonso Pena também se destacou na categoria de aeroportos que movimentam de 5 a 15 milhões de passageiros ao ano.

O terminal curitibano também foi lembrado como melhor terminal em nove dos 37 itens pesquisados, como limpeza, conforto térmico e segurança.

 

 

Afonso Pena teve mais de 2 milhões de passageiros no primeiro quadrimestre de 2019

2.116.171 passageiros estiveram no Aeroporto Internacional Afonso Pena no primeiro quadrimestre de 2019. O número aponta um crescimento de 3,1% em relação ao mesmo período do ano passado, quando 2.050.953 pessoas passaram pelo aeroporto localizado em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Atualmente, o Afonso Pena tem capacidade para atender 14,8 milhões de passageiros por ano, sendo que, em 2018, o aeroporto registrou praticamente 6,3 milhões de passageiros.

O aeroporto de Curitiba é o segundo mais movimentado da região Sul do país. No âmbito nacional, o Afonso Pena fica na 12.ª posição.

Operam, aproximadamente, 179 voos por dia no terminal, que transportam 17 mil passageiros, entre embarques e desembarques. Atualmente, seis companhias aéreas funcionam pelo maior terminal paranaense: Aerolíneas Argentinas, Paranair, Azul, Gol e Latam.

De acordo com Antônio Pallu, superintende do aeroporto, a expectativa é que o crescimento se mantenha até o final deste ano. “Estamos sempre trabalhando para atrair a presença de novas empresas aéreas, novas opções de voo e de serviços para nossos passageiros e usuários”, acrescentou Pallu.

LEIA TAMBÉM:

Aeroporto Afonso Pena fica em 4º no ranking dos melhores aeroportos do mundo

Dois aeroportos brasileiros estão no ranking dos 10 melhores do mundo de acordo com o levantamento AirHelp Score 2019. O Aeroporto Internacional Afonso Pena, na Região Metropolitana de Curitiba, ficou em 4º lugar. O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), ficou em décimo.

Menino foge de casa, burla segurança de aeroporto e voa até Congonhas

Nos primeiros lugares estão: o Aeroporto Internacional Hamad, no Catar, seguido pelo Aeroporto Internacional Tóquio Haneda, no Japão, e pelo Aeroporto Internacional de Atenas, na Grécia. Na pesquisa foram avaliados os 132 aeroportos mais usados no mundo e foram ouvidos 40 mil usuários, sendo 2.500 brasileiros. A avaliação é considerada a mais abrangente e precisa do setor.

O principal item avaliado foi a performance em pontualidade. Outras questões analisadas foram a qualidade do serviço e os pontos de alimentação e lojas. Segundo o levantamento, o Aeroporto Internacional Afonso Pena obteve nota 8,4 para pontualidade dos voos. Para a qualidade do serviço, a pontuação chegou ao 8,4 e 8,3 para qualidade do varejo.

Aeroporto Afonso Pena é eleito o melhor do Brasil

A pontuação final chegou a 8,37. Outros aeroportos brasileiros também estão no top 10, entre eles o Aeroporto Internacional de Recife, em décimo primeiro; o Aeroporto Internacional de Brasília, em décimo terceiro; o Tancredo Neves – Confins, no décimo quinto; o Santos Dumont, em décimo sétimo, no Rio de Janeiro, e o Aeroporto Internacional Pinto Martins, em décimo nono, em Fortaleza.

Entre as companhias aéreas, a Azul Airlines ficou no 29° lugar e a Gol ficou na posição 58. A empresa com a melhor avaliação foi a Qatar Airways.

Afonso Pena é eleito o segundo mais bem avaliado do país

 

O Aeroporto Internacional Afonso Pena, na região metropolitana de Curitiba, foi o segundo mais bem avaliado do país nos primeiros três meses deste ano.  De acordo com uma pesquisa da Secretaria de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, o terminal curitibano recebeu a nota de 4,73 em uma escala onde a pontuação máxima é 5. O Afonso Pena foi avaliado em 38 indicadores, sendo 37 de processos e um de satisfação geral.

O terminal tem as maiores notas entre todos os participantes para tempos de fila de inspeção de segurança na aduana e emigração, disponibilidade de tomadas e assentos na sala de embarque; cordialidade dos funcionários da aduana e imigração;  qualidade da sinalização do aeroporto e das instalações de estacionamento de veículos, além de disponibilidade de transporte público para o aeroporto.

Desde o início da pesquisa, em 2013, o Afonso Pena é historicamente um dos mais premiados aeroportos. Em 2018, o terminal foi eleito o melhor do país no primeiro e segundo trimestre. Este ano, a diferença para Viracopos (SP), que ficou em primeiro, foi de apenas quatro centésimos. A pesquisa avalia trimestralmente os 20 aeroportos com maior movimentação no Brasil. Juntos, eles são responsáveis por 87% do fluxo de passageiros no país.

MP vai investigar como criança burlou segurança de aeroporto e voou até Congonhas

O Ministério Público do Paraná (MPPR) deve instaurar nesta semana um procedimento para apurar o caso do menino, de 12 anos, que embarcou clandestinamente em um voo para Congonhas (SP) partindo do Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, na última segunda-feira (15).

Menino foge de casa, burla segurança de aeroporto e voa até Congonhas

A Promotoria de Justiça de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos pretende instaurar uma apuração de infração administrativa para saber como a criança passou por pelo menos duas fiscalizações sem ser barrada.

Ele teria fugido de casa depois ter tirado notas baixas na escola. Para evitar mais advertências em casa, o garoto falsificou a assinatura dos pais no boletim. A professora descobriu e ele foi suspenso. Ele então foi até o aeroporto, se infiltrou em uma família sem que ninguém percebesse e viajou tranquilamente na aeronave que tinha assentos disponíveis. Quando desembarcou, ele não sabia para onde iria e foi abordado. Em nota, a companhia aérea disse que quando se deu conta do fato, já no aeroporto paulista, entrou em contato com os familiares do garoto e com as autoridades, providenciando o seu retorno imediato.

A LATAM Airlines Brasil e a Infraero afirmam que estão colaborando com as investigações. Já a Polícia Federal (PF) garante que não teve culpa. Em nota a instituição esclarece que “é responsável pela área de imigração, embarque e desembarque internacional e ameaça à segurança das aeronaves” e que “negligência funcional em embarque doméstico” não cabe a PF apurar.

MP vai investigar caso de criança que viajou de Curitiba a São Paulo sem autorização ou passagem aérea

Um procedimento deve ser instaurado na próxima segunda-feira (22) pelo Ministério Público do Paraná para apurar o caso da criança de Curitiba que embarcou em um voo para São Paulo sem passagem aérea e sem autorização dos pais. O menino, de 12 anos, mora no bairro Boqueirão, na capital, e entrou em uma aeronave na última segunda-feira (15), no Aeroporto Internacional Afonso Pena, na região metropolitana.

A Promotoria de Justiça de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos pretende instaurar uma apuração de infração administrativa para saber como a criança passou por pelo menos duas fiscalizações sem ser barrada. Quando desembarcou em Congonhas, o menino ficou parado em um dos corredores e foi finalmente identificado por funcionários da Latam.

Ao descobrir que ele havia viajado clandestinamente, a companhia aérea providenciou o retorno do menino para Curitiba em um voo noturno, desta vez sob supervisão. A promotora Tarcila Santos Teixeira diz que na semana que vem o Ministério Público vai buscar informações oficiais. Mas, de antemão, ela afirma que o desfecho foi menos grave do que poderia ter sido diante da situação de risco para a criança. “Foi muita sorte esta criança ter sido encontrada, pois ela poderia ter tomado um rumo desconhecido. O embarque dela já foi feito de forma clandestina, realmente violando todas as normas de proteção.” disse a promotora.

O menino teria fugido de casa depois de desentendimentos com os pais relacionados a problemas na escola. O Ministério Público pretende identificar como a criança burlou o serviço de apresentação do bilhete aéreo ao entrar na área de embarque, de responsabilidade da Infraero, e, depois, na aeronave, que é controlada pela companhia aérea. Para a promotora Tarcila Teixeira, há, no mínimo, uma responsabilidade solidária. “Eu concluo que esta criança passou por dois processo de fiscalização que deveriam ter barrado ela, e não o fizeram. Como isto fica claro que houveram falhas graves.”

Em nota, a Latam informou que colabora com autoridades na investigação. A empresa alega ter mantido contato com os responsáveis pelo menino desde o primeiro momento e prestado assistência para o retorno dele a Curitiba.

A Infraero informou que também vai colaborar com as autoridades para esclarecer o caso, ao mesmo tempo em que vai reforçar os processos de segurança no aeroporto.

Carnaval movimenta mais de 100 mil passageiros no Aeroporto Afonso Pena

Entre os dias 1º e 7 de março, são esperados aproximadamente 101.386 passageiros, entre embarques e desembarques, no Aeroporto Internacional de Curitiba/São José dos Pinhais – Afonso Pena.  Este número é 1,1% superior à movimentação registrada para o período de Carnaval do ano passado, que foi entre os dias 9 e 15 de fevereiro, quando 100.264 viajantes utilizaram o terminal.  A circulação de aeronaves também deve ter um incremento de 1,2%: serão 1.076 voos, entre pousos e decolagens, ante 1.063 operações do período anterior. 

Para garantir a fluidez nas operações e no funcionamento de toda infraestrutura aeroportuária durante o feriadão, uma série de ações foram adotadas para atender ao grande fluxo de passageiros e manter o conforto e a segurança dos usuários. Equipes de segurança, operações e de manutenção foram reforçadas por meio de remanejamento das escalas de trabalho; os “amarelinhos”, funcionários de colete amarelo da Infraero com a frase “Posso Ajudar/May I Help You?” e a equipe do Balcão de Informações também estarão preparados para tirar dúvidas e orientar os viajantes. 

 O Aeroporto

O Aeroporto Internacional Afonso Pena registrou mais de 6,3 milhões de passageiros no ano de 2018. Seis companhias aéreas operam no terminal paranaense: Aerolineas Argentinas, Paranair, Avianca, Azul, Gol e Latam, que ligam Curitiba a diversos destinos brasileiros, como: Congonhas (SP), Guarulhos (SP), Campinas (SP), Porto Alegre (RS), Santos Dumont (RJ), Galeão (RJ), Brasília (DF), Foz do Iguaçu (PR), Maringá (PR), Cascavel (PR), Londrina (PR) e também a destinos internacionais, como Buenos Aires, na Argentina, e Assunção, no Paraguai, além das conexões. 

Rede Infraero 

Nos demais aeroportos da Infraero com voos comerciais regulares, a estimativa também é de crescimento neste feriado de carnaval. Entre os dias 1º e 7/2, os 46 terminais da Rede devem receber 1,45 milhão de passageiros. A alta registrada é 1% superior à movimentação registrada em 2018, quando 1,43 milhão de viajantes foram transportados no período de 9 a 15/2. Já o fluxo de aeronaves deve ser de aproximadamente 12,14 mil pousos e decolagens. 

Fluxo externo

Como sempre acontece em dias de maior movimento, o fluxo de veículos na área de estacionamento e de embarque e desembarque de passageiros, deve aumentar.  Na empresa de táxis executivos que trabalha com viagens agendadas, Black62, a orientação é de que os passageiros marquem as corridas com antecedência. Muitas pessoas acabam transportando mais bagagens do que imaginavam e esquecem de calcular o tempo necessário de acomodação nos veículos e deslocamento até o aeroporto.

Dependendo do congestionamento, a corrida pode demorar mais do que o esperado e como os vôos tem horários rígidos, esse cuidado pode evitar problemas.  De acordo com o motorista Marcelo Dalagassa, que trabalha com táxi executivo há 7 anos, “A maioria dos clientes são corporativos e nesse caso, estão voltando para passar o feriado em casa. Já no caso dos clientes físicos, a preferência é para os destinos turísticos no nordeste”, revela ele.

Marcelo tem experiência e recomenda: “Nos dias de feriado,  o trânsito fica bastante lento. Principalmente no acesso para a Avenida das Torres, desde o portal de São José dos Pinhais até a entrada do aeroporto. Portanto, a partir das 15h é prudente sair com no mínimo 30 minutos de antecedência para quem for embarcar.  O trajeto da região central até o terminal aéreo deve durar em torno de uma hora”.

Guia do Passageiro

Informações sobre viagens, direitos e responsabilidades do passageiro e da companhia área podem ser conferidas no Guia do Passageiro. O material também traz explicações sobre o funcionamento do setor aéreo e dicas, como peso e devolução de bagagem, transporte de animais e produtos de origem animal e vegetal trazidos do exterior. O guia pode ser lido clicando aqui. 

 

Afonso Pena é eleito aeroporto com mais serviços aos passageiros

O Aeroporto Internacional de Curitiba/São José dos Pinhais – Afonso Pena (PR) recebeu a melhor pontuação na categoria Aeroporto com mais Serviços ao Passageiro. É o que aponta a Pesquisa de Satisfação do Passageiro, divulgada nesta quarta-feira (13), em Brasília (DF), pelo Ministério da Infraestrutura.

A sondagem atribuiu ao terminal curitibano nota de 4,75, em uma escala onde a pontuação máxima é 5, e a média da categoria foi 4,34. A pesquisa avalia trimestralmente os 20 aeroportos com maior movimentação no Brasil. Juntos, eles são responsáveis por 87% do fluxo de passageiros no país.

O Aeroporto de Curitiba foi avaliado por 38 indicadores, sendo 37 de processos e um de satisfação geral. Destes, 30 (78,94%) estão acima da meta de 4 pontos estabelecida pelo Governo Federal. Ainda dentro desses números, o Afonso Pena tem as maiores notas entre todos os participantes para:
– Tempo de fila da aduana (4,97),
– Cordialidade dos funcionários da aduana (4,93),
– Qualidade da informação nos painéis das esteiras de restituição de bagagem (4,91),
– Velocidade da restituição de bagagem (4,76) e
– Tempo de fila na imigração (4,69).

Na Pesquisa de Satisfação do Passageiro e de Desempenho Aeroportuário, o Afonso Pena é historicamente um dos mais premiados, tendo ficado na primeira posição por diversas vezes, desde o início da pesquisa, em 2013. Em 2018, o terminal foi eleito o melhor do país no primeiro e segundo trimestre. Este ano, a diferença para Viracopos (SP), que ficou em primeiro, foi de apenas um centésimo.

Cerca de 179 voos operam diariamente no terminal, transportando aproximadamente 17 mil passageiros entre embarques e desembarques, número que o coloca como um dos mais movimentados do Brasil.

Seis companhias aéreas operam no terminal paranaense: Aerolineas Argentinas, Paranair, Avianca, Azul, Gol e Latam.

Afonso Pena é o quarto aeroporto mais pontual do mundo

O aeroporto Afonso Pena ficou classificado como o quarto mais pontual do mundo no ranking divulgado pela companhia de inteligência aérea OAG. O ranking, feito anualmente pela empresa, visa mapear a pontualidade de todos os aeroportos do mundo. Curitiba se enquadrou na categoria de pequeno aeroporto, com fluxo de 2,5 a 5 milhões de pessoas por ano.

São cinco categorias de aeroportos, divididas em: pequenos (2,5 a 5 milhões de pessoas); médios (5 a 10 milhões de pessoas); grandes (10 a 20 milhões de pessoas); principais (20 a 30 milhões de pessoas); mega (mais de 30 milhões de pessoas). A separação dos aeroportos diz respeito ao número de pessoas que transitam por eles por ano.

O critério utilizado pelo ranking para medir a pontualidade são os voos que decolam no máximo 15 minutos após o horário previsto. No caso do Afonso Pena cerca de 86,26% dos voos saíram no horário durante o ano de 2018. Na edição de 2017 do ranking, Curitiba havia ficado na 14ª posição, mostrando uma considerável melhora na sua pontualidade.

O Afonso Pena ficou atrás apenas de Minsk (Bielorrússia), Abha (Arábia Saudita) e São José do Cabo (México). o ranking dos pequenos aeroportos ainda coloca o de Fortaleza (83,82%) em 8º e Salvador (82,97%) em 13º.

Na categoria de médio porte o Brasil tem como representantes Campinas (85,95%), classificado como 3º mais pontual, Recife (84,93%) em 4º, Santos Dumont (84,88% ) e Galeão (83.73%), ambos no Rio, em 5º e 8º respectivamente, Belo Horizonte (84.84%) em 6º e Porto Alegre (83,73% ) em 9º.

Os aeroportos de São Paulo, os maiores do país em fluxo de pessoas, aparecem em duas categorias. Congonhas ficou rankeado como o sexto mais pontual do mundo ( 84.64%) na categoria de grandes aeroportos, ficando atrás do de Brasília (86.08%) que é o 3º. Guarulhos (79.91%) ficou como o 10º mais pontual do mundo na categoria aeroportos principais.

Afonso Pena é o quarto aeroporto mais pontual do mundo, aponta relatório

O Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, está entre os cinco aeroportos mais pontuais do mundo, segundo relatório anual da consultoria britânica OAG. O documento foi publicado na última quinta-feira e divulgado também pela assessoria do Ministério dos Transportes na terça-feira (8). Doze aeroportos brasileiros estão na lista dos mais pontuais do mundo e o terminal da Grande Curitiba teve o melhor desempenho entre eles.

O Afonso Pena é o quarto mais bem colocado na categoria que considera a oferta de dois e meio a cinco milhões de assentos nos voos originados por ano. Segundo o relatório, o aeroporto na região metropolitana de Curitiba tem mais de 86% de pontualidade. Na mesma categoria, os terminais de Fortaleza e Salvador aparecem entre os quinze mais pontuais do mundo.

A consultoria britânica avaliou 58 milhões de voos e as duzentas e cinquenta companhias aéreas que mais voaram em 2018. O critério para classificar o voo como pontual é decolar ou pousar com desvio de horário abaixo de 15 minutos, incluindo os voos cancelados que reduzem a pontualidade da empresa ou aeroporto. A empresa aérea Azul foi considerada a mais pontual na categoria low cost (de baixo custo).

O Grupo Latam, que opera no Brasil e outros países da América Latina, foi o mais pontual na categoria média empresa. A consultoria britânica OAG atua no segmento desde 1929.