Cidade submersa por Itaipú reaparece no Facebook. E os ex-moradores se reencontram em Foz

Alvorada do Iguaçu , que desapareceu com a formação do Lago de Itaipú, reapareceu agora nas redes sociais. Antigos moradores criaram um grupo no Facebook, com apoio desta coluna, para reunir fotos, histórias e publicações sobre o passado. E os participantes já marcaram para este sábado, sete de setembro de 2019, um evento de reencontro. A iniciativa foi de Nara Regina Spada, que é a administradora do grupo. Logo que as fotos chegarem vamos publicar aqui nesta página

E veja abaixo o vídeo produzido pela Band Paraná sobre o desaparecimento de Alvorada do Iguaçu:

 

 

Veja também nesta página algumas fotos já reunidas pelo grupo.

A vila começou a ser esvaziada em 1978 quando o Rio Paraná foi desviado para a formação do Lago de Itaipú. As obras eram para a construção da Hidrelétrica de Itaipú, que começou a funcionar em 1982.

Os quatro mil moradores buscaram outras cidades. As casas, que na maioria eram de madeira, foram desmontadas para a reconstrução em outros locais. Muitos foram para a vila próxima, onde hoje é Santa Terezinha de Itaipu.

Pela praia artificial desta cidade, ainda é possível avistar as ruínas de Alvorada do Iguaçu, em épocas em que o lago está baixo.

 

 

 

 

 

 

 

Imagem do Google Maps.

Foto da Gazeta do Povo.

O grupo está no link: https://www.facebook.com/groups/alvoradadoiguacu/

 

 

 

 

 

 

 

Para ajudar na identificação destas fotos, escreva no espaço de comentários do leitor logo abaixo.

 

Clique aqui para encontrar outras publicações desta coluna.

Clique aqui para encontrar um grupo sobre a Memória Paranaense no Facebook. E depois clique em “participar do grupo”.

Contato com José Wille