Athletiba do próximo domingo será realizado com portões fechados no Couto Pereira

FPF confirma Athletiba com portões fechados no Couto Pereira

Atendendo recomendação do Ministério da Saúde em não realizar eventos de massa devido a pandemia de coronavírus, a FPF (Federação Paranaense de Futebol) confirmou nesta sexta-feira (13) que o clássico entre Coritiba e Athletico Paranaense será realizado com portões fechados no Couto Pereira neste domingo (15).

Além do Athletiba, todas as outras partidas da 11ª rodada do Campeonato Paranaense também serão realizados com os portões fechados.

Em pronunciamento assinado pelo presidente da FPF, Hélio Pereira Cury, a Federação pontuou que a saúde das pessoas envolvidas e o combate ao risco de propagação da doença são os fatores que devem ser levados em consideração.

Mais cedo nesta sexta-feira (13), o Athletico Paranaense já havia se posicionado contra a realização da partida. Em nota, a equipe afirmou que lamentava a manutenção da partida com portões abertos e que recomendava aos torcedores athleticanos que não comparecessem ao Couto Pereira.

Além disso, o Athletico se colocou a disposição para devolver o dinheiro aos torcedores que já haviam comprado ingressos para o clássico. Neste sábado (14) o atendimento será realizado das 10h às 18h.

O Coritiba confirmou que o reembolso para os torcedores que já compraram as entradas será feito neste sábado, das 10h às 17h, na bilheteria do Couto Pereira. Caso os ingressos tenham sido comprados pela internet é possível pedir o cancelamento e o estorno pelo site ingressos.coritiba.com.br.

O Athletiba deste domingo provavelmente irá decidir o líder da primeira fase do Paranaense, que terá vantagem do mando de campo durante as fases mata-mata da competição.

Pablo Mouche - Jandrei - Colo Colo - Athletico Paranaense - Copa Libertadores

Athletico toma gol cedo e é derrotado pelo Colo Colo na Libertadores

Após ter as redes balançadas aos dez minutos de jogo, o Athletico Paranaense não superou a retranca do Colo Colo e foi derrotado por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (11), perdendo sua invencibilidade na Copa Libertadores da América.

O duelo foi realizado na Estádio Monumental David Arellano, em Santiago, no Chile.

O Athletico está no Grupo C da Copa Libertadores, que além do Colo Colo também conta com Peñarol e o Jorge Wilsterman. Ambas as equipes também se enfrentaram nesta quarta-feira e os uruguaios venceram por 1 a 0.

O Colo Colo está sendo treinado de forma interina por Mario Salas, sendo que o ex-técnico do Atlético Mineiro, Rafael Dudamel é o favorito para assumir o cargo.

Antes da terceira rodada, todas as quatro equipes da chave venceram uma partida e estão empatadas na liderança com três pontos ganhos.

ATHLETIBA MISTO 

Devido ao duelo contra o Jorge Wilsterman na Bolívia na próxima terça-feira (17), o Athletico irá enfrentar o Coritiba com time misto neste domingo (15).

O Athletiba será disputado no Couto Pereira e será válido pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paranaense.

Se os aspirantes do Athletico segurarem um empate contra o Coritiba, a equipe irá terminar como líder da primeira fase do Paranaense e com boas chances de encarar o Paraná Clube nas quartas de final.

FALTOU PONTARIA

Pablo Mouche - Robson Bambu - Colo Colo - Athletico Paranaense - Copa Libertadores
Robson Bambu teve atuação ruim, com dois erros que por pouco não terminaram em gols do Colo Colo. (Reprodução/Twitter Colo Colo)

O Colo Colo abriu o placar logo aos dez minutos de jogo. Bolados fez bom avanço pela direita e cruzou na medida para Pablo Mouche escorar para o fundo das redes.

Thiago Heleno ficou perto duas vezes de empatar o jogo. Primeiro aos 21 minutos, Adriano bateu escanteio da direita e o zagueiro cabeceou firme para Cortés espalmar por cima da meta. Em novo escanteio de Adriano, Thiago Heleno mais uma vez ganhou pelo alto e escorou perto do poste esquerdo.

Ainda de tempo de Bissoli perder boa chance para o empate. Adriano lançou Carlos Eduardo na esquerda e o meia cruzou na medida para o atacante, que finalizou de primeira ao lado do poste direito.

Jandrei salvou o Athletico aos 17 minutos do segundo tempo. Após erro de Robson Bambu, Leonardo Valencia lançou Blandi na área, mas o goleiro foi ágil na saída e conseguiu fazer o corte.

Robson Bambu errou novamente aos 21 minutos, deixando a bola nos pés de Leonardo Valencia. O meia arriscou o chute da entrada da área e a bola passou perto do poste esquerdo.

Léo Cittadini perdeu grande chance para empatar a partida aos 38 minutos. Nikão deu passe de ombro e o volante invadiu a área, mas o chute cruzado passou à esquerda da meta.

Jandrei salvou mais uma vez o Athletico aos 45 minutos. Leonardo Valencia encontrou Mouche na área e o argentino finalizou firme, mas o goleiro bem colocado espalmou.

O Athletico ainda conseguiu criar uma última chance. Nikão cobrou escanteio da direita e Thiago Heleno escorou no primeiro poste e Vitinho chegou atrasado para concluir para a meta vazia.

Após o final do jogo, Jandrei deu um chute na bola no meio de campo e a bola quase acertou a orelha do árbitro, que expulsou de forma direta o goleiro.

athletico-pr colo-colo libertadores onde assistir

Athletico-PR divulga escalação para o jogo da Libertadores contra o Colo-Colo; onde assistir

Athletico-PR encara o Colo-Colo nesta quarta-feira (11), às 19h15, pela segunda rodada do Grupo C da Libertadores. Confira a escalação do Furacão e onde assistir!

O duelo será realizado no estádio Monumental de Santiago, no Chile, e terá transmissão do Fox Sports.

FURACÃO SEM MUDANÇAS

O Athletico está definido com o mesmo time que derrotou o Peñarol por 1 a 0. Ou seja, os destaques são as manutenções do goleiro Jandrei e do atacante Guilherme Bissoli.

O primeiro tem vaga garantida enquanto o titular Santos segue com o joelho machucado. A tendência é que o goleiro perca toda a fase de grupos da Libertadores. Já no ataque, Bissoli foi o grande destaque da estreia rubro-negra. Ele marcou o golaço, de letra, que determinou o triunfo do Furacão e se mantém ao lado de Carlos Eduardo e Nikão.

Já na defesa, o lateral Jonathan segue no banco de reservas enquanto Khelven nem foi relacionado. Contudo, os dois ficam atrás de Adriano, ex-Barcelona, que segue com a titularidade. Por fim, no meio campo, Erick e Cittadini ganham mais uma oportunidade de atuar juntos.

Vale lembrar que o Athletico é o líder do Grupo C ao lado do Jorge Wilstermann, que enfrenta o Peñarol no mesmo horário. Ou seja, uma vitória contra o Colo-Colo abre seis pontos de vantagem sobre os chilenos e dá um passo importante rumo às oitavas de final da Libertadores.

COLO-COLO x ATHLETICO-PR

Segunda rodada do Grupo C da Libertadores.

Onde assistir: Fox Sports.

Colo-Colo: Cortés; Opazo, Barroso (Felipe Campos), Insaurralde e Suazo; Fuentes e Carmona; Bolados, Leonardo Valencia e Pablo Mouche; Nicolás Blandi. Técnico: Gualberto.

Athletico-PR: Jandrei; Adriano, Thiago Heleno, Bambu e Márcio Azevedo; Wellington, Erick e Léo Cittadini; Nikão e Carlos Eduardo; Bissoli. Técnico: Dorival Júnior.

Arbitragem: Nicolas Gallo será auxiliado por Alexander Guzman e Wilmar Navarro.

Dorival Júnior brinca sobre o desmanche do Athletico-PR: “parece BBB”

Dorival Júnior comparou o desmanche que o Athletico-PR sofreu no início de 2020 ao BBB (Big Brother Brasil). Ao todo, 17 jogadores que integravam o elenco em 2019 deixaram o clube nesta janela de transferências (confira a lista abaixo).

“Eu brinquei com o Paulo [André, diretor de futebol], que estava parecendo Big Brother, que a cada semana eliminamos um atleta”, brincou ele após a goleada sobre o Cascavel CR.

Dorival também confessou que, quando aceitou o cargo no clube, só imaginava perder o meio campista Bruno Guimarães, atualmente no Lyon, da França. Contudo, titulares como o zagueiro Léo Pereira, agora no Flamengo, e o atacante Rony, anunciado no Palmeiras, também saíram.

“Não vou criticar a escolha da diretoria, mas tivemos uma quebra daquela equipe que já tinha um conceito muito bem desenvolvido gerando resultados. Agora temos que buscar uma nova solução e não encontraremos isso do dia para a noite”, completou Dorival, ressaltando que a visão do clube que a equipe ainda está em formação.

A próxima partida do Athletico-PR é a estreia da Libertadores. O Furacão vai receber o Peñarol, do Uruguai, no dia 3 de março (terça-feira), às 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba. A princípio, os quatro atletas que chegaram no clube em 2020 estão à disposição: o goleiro Jandrei, os meias Fernando Canesin e Marquinhos Gabriel, além do atacante Carlos Eduardo.

DESMANCHE DO ATHLETICO

Rony foi a saída mais recente do Furacão. (Geraldo Bubniak / AGB)

Ao todo, são 24 atletas se despediram do Athletico, sendo que seis deles já estavam emprestados no ano passado.

Comprovando a postura do clube no mercado – em buscar opções baratas ou empréstimos, a maioria dos jogadores tiveram o fim do seus empréstimos. É o caso, por exemplo, do zagueiro Pedro Henrique e do volante Camacho, que voltaram ao Corinthians.

Além disso, Athletico faturou R$ 152,8 milhões com as três vendas que fez. A saída de Bruno Guimarães rendeu R$ 92 milhões (20 milhões de euros), enquanto Léo Pereira foi vendido por R$ 32,4 milhões (7 milhões de euros) e Rony por R$ 28,4 milhões (6 milhões de euros).

Confira a lista de quem saiu do Athletico-PR.

VENDAS

  1. Bruno Guimarães (meia) – vendido ao Lyon.
  2. Rony (atacante) – vendido ao Palmeiras.
  3. Léo Pereira (zagueiro) – vendido ao Flamengo.

FIM DE EMPRÉSTIMO

  1. Marco Ruben (atacante) – retornou ao Rosario Central.
  2. Pedro Henrique (zagueiro) – retornou ao Corinthians.
  3. Camacho (volante) – retornou ao Corinthians.
  4. Madson (lateral-direito) – vendido do Grêmio ao Santos.
  5. Thonny Anderson (meia) – vendido do Grêmio ao Bragantino.
  6. Bruno Nazário (meia) – fim do empréstimo do Hoffenheim e hoje está no Botafogo.
  7. Everton Felipe (meia) – fim do empréstimo do São Paulo e hoje está no Cruzeiro.
  8. Tomás Andrade (meia) – fim do empréstimo e hoje está no Argentinos Juniors.
  9. Braian Romero (atacante) – retornou ao Independiente.

FIM DE CONTRATO

  1. Marcelo Cirino (atacante) – não renovou e acertou com o Chongqing Lifan, da China.
  2. Bruno Rodrigues (atacante) – não renovou e está na Ponte Preta.
  3. Lucas Macanhan (goleiro) – não renovou e está no São Bento.
  4. Julian (meia) – rescisão de contrato.
  5. Crysan (atacante) – rescisão de contrato.
  6. Gabriel Poveda (atacante) – rescisão de contrato.

EMPRESTADOS

  1. Caio (goleiro) – emprestado ao Água Santa-SP.
  2. Nicolas (lateral-esquerdo) – emprestado ao Atlético-GO.
  3. Reginaldo (lateral-direito) – emprestado ao Atlético-GO.
  4. João Pedro (meia): emprestado ao Atlético-GO.
  5. Douglas Coutinho (atacante): emprestado o Operário-PR.
  6. Abner Felipe (lateral-esquerdo): emprestado ao Água Santa.
Vitinho - Athletico Paranaense - Toledo - Campeonato Paranaense

Pedrinho dá show e Athletico vence Toledo pelo Paranaense

Com grande atuação de Pedrinho, o Athletico Paranaense venceu o Toledo por 3 a 0 na tarde deste sábado (15), e voltou a vencer no Campeonato Paranaense.

O duelo válido pela sétima rodada do Campeonato Paranaense foi realizado na Arena da Baixada, em Curitiba.

A vitória colocou o Athletico na terceira posição, três pontos abaixo do líder FC Cascavel. A equipe ainda pode ser ultrapassada pelo Operário, que atua neste domingo (16) contra o Paraná Clube.

Já o Toledo chegou a sua quarta derrota consecutiva na competição, ficando estacionado na décima posição com quatro pontos ganhos. Caso o Cascavel C.R. vença o Coritiba neste domingo, o Porco irá terminar a rodada na zona de rebaixamento.

O Toledo ainda segue tendo Zé Maria como técnico. A diretoria da equipe ainda não confirmou se o treinador continua até o fim do Campeonato Paranaense, mas antigo auxiliar perdeu os dois jogos que fez no comando do time.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes voltam a campo no sábado de Carnaval (22), pela oitava rodada do Campeonato Paranaense.

O Athletico recebe o Cascavel C.R., na Arena da Baixada, às 17h.

Já o Toledo tem o segundo “Clássico da Soja” na competição, às 18h, contra o FC Cascavel no Olímpico Regional.

SHOW DE PEDRINHO

Vitinho - Athletico Paranaense - Toledo - Campeonato Paranaense
Pedrinho ampliou sua marca de gols no Paranaense para seus bolas na rede, sendo o novo artilheiro da competição. (Geraldo Bubniak/AGB)

Mesmo com maior posse de bola, a primeira chance de gol do Athletico foi apenas aos 14 minutos. Léo Gomes arriscou da intermediária e a bola passou perto do poste direito.

Nova chance do Athletico aos 27 minutos. Breno Lopes recebeu na esquerda e tentou a finalização rasteira, mas Diego caiu bem e fez boa defesa.

Aos 28 minutos, foi a vez de Vinicius Mingotti quase balançar as redes. Jáderson cruzou na marca do pênalti e o atacante resvalou na bola, que passou à direita do gol.

O Toledo conseguiu responder na bola parada. Aos 28 minutos, Gustavo bateu escanteio da direita e Tomazi ganhou pelo alto e escorou perto do poste direito.

Jáderson quase marcou um belo gol aos 32 minutos. O atacante arriscou uma batida direta em cobrança de falta da direita e Diego teve que dar um tapa na bola e mandá-la para a linha de fundo.

Mas aos 34 minutos, o Athletico abriu o placar. Reinaldo buscou a finalização rasteira, Diego bateu roupa e Pedrinho apareceu livre para apenas empurrar a bola para o fundo das redes.

Ainda deu tempo do Athletico balançar o travessão da Arena da Baixada. Breno Lopes arriscou da entrada da área e a bola explodiu no poste.

Já aos 44 minutos, foi a vez do Toledo criar chance perigosa. Gustavo cobra falta fechada, Gabriel saiu mal do gol e Elson quase marcou de cobertura, mas a bola saiu por cima da meta.

O Athletico teve a chance de ampliar o placar logo aos quatro minutos do segundo tempo. Breno Lopes foi atropelado por Marcos na área e o árbitro assinalou a penalidade.

Jáderson bateu o pênalti a meia altura no canto esquerdo e Diego foi bem para espalmar. A bola ainda sobrou para o atacante, que acabou errando o domínio e perdendo novamente a chance de balançar as redes.

Mas aos sete minutos, Pedrinho balançou novamente as redes. Reinaldo lançou Vinicius Mingotti -em posição de impedimento, e o atacante cruzou rasteiro para Pedrinho apenas completar para as redes.

Vinicius Mingotti quase ampliou o placar aos 35 minutos.  Jajá fez boa jogada pela esquerda e cruzou na medida para o atacante pegar de primeira e mandar a bola perto do travessão.

Só que o show de Pedrinho ainda não tinha acabado. O atacante recebeu na entrada da área, fintou dois marcadores e acertou o ângulo direito para marcar um lindo gol na Arena da Baixada.

athletico-pr cascavel paranaense

Athletico-PR perde para o FC Cascavel, líder do Campeonato Paranaense 2020

O Athletico-PR perdeu por 1 a 0 para o FC Cascavel, líder do Campeonato Paranaense 2020, neste domingo (9). 3.400 pessoas acompanharam o duelo, válido pela sexta rodada, no estádio Arnaldo Busato.

Os donos da casa acertaram duas bolas na trave do Furacão, com Oberdan e Quaresma. Porém, o atacante Magno definiu o quinto triunfo seguido da Serpente aos 44 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, o Athletico aparece na quinta posição do Paranaense 2020 com 12 pontos. O Operário, que venceu o PSTC, foi a 13 e é o terceiro colocado, enquanto o Coritiba aparece no segundo lugar com 14 pontos.

Por fim, o FC Cascavel chega aos 15 pontos e volta a liderar o Estadual já que o Coxa tinha assumido a liderança provisoriamente após golear o União.

O Athletico se prepara agora para receber o Toledo. O duelo está marcado para o próximo sábado (15), às 17h, na Arena da Baixada. Já no domingo (16), o time principal do Furacão encara o Flamengo na Supercopa do Brasil.

Já o FC Cascavel terá uma semana de preparação antes de visitar o Rio Branco. O jogo acontece no domingo (16), às 16h, na Estradinha.

ATHLETICO SOFRE, MAS SAI COM O EMPATE

O Athletico finalizou mais no primeiro tempo, mas quem esteve mais perto de marcar foi o FC Cascavel. A Serpente assustou com Paulo Sérgio, mas o goleiro Anderson defendeu. Depois, Ramon chutou de fora da área e Raul também trabalhou bem. Por fim, nos acréscimos, os donos da casa viram o chute de Oberdan acertar a trave.

Na etapa final, o FC Cascavel controlou o jogo. Logo aos dois minutos, Quaresma tabelou com Tocantins e carimbou a trave rubro-negra.

A resposta do Athletico veio aos 11 minutos, mas o goleiro Raul trabalhou bem. Ele espalmou o chute de Pedrinho e defendeu o rebote de Boselli.

Depois, Adenílson soltou uma pancada e a bola tirou tinta da trave. Já Quaresma arriscou e exigiu boa defesa de Anderson.

Aos 27, o Cascavel desperdiçou outra chance. Tocantins acelerou pela esquerda e cruzou rasteiro para Paulo Sérgio isolar pela linha de fundo.

No final, já aos 44, Magno decretou o triunfo. O atacante, que saiu do banco de reservas, recebeu o lançamento e driblou Danilo Boza antes de acertar um chutaço e incendiar a torcida da Serpente.

Athletico Paranaense - Paraná Clube - Campeonato Paranaense

Paraná empata nos acréscimos e freia estreia do elenco titular do Athletico

Com a estreia do elenco titular em um jogo oficial na temporada, o Athletico Paranaense cedeu empate nos acréscimos para o Paraná Clube por 1 a 1 na noite deste domingo (2), e perdeu a chance de retomar a liderança do Campeonato Paranaense.

O duelo válido pela quinta rodada do Campeonato Paranaense foi realizado na Arena da Baixada, em Curitiba, com 14.903 torcedores presentes.

Novo titular da zaga com a saída de Léo Pereira, Lucas Halter marcou o gol do Athletico, enquanto Marcelo empatou para o Paraná Clube.

O empate deixou o Athletico com dez pontos, dois abaixo que o líder FC Cascavel, na terceira colocação do Paranaense.

Já o Paraná Clube a seu terceiro jogo sem vitória, mas subiu para a oitava posição, com cinco pontos ganhos.

Nos bancos de reserva, a partida também teve marcas importantes. Enquanto Dorival Júnior teve sua estreia em jogos oficiais como comandante do Athletico, Lúcio Flávio substituiu o suspenso Allan Aal e fez seu primeiro jogo como treinador no futebol profissional.

PRÓXIMOS JOGOS

Dorival Júnior - Athletico Paranaense - Paraná Clube - Campeonato Paranaense
Dorival Júnior acena para a torcida em seu primeiro jogo como técnico na Arena da Baixada. (Geraldo Bubniak/AGB)

As equipes voltam a campo neste domingo (9), pela sexta rodada do Campeonato Paranaense.

O Athletico tem o confronto de líderes contra o F.C. Cascavel, no Olímpico Regional, às 16h.

Já o Paraná Clube recebe o Cianorte, às 18h, na Vila Capanema, em Curitiba.

REFORÇO NA ÁREA

Guilherme Biteco - Athletico Paranaense - Paraná Clube - Campeonato Paranaense
Guilherme Biteco (de camiseta preta, na última fileira) foi jogador do Paraná Clube entre 2017 e 2018. (Geraldo Bubniak/AGB)

Quem acompanhou o duelo junto da torcida visitante na Arena da Baixada foi o meia Guilherme Biteco. O meio campista está se recuperando fisicamente e clinicamente no Paraná Clube e pode ser anunciado como reforço da equipe paranista para o restante na temporada.

Biteco teve sua melhor fase na carreira junto do Paraná Clube nas temporadas de 2017 e 2018, quando em 27 jogos marcou quatro gols com a camisa paranista.

DOMÍNIO RUBRO-NEGRO, CASTIGO TRICOLOR

Lucas Halter - Athletico Paranaense - Paraná Clube - Campeonato Paranaense
Lucas Halter aguarda possível transferência de Robson Bambu para assumir a posição de titular. (Geraldo Bubniak/AGB)

O Athletico marcou o seu gol logo aos dois minutos. Marquinhos Gabriel bateu escanteio da esquerda, Erick ajeitou de cabeça e a zaga do Paraná Clube falhou no corte. A bola sobrou para Lucas Halter que emendou de primeir e marcou um belo gol na Arena da Baixada.

A pressão do Athletico continuou e Léo Cittadini quase ampliou o placar aos sete minutos. Nikão cruzou da direita e o volante chegou a resvalar na bola, mas não conseguiu acertar a meta.

Erick levou perigo a meta do Paraná Clube aos 26 minutos. O volante arriscou da intermediária e Marcos voou para espalmar para a linha de fundo.

Marcos salvou o Paraná Clube novamente aos 39 minutos. Nikão cruzou na medida para Bissoli e o atacante testou firme para o goleiro paranista espalmar a bola no canto esquerdo.

No escanteio, Erick desviou a cobrança no primeiro poste e Marcos novamente teve que realizar grande intervenção para salvar o Paraná Clube.

Logo no primeiro tempo do segundo tempo, Márcio Azevedo ficou perto de ampliar o placar. O lateral avançou pela esquerda e cruzou muito fechado, quase surpreendendo Marcos, que teve que dar um tapa na bola e ceder o escanteio

Léo Cittadini voltou a levar perigo aos três minutos. O meia arriscou falta da intermediária e Marcos espalmou para a linha de fundo.

Mas o Paraná Clube castigou o Athletico pelas suas chances perdidas. Aos 45 minutos, Raphael Alemão recebeu na área, fez o pivô para Marcelo e o atacante bateu cruzado para empatar o jogo.

Athletico Paranaense - Cianorte - Campeonato Paranaense

Cianorte vence e encerra a invencibilidade do Athletico no Paranaense

Com um segundo tempo arrasador, o Cianorte buscou a virada por 3 a 1 contra o Athletico Paranaense na noite desta quinta-feira (30), encerrando a invencibilidade do líder do Campeonato Paranaense.

Quem também teve sua invencibilidade encerrada foi o técnico Eduardo Barros. Somando os jogos da reta final do Campeonato Brasileiro de 2019 e o início do Paranaense deste ano, o treinador estava em uma série de 11 jogos sem derrota.

O duelo válido pela quarta rodada do Campeonato Paranaense foi realizado no Albino Turbay, em Cianorte.

Danilo Boza abriu o placar para o Athletico, enquanto Rodrigo Alves (duas vezes) e Buba viraram para o Cianorte.

O Cianorte subiu para a quinta posição com sete pontos ganhos com a vitória. Já o Athletico segue na liderança, empatado com nove pontos com o FC Cascavel, mas com a vantagem nos gols marcados (5 a 3).

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes voltam a campo neste domingo (2), pela quinta rodada do Campeonato Paranaense.

Já o Cianorte viaja para Ponta Grossa para encarar o Operário no Germano Krüger, às 16h.

Já o Athletico Paranaense tem clássico contra o Paraná Clube, às 18h, na Arena da Baixada, em Curitiba.

No clássico, o técnico Dorival Júnior já confirmou que irá usar o elenco principal do Athletico pela primeira vez em um jogo oficial na temporada.

O JOGO

Danilo Boza - Athletico Paranaense  - Cianorte - Campeonato Paranaense
Danilo Boza comemora o único gol do Athletico Paranaense na partida. (Reprodução/Twitter Athletico Paranaense)

A primeira chance do jogo foi do Athletico aos seis minutos. Kleiton fez boa jogada na linha de fundo e cruzou fechado. A bola passou por toda a área e ninguém chegou para mandar para as redes.

O Cianorte respondeu aos 21 minutos. Rodrigo Alves errou o domínio na área, mas a bola sobrou para Eduardo Menezes que finalizou rasteiro para grande defesa de Anderson junto ao poste direito.

Aos 29 minutos, foi a vez de Rodrigo Alves levar perigo. O atacante avançou pelo meio e finalizou perto do poste esquerdo.

Só que quem abriu o placar foi o Athletico aos 32 minutos. Denner cobrou escanteio da direita, Kleiton escorou para o meio da área e Danilo Boza completou para o fundo das redes.

O Cianorte voltou melhor para o segundo tempo e buscou o empate logo aos dez minutos. Rodrigo Alves foi lançado, Anderson saiu de forma atrapalhada e o atacante apenas tirou do goleiro para balançar as redes.

O Athletico tentou responder aos 16 minutos. Denner cobrou escanteio da direito, Kleiton escorou para o segundo poste e Elias Carioca cabeceou perto do poste esquerdo. Lance muito parecido com o que originou o gol do Furacão.

Mas no minuto seguinte, França avançou pela direita e foi atropelado por Jaderson na área. Pênalti assinalado para o Cianorte, que Rodrigo Alves bateu firme no canto direito, Anderson chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol da virada.

Os gols deixaram o Athletico atordoado em campo e aos 20 minutos, Buba foi lançado entre os zagueiros e cara a cara com Anderson, tirou do goleiro para marcar o terceiro gol do Cianorte.

A bola parada seguiu sendo a principal arma ofensiva do Athletico. Aos 32 minutos, Elias Carioca bateu falta da intermediária no travessão e quase marcou um belo gol no Albino Turbay.

Aos 37 minutos, o Athletico chegou novamente e um escanteio da direita. Após a cobrança, Danilo Boza escorou para o gol e Maurício Barbosa tentou cortar, mas pegou mal na bola, que passou perto do poste esquerdo.

Léo Pereira - Athletico Paranaense - Flamengo - zagueiro

Léo Pereira declara em vídeo que está se transferindo para o Flamengo

O zagueiro Léo Pereira declarou em um vídeo que está se transferindo para o Flamengo. A equipe carioca postou em suas redes sociais uma fotografia com a imagem do atleta cortada, dando a entender que a negociação está fechada.

Segundo o jornalista da ESPN Brasil Mauro Cezar Pereira, o Athletico receberá cerca de 6 milhões de euros pela venda do jogador de 23 anos.

O vídeo com Léo Pereira foi postado primeiramente pela repórter Raisa Simplício do Goal Brasil.

Léo Pereira está desde 2010 no Athletico Paranaense, tendo disputado 108 jogos e nove gols com a equipe profissional. Antes de se firmar no time principal, o zagueiro foi emprestado para Náutico, Guaratinguetá e Orlando City, dos Estados Unidos.

Com o Furacão, o zagueiro conquistou os títulos do Campeonato Paranaense e a Copa Sul-Americana em 2018 e também a Copa do Brasil em 2019.

Suas atuações no Athletico levaram o zagueiro para as seleções brasileiras de base, tendo disputado seu último jogo com a equipe sub-21 em 2014, à época comanda por Alexandre Gallo.

No Flamengo, Léo Pereira chega para suprir a possível saída do espanhol Pablo Marí para o Arsenal, da Inglaterra. O zagueiro irá brigar posição com Rodrigo Caio e Gustavo Henrique na equipe carioca.

Já o Athletico Paranaense fica com Thiago Heleno, Robson Bambu, Lucas Halter e Zé Ivaldo como opções de zagueiros entre os profissionais, além de Walber e Wesley na equipe de aspirantes.

tiago nunes athletico processo

Athletico lamenta processo de Tiago Nunes e diz que cumpriu todas as suas obrigações

O Athletico Paranaense soltou uma nota em seu site oficial declarando que não deve nada ao técnico Tiago Nunes, atualmente no Corinthians. O treinador de 39 anos entrou na Justiça para cobrar mais de R$ 1 milhão do Furacão. Ele alega que não recebeu a bonificação pelo título da Copa do Brasil em 2019 e outros direitos trabalhistas. Contudo, o clube alega que ‘cumpriu todas as obrigações contratuais’.

“O Club Athletico Paranaense esclarece que absolutamente todas as obrigações legais e contratuais com o profissional foram cumpridas com o rigor de praxe”, diz a nota.

O clube também alega que Tiago Nunes era contratado como pessoa jurídica. Portanto, na visão do Athletico, o técnico não teria direito de férias ou 13º. Além disso, também diz que os documentos presentes no processo estão sem assinatura por parte do Rubro-Negro.

Por fim, o Athletico diz que a defesa de Tiago Nunes deveria ter pedido segredo de justiça no processo para não constranger o clube. “O Athletico lamenta profundamente o ocorrido e adotará todas as medidas jurídicas cabíveis para reparar todos os transtornos causados à Instituição, aos atletas e aos colaboradores”, conclui o texto.

TIAGO NUNES x ATHLETICO

A relação entre o técnico e clube desandou em uma reunião no início de novembro, quando Tiago Nunes não quis renovar o contrato para 2020. Mario Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo, optou pelo desligamento imediato do treinador, o que impediu que Tiago comandasse a equipe nas oito rodadas finais do Campeonato Brasileiro.

Depois disso, o Athletico soltou uma nota em seu site que atacava Tiago Nunes. “A memória é curta no futebol. Tiago Nunes esqueceu muito rápido que poucos meses atrás treinava o time Sub-19 do Furacão. Gratidão é a voz do coração”, diz um trecho da mensagem.

No dia seguinte, Tiago lamentou o texto e disse que já esperava o tom da mensagem. “Se existia tanto rancor, não seria o momento de permanecer”, retrucou.

Ele deu entrevista em um hotel de Curitiba após o Athletico negar suas dependências (CT do Caju e Arena da Baixada) para realizar a coletiva. Dias depois, ele acabou sendo anunciado como técnico do Corinthians.