Sisu - Enem - estudantes - matrículas - universidades

Sisu: Prazo para matrícula nas universidades encerra nesta terça-feira (4)

Todos os estudantes classificados pela nota no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada) têm até esta terça-feira (4) para finalizarem suas matriculas em suas respectivas universidades.

Cada instituição de ensino tem suas próprias regras para a entrega da documentação necessária para finalizar a matrícula. Por isso é fundamental que os estudantes não deixem para a última hora esse procedimento.

As vagas pelo Sisu respeitam a Lei de Cotas e de políticas de ações afirmativas e englobam cursos de universidades federais de todo o Brasil.

sisu, prouni, educa mais brasil, bolsa de estudo, bolsas de estudo, prazo, inscrição, inscrições, enem, enem 2019, mec, exame nacional do ensino médio, ensino superior, vagas, como se inscrever, diferenças

SISU, Prouni e Educa Mais Brasil; confira as diferenças entre os programas

Uma dúvida comum, mas que é facilmente esclarecida para estudantes que vão cursar uma graduação pela primeira vez, é sobre o que diferencia o SISU, Prouni e Educa Mais Brasil. Os dois primeiros são programas do governo e usam a nota do Enem. Já o Educa Mais Brasil é uma iniciativa privada. Contudo, todos facilitam o ingresso no ensino superior.

O Sistema de Seleção Unificado (Sisu) é um programa criado pelo Ministério da Educação (MEC), em 2010, e seleciona estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para estudar em universidades e institutos federais.

Já o Programa Universidade Para Todos (Prouni) foi criado em 2004, com o objetivo de disponibilizar bolsas de estudo integrais e parciais em universidades e faculdades privadas em todo o Brasil.

O Educa Mais Brasil disponibiliza bolsas de estudo para diversos cursos de graduação, pós-graduação, técnicos, idiomas, dentre outros. Pioneiro nesse segmento no Brasil, o Educa tem parceria com milhares de instituições em todo o país. O acesso à bolsa é disponibilizado sem precisar da nota do Enem.

Agora que você já sabe qual é a diferença entre SISU, Prouni e Educa Mais Brasil, aprenda a fazer a inscrição nos respectivos programas.

Como fazer inscrição no SISU?

A inscrição no SISU é feita pela internet, sem custo ao candidato, no site do programa. Para se candidatar, siga o passo a passo do SISU:

⦁ Acesse o site de inscrição do Sisu 2020;
⦁ Informe o seu número de inscrição e a sua senha do Enem 2019;
⦁ Confirme os seus dados na plataforma;
⦁ Escolha duas opções diferentes de cursos que você quer estudar;
⦁ Indique a sua modalidade de concorrência: vagas de ampla concorrência, vagas referentes à Lei de Cotas ou vagas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições.
⦁ Acompanhe a sua inscrição e fique de olho na nota de corte do SISU 2020.
⦁ Com o resultado em mãos, os aprovados deverão se matricular entre os dias 29 de janeiro e 4 de fevereiro na instituição que foi aprovado. Antes da matrícula é necessário conferir todos os documentos exigidos.

Como fazer inscrição no Prouni?

A inscrição no Prouni é gratuita e feita pela internet. Para isso, o interessado deve seguir o passo a passo do Prouni:

⦁ Informar o número de inscrição no Enem de 2019 e a senha mais recente usada no Enem;
⦁ Escolher, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno dentre as bolsas disponíveis. O candidato com deficiência ou que se autodeclarar indígena, preto ou pardo pode optar por concorrer a bolsas destinadas a políticas de ações afirmativas.

Fique atento! O resultado da primeira chamada do Prouni será divulgado em 04 de fevereiro de 2020. Se você for pré-selecionado deverá comparecer à instituição de ensino e apresentar os documentos que comprovem as informações prestadas na ficha de inscrição.

A diferença entre SISU e Prouni está nos pequenos detalhes. No entanto, também apresentam semelhança. Tanto o SISU quanto o Prouni selecionam os candidatos pela nota de corte.

Como fazer inscrição no Educa Mais Brasil?

Para conseguir uma bolsa pelo Educa Mais Brasil é fácil e, ao finalizar o curso, você não precisa pagar nada ao Educa nem à faculdade. Para isso, basta seguir o passo a passo:

⦁ Acesse o site do Educa Mais Brasil;
⦁ Escolha a modalidade que você deseja, se: Faculdades; Pós-Graduação; Escolas; Cursos Técnicos; Idiomas; Preparatório para Concursos; Cursos Profissionalizantes; EJA – Educação para Jovens e Adultos ou Pré-Vestibular / ENEM.
⦁ Digite a cidade onde deseja fazer o curso;
⦁ Após visualizar as bolsas disponíveis e decidir qual é a melhor opção para você, clique em “Quero esta bolsa”;
⦁ Preencha o cadastro e avance para a pré-matrícula;
⦁ Após a pré-matrícula, vá à instituição escolhida para finalizar o cadastro;
⦁ Pronto! Vaga garantida e sonho realizado. Boa sorte!

enem bolsa de estudo

Programa educacional oferta bolsa de estudo sem exigir nota do Enem

Os resultados individuais do Enem 2019 foram liberados na última sexta-feira, 17. Com isso, muitos estudantes estão na expectativa de iniciar uma graduação ainda em 2020. De acordo com os resultados obtidos, é possível garantir uma vaga fazendo uso das notas do Enem.

Caso ainda tenha dúvidas se a nota do Enem será suficiente para pleitear uma vaga por meio dos programas do governo Sisu, Prouni ou Fies, é possível utilizar o simulador de nota de corte do Educa Mais Brasil e continuar o sonho de ingressar no ensino superior.

Confira abaixo algumas faculdades que aceitam a nota do Enem 2019

Fui mal no Enem 2019, e agora?

Se com o resultado do Enem não vai dar para participar dos processos seletivos dos programas do governo, ainda é possível conseguir uma bolsa de estudo do Educa Mais Brasil e cursar uma graduação com descontos de até 70% nas mensalidades, sem precisar apresentar a nota do Enem para realizar a candidatura. As inscrições são gratuitas e já há vagas para 2020.1.

Como conseguir bolsa de estudo sem a nota do Enem 2019

  • Acesse o site www.educamaisbrasil.com.br;
  • Escolha a modalidade “Faculdade”;
  • Preencha os dados solicitados (cidade, curso ou faculdade)
  • Pesquise as bolsas, modalidades e turnos disponíveis;
  • Clique em “quero esta bolsa”;
  • Faça o cadastro gratuito;
  • Pague o valor referente à pré-matrícula;
  • Compareça na instituição para realizar a matrícula.

Pronto! Você já será um bolsista do Educa Mais Brasil.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

puc pr, pucpr, puc, pontifícia universidade católica, paraná, curitiba, londrina, maringá, toledo, campus, campi, graducação, bolsas, bolsa, bolsas de estudo, bolsa de estudo, vestibolsa, graduação, ensino superior

PUC PR oferece 90 bolsas de estudo para cursos de graduação

A PUC PR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná) vai disponibilizar 90 bolsas de estudo para cursos de graduação dos quatro campi: Curitiba, Londrina, Maringá e Toledo. Elas serão distribuídas por meio de um processo seletivo VestiBolsa. De acordo com a universidade, as inscrições podem ser feitas até a próxima terça-feira (21).

O VestiBolsa é destinado a estudantes que pretendem cursar ensino superior na PUC PR, mas que não podem arcar com a mensalidade. São cinco bolsas de estudo integrais, uma para cada campus. As demais bolsas oferecem descontos de 20% a 50%, conforme o desempenho no processo seletivo.

De acordo com a PUC PR, as bolsas de ensino são válidas para cursos de graduação presencial, nova graduação ou ensino a distância (EaD), distribuídas entre tecnólogos, bacharelados e licenciaturas. Mais de 100 cursos são oferecidos pela instituição.

VESTIBOLSA: BOLSAS DE ESTUDO DA PUC PR

Conforme a instituição, as provas do VestiBolsa têm uma proposta de redação e 30 questões objetivas — língua portuguesa, matemática e conhecimentos gerais. O processo seletivo é realizado nos quatro campi: Curitiba, Londrina, Maringá e Toledo.

As inscrições encerram no dia 21 e as provas serão aplicadas no dia 26, um domingo. De acordo com a PUC PR, a divulgação do resultado está prevista para o dia 3 de fevereiro.

SERVIÇO – Pontifícia Universidade Católica do Paraná

  • Inscrições: até 21/01
  • Provas: 26/01
  • Para mais informações e inscrições, clique aqui.
bolsa de estudos

Alunos beneficiados com bolsa de estudo se esforçam mais, aponta pesquisa

Para muitos brasileiros, estudar no ensino privado só é possível graças a descontos nas mensalidades ou bolsas de estudo do governo ou de empresas de incentivo estudantil. Por isso, a oportunidade de estudar com uma bolsa de estudo em 2020 faz muitos estudantes reforçarem a aprendizagem para conseguir o benefício. Atualmente, existem no mercado diversas maneiras para conseguir bolsas de estudo parciais e, acredite, até bolsa de estudo integral.

O curso de Serviço Social da Indústria (SESI) para o estudante Luís Cláudio Júnior, de 16 anos, só foi possível a partir de uma bolsa de estudo de 100%, que conseguiu por meio de uma seleção feita na própria instituição. Antes de conseguir o benefício, Luís estudava em uma escola particular em Salvador, porém o sacrifício que a sua mãe, Bárbara Gomes, fazia para pagar as mensalidades levou-a à exaustão emocional. Ela precisava trabalhar além da conta para arcar com os custos da educação do filho.

“Eu sacrificava muito a minha saúde e qualidade de vida. Isso estava gerando insatisfação em mim e no meu filho. Por isso, eu parti para buscar a bolsa para ele porque eu não conseguia pagar mais a escola”, relata a mãe.

As vantagens de ter uma bolsa de estudo são várias, como a economia a partir de descontos, inclusão educacional de quem não pode pagar as mensalidades integrais do curso dos sonhos além de suscitar um rendimento acadêmico melhor. Como mostrou uma pesquisa realizada com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), que analisou a nota de mais de um milhão de universitários brasileiros no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), os estudantes com bolsa de estudo tiveram nota mais alta do que os não beneficiados.

É o caso do Luís, que perto de iniciar o 3º ano do ensino médio, conta que além de receber uma educação escolar de qualidade, como bolsista, tem a necessidade de ter bons rendimentos acadêmicos para não perder o benefício. “Sinto que preciso dar o melhor de mim, sempre. Como bolsista, se você tirar nota baixa, perde a bolsa. Por isso, reviso sempre os assuntos”, diz o jovem que sonha em cursar Direito ou Engenharia.

QUERO BOLSA: COMO CONSEGUIR?

Há diferentes formas de obter um bolsa de estudo, seja integral ou de 50%, para séries do ensino básico, superior, cursos técnicos e até de idiomas.

  • Bolsas de estudo para crianças: normalmente, o benefício para esse público é conseguido através de bolsas de estudo ofertadas pela própria instituição de ensino ou por programas privados como o Educa Mais Brasil infantil, que oferece opções de descontos em creches e escolas em todo o país.
  • Bolsas de estudos para a educação básica: o pai ou responsável pode conseguir uma bolsa de estudo em 2020 para o estudante do fundamental ou ensino médio a partir de seleções internas, em que a própria instituição determina critérios de aprovação. Outra forma, mais fácil, é optar por programas de inclusão educacional.
  • Bolsas de estudos para faculdade: o sonho de cursar o ensino superior nem sempre cabe no orçamento. Por isso, quem quer bolsa para graduação em 2020 pode conseguir descontos de até 70% de desconto por meio de iniciativas privadas de bolsas de estudos.
  • Bolsa de estudo para pós-graduação: normalmente, a forma mais viável para conseguir bolsa de estudo é sendo funcionário da instituição a qual deseja estudar. No entanto, quem quer bolsa para pós-graduação em 2020, mas não tem vínculo com alguma faculdade, pode conseguir o benefício através de sites de bolsas de estudo.
  • Bolsa de estudo para cursos técnicos: essa é uma categoria especial do Sistema de Ensino Brasileiro, a do ensino profissionalizante, cujo principal objetivo é capacitar os alunos para o mercado de trabalho de maneira rápida e eficiente. Para essa modalidade também há bolsas de estudo. Clique aqui e saiba mais!

DICA PARA CONSEGUIR BOLSA DE ESTUDO 100% 

O Educa Mais Brasil está com uma promoção especial. Um estudante beneficiado nesta campanha poderá ser contemplado com uma bolsa de estudo 100%, em uma das milhares de instituições de ensino do Brasil parceiras do programa. Para ganhar, o interessado precisa acessar o site, fazer um cadastro e manter-se com a pré-matrícula em dia. Essa campanha segue até 31 de março de 2020. Aproveite! Quem sabe a sorte está com você neste novo ano que se aproxima?!

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

descontos black friday educação

Black Friday Educação: descontos continuam até segunda-feira (02)

Não foram só produtos com descontos acessíveis que chamaram a atenção na Black Friday 2019. Muita gente também optou por estudar pagando pouco através da Black Week do Educa Mais Brasil. O maior programa de incentivo educacional do país participou da campanha de descontos pela primeira vez, nesse ano.

Quem ainda não garantiu uma bolsa de estudo pagando bem menos, tem agora mais três dias para conseguir o desconto na pré-matrícula porque a campanha do Educa, que encerraria hoje (29), foi prorrogada. Até segunda-feira (2), será possível conseguir bolsas com desconto de até 70% e começar a estudar pagando o valor fixo de R$100 na pré-matrícula. A Black Week do Educa teve início no último dia 25 e contempla as novas contratações para as modalidades de ensino básico, superior e técnico.

Foi por meio da campanha que a Louise Priscila, de Sorocaba, vai poder colocar pela primeira vez a filha em um colégio particular. “Minha filha, de 15 anos, gosta de esporte e eu consegui, para ela, a bolsa de desconto de 50% em um colégio muito bom e que oferece aulas de vôlei. Minha filha, quando soube, até chorou de alegria. Já recomendei o Educa para várias pessoas”, conta Louise, que ficou sabendo da Black Week do Educa Mais Brasil através de uma cliente que também garantiu uma bolsa de estudo.

Foi também por meio de indicação que Jovson de Lima ficou sabendo da oportunidade de conseguir bolsa de estudo para a filha cursar Farmácia. “Um primo conseguiu bolsa de estudo pelo Educa e recomendou. Graças a essa oportunidade, minha filha vai poder cursar uma faculdade. Se não fosse assim, ela não teria como iniciar a graduação”, relata.

Assim como eles você também pode conseguir uma bolsa de estudo de até 70% em cursos da educação básica, do ensino superior e técnico. Basta acessar o site da campanha e escolher o seu curso. “Mais e mais pessoas precisam da educação para transformar suas vidas para melhor. Este período é uma oportunidade para quem deseja estudar em uma instituição de ensino de qualidade a preços mais acessíveis”, considera Andreia Torres, diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Descontos significativos são esperados na Black Friday 2019

A forma de comprar mudou ao longo do desenvolvimento da sociedade. No Brasil, por volta dos anos 2000, uma nova modalidade de consumir com desconto chegou para ficar: a Black Friday. Derivada do inglês, a expressão ficou conhecida como data de ofertas.

A origem exata da campanha é incerta. Há quem diga que a expressão nasceu após instituições financeiras terem quebrado, coincidentemente, em uma sexta-feira. Outra versão é a de que o termo foi criado por policiais da Filadélfia em referência ao dia após o feriado do Dia de Ação de Graças.

O fato é que a Black Friday entrou para o calendário dos consumidores brasileiros. Inclusive, há grandes marcas que oferecem uma semana inteira de descontos, expandindo a iniciativa para uma Black Week, semana inteira de ofertas.

Os produtos mais buscados durante o período são aqueles de maior valor agregado, em que o desconto se torna mais significativo, conforme aponta a pesquisa da LeadMedia. Dentre os consumidores, 59% das pessoas poupam dinheiro durante o ano para utilizar no período das promoções, segundo a pesquisa da Zoom.

Embora o varejo, com a venda de produtos e serviços, marque presença nessa época, a possibilidade de estudar pagando pouco está sendo uma novidade na Black Friday. Oportuno para aqueles que desejam melhorar a empregabilidade, buscar conhecimento ou realizar um sonho antigo de cursar uma faculdade, o Educa Mais Brasil, maior programa de inclusão educacional do país, está estreando na Black Friday com uma semana de oferta de bolsas de estudo com condições ainda mais especiais.

Na Black Week do Educa, que vai de 25 a 29 de novembro, além da possibilidade de conseguir bolsas com desconto de até 70%, a pré-matrícula – que corresponde à primeira mensalidade – de qualquer instituição parceira fica no valor fixo de R$100. A novidade contempla as novas contratações para as modalidades de ensino básico, superior e técnico.

“Mais e mais pessoas precisam da educação para transformar suas vidas para melhor. Este período é uma oportunidade para quem deseja estudar em uma instituição de ensino de qualidade a preços mais acessíveis”, considera Andreia Torres, diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil.

A jornalista Jasmin Chalegre está procurando escola da educação básica para matricular a filha Maria Madalena. Quando soube da Black Week do Educa, ficou animada com a possibilidade de dar um futuro melhor para a filha.

“A educação é uma das prioridades no orçamento da minha família, mesmo a Madalena sendo pequena. Esse é um interesse tanto meu quanto do pai dela. A gente vê que a educação de qualidade é um item tão caro. Infelizmente, o acesso à educação ainda é muito complicado no país. Então, quando a gente descobriu que o Educa está oferecendo essa oportunidade, nos trouxe uma sensação de segurança. Eu e meu marido queremos proporcionar para a nossa filha um futuro melhor de uma forma que caberá no nosso orçamento”, conta.

Faça como a Jasmin e fique atento às oportunidades de estudar com desconto. Economizar é um ato de inteligência financeira que pode render grandes investimentos futuros.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

intercambio eua estudar

Estudantes de baixa renda podem estudar nos Estados Unidos de graça; saiba como

O Programa Oportunidades Acadêmicas abre, nesta terça-feira (19), as inscrições para estudantes brasileiros do ensino médio concorrerem a bolsas de estudos para graduação nos Estados Unidos. A oportunidade é dada há 13 anos pelo EducationUSA – órgão oficial do governo norte-americano. O prazo para a candidatura vai até 13 de janeiro de 2020.

O programa é exclusivo para estudantes de baixa renda, mas que tenham desempenho em seus colégios acima da média e que apresentem um diferencial em relação aos demais alunos. Nos 13 anos de existência mais de 300 estudantes brasileiros foram beneficiados com a oportunidade, embora nem todos tenham conseguido bolsa integral.

Para candidatar-se, o estudante interessado deve preencher um formulário online em inglês no site, e enviar documentos que comprovem seu bom desempenho acadêmico, além de outros relativos à condição financeira da família. Em geral, as atividades começam em março de 2020 e se estendem até janeiro do ano seguinte.

Os selecionados têm todas as despesas relacionadas à candidatura pagas, incluindo material de estudo para testes, visto, acomodação para a realização das provas, alimentação e transporte para deslocamentos de cidades do interior para capitais onde há centros aplicadores de provas do programa no Brasil, além de isenção de várias taxas referentes ao envio de documentos de aplicação e tradução de documentos acadêmicos e provas SAT/ACT, Subject Test e TOEFL/IELTS.

Os estudantes de baixa renda já graduados que quiserem fazer pós-graduação, mestrado ou doutorado nos Estados Unidos também são contemplados pelo programa, passando pelo mesmo processo que os alunos do ensino médio. Para esse perfil, as inscrições serão abertas até o final do ano. A data, contudo, ainda não foi definida.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

oferta bolsa de estudos

Universidade Positivo oferece 254 bolsas de estudos a alunos de escolas públicas

O ProPositivo – Programa de Bolsas de Estudos da Universidade Positivo está com inscrições abertas até 21 de novembro. O projeto de responsabilidade social da instituição oferece descontos de até 50% para cursos de graduação de Bacharelado, Licenciatura e cursos Superiores de Tecnologia (Tecnólogos), presenciais e semipresenciais, em Curitiba (PR) e Londrina (PR). Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento das comunidades onde o Positivo está presente, o programa está alinhado aos valores do Grupo – o saber, a ética, o trabalho e o progresso.

O projeto é dirigido a estudantes que concluíram o Ensino Médio em 2018 ou vão concluir em 2019 em instituições públicas de ensino.

Ao todo, são ofertadas 254 vagas em 53 cursos. As inscrições para o processo seletivo são gratuitas e podem ser realizadas pelo site www.up.edu.br/propositivo.

O candidato pode escolher até dois cursos para candidatar-se à bolsa de estudos, sendo um em primeira opção e outro em segunda opção, com o respectivo turno e unidade. O estudante contemplado com a bolsa pode, ainda, solicitar o benefício do PRAVALER para financiar o valor remanescente do curso.

O processo seletivo, composto de duas provas (uma de redação e uma de múltipla escolha), será realizado no sábado, dia 23 de novembro, das 15h às 18h, no câmpus Ecoville, em Curitiba.

dicas, dicas enem, semana, enem 2019, exame, graduação, prouni, sisu, bolsa de estudo, inep, mec, psicóloga, nervosismo, ansiedade, graduação, ensino superior

Dicas Enem 2019: psicóloga orienta candidato a driblar a ansiedade

Chegou o momento de relaxar. A recomendação pode parecer estranha na semana mais importante para os candidatos do Enem 2019, mas é uma das dicas mais importantes. No entanto, é preciso, sim, reduzir a pressão para cérebro e fazer escolhas que promovam maior descanso para o cérebro. Atualmente, o Enem faz parte do calendário de estudos de quem deseja cursar uma faculdade porque, ao conseguir uma boa pontuação na prova, é possível realizar o sonho de ingressar em um curso de graduação. Por isso, a concorrência é grande.

Com a aproximação das provas, é comum sentir nervosismo e, até mesmo, ansiedade, já que o resultado do rendimento na avaliação pode decidir o futuro do estudante. No entanto, sintomas aparentemente simples como agitação e dor de barriga indicam que o corpo precisa de descanso. Por isso, a psicóloga e docente do curso de Psicologia da Universidade Cruzeiro do Sul, Ksdy Sousa, dá algumas dicas. Ela defende que, antes da prova, o ócio é mais importante do que a revisão. “Geralmente, recomenda-se que dois dias antes da prova nada seja feito referente a isso, pois pode gerar mais ansiedade e o cérebro não irá registrar muita coisa. Talvez durante a semana possa ser feito, mas dois ou três dias antes da prova, não”.

A profissional alerta também que ter um bom sono é fundamental na semana final, pois ajuda o organismo a repor as energias e ter uma boa memória. “Uma boa noite de sono ajuda na tomada de decisão e concentração. Se você dormir bem você irá ter melhores decisões e mais clareza nas escolhas das respostas, melhorando o raciocínio e a atenção”, ressalta a psicóloga.

Expectativa pós-Enem 2019: quais são as dicas para lidar com a ansiedade?

Após fazer a prova do Enem, a ansiedade é pelo resultado individual, que deverá ser divulgado em janeiro de 2020, conforme cronograma do Ministério da Educação (MEC). Nesse meio tempo entre a realização e o resultado, o melhor a se fazer é relaxar e esquecer a avaliação. Inclusive, especialistas recomendam que a família oriente o estudante a descansar.

Ao ter acesso ao seu desempenho, o candidato pode usar a nota do Enem 2019 para ingressar em universidades públicas através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), conseguir uma bolsa para universidade particular pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) ou concorrer a uma vaga em uma universidade portuguesa. Há também a opção de estudar no Brasil em uma das milhares de instituições parcerias do Educa Mais Brasil. O maior programa de inclusão educacional do Brasil disponibiliza bolsa de estudo com até 70% de desconto.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil