bombeiros carreata curitiba coronavíírus

Bombeiros vão às ruas pedir para que população fique em casa

Moradores de várias regiões de Curitiba registram, na noite desta sexta-feira (20), a carreata do Corpo de Bombeiros do PR que foi às ruas pedir para que a população ficassem em casa.

“O Corpo de Bombeiros do Paraná parabeniza a todos os profissionais de saúde e solicita que você cidadão, que não faz parte da área de saúde ou da segurança pública, que permaneça em sua residência. Esteja seguro”, foi o texto reproduzido pela corporação, pelas ruas da cidade.

Vídeo/Colaboração

Durante a carreata, os Bombeiros fizeram também uma homenagem aos profissionais de saúde que estão na linha de frente na batalha contra o coronavírus.

A homenagem foi organizada pela  redes sociais e várias pessoas de todo o Estado foram aplaudir esses profissionais, das janelas de suas casas.

Reprodução/Internet

Durante toda a semana vários movimentos em prol dos profissionais ligados à área da saúde e segurança pública aconteceram na internet. Os próprios profissionais pedem, pela internet, para que a população colabore e não saia de casa.

Reprodução/Internet

CORONAVÍRUS NO PARANÁ

O Paraná está com 36 casos confirmados de coronavírus, informou o novo boletim da Secretaria de Estado da Saúde. O balanço, divulgado na tarde desta sexta-feira (20), ainda mostra que 202 casos estão em investigação enquanto 137 já foram descartados. Ou seja, o estado já registrou 375 notificações do COVID-19.

De acordo com a Sesa, cinco pacientes estão em isolamento hospitalar e os demais (31) seguem em isolamento domiciliar.

Em relação ao boletim de ontem (19), são 13 novos casos. 10 deles são em Curitiba, dois em Londrina, no norte do Paraná, e um em Guaíra, no oeste do estado.

A Secretaria ainda informou que são oito mulheres e cinco homens, com idades entre 25 e 59 anos. Nove deles foram testados por laboratórios particulares e quatro pelo Lacen (Laboratório Central do Etado).

Curitiba, 12 de Janerio de 2017. Formatuda do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar do Paraná.

PMPR divulga concurso público com mais de 2 mil vagas para bombeiros e policiais

A PMPR (Polícia Militar do Paraná) publicou em sua página o edital para o concurso público com 2400 vagas para policiais e bombeiros, no Paraná.

O período de inscrições tem início no dia 01 de abril de 2020 e vai até 17h do dia 04 de abril de 2020. A data da prova de conhecimentos está marcada para o dia 28 de junho de 2020, mas pode sofre alterações em decorrência do combate ao coronavírus.

São 2000 vagas para soldados da PM e 400 para soldados do Corpo de Bombeiros.

Para participar do concurso é preciso ter  no máximo 30 (trinta) anos de idade na data do primeiro dia de inscrição.

REMUNERAÇÃO

Bolsa-auxílio do Soldado de 2ª Classe Policial Militar e Bombeiro Militar – R$1.933,63

Subsídio do Soldado de 1ª Classe Policial Militar e Bombeiro Militar (após término do Curso de Formação de Praças e respectiva promoção) – R$4.263,67

Para mais informações sobre o concurso, etapas e inscrições acesse aqui.

homem, morto, corpo, exames, identificação, iml, polícia científica, banhista, afogamento, afogado, ilha do mel, praia mansa, caiobá, litoral, paraná, corpo de bombeiros, bombeiros

Identidade do homem encontrado morto na Ilha do Mel deve ser descoberta pelo IML

O corpo de um homem encontrado neste domingo (23) na Ilha do Mel, no litoral do Paraná, passará por exames de identificação no IML (Instituto Médico Legal).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma das suspeitas é de que se trata do curitibano que desapareceu na Praia Mansa. O desaparecimento  no balneário de Caiobá foi registrado no último dia 9.

O resultado dos exames deve ficar pronto em até 30 dias. No entanto, não é possível apontar uma data exata para a identificação.

Conforme a tenente Virgínia Turra, o corpo do homem foi avistado por uma tripulação. O barco navegava pela Ilha do Mel e acionou o resgate.

“São características compatíveis com o homem que se afogou há duas semanas. Era a única vítima em busca, por isso a possibilidade é grande de seja ele”, comentou a porta-voz dos bombeiros.

“Entretanto, só a perícia do IML poderá apontar essa certeza”, concluiu.

adolescente, criança, afoga, afogar, afogado, são josé dos pinhais, curitiba, rio, cava, jardim ipê, bombeiros, bpmoa, reanimado, reanimação

Adolescente se afoga em São José dos Pinhais e é reanimado pelos bombeiros

Um adolescente de 14 anos precisou ser reanimado pelos bombeiros após se afogar e passar 30 minutos submerso em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O caso foi registrado nesta sexta-feira (21) à tarde.

Conforme os bombeiros, o adolescente foi encaminhado em estado gravíssimo para o Hospital do Rocio, em Campo Largo, Grande Curitiba. Um helicóptero do BPMOA (Batalhão de Operações Aéreas da PM) fez o deslocamento.

De acordo com a corporação, o adolescente se afogou em uma região de alagados e cavadas, no Jardim Ipê, em São José dos Pinhais. Os bombeiros foram acionados imediatamente após o garoto se afogar.

“No local, os bombeiros fizeram mergulhos livres para tentar encontrá-lo. Assim, após 30 minutos, o adolescente foi localizado e retirado da água”, disse o tenente Maikon Venâncio Correa ao Paraná Portal.

A adolescente teve uma parada cardiorrespiratória. Portanto, foi encontrado sem pulsação e sem respiração. Enquanto faziam trabalhos para que o garoto fosse reanimado, os bombeiros acionaram o BPMOA.

Assim que o adolescente reagiu, foi levado ao helicóptero, onde foi estabilizado pelos médicos e transportado para o Hospital do Rocio.

“Em uma escala que vai até seis, ele foi encontrado no estágio máximo. 30 minutos submerso é muito tempo. Se trata de um caso gravíssimo”, concluiu o tenente.

telhado, desabou, desabar, desabamento, concessionária, veículos, carros, ubiratã, paraná, cliente, ferido, bombeiros, perícia 1

Telhado de concessionária desaba e cliente fica ferido no Paraná; VÍDEO

Um homem ficou ferido após o telhado de uma concessionária de veículos desabar na manhã desta sexta-feira (21), em Ubiratã, no interior do Paraná. Ele era um cliente que havia acabado de entrar no estabelecimento quando aconteceu o acidente, por volta das 10h.

De acordo com os bombeiros de Ubiratã, o cliente ferido recebeu os primeiros socorros no local e foi encaminhado a um hospital da região. O ferimento não foi grave, conforme o socorrista que prestou atendimento.

O telhado da concessionária de veículos cedeu no momento em que um climatizador era instalado. De acordo com os bombeiros de Ubiratã, quatro trabalhadores estavam no telhado. Um guindaste era usado para mover o equipamento.

De acordo com o agente Franklin Merten, do Bombeiro Comunitário de Ubiratã, tudo aconteceu muito rápido.

“As pessoas que estavam no telhado e também na loja relataram que não houve muito tempo pra reagir. Só ouviram um estrondo no teto da loja e tudo veio abaixo”, relatou ao Paraná Portal.

“A maior parte da cobertura cedeu na parte onde estavam os carros estacionados e por sorte somente uma pessoa ficou ferida”, completou o agente do Bombeiro Comunitário de Ubiratã.

Além disso, cinco pessoas estavam no pátio da concessionária de veículos. Nenhum funcionário se feriu.

Conforme protocolo dos bombeiros, o local foi isolado para investigação. As causas do acidente ainda não foram esclarecidas.

PERÍCIA APURA DESABAMENTO DE TELHADO

Apenas o trabalho de perícia poderá apontar a real causa do desabamento do telhado da concessionária de veículos de Ubiratã, que fica na região centro-oeste do Paraná, a cerca de 80 km de Cascavel.

Os bombeiros e a seguradora do estabelecimento trabalham no caso.

A perícia investiga se o telhado da concessionária cedeu devido a uma possível queda do climatizador, que era manejado com o apoio de um guindaste.

Além disso, existe a possibilidade de a estrutura do telhado não ter suportado o peso dos cinco trabalhadores que realizam o serviço de instalação.

VEJA FOTOS DA CONCESSIONÁRIA DE UBIRATÃ, NO PARANÁ

chuvas alagamentos Santa Catarina Balneário Camburiú

Homem usa caiaque para andar em Balneário Camboriú após alagamento; veja o vídeo

Balneário Camboriú e Itajaí ficaram alagadas pelas fortes chuvas atingiram Santa Catarina nesta quinta-feira (6), mas um homem chamou a atenção por andar de caiaque na Avenida Atlântica.

A cena foi flagrada por um funcionário de um dos postos de serviço da praia. O rapaz usa o acostamento da via, disponibilizada para bicicletas, patinetes e outros, para passear na chuva.

Assista o vídeo:

DEFESA CIVIL E INMET ALERTAM PARA O PERIGO DAS CHUVAS

De acordo com a Defesa Civil de Santa Catarina, Balneário Camboriú registrou quatro quedas de árvores e diversos pontos alagamentos. A água entra em comércios – inundou o estacionamento de um dos shoppings da cidade – e residências, além de causar pane em carros nas ruas.

Além disso, as autoridades relatam dificuldades para as equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Samu se deslocarem.

Outras cidades também sofrem com dificuldades por causa das chuvas. Garuva, por exemplo, registra 307 milímetros de chuva acumulados nas últimas 72 horas e está com alerta vermelho para deslizamentos, assim Ilhota.

Na SC-108, no município de Guaramirim, obras foram interrompidas. Contudo, o último boletim emitido pela Defesa Civil, às 19h17, ressalta que houveram instabilidades apenas nas áreas adjacentes.

Tabela divulgada pela Defesa Civil de Santa Catarina. (Reprodução)

Já o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) também emitiu um alerta de perigo válido para o litoral de Santa Catarina até às 23h59 desta sexta-feira (6).

O aviso prevê chuvas entre 30 a 60 mm/h, com risco de alagamentos, deslizamentos e transbordamentos de rios.

A orientação é avisar a Defesa Civil, pelo 199, ou Corpo de Bombeiros, pelo 193. Além disso, é recomendado enfrentar o mau tempo e, em casos de inundações, proteger os pertences da água envolvendo-os em sacos plásticos. Por fim, caso possível, desligar aparelhos elétricos e o quadro geral de energia.

FOTOS E VÍDEOS DA CHUVA EM SANTA CATARINA

Confira registros, compartilhados nas redes sociais, das chuvas em Santa Catarina.

 

 

Balneário Camburiú

 

incêndio galpão CIC

Incêndio de grandes proporções atinge barracão de embalagens em Curitiba

Um incêndio de grandes proporções atingiu um barracão de embalagens, na noite desta segunda-feira (03), na Cidade Industrial de Curitiba.

Segundo o Corpo de Bombeiros,  o incêndio começou por volta das 21h40 em um empresa que faz tratamento de aço e ferro, que fica na Avenina Juscelino Kubitschek, na CIC.

Por se tratar de material altamente inflamável, foram necessários três caminhões para o combate ao fogo, que foi totalmente controlado nas primeiras horas da manhã desta terça (4).

Os Bombeiros devem voltar até o local para fazer o rescaldo ainda durante o dia de hoje.

Não houve feridos durante o incêndio e não se sabe ainda as causas do início do fogo.

nadador, nadadores, banhistas, água viva, água-viva, caravela, caravelas, veneno, envenenamento, pontal do paraná, matinhos

Nadador envenenado por caravela é levado às pressas para hospital no PR

Um nadador envenenado por uma caravela precisou ser levado às pressas para o hospital após apresentar reações alérgicas. O caso foi registrado na manhã desta segunda-feira (03), em Pontal do Paraná, no litoral. Corpo de Bombeiros e SAMU realizaram os primeiros socorros. O homem foi levado ao hospital por um helicóptero da Polícia Militar. O quadro de saúde é estável e ele pode receber alta ainda hoje (03).

Conforme o Corpo de Bombeiros, um grupo de aproximadamente 40 nadadores fazia uma travessia aquática de 12 km nas proximidades do Parque Nacional Marinho das Ilhas dos Currais. Pelo menos três pessoas sofreram ferimentos mais graves.

“No terço final da travessia, os nadadores encontraram com caravelas e sofreram lesões na pele. A maioria dos atingidos apresentou sinais de ardência e vermelhidão na pele, mas três nadadores sentiram um pouco mais e um deles precisou ser resgatado”, contou a tenente Virgínia Turra, do Corpo de Bombeiros.

água-viva, águas-vivas, caravela, medusa, litoral, paraná, acidente, toxina, venenosa, queimadura, corpo de bombeiros, praias, vinagre, operação verão, acidente, acidentes
Mais comuns no litoral norte do Brasil, as caravelas também podem oferecer problemas para os banhistas no sul do país (Divulgação/Sesa)

De acordo com a tenente, o grupo de nadadores estava preparado e agiu rapidamente. Assim, o homem que apresentou reações alérgicas mais graves após o contato com a caravela foi levado de caiaque até a costa. Conforme os relatos, o nadador sentia muitas dores, câimbras e tremores.

Assim, o socorro foi acionado. Percebendo a gravidade do quadro, Corpo de Bombeiros e SAMU acionaram o BPMOA (Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas). O helicóptero Falcão 03 encaminhou a vítima até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Praia Grande, em Matinhos, no litoral do Paraná.

A vítima do envenenamento é um bombeiro militar. Conforme a tenente Virgínia Turra, o quadro de saúde do homem é estável e ele pode receber alta ainda nesta segunda-feira (03).

VÍDEO: NADADOR É RESGATADO NO PARANÁ APÓS ENVENENAMENTO POR CARAVELA

petrobras, fafen-pr, fafen, ansa, araucária, curitiba, paraná, vazamento, amônia, bombeiros, fup, federação única dos petroleiros, demissões, greve

Bombeiros controlam vazamento de amônia em unidade de Petrobras no Paraná

Um vazamento de amônia identificado na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen-PR), em Araucária, na Grande Curitiba, teria sido controlado com o apoio do Corpo de Bombeiros na madrugada deste sábado (1º). O incidente foi registrado em meio ao fechamento da fábrica anunciado em janeiro pela Petrobras, que motivou a greve nacional dos petroleiros anunciada hoje.

Conforme a FUP (Federação Única dos Petroleiros), o vazamento pode estar relacionado à paralisação da caldeira, determinada pela estatal para acelerar o fechamento da unidade.

Por questões de segurança, os trabalhadores decidiram deixar a fábrica na tarde deste sábado (1º). Os funcionários se revezam na porta da unidade há 12 dias.

Os protestos começaram quando a Petrobras anunciou o encerramento das atividades da Fafen-PR. Conforme os sindicatos ligados à categoria, a medida causará o fechamento de cerca de mil postos de trabalho.

PETROLEIROS REALIZAM PROTESTOS EM UNIDADES DA PETROBRAS

Os trabalhadores protestam contra o anúncio do encerramento das atividades de duas unidades da Petrobras em Araucária. A estatal pretende fechar as plantas da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná e da Araucária Nitrogenados S.A (Ansa).

A greve tornou-se nacional neste sábado (1º), após deliberação da categoria e a mobilização não tem data para encerrar.

Conforme a FUP, medida descumpre os compromissos assumidos na negociação do Acordo Coletivo de Trabalho vigente em 2019 e 2020. A Petrobras nega e considera o movimento grevista “descabido”.

Além disso, a Petrobras afirma que o encerramento das duas unidades que operam em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, se deve aos prejuízos acumulados nos últimos anos e a previsão pessimista para este ano.

petrobras, fafen-pr, fafen, ansa, araucária, curitiba, paraná, vazamento, amônia, bombeiros, fup, federação única dos petroleiros, demissões, greve
De acordo com a FUP, 3 mil empregos diretos e indiretos serão extintos pela Petrobras. (Foto/Divulgação)

PREJUÍZOS AMBIENTAIS E ECONÔMICOS

De acordo com a FUP, o fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná também traz riscos para segurança da comunidade de Araucária, devido à possibilidade de novos vazamentos de amônia. Além disso, a federação aponta que o encerramento das duas plantas deve ocasionar um prejuízo econômico para a região.

Juntas, Fafen-PR e Ansa representam 1.000 empregos diretos e cerca de 2.000 empregos indiretos.

Dados apresentados pelo Ineep (Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Zé Eduardo Dutra) indicam que os empregos movimentam cerca de R$ 75 milhões por ano.

chuva, chuvas, temporal, temporais, mortes, mortos, minas gerais, belo horizonte, previsão do tempo, previsão, inmet, meteorologia,

Chuva em Minas Gerais já causou 50 mortes

Chega a 50 o número de mortes confirmadas por causa da chuva em Minas Gerais. Mais cinco óbitos forma confirmados nas últimas 24 horas pela Coordenadoria da Defesa Civil. O último balanço foi divulgado às 11h. Conforme o Inmet, a previsão do tempo é de mais temporais no estado.

De acordo com o governo mineiro, as primeiras mortes relacionadas à chuva ocorreram entre os dias 23 e 24 de janeiro. Assim, a média é de mais de oito mortos por dia. A principal causa, conforme a Defesa Civil, são os deslizamentos de terra. Além disso, outros fatores também tiraram a vida de vítimas no estado: desmoronamento de construções, alagamentos, transbordamento de rios e quedas de árvores.

Uma menina de apenas 2 anos foi uma das últimas vítimas a serem confirmadas. De acordo com o governo de Minas Gerais, ela morava em um acampamento de trabalhadores rurais sem terra em Olhos d’Água, a 420 km de Belo Horizonte, também atingida pela chuva forte.

Conforme o cabo José Eustáquio de Moraes, do 7º Batalhão do Corpo de Bombeiros em Montes Claros, a parede da casa desabou com a força da chuva e atingiu a menina. A vítima foi encaminhada para o Centro de Saúde de Olhos d’Água, mas não resistiu aos ferimentos.

Além disso, mortes relacionada à chuva foram registradas em Luisburgo (2), Divinópolis (1) e Pedra Bonita (1). Até agora, 101 cidades de Minas Gerais decretaram situação de emergência.

chuva, chuvas, temporal, temporais, mortes, mortos, minas gerais, belo horizonte, previsão do tempo, previsão, inmet, meteorologia,
Minas Gerais sofre com a quantidade de chuva acumulada. O mapa indica a precipitação entre os dias 23 e 27/01 (Reprodução/Inmet)

PREVISÃO DO TEMPO: MAIS CHUVA EM MINAS GERAIS

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), os temporais persistem em Minas Gerais nesta terça-feira (28). Trovoadas são esperadas nas regiões central, norte e leste do estado. Conforme a previsão do tempo, as instabilidades continuam devido a um fenômeno meteorológico que favores as pancadas de chuva (Zona de Convergência do Atlântico Sul).

Conforme o Inmet, as temperaturas variam bastante. Podem chegar a 35ºC na região norte. No sul de Minas Gerais, a mínima pode atingir os 18ºC.

chuva, chuvas, temporal, temporais, mortes, mortos, minas gerais, belo horizonte, previsão do tempo, previsão, inmet, meteorologia
Previsão do tempo para os próximos dias. (Reprodução/Inmet)