Evento promove adoção de quase 100 animais resgatados em Curitiba

Quase 100 animais resgatados pela ambulância de Curitiba estarão disponíveis para adoção neste sábado (23). O evento é promovido pelo Centro de Referência para Animais em Risco, em parceria, com o Muffato Max – Bairro Alto, a Clinicão e a Prefeitura de Curitiba.

Quem quiser adotar um bichinho, precisa apresentar RG, CPF e comprovante de residência. Além disso, é necessário assinar o termo de guarda responsável.

A feira de adoção acontecerá das 9h às 13h30, na Avenida Caviúna, no Bairro Alto.

Cachorros - maus-tratos - Pinhais - Curitiba

18 cachorros são resgatados em situação de maus-tratos no Paraná

Um canil no município de Pinhais, região metropolitana de Curitiba (RMC), abrigava 18 cachorros das raças Shitzu e Yorkshire em condições insalubres e de maus-tratos.

Por meio de uma denúncia, a PCPR (Polícia Civil do Paraná) realizou na última quinta-feira (31), o resgate dos cães e autuou em flagrante pelo crime de maus-tratos aos animais uma mulher de 46 anos, responsável pelo local.

Os animais resgatados estavam com pouco peso e problemas na pele e dentários, sendo que o ambiente do canil não registrava proteção para os raios solares e também para a chuva. Os cães foram encaminhados para lares temporários, para que recebam os cuidados necessários para se recuperarem antes de serem destinados a adoção.

MUDANÇAS NA LEGISLAÇÃO

A Prefeitura de Curitiba sancionou em 2018, a Lei nº 15.282, que proibiu a criação comercial de animais na cidade. Com isso, a DPMA (Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente) da PCPR tem registrado aumento na recuperação de pets no município.

“Aconteceu que os canis foram afastados para a RMC e a Prefeitura de Pinhais verificou a possibilidade de fazer uma legislação igual e por isso foi firmada uma parceria com a Delegacia do Meio Ambiente. Foi dessa forma que recebemos a denúncia para o canil irregular e conseguimos recuperar os animais”, explicou Matheus Laiola, delegado da DPMA.

A parceria entre a Prefeitura de Pinhais e a Delegacia do Meio Ambiente também foi comemorada por Daniele Guimarães, uma das responsável pela Rede de Proteção Ambiental no município da região metropolitana de Curitiba.

“Temos uma equipe de fiscalização que recebe em média cinco denúncias por dia e vai a esses locais constatando os maus-tratos e realizando a autuação. Ter o apoio da DPMA é importante para dar respaldo ao trabalho dos fiscais”, analisou Guimarães.

130 cães e gatos estarão para adoção neste sábado no Parque Barigui

Eles precisam de amor e um novo lar. Ao todo, 130 cães e gatos estarão disponíveis para adoção, neste sábado (25), no Parque Barigui, durante a feira Amigo Bicho. O evento, organizado pela Rede de Proteção Animal de Curitiba, acontece das 10h às 16h, no estacionamento próximo ao Salão de Atos e ao restaurante.

Segundo a Prefeitura, todos os bichinhos já são castrados e receberão um microchip com os dados dos novos responsáveis.

Para levar um cão ou gato para casa, é preciso apresentar RG, CPF e comprovante de residência e assinar o termo de guarda responsável.

Por enquanto, os cães e gatos estão sob os cuidados de ONGs e protetores animais independentes da capita. Haverá também animais resgatados pela Prefeitura, que vivem hoje no Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (Crar).

MICHOCHIPAGEM

Quem já tem um animalzinho de estimação e precisa de identificação, poderá fazer a microchipagem gratuita durante a feira. O atendimento será a partir das 10h, por ordem de chegada e mediante cadastro dos tutores e dos animais no novo site da Rede. Serão disponibilizados 250 dispositivos.

cães pássaros silvestres resgatados polícia curitiba DivulgaçãoPC-PR

Pássaros silvestres e cães em situação de maus-tratos são resgatados em Curitiba e região

Quatro pessoas foram presas por crimes ambientais entre quarta (04) e quinta-feira (05). Pássaros silvestres mantidos em cativeiro sem autorização legal e cães mantidos em um canil clandestino foram resgatados em ações distintas da PC-PR (Polícia Civil do Paraná). As ações aconteceram na Grande Curitiba.
O primeiro caso foi no bairro Fazendinha, em Araucária. Um canil clandestino foi encontrado pela PC-PR. Os animais eram mantidos em espaço inadequado, sem condições de terem acesso a banho de sol e atendimento veterinário. Os fiscais da Prefeitura aplicaram multa de R$ 14,5 mil à tutora dos animais.
A mulher de 46 anos foi presa e encaminhada para a delegacia. A suspeita disse que iria se manifestar somente em juízo. A pena prevista é de até um ano e meio de prisão, além de multa.
Em uma outra situação, na quarta-feira (04), policiais civis foram até o bairro Xaxim, em Curitiba, e encontraram pássaros silvestres em cativeiro, sem autorização ambiental. Um papagaio-de-peito-roxo e três pássaros da espécie pintagol foram resgatados no local.
O tutor dos animais, de 74 anos de idade, recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a delegacia. A pena prevista para o crime é de até um ano de prisão mais pagamento de multa.
Na quinta-feira (5) a PC-PR resgatou dois pássaros silvestres da espécie trinca-ferro, sem autorização ambiental, em um mercado na Vila Guaíra, em Curitiba. O tutor do animal, de 35 anos, recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a delegacia. A pena prevista é de até um ano, além de multa.
Em uma residência no bairro Portão, também na capital, os policiais civis resgataram um papagaio da espécie verdadeiro, sem autorização ambiental. A tutora do animal, de 52 anos, foi presa em flagrante e encaminhada para a delegacia. A pena prevista é de até um ano de prisão mais pagamento de multa.
Todos os suspeitos responderão em liberdade.

Cães vítimas de maus tratos são resgatados em canil clandestino de Curitiba

Um canil clandestino que ficava no bairro São Miguel, em Curitiba, foi fechado na tarde de ontem (28), pela PCPR (Polícia Civil do Paraná).

Foto: Divulgação Polícia Civil

Ao todo, foram apreendidos 46 cães de diversas raças, que viviam em situação de maus tratos.

Uma mulher que foi identificada como dona do canil foi presa em flagrante e multada em R$ 46 mil.

Vídeo mostra situação dos animais:

Rede de pet shops envolvida em golpes e maus-tratos é alvo de operação

Uma rede de pet shops é alvo de uma operação da Polícia Civil, na manhã desta terça-feira (13), em Curitiba e São José dos Pinhais, na Região Metropolitana. Os sócios e funcionários da empresa são suspeitos por maus-tratos a animais, estelionato e falsificação de documentos privados.

Ao todo, são cumpridos 11 mandados de busca e a apreensão em endereços ligados ao empreendimento. Na capital, os policiais fazem buscas nos bairros Batel, Hauer, Portão, Boqueirão, Pinheirinho, Centro e Campo Comprido, sendo que dois dos locais são em shoppings. Já em São José dos Pinhais, as buscas acontecem no bairro Faxina e no Centro.

Segundo a Polícia Civil, a empresa investigada atua na venda de filhotes de cães de raça, tem canil e clínica veterinária. O grupo se utilizava da estrutura e da fama consolidada para ludibriar clientes, que adquiriram animais a alto custo acreditando em sua procedência, mas na verdade recebiam animais com problemas. Na maioria das vezes com doenças pré-existentes e com emissão de “pedigree” falso.

Conforme as investigações, há indícios de que os animais ofertados pela empresa investigada sofriam maus-tratos e eram submetidos a condições degradantes de sobrevivência, passando finais de semana sem alimentação e higiene adequada.

Inscrições de cães e gatos para adoção estão abertas, em Curitiba

O primeiro evento de adoção de animais Amigo Bicho do ano está marcado para 23 de março, um sábado, das 10h às 16h, no Parque Barigui. O evento é promovido pela Rede de Proteção Animal da Prefeitura de Curitiba.

As inscrições de cães e gatos sob os cuidados de protetores e ONGs ligadas à causa animal, que estejam em busca de uma nova família, podem ser feitas até o dia 21. Para cadastrar os animais, é preciso encaminhar os dados para o e-mail gtebet@smma.curitiba.pr.gov.br.

Devem ser informados o nome completo, CPF ou CNPJ, quantidade de animais e um telefone para contato. Pode haver limite de animais por pessoa em razão da lotação do evento.

Os cães e gatos devem ser castrados e vacinados e os protetores devem levar cercadinhos e água. Os adotados serão microchipados na hora pelos veterinários da Prefeitura. Os novos tutores deverão completar o cadastro no site da Rede de Proteção.

Serviço

Inscrição de animais para evento de adoção Amigo Bicho
Data: até 21/3
E-mail: gtebet@smma.curitiba.pr.gov.br

*Informar nome completo, documento e dados dos animais disponíveis para adoção. Pode haver limite por pessoa, de acordo com a lotação máxima do evento.

Cães esperam na entrada de hospital por dono internado

Seis cães de um morador de rua de Cianorte, no noroeste do Paraná, passaram um dia inteiro em frente ao hospital Santa Casa à espera do dono que estava internado. O homem, chamado Luiz, deu entrada no hospital na quarta-feira (2) com um princípio de acidente vascular cerebral (AVC). Ele permaneceu internado até a manhã desta quinta-feira (3).

Durante todo o período, os cachorros não deixaram a porta de entrada da unidade de saúde. O caso ganhou repercussão após voluntários da ONG Amigos de Patas fazerem fotos e postarem em sua página no Facebook.

De acordo com a ONG, Luiz é morador de rua há 20 anos, por opção, e tem os animaizinhos como sua família. “Ele convive com seus amigos de patas e os trata muito bem, reparte tudo com eles”, diz na publicação.

Luiz e os cachorros foram acolhidos em uma residência familiar de um voluntário. O morador de rua tem recebido suporte para se alimentar e tomar banho. Os cãezinhos, que são castrados, vacinados e chipados, também estão sendo cuidados.

Estão abertas as inscrições de cães e gatos para adoção no Amigo Bicho

Protetores e ONGs ligados à causa animal podem inscrever cães e gatos que estiverem sob seus cuidados, e em busca de um novo lar, para a última edição de 2018 do Amigo Bicho, da Rede de Proteção Animal da Prefeitura. O prazo começa nesta segunda-feira (19) e vai até a sexta (23).

O evento de adoção será no dia 1 de dezembro, das 11h às 17h, no Parque Barigui, quando também será revelado o vencedor do concurso Cachorro do Ano, do jornal Gazeta do Povo.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente por e-mail. Os protetores e ONGs devem encaminhar seus dados – nome completo, CPF ou CNPJ – e as informações sobre os animais que pretendem inscrever para gtebet@smma.curitiba.pr.gov.br. Pode haver limite de animais por pessoa.

Os animais devem ser castrados e vacinados e os protetores devem levar seus cercadinhos e água. Os adotados serão microchipados na hora pelos veterinários da Prefeitura. Os novos tutores deverão completar o cadastro no site da Rede de Proteção.

Cachorro do Ano

O concurso Cachorro do Ano tem apoio da Rede de Proteção Animal e contará com uma série de ações voltadas para a guarda responsável.

Além da revelação do vencedor da votação popular, que aconteceu via internet, e do evento de adoção, haverá uma blitz pelo Dezembro Verde, contra o abandono de animais, oficina de brinquedos para pets, food trucks e outras atrações.

A cada cem mil votos registrados no concurso, cem quilos de ração serão doados para os cachorros assistidos pelas ONGs cadastradas na Rede de Proteção Animal.

Inscrição de animais para evento de adoção Amigo Bicho
Data: de segunda (19/11) a sexta-feira (23/11)
E-mail: gtebet@smma.curitiba.pr.gov.br
*Informar nome completo, documento e dados dos animais disponíveis para adoção. Pode haver limite por pessoa.

Amigo Bicho e final do concurso Cachorro do Ano
Data: sábado (1/12)
Horário: das 11h às 17h
Local: Parque Barigui (em frente ao heliponto) – entrada pela BR-277.

Aplicativo ajuda a encontrar pets que fugiram de casa

Quem mora em casa e tem um animal de estimação passa por uma preocupação constante: de ele fugir em busca de comida, diversão e companhia de outros animais.

Gatos podem passar dias longe do lar, sem que se saiba onde estão e se estão bem. Cachorros têm mais dificuldade de encontrar o caminho de volta para casa e podem ser tomados como um animal de rua, quando possuem donos à sua espera.

Essa aflição é solucionada de uma forma simples: por meio do aplicativo Petworking, fundado pelo administrador Helder Klaar. A ideia veio da observação do empresário que notou que muitos usuários das redes sociais postavam sobre animais perdidos.

“Se eu perdi meu cachorro e uma pessoa que mora a dez quadras de mim não me conhece, como vai saber que é meu pet?”, indagou Helder. E foi assim que concebeu o app em julho do ano passado, para que todos os donos de animais se ajudem numa rede solidária específica para isso.

O aplicativo, que também conta com a sociedade do empresário Paulo Joanello, é simples de utilizar: os donos criam perfis dos seus animais com informações detalhadas das suas características físicas e comportamentais.

Assim, em caso de perda ou sumiço, a comunidade Petworking, numa ação em rede, ajuda a encontrar os bichinhos desaparecidos. Outro benefício do app, é que a plataforma faz uma ponte entre quem tem um bichinho para doar e quem quer adotar. O aplicativo também indica pet shops, clínicas 24h, adestradores e hotéis parceiros localizados perto do usuário, tudo para facilitar a vida de quem ama e cuida do seu bichinho.