empresário morto a tiros

Mulher é encontrada morta com sinais de violência sexual em Curitiba

Uma mulher, de aproximadamente 20 anos, foi encontrada morta, neste domingo (5), no terreno de uma empresa no bairro Cajuru, em Curitiba. Conforme a Guarda Municipal, o corpo foi achado por um homem, que acionou as autoridades.

> MP denuncia marido de Tatiane Spitzner por feminicídio, cárcere privado e fraude processual

Até a publicação desta reportagem, a vítima não havia sido identificada. Segundo a Guarda, ela estava seminua e tinha sinais de violência feitos recentemente.

Moradores da região relataram ter ouvido cachorros latindo no terreno por volta das 4 horas da manhã. O que, de acordo com a Guarda, pode indicar o horário aproximado do crime.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa deve investigar o caso.

“Ônibus da cultura” estreia neste sábado no bairro Cajuru

O projeto Artes e Patrimônio – Ônibus da Cultura ganhas as ruas de Curitiba a partir deste sábado (16).

Entre às 10h e 16h30, o “Ônibus Palco” faz sua estreia, com programação cultural gratuita na Rua da Cidadania do bairro Cajuru. Apresentações de dança, música, folclore e circo animam a tarde das crianças e dos adultos.​ ​

Realizado pelo Solar do Rosário, por meio da Lei Rouanet do Ministério da Cultura, com patrocínio do Grupo JMalucelli, o projeto apresenta dois ônibus que foram reformados para se transformarem em unidades culturais itinerantes.

O primeiro é este que reúne  atrações no final de semana. Já o Ônibus Museu está em fase final de montagem e vai começar suas atividades no segundo semestre.​ ​A Prefeitura Municipal de Curitiba é uma das apoiadoras do projeto. Por meio de um convênio com a Fundação Cultural de Curitiba, cedeu os dois ônibus em comodato durante a realização do projeto. Os outros patrocinadores são Blount, Greca Asfaltos e Fertpar.

O objetivo dos Ônibus Palco e Museu é democratizar o acesso à cultura para toda a população. Eles fazem paradas em escolas públicas, CMEIs (Centro Municipal de Educação Infantil), parques, escolas especiais, praças e Ruas da Cidadania. Com previsão de percorrer todos os bairros, buscam contribuir para a formação de plateia e sentimento de pertencimento à cidade e ao espaço público. Crianças, em idade de despertar para a sensibilização cultural e adultos de todas as faixas etárias serão atendidos.​ ​

O projeto prevê dois anos de duração, segundo a coordenadora do Artes e Patrimônio, Lucia Casillo Malucelli, que também atua como diretora do Solar do Rosário. Serão mais de 380 apresentações do Ônibus Palco, levando atrações como danças, concertos musicais didáticos, contações de histórias, teatro, circo e grupos folclóricos. Além de grupos convidados da cidade, como companhias étnicas e alunos de faculdades de artes, abre espaço para os artistas das comunidades se apresentarem.​ ​

Cada ônibus terá uma programação independente e completa, com equipes específicas. Têm em comum ainda a acessibilidade, com elevadores para cadeirantes, cadeiras para idosos e pessoas com dificuldades motoras vão ser colocadas na plateia.​ ​
O Ônibus Palco vai apresentar diversas expressões artísticas, como música, teatro, dança e circo, sempre buscando a interação com o público. Artistas das comunidades e de grupos locais, alunos de faculdades de artes e companhias étnicas farão parte do elenco rotativo.

Programação

O primeiro dia do Ônibus Palco tem uma programação completa com variadas atrações. Às 10h, abrindo o dia, o espetáculo “Teoria da Gravidade” apresenta um solo de dança com a união de danças urbanas e arte contemporânea, idealizado pelo diretor Raphael Alpha. Foi criado em 2007 e já foi apresentado em países como França, Espanha e Suíça. Em seguida, sobe ao palco a Big Belas Banda, formada por alunos e ex-alunos da Escola de Música e Belas Artes do Paraná, em um repertório de músicas nacionais e internacionais.

O Projeto MusicaR, que ensina música a crianças e adolescentes do Pinheirinho e do Cajuru, também está na programação. A Banda Lyra toca no Ônibus, seguida do espetáculo “Lubyet” do Trip Circo, com atrações de circo como mágicos, palhaços e malabaristas. Clarone no Choro faz suas músicas de chorinho valorizando o clarone como instrumento principal.​ ​
Atrações de artistas da comunidade começam às 12h45. Juvêncio Cardoso Banda abre esta parte da programação, seguido de​ ​
Nando Costa e Banda, Grupo Liganois Banda (todos de música autoral), Dança Criativa – Cel. Vila Oficinas e Dança Folclórica Carimbó – Rua da Cidadania.

Projeto Artes e Patrimônio – Ônibus da Cultura: Ônibus Palco no Cajuru
Data: 16 de junho, sábado
Horário: das 10h às 16h30
Local: Rua da Cidadania Cajuru –
Endereço: Av. Prefeito Maurício Fruet, 2150

Polícia Civil investiga caso de feto encontrado dentro de mochila

Repórter William Bittar da CBN Curitiba

Na noite de domingo (5), uma catadora de recicláveis mexia em uma caçamba com lixo, na Rua Antônio Contin esquina com a Rua Procópio Ferreira Martins, no bairro Cajuru, em Curitiba, quando encontrou uma mochila. Ao abrir, ela se deparou com um feto enrolado em várias sacolas e levou até a Polícia Militar, no Jardim das Américas, e repassou as informações de onde o teria encontrado.

A Polícia Civil foi acionada e já iniciou as investigações. Câmeras de segurança da região podem ajudar a encontrar a pessoa que abandonou a mochila com o feto. Ele ainda estava com o cordão umbilical e media aproximadamente 30 centímetros.

Moradores da região falaram aos policiais civis que viram um homem abandonando a mochila na caçamba de lixo.

O caso foi encaminhado à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) que ainda não repassou mais detalhes sobre as investigações.

Polícia prende suspeito de matar esposa na frente da filha de 3 anos

A polícia civil prendeu Erick Tardim Oliveira, de 33 anos, suspeito de matar a facadas a esposa Ana Cristina Borges, de 39 anos, na frente da filha, de apenas três anos de idade.

A prisão foi feita por policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Curitiba, na noite de quarta-feira (6).

O homem foi encontrado por volta das 23h30, perambulando no estacionamento de um supermercado no centro da capital, nas proximidades da Praça Osório. O suspeito não esboçou reação no momento da prisão e confessou o crime à polícia.

O crime ocorreu na madrugada da última terça-feira (05), na casa do casal, no bairro Cajuru. Segundo investigações, o homem teria assassinado Ana Cristina com uma faca de cozinha, efetuando um golpe no pescoço da vítima na frente da filha do casal de 3 anos. Depois do crime, o suspeito trocou de roupa e fugiu. A criança passou horas ao lado do corpo da mãe.

“A criança contou que viu o papai batendo na cabeça da mamãe e fugiu”, afirmou o delegado-titular da DHPP, Fabio Amaro. “Também está sendo investigado o sumiço do 13º da vítima após o crime”, complementou.

A menina foi encaminhada para o Conselho Tutelar. Segundo a polícia, o homem é usuário de drogas.

As investigações iniciaram assim que o corpo da vítima foi encontrado na casa. “No local localizamos a faca utilizada para a prática do crime. As digitais encontradas na arma branca coincidem com a do suspeito”, conta o delegado.

A equipe policial da DHPP, com apoio da Polícia Militar, chegou até o investigado depois que recebeu denúncias anônimas sobre a sua localização. Na delegacia o homem confessou o crime à polícia e disse que não lembrava exatamente como teria ocorrido os fatos, por estar sob efeito alcoólico.

O homem disse ainda que matou a vítima por ciúmes. As roupas usadas pelo suspeito no dia do crime também foram apreendidas. O casal possuía uma união estável há cerca de cinco anos. “Ela chegava mais tarde do que o normal em casa”, afirmou o suspeito em depoimento a polícia civil. “Eu saí de casa para beber e quando voltei, pedi um cigarro para ela, que não quis me dar. Briguei de novo e sai novamente. Cheguei, ela estava dormindo e acredito que eu esfaqueei ela, parece que foi um golpe só”, contou.

O suspeito responderá pelo crime de feminicídio. Caso seja condenado pode ser condenado em até 30 anos de prisão.

Homens armados invadem Centro de Educação Infantil em Curitiba

Da BandNews Curitiba

Alunos, pais e funcionários do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Vila Autódromo, no bairro Cajuru, em Curitiba, vivenciaram momentos de pânico no final da tarde de segunda-feira (09).

Três homens armados e que tentavam fugir da Guarda Municipal (GM) invadiram a unidade por volta das 17h30, após baterem o carro que utilizavam, e pelo menos um tiro foi disparado. A mãe de um dos alunos, que prefere não ser identificada, relata a situação.

“Entraram no quintal do CMEI, acredito que a intenção era passar por lá para fugir. Na hora que aconteceu foi muito rápido, as professoras já fecharam as portas e mandaram todos se abaixar. Agora é lidar com o stress da situação, mas graças a Deus todos estão bem”.

Assim que perceberam a invasão, os professores trancaram as portas e as crianças deitaram no chão.

Nos CMEIs da cidade, há treinamento para casos de incêndio e também situações de risco, o que ajudou as crianças a se acalmarem. Dos três homens, dois foram presos e um terceiro conseguiu fugir. A Guarda Municipal apreendeu um revólver calibre 32 e um simulacro (uma arma falsa). Nesta terça-feira, o CMEI funciona normalmente.