curitiba, frio, temperatura, previsão do tempo, simepar

Frio deve seguir nos próximos dias deixando Curitiba com cara de Outono

O outono só começa no dia 20 de março, mas os curitibanos já sentem os efeitos de manhãs e noites mais geladas desde o Carnaval.

Segundo o Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental no Paraná), fevereiro teve a menor temperatura registrada nos últimos anos, na manhã de sexta-feira (28), no primeiro dia de folia, com 11,4º. No dia anterior o frio estava presente também e a madrugada registrou 11,8º.

Ainda segundo o Simepar, o frio inesperado para fevereiro e março não tem relação com uma frente fria e sim com a circulação dos ventos úmidos que vem do sul.

“Os ventos úmidos chegam do oceano trazendo as temperaturas mais baixas e os dias mais cinzentos  em Curitiba. Essa circulação dos ventos úmidos é o que segura a elevação das temperaturas e geralmente passa em poucos dias. Nesse caso tem demorado um pouco e, pelo menos, para o início desta semana, não há previsão para elevação das temperaturas”, explica a meteorologista Larissa de Freitas, do Simepar.

CONFIRA AS TEMPERATURAS NO MAPA DO ESTADO

As temperaturas só começam a subir na próxima quarta-feira (4) e a máxima esperada para esta segunda (2) é de 22º. A mínima registra da hoje cedo foi de 14º,8.

Segunda 03.03

Terça 04.03

A terça vai ser um pouco mais fria com mínima prevista de 14º e máxima de 19º.

Ainda não dá pra saber como se comportará o mês de março e se teremos um outono antecipado, porém, começar a lavar os casacos e cobertas pode ser uma boa ideia.

 

PR - LITORAL PR - Visao aerea da Praia de Caiobá na cidade de Matinhos no litoral do Paraná, neste sábado (03). Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Vai dar praia! Final de semana promete temperaturas altas em todo Paraná

O final de semana será temperaturas altas  e  bastante sol em todo o Estado.

Segundo o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), as máximas passam da casa dos 30º em várias regiões.

Em Paranavaí, na região noroeste, os termômetros podem chegar a 36º neste sábado (26). Já na região sudoeste, Foz do Iguaçu, Pato Braco e Francisco Beltrão, as temperaturas giram em torno de 35º. Em Cascavel a máxima prevista é de 32º.

No litoral, a temperatura mínima para o final de semana é de 19º e a máxima não deve passar de 29º. A temperatura  será mais amena, com relação ao interior do Estado, por conta dos ventos e da umidade característica da região. Mas o tempo segue firme e ensolarado e quem quiser aproveitar o mar, vai dar praia!

Geraldo Bubniak/AGB

Curitiba tem máxima de 29º durante todo o final de semana. No domingo há possibilidades de chuvas no final do dia, porém não há previsão de tempestades.

Os termômetros devem chegar a 28º nesta sexta (25), na Capital.

PREVISÃO DO TEMPO 

SÁBADO

Simepar

DOMINGO

Dia das Crianças será de bastante sol e temperaturas altas em todo o PR

Sábado é dia de comemorar o Dia das Crianças e o feriado de Nossa Senhora Aparecida. O dia será de muito sol e tempo firme em todo o Paraná.

Prepare a sombrinha e o ventilador porque o sol vai reinar e elevar bastante as temperaturas durante todo o final de semana.

Hora de levar a criançada para brincar ao ar livre e aproveitar a programação gratuita na capital. Importante não esquecer do protetor solar, que será item indispensável juntamente com as garrafinhas de água.

A programação completa para a o Dia das Crianças em Curitiba você confere aqui. Já as missas e as homenagens programadas para a comemoração de Nossa Senhora Aparecida, na Capital,  você pode acessar aqui.

TEMPERATURA NAS ALTURAS

A temperatura já começa a subir nesta sexta (11) e até domingo fica na casa dos 30º. O sol continua brilhando no sábado (12) e as  temperaturas sobem ainda mais podendo chegar na casa dos 32º.

Em Curitiba, a temperatura mínima prevista pra esta sexta é de 13º e a máxima chega a  29º.

Geraldo Bubniak/AGB

Já no litoral,  a máxima prevista para hoje é de 26º. Por conta do ar mais frio e da nebulosidade, as máximas no final de semana giram em torno dos 28º/29º.

No interior a previsão climática é a mesma: sol, tempo firme e calor.

Segundo a meteorologista Beatriz Porto, do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), cada região tem sua característica portanto a variação de máxima e mínimas depende dessas características. “Isso explica porque o litoral vem fazendo temperaturas máximas, menores do que as da capital, por exemplo. O ar frio e úmido e a nebulosidade contribuem para que a temperatura não se eleve tanto”, afirma.

Na região norte e noroeste, por exemplo, as máximas podem chegar aos 35º, como está previsto para Paranavaí e Maringá. A região de Foz do Iguaçu tem previsão de 36º para sábado, enquanto Umuarama se prepara para bater a casa dos 37º.

No domingo as temperaturas começa a cair, mas não muito. A chegada de uma área de instabilidade pode provocar chuvas no final do dia. Segundo o Simepar, há previsão de temporais por conta das altas temperaturas do final semana.

Confira no mapa as mínimas e máximas para todo o Estado

SÁBADO

Reprodução / Simepar

DOMINGO

Reprodução / Simepar

 

 

 

Todas as regiões do Paraná devem bater os 30ºC nesta quarta

A primeira quarta-feira (2) de outubro será de muito sol e calor no Paraná. Os termômetros em todo o estado devem chegar aos 30ºC, incluindo a faixa sul, que conta com as cidades mais frias.

Para se ter noção, Palmas, conhecida por registrar as menores temperaturas, vai chegar aos 28ºC. Já Rio Negro, União da Vitória, Pato Branco e Francisco Beltrão alcançam os 31ºC, mesma máxima esperada em Curitiba, Ponta Grossa e Cascavel.

MUDANÇA NO TEMPO DO PARANÁ

Conforme a estimativa do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), a quarta de sol vai anteceder uma quinta-feira (3) chuvosa. A instabilidade volta a tomar conta do estado e as chuvas, com possibilidades de temporais, devem dominar o tempo.

CONFIRA A PREVISÃO DO TEMPO NO PARANÁ PARA ESSA QUARTA (2/10):

previsão do tempo paraná calor
Reprodução / Simepar

CURITIBA

  • Quarta (2): as temperaturas da capital do estado superam as do litoral. A mínima será de 15º C e máxima chega aos 31º C.

PARANAGUÁ

  • Quarta (2): sem chuva esperada, a mínima é de 19º C e máxima chega nos 29º C.

MATINHOS

  • Quarta (2): também sem chuva, a mínima é de 19º C e máxima chega nos 29º C.

GUARAPUAVA

  • Quarta (2): a cidade da região central vai chegar aos 30º C, enquanto a mínima ficará nos 16º C.

PONTA GROSSA

  • Quarta (2): assim como Guarapuava, as temperaturas vão ficar entre 16º C e 31º C.

LONDRINA

  • Quarta (2): as temperaturas vão ficar entre 20º C e 35º C.

MARINGÁ

  • Quarta (2): vai fazer bastante calor. Os termômetros vão registrar mínima de 23º C e máxima de 36º C.

CASCAVEL E TOLEDO

  • Quarta (2): sem chuva, as temperaturas vão ficar entre 21º C e 31º C.

FOZ DO IGUAÇU

  • Quarta (2): a mínima esperada é de 23º C e a máxima chega aos 31º C.

 

 

museu oscar mon curitiba tempo calor

Curitiba registra segunda temperatura mais alta de setembro nos últimos 22 anos

Curitiba registrou 33,3°C entre às 13h e 14h desta terça-feira (17). A máxima é a segunda maior já registrada em um mês de setembro desde 1997.

Apenas uma vez, em setembro de 2015, o termômetro teve um valor maior. Naquele ano, a máxima chegou aos 34,2°C.

A terça-feira segue sem indicativo de chuvas em todo o estado, com destaque para as altas temperaturas. A única região que não sofre com tanto calor é o litoral por causa da nebulosidade.

PREVISÃO DO  TEMPO

Apesar dessa onda de calor na última semana de inverno, as temperaturas devem cair em Curitiba nesta quarta-feira (18). A mínima esperada é de 17°C e a máxima será de 30°C . Além disso, 8 milímetros de chuva são esperados na capital paranaense.

Segundo a previsão do Simepar, as temperaturas vão cair gradualmente nos próximos dias. Na quinta (19), a mínima será de 15°C e máxima fica nos 25°C.

No final de semana, o termômetro não deve passar dos 20°C.

previsão do tempo sol chuva paraná

Previsão do tempo no Paraná: calor na sexta, chuva no sábado e domingo

A previsão do tempo para esse final de semana no Paraná vai ficar marcado pela chegada de uma frente fria. A sexta-feira (30) será de calor na maior parte do estado, mas a chuva marca presença no sábado e domingo.

Quem quiser se preparar: o frio mais intenso só deve ser registrado na segunda e na terça. Isso porque a massa de ar frio está hoje no Uruguai e em parte do Rio Grande do Sul. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), inclusive, tem um alerta amarelo de ‘declínio da temperatura’ para a região.

Confira a previsão do tempo, por dia, para 10 cidades de todas as regiões do Paraná. As informações são do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná):

CURITIBA

  • Sexta (30): a mínima será de 13.º C e a máxima de 26º C, sem nenhuma gota de água. O sol deve aparecer, mas entre poucas nuvens.
  • Sábado (31): a mínima será de 15.º C e a máxima de 27.º C. A chuva aparece durante a tarde – são esperados 6,4 milímetros de água.
  • Domingo (1/9): a coisa complica com a chegada da frente fria. As temperaturas sofrem uma queda brusca: mínima de 15.º C e máxima de 16.º C. Para piorar, a chuva esperada é de 38 milímetros.

LEIA TAMBÉM: Justiça suspende exoneração de funcionários da UFPR, IFPR e UTFPR

PARANAGUÁ

  • Sexta (30): a mínima será de 17.º C e a máxima de 28º C, sem nenhuma gota de água. O sol deve aparecer, mas entre poucas nuvens.
  • Sábado (31): a mínima será de 17.º C e a máxima de 28º C. A chuva aparece durante o início da noite – são esperados 5,4 milímetros.
  • Domingo (1/9): a frente fria também chega ao litoral. As temperaturas caem: mínima de 16.º C e máxima de 20.º C. A chuva esperada é de 25 milímetros.

MATINHOS

  • Sexta (30):as temperaturas ficam entre 18.º C e 28.º C com um dia mais ensolarado.
  • Sábado (31):com o céu encoberto pelas nuvens, os termômetros vão variar entre 17.º C e a máxima de 26º C. Devem cair 6 milímetros de chuva.
  • Domingo (1/9): pouca variação de temperatura em relação à Paranaguá. Os termômetros giram entre 15.º C e 19.º C, mas a chuva será bem maior: 34 milímetros.

GUARAPUAVA

  • Sexta (30): com sol entre nuvens, as temperaturas variam entre 14.º C e 27.º C.
  • Sábado (31): a frente fria avança e traz uma chuva de 14 milímetros. A temperatura máxima cai, com os termômetros girando entre 15.º C e 23.º C.
  • Domingo (1/9): MUITA chuva é esperada, com 47 milímetros. As temperaturas variam entre 13.º C e 18.º C.

PONTA GROSSA

  • Sexta (30): com poucas nuvens, a mínima é de 13.º C e a máxima de 27.º C.
  • Sábado (31): deve ter algumas pancadas de água a partir da tarde. Apenas 3 milímetros esperados, com temperatura 14.º C e 26.º C.
  • Domingo (1/9): a chuva chega com mais força (23 milímetros). As temperaturas variam entre 13.º C e 18.º C.

LONDRINA

  • Sexta (30): com o dia ensolarado, a mínima é de 17.º C e a máxima de 29.º C.
  • Sábado (31): a temperatura eleva um pouco, mas algumas pancadas de chuva devem acontecer durante a tarde e a noite. Os termômetros vão ficar entre 17.º C e 31.º C.
  • Domingo (1/9): a frente fria aumenta a chuva (12 milímetros), mas as temperaturas seguem agradáveis. A mínima esperada é 17.º C e a máxima de 25.º C.

LEIA TAMBÉM: Homem é preso no PR suspeito de estuprar a própria filha, filmar e divulgar vídeos na internet

MARINGÁ

  • Sexta (30): temperaturas será alta, com mínima de 17.º C e a máxima de 30.º C.
  • Sábado (31): o tempo esquenta: temperatura deve girar entre 19.º C e a máxima de 31.º C. Apenas um chuvisco, durante a tarde, está previsto.
  • Domingo (1/9): a máxima vai registrar queda. A mínima deve se manter na casa dos 17.º C, mas o teto deve ser de 24.º C.

CASCAVEL

  • Sexta (30): muito sol, com mínima nos 16.º C e a máxima de 29.º C.
  • Sábado (31): a máxima tem queda brusca e a chuva aparece (6 milímetros já no decorrer da tarde). Termômetros ficam entre 16.º C e 23.º C.
  • Domingo (1/9): a frente fria se aproxima ainda mais. A mínima chega aos 13.º C e a máxima fica nos 20.º C. Além disso, são esperados 13.4 mm de água.

TOLEDO

  • Sexta (30): também com sol, a mínima fica nos 16.º C e a máxima chega aos 29.º C.
  • Sábado (31): com 8 milímetros de chuva ao longo do dia, as pancadas devem cair de tarde e dar trégua durante a noite.
  • Domingo (1/9): esfria um pouco mais: a mínima chega aos 14.º C e a máxima fica nos 20.º C. Além disso, são esperados 14 milímetros de água.

LEIA TAMBÉM: Sem habilitação e com carro roubado, jovem é preso com 350 kg de maconha no PR

FOZ DO IGUAÇU

  • Sexta (30): o sol faz os termômetros chegarem aos 30.º C. A mínima deve ficar nos 17.º C, com poucas nuvens.
  • Sábado (31): a mínima aumenta para 19.º C, mas a máxima diminui para 25.º C. Para fechar, 6 milímetros de chuva aparecem.
  • Domingo (1/9): deve chover o mesmo tanto que sábado, mas as temperaturas caem mais. Os termômetros variam entre 14.º C e 19.º C.

LEIA TAMBÉM: Com apoio de helicóptero, polícia apreende 175 mil carteiras de cigarro no PR

Calor já tem data para ir embora de Curitiba, segundo Simepar

A previsão de queda na temperatura já anima os curitibanos que desde o início do verão vem sofrendo com o excesso de calor registrado nos termômetros. Só para se ter uma ideia, na última quarta-feira (30) a capital paranaense registrou a maior temperatura, desde o início da operação da estação meteorológica em junho de 1997, 35,9 graus.

Os curitibanos que estão sofrendo com o calor excessivo neste verão, podem respirar mais aliviados, pelo menos é esta a previsão do Sistema Meteorológico do Paraná para os próximos dias

A esperança de voltar a se sentir em casa para os curitibanos, começa a ser percebida na noite de sábado, com a chegada de uma frente fria à região sul do país, como explica o meteorologista do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) Cezar Duquia.

“No início da noite deste sábado a gente já começa a conviver com a nebulosidade da frente fria que deve avançar no domingo. Mantém a tendência de mudança mais significativa para o domingo mesmo”, afirmou.

De acordo com o meteorologista, temperatura como o curitibano gosta somente no domingo.

Ainda segundo Cezar Duquia, o comportamento das chuvas também deve mudar com a chegada desta frente fria no próximo domingo.

“Chuvas mais distribuídas, de 30mm a 40mm. A tendência é de chuva em uma área mais abrangente”.

O Simepar prevê para o próximo domingo em Curitiba, temperatura mínima de 16 e máxima de 23 graus, para segunda-feira mínima de 16 e máxima de 20 e para terça-feira mínima de 16 e máxima de 19 graus.

Consumo de energia dispara com o calor

A onda de calor neste início de ano está provocando o aumento do consumo de energia no Paraná. Na primeira quinzena de janeiro a demanda total de energia foi a maior para o período nos últimos cinco anos, 2,4% a mais que em 2018.

Em Foz do Iguaçu, cidade que historicamente apresenta a maior média de consumo de energia no Estado no verão, o aumento médio na demanda foi de 5,18% – praticamente o dobro de toda a região Oeste, com 2,6%. As regiões Norte e Noroeste apresentaram crescimento de 2,5%, a Centro-Sul 2,3% e a Região Leste, de 1,9%.

No Brasil, a onda de calor provocou quatro recordes sucessivos na demanda de energia no Sistema Interligado Nacional nas duas primeiras semanas do ano, segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). O pico anterior havia sido registrado em 2014.

Os números refletem, principalmente, o crescimento no uso de aparelhos de ar-condicionado para refrigeração de residências e shopping centers, no comércio de rua e na indústria. “Com preços cada vez mais acessíveis, o uso destes equipamentos passou a fazer parte da rotina da maioria das famílias paranaenses”, disse o gerente de Inovação da Copel, Gustavo Klinguelfus. “No entanto, é preciso ter em mente que, dependendo da sua potência, eles podem trazer um aumento significativo no consumo de energia”, afirmou.

DICAS

Um aparelho de ar-condicionado ligado oito horas por dia chega a consumir 324 kWh no mês, algo como R$ 250 a mais na conta de luz (acesse tabela abaixo). Assim, é importante buscar o uso eficiente da energia elétrica sempre que possível. Conheça algumas dicas:

Regule o termostato do ar-condicionado para uma temperatura ambiente que proporcione conforto, sem excessos. Limpe ou troque os filtros periodicamente. Utilize cortinas e persianas e mantenha fechadas as portas e janelas nos ambientes durante o período de uso. E dê preferência aos equipamentos com Selo Procel, que indica uma boa eficiência energética.

Cada vez que a porta da geladeira é aberta, o ar quente entra, acionando o motor para restabelecer a temperatura interna. Evite abri-la com frequência, e cheque as borrachas de vedação.

Acione lâmpadas apenas quando a iluminação natural for insuficiente. Desligue-as quando não estiver no ambiente e prefiras as fluorescentes compactas e LED com selo Procel.

A instalação elétrica deve ter uma fiação adequada para cada unidade consumidora, evitando sobrecargas que geram aquecimento. Fios desencapados ou emendas mal-feitas também provocam perda de energia em forma de calor. Para identificar as chamadas “fugas de corrente”, desligue todas as luzes, retire os aparelhos das tomadas e verifique o medidor de energia – se ele continuar se movendo, chame um eletricista.

2017 é o ano com mais “fenômenos meteorológicos extraordinários”

Redação com agências

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) anunciou que 2017 será um dos três  anos mais quentes já registrados na história. A informação foi divulgada na abertura da 23ª Conferência do Clima da ONU, em Bonn, na Alemanha.

Segundo o comunicado, de janeiro a setembro de 2017 “foi registrada uma temperatura média global de aproximadamente 1,1 graus centígrados acima dos níveis pré-industriais”. De acordo com os cientistas, uma alta de mais de dois graus teria consequências catastróficas para o planeta.

“Os últimos três anos estiveram entre os três mais quentes quanto a registros de temperaturas. É parte da tendência ao aquecimento a longo prazo”, disse o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas.
Ele advertiu que neste ano ocorreram “fenômenos meteorológicos extraordinários”, como “temperaturas acima dos 50 graus na Ásia, furacões sem precedentes no Caribe e no Atlântico que chegaram até a Irlanda, devastadoras inundações de monção que afetaram milhões de pessoas, e uma seca implacável na África oriental”.

A “Declaração sobre o Estado do Clima Mundial” chamou atenção também para vários episódios climáticos de efeitos devastadores que ocorreram em 2017, como furacões e inundações, ondas de calor e secas, e alerta para o aumento dos principais indicadores do aquecimento global a longo prazo, como as emissões de gases contaminantes e a alta do nível do mar.

“Como consequência do intenso episódio do El Niño, é provável que o ano de 2016 continue sendo o mais quente já registrado, com 2017 e 2015 em segundo e terceiro lugar, respectivamente. O período de 2013 a 2017 será o quinquênio mais quente dos que se tem registro”, afirma o relatório, publicado por conta do início hoje (6), na Alemanha, da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 23).