Música foi adotada por militância do PT, argumenta senadora

A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, argumentou por meio de nota que não cometeu uma gafe ao dizer que a música do cantor baiano Léo Santana é apoio ao partido.

Segundo ela, a música “Vai dar PT” (que se refere a perda total) é utilizada pela militância do PT no Nordeste. Gleisi argumentou citando uma série de gifs e ocasiões (disponíveis na nota).

Para a senadora, o  cantor estava reconhecendo a boa administração do governo da Bahia durante o desfile de seu trio elétrico no circuito do Campo Grande.]

Apoio a Lula

Veja a nota na íntegra: 

Se alguém cometeu gafe em relação à música “Vai dar PT” não foi a senadora Gleisi Hoffmann, mas os jornalistas que escreveram sobre o tema sem conhecer a história real.

Desde que foi lançado, no início do ano passado, o refrão do sucesso de Leo Santana foi apropriado pela militância do PT, principalmente no Nordeste.

Basta conferir estes gifs no Youtube:

Março de 2017: Vídeo no Youtube mostra Lula dançando Vai dar PT
https://www.youtube.com/watch?v=FzNAba2PWKo

Maio de 2017: Mais um vídeo, agora usando a marca do PT
https://www.youtube.com/watch?v=TSb21kHBJ-o

Em agosto, quando sua caravana desembarcou em Salvador, Lula foi recebido ao som de vai dar PT, como está registrado neste site:

https://portalbaiano.com/vai-dar-pt-jaques-wagner-e-demais-petistas-cantam-musica-de-leo-santana-na-visita-de-lula

O refrão foi entoado pela militância do PT nas maiores cidades do Nordeste, do Norte de Minas em Belo Horizonte, por onde passaram as caravanas.

O vídeo a seguir mostra a troca de saudações entre o governador Rui Costa e Leo Santana, que em seguida pede ao público que puxe o refrão.
https://www.youtube.com/watch?v=A4i-ijGs5O8

Foi a este episódio que a senadora Gleisi se referiu ao tuitar: “Justa homenagem ao bom governo da Bahia”.

O site Bahia.ba informa que, além de puxar Vai dar PT, Leo Santana fez com os dedos o L de Lula. E acrescenta que Vai dar PT deverá fazer parte da campanha de reeleiçãoo do governador.
http://bahia.ba/carnaval2018/xi-gente-leo-santana-puxa-vai-dar-pt-e-faz-o-l-na-barra/

Se faltasse outra evidência da relação entre a música e a militância do PT, basta ver o ar de repreensão da apresentadora da Globonews ao ouvir o refrão ao vivo:
https://www.youtube.com/watch?v=UaBGprmVJHw

Carnaval de Curitiba terá desfiles, Zombie Walk, rock e festa nerd

Curitiba terá, neste ano, folia para todos os públicos comemorarem o Carnaval.

O tradicional desfile das escolas de samba acontece neste sábado (10), na rua Marechal Deodoro, no centro da capital. Nove agremiações participam do desfile. Divididas entre Grupo de Acesso e Grupo Especial, as escolas entram na avenida às 19h, mas a festa na Marechal começa bem antes, às 14h, com o baile infantil e os blocos carnavalescos.

Após a passagem do bloco Afoxé Aiyé Layó, que tradicionalmente faz a “purificação” da avenida, a passarela será tomada pelas crianças da escola de samba mirim “Sambistas do Amanhã”, uma das novidades deste ano. As alas infantis das escolas se uniram para mostrar a ginga da garotada. Seguindo a formação tradicional, com comissão de frente, mestre-sala e porta-bandeira, bateria e baianinhas, o grupo apresentará o enredo “Brincadeira de criança”.

Também muito tradicional na folia da capital, acontece no domingo (11) a Zombie Walk.

A partir do meio dia, os zombies carnavalescos da capital vão se concentrar na Praça Osório, no centro de Curitiba, passar pela rua XV de novembro, Riachuelo, fazer uma pausa no Paço da Liberdade, com apresentação da escola de dança.

De lá, eles vão seguir para a Praça Nossa Senhora da Salete, no Centro Cívico, onde estão programadas pelo menos cinco apresentações musicais. A caminhada dos mortos-vivos acontece desde 2009 na capital e é uma alternativa para quem não gosta das festividades tradicionais.

No último ano, 20 mil mortos-vivos marcharam pelo centro da cidade na Zombie Walk, um dos eventos mais aguardados do Carnaval curitibano. O levantamento é da Polícia Militar (PM).

Para a criançada, começa hoje e segue até terça-feira (13) o bailinho de carnaval. As crianças vão pular e brincar ao som dos grupos Garibaldinhos e Sacis e Tupi Pererê, que comandarão a festa de cima de um trio elétrico. Eles conduzirão também um animado passeio pelos corredores do shopping, como nos bloquinhos de rua, com muita marchinha e um boneco de Olinda gigante da Carmen Miranda.

A festança vai ficar ainda animada com DJ, camarins de pintura facial e cabelo maluco, brincadeiras e um desfile de fantasias.

E na capital, o carnaval também é rock.  O Crossroads oferece uma programação especial com seis noites de festa a partir desta terça, dia 06 de fevereiro. Até o dia 12, a casa será palco para o “O Carnaval é Rock”, que traz diariamente uma atração especial para destilar o rock e suas vertentes noites adentro para os fãs do gênero aproveitarem a folia do momo na cidade. A casa abre às 21horas.

Além disso, Concurso de Cosplay, marchinhas gamers, promoções e comidinhas diferentes vão marcar o primeiro Carnaval da Cooldown E-Sports n’ Burgers, de Curitiba.

Devido ao feriado, a casa abrirá na segunda-feira, mas fechará na quarta. No sábado, dia 10, será realizado um “Baile” à Fantasia, Concurso de Cosplay e Cospobre e Duelo de Marchinhas Gamers.

No domingo, dia 11, será o Zombie Day (em parceria com a Zombie Walk). Somente neste dia estarão disponíveis uma exclusiva porção de carne de onça e um shot exclusivo: o Zombie Brainz Shot. Quem estiver fantasiado de Zumbi ganha um shot exclusivo na compra de qualquer hambúrguer ou porção de carne de onça.

 

Acompanhe o movimento das estradas em tempo real

São esperados cerca de 260 mil veículos transitando entre Curitiba e o Litoral do Paraná no período de Carnaval,  entre sexta-feira (9) e a próxima quarta-feira (14).

O pico do movimento para esta sexta-feira está previsto para às 17 horas, mas o fluxo de veículos já deve começar a aumentar a partir das 14 horas.

A previsão é de que a faixa horária entre 17h e 18h será o ápice no número de veículos transitando pela BR-277 (3,2 mil), com declínio leve nas horas seguintes até a meia-noite.

O volume de veículos no sábado (10) também será significativo, com movimentação constante das 6h às 19h. No retorno das praias para Curitiba e cidades do interior do Estado, o maior fluxo deve ser registrado na terça-feira (13), entre 10h e meia-noite, e na quarta-feira (14).

Acompanhe o movimento nas estradas do Paraná em tempo real: 

Carnaval de Curitiba tem atrações para vivos e mortos

Por Metro Curitiba

O Carnaval em Curitiba não tem a mesma pompa de outras grande capitais, com centenas de blocos e desfiles de samba suntuosos, mas as festas também acontecem e até se diversificaram ao longo dos últimos anos.

Classificada até como refúgio anticarnaval padrão, eventos como a Zombie Walk ganharam terreno e viraram parte do calendário do feriado. Contudo, o Carnaval tradicional segue mais vivo do que nunca.

Depois de um 2017 com corte de 50% nos recursos, a prefeitura disponibilizou por meio da Fundação Cultural de Curitiba (FCC) pouco mais de R$ 1 milhão neste ano para despesas de infraestrutura e apoio, sendo cerca de R$ 600 mil para escolas e blocos.

Desta maneira, até a competição retornou, já que no ano passado não houve disputa pelo título.

Ao todo vão desfilar na Av. Marechal Deodoro amanhã sete blocos carnavalescos e nove escolas de samba, sendo cinco do Grupo Especial e quatro do Grupo de Acesso.Carnaval 2

Antes dos adultos entrarem em cena, a partir das 15h30 até perto das 4h da madrugada de domingo, um baile infantil vai abrir os festejos das 14h às 15h30.

A proclamação da escola campeã será feita no domingo a partir das 15h, no Memorial de Curitiba, onde acontece a apuração das notas.

A última vencedora do Carnaval de Curitiba foi a Mocidade Azul, em 2016.

Confira a ordem e os horários dos desfiles:

• Blocos carnavalescos

15h30: Afoxé Áiyé Layó;]
16h: Sambistas do amanhã;
16h30: Derrepent;
17h: Boêmios da Madame;
17h30: Unidos de Judá; 18: Fogosa;
18h30: Rancho das Flores

• Escolas de samba – Grupo de Acesso

19h10: Enamorados do Samba;
20h: Unidos de Pinhais;
20h50: Império Real do Colombo;
21h40: Os internautas

• Escolas de samba – Grupo Especial

22h30: Imperatriz da Liberdade;
23h35: Embaixadores da Alegria;
0h40: Leões da Mocidade;
01h45: Acadêmicos da Realeza;
02h50: Mocidade Azul

Bloqueio

A estrutura para receber três mil pessoas está sendo montada desde segunda na Marechal, entre Barão do Rio Branco e a Marechal Floriano.

A partir do meio-dia de amanhã até as 7h de domingo, o trecho entre a Mariano Torres a Dr. Muricy ficará totalmente bloqueado e 22 linhas de ônibus terão seus itinerários desviados pela Urbs.

Carnaval dos mortos

Foto: Pedro Ribas
Foto: Pedro Ribas

A Zombie Walk chega a sua 9ª edição neste domingo de Carnaval com novidades. Pela primeira vez, o evento contará com uma praça de alimentação ao fim do percurso e mais shows: serão cinco bandas curitibanas. “Neste ano, além do punk teremos duas bandas de metal”, conta Flávia Nogueira, uma da organizadoras.

A concentração começa às 12h na Praça Osório, mas desde às 10h já será possível fazer maquiagens no local, para quem não sabe ou não deseja fazer em casa. Cada uma custará R$ 25.

A marcha dos mortos-vivos sairá às 13h30 da Boca Maldita e seguirá pela Rua XV até o Paço da Liberdade, onde haverá uma parada de 30 minutos para uma apresentação de dança perto das 14h.

Depois a caminhada seguirá pela Riachuelo e Cândido de Abreu até a Praça Nossa Senhora da Salete, palco dos shows das 15h30 até as 20h. Segundo Flávia, a expectativa é reunir mais de 20 mil pessoas. “É uma alternativa que atrai gente de fora, de Belém, BH”, diz.

Movimento na estrada para o litoral deve ser seis vezes maior nesta sexta-feira (9)

Com Metro Curitiba

Com o Carnaval, cresce bastante o movimento nas estradas. Segundo as concessionárias, o fluxo já será alto na tarde desta sexta-feira (9) e só deve ficar tranquilo no domingo (11), ou durante as madrugadas.

Rumo ao litoral do estado, o fluxo deve ficar até seis vezes acima do normal entre 17h e 18h de hoje e não muito abaixo disso até a meia-noite. Já rumo ao litoral catarinense o movimento cresce quase 50% hoje na região de São José dos Pinhais e Garuva-SC. Amanhã este índice passa dos 70%.

Já com relação ao retorno, o movimento nas rodovias cresce na tarde de terça-feira e se mantém na quarta-feira de manhã. O retorno do litoral do Estado também deve ser alto na noite da quarta-feira de cinzas, das 19h às 21h.

Confira os piores horários para pegar as rodovias segundo as concessionárias:

• BR-277 (Ecovia – litoral). Hoje das 17h à meia-noite Amanhã das 6h às 19h

• BR-277 (CCR RodoNorte – interior). Hoje das 15h às 19h Amanhã das 8h às 13h

• BR-376/101 (Autopista Litoral Sul – litoral SC). Hoje das 14h à meia-noite Amanhã das 6h às 16h

• BR-116 (Autopista Planalto Sul – interior SC). Hoje das 15h às 20h

• BR-116 (Autopista Régis Bittencourt – São Paulo). Hoje das 16h à meia-noite Amanhã das 5h às 14h

Ônibus

A estimativa da Prefeitura de Curitiba é de que 51,5 mil pessoas embarquem de hoje até domingo na Rodoferroviária de. Do total, 65% pegam ônibus em direção ao litoral do Paraná ou de Santa Catarina. As praias do Paraná lideram, os embarques com 40% do tráfego, já as do Estado vizinho somam 25%.

Os demais passageiros são para destinos como o interior do Paraná (17%) São Paulo (12%), Rio de Janeiro (2%) e Rio Grande do Sul (2%) A sexta-feira será o dia de maior movimento, com quase 800 ônibus deixando a capital levando 23.500 passageiros. Passagens A compra pode ser feita das 6h às 23h nos guichês de 38 empresas na rodoviários.

O atendimento é feito 24 horas em sete: Catarinense, Cometa, Itapemirim, Penha, Ouro e Prata, Planalto e Eucatur. É possível saber os horários dos ônibus no site da Urbs.

Transporte no litoral

O Ônibus Lilás, unidade móvel de atenção à violência contra as mulheres, já realizou 1.366 atendimentos a mulheres nesta temporada de Verão. No Carnaval, amanhã e domingo a unidade está na Praia Central de Matinhos – próximo à sorveteria D’Vicz. No próximo final de semana a ação será na Praia Central de Guaratuba.

O veículo é administrado pela Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social e já esteve em quatro balneários paranaenses nos últimos quatro finais de semana.

A coordenadora de Política da Mulher da Secretaria da Família, Ana Claudia Machado, conta que a maior procura foi por informações gerais a respeito da política da mulher e sobre proteção contra violências,. “Aproveitamos a concentração de famílias nos balneários para abordar o assunto, já que há o aumento de ocorrências neste período do ano”, explica.

O ônibus tem espaço individual e sigiloso e desde que foi lançado, em 2015, já atendeu 10.138 mulheres. Nele há equipes que atuam nas áreas de assistência social, psicológica, jurídica e de segurança pública

Governo alerta para tráfico de pessoas durante o Carnaval

Redação com assessoria

A Secretaria de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos reforça a necessidade de cuidados especiais para prevenir o crime de tráfico humano durante o Carnaval.

O número de vítimas em todo o mundo chega a superar 2,5 milhões por ano e movimenta US$ 32 bilhões. Segundo informações da Organização das Nações Unidas (ONU), 86% desse volume provém da exploração sexual de mulheres e meninas, e que 58% das aliciadoras são do sexo feminino.

“Esse tipo de crime é propiciado por propostas fáceis e enganosas de trabalho e fica mais comum durante o Carnaval, época em que existe uma maior circulação de pessoas”, diz o secretário estadual da Justiça, Artagão Júnior. Segundo ele, é preciso que a população fique atenta, pois o tráfico humano está presente em todos os lugares e faz parte do cotidiano, e está mais perto do que se pensa.

Mulheres

Dados das Nações Unidas revelam que as mulheres jovens, na faixa de 18 a 21 anos, solteiras e com baixa escolaridade, são o alvo principal das redes de aliciamento que operam no Brasil nesta época do ano. Muitos aliciadores são empresários que atuam em diferentes negócios, como agência de modelos, casas de espetáculos, comércios, agências de encontros, bares, agências de turismo e salões de beleza.

Crianças

Outra situação que facilita o tráfico humano durante o Carnaval é que para muitas famílias que trabalham na informalidade, essa época é de oportunidade para reforçar a renda. É comum a presença de crianças e adolescentes em locais de trabalho temporário. Silvia Cristina Xavier, coordenadora do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do Paraná, faz o alerta: “Não podemos deixar que a falta de oportunidade, de formalidade laboral e o fato de não haver local para deixar seus filhos façam com que as famílias coloquem suas crianças em situação de maior vulnerabilidade. É dever do poder público orientar e fiscalizar e, para isso, contamos com a colaboração da população”.

As vítimas de tráfico humano são submetidas à prostituição, trabalho forçado, mendicância e até retirada de órgãos ou adoção ilegal.

Denúncias 

Em caso de suspeita, a denúncia poderá ser feita de forma anônima pelos telefones 100, 181 e 180. Qualquer fato estranho e que chame a atenção, como uma proposta de emprego fácil no Exterior para ganhar muito dinheiro ou trabalho temporário com alta remuneração, pode ser denunciado às polícias Civil, Militar e Rodoviária.

Litoral do Paraná terá mais de 40 atrações no Carnaval

Por Brunno Brugnolo, Metro Curitiba

Feriado mais importante para o litoral depois do Réveillon, o Carnaval deve reunir 1,5 milhão de pessoas, ou cinco vezes a população das cidades litorâneas, segundo a Coordenação Estadual do Verão Paraná.

Como já é de praxe, os foliões terão muitas opções para se divertir no feriadão. Desde os desfiles de blocos carnavalescos e das escolas de samba de Antonina e Paranaguá, até os trios elétricos de Matinhos, Pontal e Guaratuba.

Boa parte das festas já começa nesta sexta-feira (9). Em Praia de Leste, o trio da Band Curitiba vai puxar os blocos no domingo (11) e segunda-feira (12), além de passar por outros balneários de Pontal do Paraná.

Para atender o público, o governo do estado anunciou que irá reforçar a segurança pública e diversos serviços. Serão mais 240 policiais militares que se somarão aos já atuantes durante a temporada. A Polícia Militar (PM) contará ainda com duas unidades de plataforma de observação elevada em Guaratuba e Matinhos e, conforme o fluxo, enviará também a Pontal do Paraná – o patrulhamento será aéreo, aquático e com ações ostensivas a pé e motorizadas.

A patrulha do sossego será dobrada e os batalhões de Polícia Rodoviária e Ambiental serão reforçados. Nas rodovias, o BRPv vai ampliar a fiscalização em relação à embriaguez ao volante e a velocidade. Ao lado do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), o BPAmb estará atento à proteção das restingas, notificando e multando quem montar acampamento ou estacionar veículos nos locais.

Já na área da saúde, duas ambulâncias adicionais estarão à disposição e, em ação conjunta, as secretarias da Saúde e da Família e Desenvolvimento Social vão fazer uma ação especial de combate ao trabalho infantil. Leques e máscaras serão distribuídos para alertar sobre os riscos e incentivar as denúncias.

Programação

No mar

Além dos 89 postos guarda-vidas e dos 660 bombeiros militares que atuam no Verão Paraná, mais 21 profissionais vão trabalhar durante o dia e viaturas vão patrulhar a orla à noite para casos emergenciais. Amanhã, mais seis viaturas chegam ao litoral para reforço. Nos principais rios de Morretes também haverá patrulhamento com bombeiros.

Estradas

Segundo a concessionária Ecovia, cerca de 260 mil veículos devem transitar entre Curitiba e o litoral de amanhã até quarta-feira (14).

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) orienta os motoristas que o movimento rumo às praias deve aumentar a partir das 14h de amanhã, com pico previsto para as 17h. Entre às 17h e 18h, o número de veículos transitando pela BR-277 deve chegar ao ápice com 3,2 mil.

Até a meia-noite o fluxo deve continuar alto e no sábado o movimento seguirá alto das 6h às 19h. Ferryboat A estimativa é de que 60 mil veículos façam a travessia entre Matinhos e Guaratuba. Cinco balsas vão operar das 6h à meia-noite e durante a madrugada o atendimento será conforme a demanda. O pico amanhã será do meio-dia às 23h e sábado das 8h às 23h.

Cabaré do Rock, o Carnaval de Curitiba

A capital paranaense, tradicionalmente rockeira com um grande número de bandas que se destacam no circuito underground, atrai um público que busca diversão no feriado de Carnaval para curtir a música que mais aprecia.  São pessoas que moram na cidade e turistas que procuram diversão ao som do bom e velho rock´n´roll.

Seguindo essa tendência, a Fan Music em parceria com o Empório São Francisco, inaugura no Carnaval 2018 o Cabaret do Rock. Bandas de rock estão programadas para tocar ao vivo a noite inteira.

Outras atrações também estão confirmadas para o Cabaret do Rock no Empório. De 09 a 13 de fevereiro, a atriz Larissa Maxine, uma das mais importantes performers burlescas do país, sobe ao palco com apresentações originais, únicas e sensuais. Maxine lota casas de shows Brasil afora explorando características do horror e do humor. Bailarinas curitibanas também terão espaço com coreografias especialmente criadas por Helen de Aguiar. Além disso, outras surpresas estão reservadas nos intervalos dos shows.

Serviço:

CABARET DO ROCK NO EMPÓRIO

09/02 – Sexta – Show com a banda Sexofone
10/02 – Sábado – Show com a banda Syd Vinicius
11/02 – Domingo – Show com a banda Anacrônica
12/02 – Segunda – Show com a banda Ronnie Blues Trio
13/02 – Terça – Show com a banda Rockavengers

Horários: 
22h – Abertura da casa

Valores:
Elas: R$ 15,00
Eles: R$ 20,00

Informações e reservas:
Inbox pela fanpage do Empório

Não é permitida entrada para menores de 18 anos.
Indispensável apresentação de documento com foto.

Empório São Francisco, Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1138

Contato de assessoria de imprensa Fan Music:
Marcelo Buda
marcelobudafabiani@gmail.com
(41) 99687 7363

PM monta esquema de segurança para o Carnaval no litoral

A Polícia Militar do Paraná informou que vai intensificar o policiamento no litoral, durante os dias de festa de carnaval, com policiais vindos de outras unidades.

Serão mais 240 policiais no reforço das atividades, além dos já atuantes na temporada de verçai e do 9º Batalhão da PM. Segundo a assessoria de imprensa, a corporação vai fazer ações por terra, mar e ar, nas áreas urbanas (residenciais e comerciais) e rodoviárias com blitzes, patrulhamento aéreo e aquático e ações ostensivas a pé e motorizados.

Os trabalhos serão coordenados pelo 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), pertencente ao 6º Comando Regional da PM (6º CRPM). “Aplicaremos todo o efetivo do Verão Paraná 2017/2018, além de integrantes de outras unidades de todo o estado que virão para apoiar as ações preventivas e, se necessário, repressivas”, disse o Comandante do 6º Comando Regional da PM, coronel Chehade Elias Geha.

A expectativa é que 1,5 milhão de pessoas participem dos festejos de Carnaval no Litoral, e para atender a grande demanda em toda a Costa Leste, além do material humano a corporação deve contar com mais equipamentos de trabalho, como helicópteros e lanchas.  Os policiais vão realizar bloqueios nas ruas para a passagem dos trios elétricos.

Mesmo com a atuação preventiva da PM, os cuidados durante os festejos devem ser redobrados. “A PM orienta as pessoas a não levarem garrafas de vidro nos locais de festa, pois em caso de tumulto ou brigas esses materiais se tornam armas em potencial”, o Coordenador do Verão Paraná 2017/2018 pela PM no litoral, tenente-coronel Rui Noé Barroso.

“A corporação pede ainda para que as pessoas consumam bebidas em recipientes plásticos e que não levem objetos pontiagudos e cortantes para a avenida, bem como spray de espuma que pode causar lesões nos olhos dos participantes”, pede o tenente-coronel Barroso.

Som alto

Por meio da Patrulha do Sossego, braço da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU), juntamente com as equipes do Verão Paraná 2016/2017, a PM estará redobrando as atividades para combater a perturbação de sossego nas áreas residenciais, comerciais, veículos e locais com grande aglomeração de pessoas. “Vale ressaltar que o trabalho contra o som alto será feito de dia e à noite. Se houver denúncias ou os policiais militares flagrarem excessos haverá a abordagem e, se constatado o cometimento de algum ilícito ou contravenção penal, serão aplicadas as medidas legais”, esclarece o tenente-coronel.

“As pessoas têm a falsa ideia de que a perturbação de sossego só ocorre à noite, após às 22 horas, mas muitas situações são durante o dia. Por isso, caso um cidadão se sinta incomodado pode acionar a PM para a verificação dos fatos”, completa.