Flamengo - Avaí - Palmeiras - Campeonato Brasileiro

Flamengo goleia Avaí e quebra recorde do Palmeiras no Brasileiro

Mesmo sendo campeão nacional há duas rodadas, o Flamengo segue firme no Campeonato Brasileiro e venceu o Avaí por 6 a 1, na noite desta quinta-feira (5), e quebrou mais um recorde em sua campanha histórica.

O Flamengo quebrou a marca de jogos invicto do Palmeiras, que ficou 23 partidas entre as edições de 2018 e 2019 do Campeonato Brasileiro. Os rubro-negros estão em uma série de 24 jogos sem perder.

O duelo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro foi realizado no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Os gols da vitória do Flamengo foram marcados por Arrascaeta, Diego, Gabriel e Lincoln, enquanto Lourenço diminuiu para o Internacional.

Com a vitória, o Flamengo chegou aos 90 pontos ganhos e conquistou 81,1% dos pontos disputados em 37 rodadas do Brasileiro, tendo 19 pontos de vantagem para Santos e Palmeiras (segundo e terceiro colocados) na tabela de classificação.

Já o Avaí está na lanterna da competição com 19 pontos ganhos e já pensa no planejamento para a Série B de 2020.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes encerram sua participação no Campeonato Brasileiro neste domingo (8), às 16h.

O Flamengo viaja para a Baixada Santista e enfrenta o Santos, na Vila Belmiro.

Já o Avaí recebe o Athletico Paranaense, na Ressacada, em Florianópolis.

O JOGO

A primeira chance de gol da partida saiu aos quatro minutos. Renê cruza na medida para Lincoln escorar com perigo à esquerda da meta.

Nova chance do Flamengo aos sete minutos. Renê arriscou da intermediária e Vladimir espalmou a bola rasteira para escanteio.

Aos dez minutos, o Flamengo finalmente conseguiu o seu gol. Arrascaeta cobrou falta curta para Rafinha, que cruzou para Lincoln fazer o pivô para o meia uruguaio finalizar firme para o fundo das redes.

Quase o segundo gol do Flamengo saiu aos 14 minutos. Everton Ribeiro cobrou falta da meia luz da área e carimbou o travessão.

O Avaí conseguiu o empate aos 21 minutos. Lourenço arriscou da entrada da área, a bola acertou o travessão, acertou as costas de César e entrou no gol.

O Flamengo respondeu aos 28 minutos. Diego arriscou da intermediária e finalizou para bela defesa de Vladimir.

A pressão do Flamengo continuou 35 minutos. Em cobrança de falta da entrada da área, Diego mirou o ângulo direito e Vladimir foi espalmar.

Só que aos 36 minutos, a pressão virou gol. Diego ficou com rebote na entrada da área e finalizou firme, a bola ainda desviou em Marquinhos Silva e foi no ângulo esquerdo.

Na sequência o Flamengo fez o terceiro gol. Após roubada de bola de Arrascaeta no campo de ataque, Gabriel recebeu o passe e finalizou da intermediária no canto direito para balançar as redes.

A primeira chance de gol do segundo tempo foi do Avaí. Lourenço bateu falta da intermediária e César voou para espalmar.

Só que aos 11 minutos, o Flamengo marcou seu quarto gol. Arrascaeta e Gabriel tabelam e o uruguaio encontra Lincoln, que livre na área, finalizou firme para balançar as redes.

O Flamengo perdeu grande chance aos 13 minutos. Arrascaeta lançou Gabriel na área e finalizou em cima de Vladimir.

O Avaí respondeu aos 21 minutos. Vinícius Araújo foi lançado na pequena área, mas César fechou bem a meta e fez boa defesa com o braço direito.

Mas foi o Flamengo quem balançou as redes aos 38 minutos. Após tabelar com Diego, Reinier finalizou firme de perna esquerda para marcar o quinto gol dos rubro-negros.

Ainda deu tempo de Reinier marcar o sexto gol. Rafinha avançou pela direita e cruzou no segundo poste para o atacante apenas escorar para o fundo das redes.

Palmeiras - Goiás - Campeonato Brasileiro - Internacional

Palmeiras vence Goiás e classifica Internacional para a Copa Libertadores

Já com o olho na próxima temporada e sob o comando de Andrey Lopes, o Palmeiras não tomou conhecimento do Goiás e venceu por 5 a 1, na noite desta quinta-feira (5), e mantém viva as chances de ser vice-campeão do Campeonato Brasileiro, além de garantir o Internacional na próxima Copa Libertadores da América.

O duelo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro foi realizado no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.

Os gols da vitória do São Paulo foram marcados por Zé Rafael, Dudu (duas vezes) e Gabriel Veron (duas vezes), enquanto Rafael Moura diminuiu para o Goiás.

Com a vitória, o Palmeiras chegou aos mesmos 71 pontos do Santos, mas perde para a equipe alvinegra no número de vitórias (21 a 20).

Já o Goiás fica na 11ª posição com 49 pontos, já garantido na próxima edição da Copa Sul-Americana.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes encerram sua participação no Campeonato Brasileiro neste domingo (8), às 16h.

O Palmeiras viaja para Belo Horizonte, para encarar o desesperado Cruzeiro, no Mineirão.

Já o Goiás recebe o Grêmio, no Serra Dourada, em Goiânia.

O JOGO

Após início truncado, o Palmeiras abriu o placar aos 21 minutos. Lucas Lima fez boa jogada pelo centro e lançou para o Zé Rafael. O meia saiu frente a frente com Tadeu e finalizou na saída do goleiro para balançar as redes.

Mas aos 24 minutos, Diogo Barbosa atropelou Leandro Barcia, fora da área, e o juiz marcou pênalti. Rafael Moura foi para a cobrança e bateu no canto direito alto para empatar o jogo.

Só que aos 33 minutos, o Palmeiras retomou a liderança. Dudu tabela com Zé Rafael e recebeu na área para finalizar de primeira e balançar as redes.

Nova chance do Palmeiras aos 41 minutos. Raphael Veiga arriscou da entrada da área e finalizou com efeito perto do travessão.

Novamente o Palmeiras conseguiu marcar primeiro no segundo tempo. Gabriel Veron tocou para Lucas Lima, que abriu para Jean na lateral. O volante cruza no segundo poste e Veron fecha para o gol.

O Palmeiras seguiu na pressão e marcou seu quarto gol aos 36 minutos. Gabriel Veron fez bela jogada e cruzou na medida para Dudu finalizar para o fundo das redes.

O show de Gabriel Veron não terminou. Aos 44 minutos, Bruno Henrique lançou Dudu na ponta esquerda e o atacante cruzou na pequena área para Veron, que finalizou firme para o gol.

O Goiás ainda quase diminuiu o placar aos 47 minutos. Após cobrança de falta da intermediária, Gilberto ganhou da marcação e cabeceou firme para bela defesa de Weverton.

Grêmio - Cruzeiro - Campeonato Brasileiro

Cruzeiro perde do Grêmio e fica perto do inédito rebaixamento à Série B

Em mais um capítulo de sua jornada contra o rebaixamento, o Cruzeiro fez uma partida nervosa e foi derrotado pelo Grêmio por 2 a 0, na noite desta quinta-feira (5), e ficou perto de ser rebaixado pelo primeira vez no Campeonato Brasileiro.

O duelo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro foi realizado na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Os gols da vitória do Grêmio foram marcados por Ferreira e Pepê (em cobrança de pênalti).

Com a vitória, o Grêmio chegou a 71 pontos e retomou a quarta posição do Brasileiro, sendo que a equipe já garantiu a vaga na fase de grupos da Copa Libertadores da América.

Já o Cruzeiro fica com 36 pontos e vai para a última rodada precisando vencer em casa o Palmeiras e torcer para que o Ceará seja derrotado pelo Botafogo, em partida que será realizada no Engenhão, no Rio de Janeiro. Qualquer outro resultado rebaixa a equipe mineira.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes encerram sua participação no Campeonato Brasileiro neste domingo (8), às 16h.

O Grêmio viaja com equipe alternativa para encarar o Goiás, em Goiânia, Serra Dourada.

Já o Cruzeiro recebe o Palmeiras no Mineirão, em Belo Horizonte, precisando de uma vitória e de derrota do Ceará para permanecer na Série A.

O JOGO

A melhor chance de gol do primeiro tempo foi do Cruzeiro aos 29 minutos. Éderson foi lançado na área e tentou o toque por cobertura sobre Paulo Victor, que com a mão direita evitou o gol.

A primeira chance do segundo tempo foi do Cruzeiro aos 12 minutos. Egídio cobrou falta na cabeça de Cacá, que escorou para o chão e Paulo Victor foi rápido para fazer a defesa.

Aos 14 minutos, nova chance do Cruzeiro. Ezequiel lançou Egídio na área e o lateral rolou para Robinho. O meia finalizou para o gol aberto, mas Michel se atirou na bola e salvou o gol.

Robinho ainda se lesionou no lance, após choque com Paulo Victor e teve que deixar a partida após lesão no joelho. Como o técnico Adilson Batista já havia feito as três substituições, o Cruzeiro teve que atuar com dez em campo.

Mas foi o Grêmio quem abriu o placar aos 21 minutos. Paulo Victor lançou Pepê na ponta esquerda. O atacante foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro, Everton fez o corta luz e Ferreira recebeu sozinho na área e bateu firme para vencer Fábio e balançar as redes.

Nova chance do Grêmio aos 29 minutos. Ezequiel sai jogando errado e Bruno Cortez lança Everton na área. O atacante acaba finalizando fraco e Fábio faz fácil defesa.

Só que aos 38 minutos, Pepê invadiu a área e tomou uma rasteira de Cacá. O próprio atacante foi para a cobrança e bateu firme no canto direito para ampliar o placar.

Aos 46 minutos, Egídio impediu ataque do Grêmio e foi expulso, deixando o Cruzeiro com nove atletas em campo.

São Paulo - Internacional - Campeonato Brasileiro

São Paulo vence Internacional e mantém disputa pela Libertadores aberta

Em noite de Antony, o São Paulo venceu o Internacional por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (4), e manteve aberta a vaga pela última vaga na Copa Libertadores da América aberta.

O duelo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro foi realizado no Morumbi, em São Paulo.

Os gols da vitória do São Paulo foram marcados por Antony e Vitor Bueno, enquanto Guilherme Parede diminuiu para o Internacional.

Com a vitória, o São Paulo segue vivo na luta pela vaga direta na Copa Libertadores da América. Para chegar com chances na última com chances, o tricolor paulista precisa que o Grêmio seja derrotado pelo Cruzeiro, nesta quinta-feira (5).

Já o Internacional chegou aos 54 pontos e está perto de conquistar sua vaga na Copa Libertadores. O Colorado precisa vencer o Atlético Mineiro no próximo domingo (8), ou apenas contar com algum tropeço do Goiás em seus dois últimos jogos no Brasileiro.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes encerram sua participação no Campeonato Brasileiro neste domingo (8), às 16h.

O São Paulo viaja até Maceió, para encarar o CSA, no Rei Pelé.

Já o Internacional recebe o Atlético Mineiro, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

O JOGO

O São Paulo abriu o placar aos 15 minutos de jogo. Igor Gomes lançou Antony na pequena área e o atacante tirou de Marcelo Lomba para balançar as redes.

Nova chance do São Paulo aos 24 minutos. Em cobrança de falta da entrada da área, Daniel Alves finalizou perto do travessão.

A pressão do São Paulo continuou e a equipe quase ampliou o placar aos 30 minutos. Vitor Bueno arriscou da intermediária e Marcelo Lomba espalmou para escanteio.

O Internacional respondeu aos 38 minutos. Após receber de Edenílson, Guerrero ajeitou para Nonato, que bateu de primeira perto do poste esquerdo.

Mas ainda deu tempo do São Paulo responder aos 44 minutos. Daniel Alves roubou bola no campo de ataque e serviu Pablo na área. O atacante finalizou firme, mas Marcelo Lomba fez bela defesa.

Logo aos três minutos do segundo tempo, o São Paulo ampliou o placar. Tchê Tchê lançou Antony, que invadiu a área e rolou para Vitor Bueno finalizar para o gol aberto.

Nova chance do São Paulo aos 20 minutos. Pablo recebeu na área e cabeceou firme para o chão, a bola quicou a foi perto do poste direito.

O São Paulo ficou perto do gol novamente aos 22 minutos. Reinaldo cruzou na medida para Vitor Bueno, que escorou firme para Marcelo Lomba espalmar.

Só que foi o Internacional quem marcou aos 24 minutos. Guerrero finalizou da entrada da área, a bola desviou em Juanfran e quase enganou Tiago Volpi. O goleiro deu rebote e Guilherme Parede chegou finalizando de primeira para o fundo das redes.

No último lance do jogo, Marcelo Lomba quase conseguiu o empate para o Internacional. Após cobrança de escanteio, o goleiro ganhou da marcação e cabeceou perto do travessão.

Fluminense - Fortaleza - Campeonato Brasileiro

Fluminense empata com Fortaleza e entra na zona da Sul-Americana

Em duelo truncado e com duas expulsões, Fluminense e Fortaleza ficaram no empate sem gols, na noite desta quarta-feira (4), e o tricolor carioca conseguiu entrar na zona de classificação da Copa Sul-Americana.

O duelo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro foi realizado no Maracanã, no Rio de Janeiro.

O empate deixou o Fluminense com 43 pontos, um acima do Botafogo, adversário direto pela última vaga na Copa Sul-Americana. Já o Fortaleza ficou na nona posição com 50 pontos e não tem mais chances de classificação para a Copa Libertadores da América.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes encerram sua participação no Campeonato Brasileiro neste domingo (8), às 16h.

O Fluminense viaja para São Paulo, para encarar o Corinthians, na Arena Corinthians.

Já o Fortaleza recebe o Bahia, na Arena Castelão, na capital cearense.

O JOGO

A primeira chance de gol foi do Fluminense aos oito minutos. Marcos Paulo recebe na esquerda e ajeita para Yony González pegar firme e Felipe Alves fazer boa defesa.

A resposta do Fortaleza foi aos 12 minutos. Edinho chutou cruzado, mas Romarinho chegou atrasado e perdeu excelente chance.

Nova chance do Fluminense aos 40 minutos. Gilberto foi lançado na direita e cruzou fechado na direção de Yony González, mas antes que o atacante fechasse, Felipe Alves conseguiu afastar de soco.

O Fluminense criou a primeira chance do segundo tempo aos cinco minutos. Nenê bateu falta da entrada da área e a bola passou por cima da meta.

O Fortaleza ficou com um jogador a menos aos 25 minutos. Paulão derrubou João Pedro, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Com um jogador a mais, o Fluminense quase abriu o placar aos 26 minutos. Daniel cruzou na área, Marcos Paulo errou a tentativa de bicicleta, mas a bola sobrou para Yuri, que cabeceou muito perto do poste direito.

Só que o Fluminense também ficou com dez jogadores aos 31 minutos. Dodi acertou o cotovelo em Juninho em disputa de bola, recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

Jair - Atlético Mineiro - Botafogo - Campeonato Brasileiro

Atlético Mineiro vence Botafogo e garante vaga na Copa Sul-Americana

Após uma temporada conturbada, o Atlético Mineiro garantiu vaga na Copa Sul-Americana ao vencer o Botafogo por 2 a 0, na noite desta quarta-feira (4), para acalmar a pressão de sua torcida.

O duelo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro foi realizado no Independência, em Belo Horizonte.

Os gols da vitória do Atlético Mineiro foram marcados por Jair e Luan.

Com a vitória, o Atlético Mineiro chegou aos 48 pontos e ocupa provisoriamente a 11ª posição. Já o Botafogo fica estacionado com 42 pontos e pode ser ultrapassado pelo Fluminense, que atua nesta quarta-feira (4), e sair da zona de classificação para a Copa Sul-Americana.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes encerram sua participação no Campeonato Brasileiro neste domingo (8), às 16h.

O Atlético Mineiro viaja para Porto Alegre, para encarar o Internacional, no Beira-Rio.

Já o Botafogo recebe o Ceará no Engenhão, no Rio de Janeiro, apenas para cumprir tabela.

O JOGO

A primeira chance do Atlético Mineiro foi aos 15 minutos. Otero recebeu na entrada da área e finalizou para bela defesa de Gatito Fernández.

O Atlético Mineiro teve um gol anulado aos 33 minutos. Cazares cruzou da esquerda e Réver escorou no ângulo esquerdo. Mas a jogada foi invalidade por impedimento do zagueiro.

Nova chance do Atlético Mineiro aos 39 minutos. Otero bateu falta da intermediária e Gatito Fernández voou para espalmar a bola.

Só que aos 40 minutos a pressão do Atlético Mineiro encontrou o gol. Cazares deixou Lucas Barros no chão, cruzou rasteiro e Jair finalizou firme no canto direito de Cleiton para balançar as redes.

O Atlético Mineiro seguiu na pressão e quase ampliou o placar aos 16 minutos. Patric cruzou na medida para Luan. O meia cabeceou no contrapé de Gatito Fernández, mas Joel Carli afastou a bola quase em cima da linha.

Nova chance do Atlético Mineiro aos 19 minutos. Jair cruzou na risca da área e antes que Réver escorasse para o gol, Gatito Fernández deu um tapa na bola e evitou o segundo gol do Galo.

O Botafogo respondeu aos 21 minutos. Luiz Fernando cruzou rasteiro e Cícero finalizou de primeira na marca do pênalti. A bola certou o poste direito e foi para fora.

Mas aos 23 minutos, quem marcou o gol foi o Atlético Mineiro. Patric achou novamente Luan na área, só que dessa vez o meia cabeceou firme para balançar as redes.

O Botafogo voltou ao ataque aos 26 minutos. Luiz Henrique fintou dois marcadores, invadiu a área e finalizou firme para bela defesa de Cleiton.

Luis Henrique criou nova chance aos 40 minutos. Após ser lançado na área, o atacante finalizou firme para Cleiton espalmar.

João Pedro também ficou perto do gol nos acréscimos do jogo. Primeiro finalizou da intermediária para Cleiton fazer boa defesa e na sequência arriscou da entrada da área perto do poste direito.

No último lance do jogo, o Atlético Mineiro quase marcou o terceiro gol. Patric cruzou na pequena área, Marcelo Benevenuto afastou mal e a bola sobrou para Vinicius. O meia finalizou firme e Gatito Fernández conseguiu mandar para escanteio.

Marco Ruben - Athletico Paranaense - Santos - Campeonato Brasileiro

Marco Ruben marca em despedida e Athletico Paranaense vence Santos

Em uma noite cheia de despedidas, Marco Ruben deu adeus ao torcedor do Athletico Paranaense com o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Santos, na noite desta quarta-feira (4), no último jogo da equipe na Arena da Baixada pelo Campeonato Brasileiro.

Além de Marcos Ruben, Marcelo Cirino e Bruno Guimarães também se despediram da torcida do Athletico Paranaenses. Enquanto o volante foi vendido por 30 milhões de euros para o Atlético de Madri, Cirino irá ficar sem contrato ao final do ano e está livre para assinar com qualquer clube.

O Santos também pode estar perto do adeus de duas peças importantes na boa campanha da temporada. O zagueiro Gustavo Henrique ainda não aceitou proposta de renovação e já pode assinar com outro clube. Já o técnico Jorge Sampaoli está sendo sondado pelo Palmeiras e pelo Racing-ARG e mesmo com contrato com a equipe santista até o final de 2020, tem demonstrado insatisfação com a instabilidade política no clube.

VITÓRIA VALE RETORNO AO G-4 PARA O FURACÃO

Marco Ruben - Athletico Paranaense - Santos - Campeonato Brasileiro
Reprodução/Twitter Athletico Paranaense

Mesmo já garantido na próxima edição da Copa Libertadores da América, a vitória recolocou o Athletico Paranaense na quarta posição. A equipe está com 63 pontos, um acima do Grêmio, que entra em campo nesta quinta-feira (5), contra o Cruzeiro em Porto Alegre.

Já o Santos permanece com 71 pontos, mas não pode ser ultrapassado pelo Palmeiras nesta rodada. Isso porque a equipe alviverde tem 19 rodadas, contra 21 dos santistas.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes encerram sua participação no Campeonato Brasileiro neste domingo (8), às 16h.

A despedida do Athletico Paranaense na temporada será em Florianópolis, contra o Avaí, na Ressacada.

Já o Santos encerra a temporada com seus torcedores na Vila Belmiro, tendo como adversário o campeão nacional Flamengo.

O JOGO

A primeira chance de gol foi do Santos aos oito minutos. Jean Mota rouba bola no ataque e lança Soteldo, que cruza rasteiro para Evandro. O meia pega de primeira e a bola passa perto do poste esquerdo.

Nova chance dos santistas aos 16 minutos. Carlos Sánchez cobrou escanteio na entrada da área e Soteldo pega de primeira para boa defesa de Santos.

O Santos seguiu na pressão e teve boa chance aos 37 minutos. Diego Pituca recebeu na intermediária e soltou a bomba perto do travessão.

Outra chance perida pelos santistas aos 41 minutos. Após lançamento de Eduardo Sasha, Santos se antecipa de Soteldo e faz o corte, mas a bola caiu com Jean Mota, que mirou o canto direito e a finalização passou perto do poste.

A última chance do primeiro tempo também foi da equipe alvinegra. Jean Mota novamente buscou a velocidade de Soteldo, que fintou Thiago Heleno e rolou para Eduardo Sasha. O atacante finalizou cruzado, mas Santos fez boa defesa.

Só que no primeiro minuto do segundo tempo, quem marcou foi o Athletico Paranaense. Rony avançou pela direita e cruzou na cabeça de Marco Ruben. O atacante escorou firme e venceu Everson para balançar as redes.

A resposta do Santos foi aos cinco minutos. Soteldo cruzou no segundo poste e Marinho escorou firme, mas a bola foi na rede pelo lado de fora.

O Santos ficou com dez em campo aos 22 minutos. Após falta em Rony para parar o contra-ataque, Luan Peres recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Cruzeiro - Vasco - Campeonato Brasieiro

Cruzeiro perde do Vasco e pode ser rebaixado na próxima rodada

Na estreia de Adilson Batista, o Cruzeiro seguiu demonstrando nervosismo e pouca qualidade e foi derrotado pelo Vasco por 1 a 0, na noite desta segunda-feira (2), e pode ser rebaixado já na próxima rodada do Campeonato Brasileiro.

A derrota deixa o Cruzeiro com 36 pontos, dois abaixo do Ceará, primeira equipe fora da zona de rebaixamento. Nesse cenário, a equipe mineira precisa vencer seus próximos dois jogos e torcer para os cearenses somarem no máximo três pontos, isso porque o alvinegro tem dez vitórias contra sete do rival.

Já o Vasco chegou a 12ª posição com 47 pontos e apenas cumpre tabela nas duas últimas rodadas do Brasileiro.

O duelo válido pela 36ª rodada foi realizado em São Januário, no Rio de Janeiro.

Guarín marcou o gol da vitória do Vasco.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes já voltam a campo nesta quinta-feira (5) pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Cruzeiro viaja para Porto Alegre encarar o Grêmio na Arena do Grêmio, às 19h15.

Enquanto o Vasco vai para Salvador encarar o Bahia na Arena Fonte Nova, às 19h15.

O JOGO

O Vasco reclamou um pênalti não marcado aos quatro minutos de jogo. Orejuela saiu jogando errado e Marrony roubou a bola, já lançando Rossi na área. Egídio chegou pelas costas e derrubou o atacante, mas a arbitragem mandou o lance seguir.

Mas aos nove minutos, o Vasco abriu o placar. Andrey avança e encontra Guarín na entrada da área. O volante bate colocado no canto esquerdo e balança as redes.

Aos 25 minutos, novo lance duvidoso envolvendo o Vasco. Guarín lançou Marrony na área e Cacá se enrolou com o atacante. No primeiro momento, Wilton Pereira Sampaio anotou o pênalti, mas chamado pelo VAR, voltou atrás e mandou o jogo seguir.

O Cruzeiro respondeu aos 34 minutos. Éderson recebeu na lateral da área e finalizou cruzado. Joel chegou atrasado na bola e perdeu ótima chance.

Nova chance do Cruzeiro aos 40 minutos. Egídio bateu escanteio no primeiro poste e Ariel Cabral cabeceou perto do travessão.

A primeira chance do segundo tempo foi do Cruzeiro. David cruzou da esquerda na cabeça de Fred, que escorou para bela defesa de Fernando Miguel.

Egídio ficou muito perto do gol aos 20 minutos. O lateral bateu falta da entrada da área e mirou o ângulo esquerdo, mas a bola passou raspando a trave.

O Vasco respondeu aos 26 minutos. Marrony fez bela jogada no ataque e cruzou rasteiro para Tiago Reis, mas Léo se antecipou e fez o corte antes da finalização.

O Cruzeiro quase anotou o gol aos 40 minutos. Fred recebeu no pivô, rolou para Marquinhos Gabriel, que sozinho na pequena área, mandou para fora e perdeu chance incrível.

Flamengo Palmeiras torcida única CBF

CBF determina Palmeiras x Flamengo com torcida única no Allianz Parque

A CBF acatou pedido do Ministério Público de São Paulo e determinou que a partida entre Palmeiras e Flamengo, domingo (1º), pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, seja disputada apenas com torcedores alviverdes no Allianz Parque.

O pedido do órgão se baseia em relatório da Polícia Militar, que avalia como grande o risco de possíveis confrontos entre torcidas antes, durante ou após a partida. No primeiro turno do Nacional, quando as duas equipes se enfrentaram no Maracanã, houve presença de torcedores de ambos os times.

Em nota, o Flamengo criticou a decisão da CBF. “A não permissão da convivência de rubro-negros e alviverdes decreta a falência da segurança pública e a morte da cultura de arquibancada do futebol brasileiro”, diz trecho do documento.

O clube carioca afirmou ainda que tentará reverter a decisão: “O clube irá encaminhar o pedido do MP para a Procuradoria do STJD, para que o órgão adote as medidas cabíveis. Se a Polícia Militar não se sente em condições de dar segurança a todos os envolvidos na partida, esta deveria ser realizada em outro local ou com portões fechados”.

Procurados, a confederação e o Palmeiras não comentaram a decisão até a publicação deste texto.

De acordo com o ofício encaminhado à Federação Paulista de Futebol, a Polícia Militar afirma que recebeu nos últimos dias informações sobre possíveis “emboscadas perpetradas por torcedores do Palmeiras às caravanas dos torcedores flamenguistas” e que identificou postagens em redes sociais que convocavam torcedores para o confronto.

Desde 2016, os jogos envolvendo os quatro clubes grandes de São Paulo (Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo) são disputados com torcida única como justificativa para evitar confrontos nos estádios.

Dessa vez, porém, será a primeira vez em que um desses quatro times enfrentará um rival de outro estado sem a presença de torcedores visitantes.

O artigo 86 do Regulamento Geral de Competições da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) diz que o clube visitante terá direito a adquirir até 10% da capacidade do estádio ou “da capacidade permitida pelos órgãos de segurança”.

Cruzeiro - CSA - Campeonato Brasileiro

CSA vence Cruzeiro e complica rival na briga contra o rebaixamento

Em jogo marcado pelo pênalti perdido de Thiago Neves, o CSA venceu o Cruzeiro por 1 a 0, na noite desta quinta-feira (28), e deixou o rival em situação muito complicada na briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

O duelo válido pela 35ª rodada foi realizado no Mineirão, em Belo Horizonte.

Alan Costa marcou o gol da vitória do CSA.

A vitória mantém o CSA ainda vivo no Campeonato Brasileiro. Com 32 pontos, a equipe fica cinco pontos abaixo do Ceará, primeira equipe fora da zona de rebaixamento da competição.

Já o Cruzeiro segue na 17ª posição, com 36 pontos, um abaixo do Ceará.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes voltam a campo na próxima semana pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O CSA recebe o Bahia no Rei Pelé, neste domingo (1), às 18h.

Enquanto o Cruzeiro viaja ao Rio de Janeiro para encarar o Vasco  em São Januário, nesta segunda-feira (2) às 20h.

O JOGO

A primeira chance de gol da partida foi do Cruzeiro aos seis minutos. Éderson invadiu a área e na hora da finalização, Luciano Castán conseguiu fazer o corte.

Nova chance do Cruzeiro aos 18 minutos. Thiago Neves recebe na direita, corta para o meio e finaliza firme, mas no centro do gol e Jordi fez fácil defesa.

O Cruzeiro seguiu na pressão e aos 29 minutos criou nova chance. Fred fez o pivô e Pedro Rocha chutou prensado, mas perto do travessão.

Fred e Pedro Rocha apareceram bem de novo aos 35 minutos. O centroavante fez o pivô e o ponta finalizou firme, ao lado do poste esquerdo.

Mas aos 42 minutos, quem marcou o gol foi o CSA. Rafinha cobrou escanteio na marca do pênalti e Ricardo Bueno cabeceou em cheio. Fábio fez grande defesa, mas Alan Costa pegou o rebote e mandou a bola para o fundo das redes.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Cruzeiro conseguiu criar boa chance. Egídio cruzou e Alan Costa afastou mal. A bola sobrou com Ezequiel na entrada da área e o atacante finalizou firme para Jordi espalmar para escanteio.

Aos 11 minutos, foi a vez de Thiago Neves levar perigo. O meia bateu falta da entrada da área por cima da barreira e Jordi es esticou para espalmar.

Só que aos 15 minutos, Pedro Rocha foi lançado na área e quase na linha de fundo recebeu pisão de Alan Costa. Após revisão no VAR, o árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araújo assinalou a penalidade.

Thiago Neves foi para a cobrança, deslocou o goleiro Jordi, mas mandou a bola rente ao poste direito e desperdiçou a penalidade.

Aos 21 minutos, o CSA quase ampliou o placar. Rafinha bateu falta da direita, Fábio fez golpe de vista, mas a bola acertou o poste direito, antes de ser afastada pela defesa.

O Cruzeiro respondeu aos 23 minutos. Robinho arriscou da entrada da área e Jordi fez novamente boa intervenção.

Jordi apareceu bem mais uma vez aos 27 minutos. Dessa vez, Sassá recebeu na área no pivô, fez o giro e finalizou para boa defesa do goleiro.

O jogo chegou a ficar paralisado por cerca de cinco minutos, após alguns torcedores do Cruzeiro jogarem sinalizadores em campo.

Após a paralisação, o Cruzeiro voltou a criar chances de gol aos 42 minutos. Egídio cruzou na pequena área e Joel cabeceou firme para Jordi espalmar.