Vagner Love - Corinthians - Santo André - Itaquera - Campeonato Paulista

Corinthians busca empate com Santo André após “dilúvio” em Itaquera

Sob forte chuva na cidade de São Paulo, o Corinthians buscou empate contra o Santo André nos acréscimos por 1 a 1 na noite desta quarta-feira (26), aumentando seu jejum de vitórias no Campeonato Paulista.

O duelo válido pela oitava rodada do Paulistão foi realizado na Arena Corinthians, em São Paulo. Ronaldo foi o autor do gol do Santo André, enquanto Boselli empatou para o Corinthians.

O resultado deixou o Corinthians sob risco de sair da zona de classificação no Grupo D. A equipe soma nove pontos ganhos e pode ser ultrapassada pelo Red Bull Bragantino (oito pontos) e também pela Ferroviária (seis pontos).

Já o Santo André garantiu a manutenção da melhor campanha do Campeonato Paulista. Em oito rodadas, a equipe conquistou 19 pontos e tem oito pontos de vantagem para o Novorizontino, atual terceiro colocado do Grupo B.

O empate aumenta a já grande pressão em cima de Tiago Nunes. O técnico que assumiu o Corinthians em janeiro tem o recorde de três vitórias, dois empate e quatro derrotas no comando da equipe.

QUARESMA COM JEJUM DE VITÓRIAS

Com o empate contra o Santo André, o Corinthians chegou a quatro jogos seguidos sem vencer no Campeonato Paulista, tendo triunfado pela última vez no dia 2 de fevereiro, quando bateu o Santos por 2 a 0.

O Corinthians vai tentar encerrar o “jejum” de vitórias no dia 7 de março (sábado), quando a equipe viaja para encarar o Novorizontino no Jorge Ismael de Biase.

Vale lembrar que nesse período o Corinthians também foi eliminado na Copa Libertadores da América, sendo derrotado pelo Guaraní pelo critério dos gols qualificados.

POLO AQUÁTICO EM ITAQUERA

A primeira chance da partida foi criada pelo Corinthians aos cinco minutos. Pedrinho avançou pela direita, cortou para dentro e finalizou cruzado perto do travessão.

A bola parada também deixou o Corinthians perto do gol aos 15 minutos. Fagner cobrou falta no primeiro poste e Gil escorou na rede por cima do gol.

Só que o placar foi aberto pelo Santo André aos 27 minutos. Ricardo Luz bateu falta lateral fechada e Ronaldo desviou de cabeça para trás e enganou Walter.

O gramado encharcado da Arena Corinthians trabalhou de zagueiro para os mandantes aos 37 minutos. Branquinho puxou contra-ataque sozinho na esquerda, mas uma poça d’água parou a bola e o meia foi desarmado.

A primeira chance de perigo do segundo tempo foi de Douglas Baggio aos nove minutos. O meia apareceu livre de marcação e acertou a cabeçada perto do poste direito.

Boselli ficou perto do empate aos 22 minutos. Janderson deu bom passe para o atacante na entrada da área, que girou sobre a marcação e acertou o poste direito. A bola voltou para Luan que chegou batendo por cima da meta.

Quando a trave não salvou o Santo André, foi a vez de Fernando Henrique evitar o gol. Janderson fez boa jogada pelo meio e finalizou firme para o goleiro espalmar. A bola ainda sobrou para Vagner Love, que sozinho na pequena área, mandou a bola por cima da meta.

Fernando Henrique apareceu bem novamente aos 43 e 46 minutos. Primeiro, Everaldo arriscou a finalização da entrada da área e o goleiro mandou a bola para escanteio. Depois, Pedro Henrique fez o pivô para Vagner Love arriscar de voleio e o arqueiro espalmar.

No escanteio, Janderson cobrou no primeiro poste, Fernando Henrique saiu mal da meta e Boselli apenas escorou para o gol livre para empatar o duelo.

Ainda deu tempo do Corinthians ter um gol anulado aos 49 minutos. Após desvio de Gil -em posição de impedimento, Janderson apareceu livre na área para mandar para as redes, mas a jogada foi invalidada.

tiago nunes corinthians athletico

Tiago Nunes pede desculpas à torcida após derrota do Corinthians

O técnico Tiago Nunes disse que o Corinthians vive um momento de oscilação após a derrota, de virada, para o Água Santa por 2 a 1. O resultado complicou a situação da equipe no Campeonato Paulista e aumenta a pressão no clube após eliminação na Libertadores para o Guaraní.

“Desculpa torcida corintiana pelo resultado. Resultado ruim para nossas pretensões”, admitiu o comandante, abrindo a entrevista coletiva.

O revés fez com que a equipe siga com 8 pontos, na segunda posição do Grupo D do Estadual. Contudo, o Bragantino pode se isolar na liderança da chave e a Ferroviária, hoje lanterna, pode igualar a pontuação do Timão.

Os resultados recentes aumentam a pressão na equipe, mas Tiago Nunes diz que o elenco precisa administrar isso.

“Pressão externa não tem blindagem, os atletas têm que saber que a cobrança faz parte. Todos nós temos que ser cobrados. Para jogar no Corinthians, você tem que ter inteligência emocional para superar esse tipo de coisa”, completou o técnico.

Por fim, o comandante diz que o time precisa elevar a confiança, ainda mais no final da partida. O revés de hoje, por exemplo, foi definido nos acréscimos da etapa final.

“A equipe vai perdendo a confiança com esses detalhes. São momentos que se determinam os resultados, que você precisa estar com a concentração mais alta. Como equipe, estamos um pouco fragilizados nesse sentido”, concluiu.

O Corinthians se prepara agora para encarar o Santo André. O duelo está marcado para a próxima quarta-feira (26), às 21h30, em Itaquera. O volante Camacho cumpre suspensão e Tiago Nunes já confirmou Gabriel no lugar.

TIAGO NUNES NO CORINTHIANS

Tiago Nunes soma 11 jogos pelo Corinthians: são quatro vitórias, dois empates e cinco derrotas – aproveitamento de 42,42%. Ao todo, são 14 gols marcados e 12 sofridos.

Confira a lista de jogos do Corinthians sob o comando de Tiago Nunes em 2020.

corinthians água santa campeonato paulista

Corinthians perde para o Água Santa pelo Campeonato Paulista

O Corinthians perdeu, de virada, para o Água Santa por 2 a 1 e desperdiçou chance de se tornar líder isolado do Grupo D do Campeonato Paulista. Vágner Love abriu o placar no início do jogo, mas os donos da casa igualaram com o meia Luan Dias e viraram com Robinho na etapa final.

O duelo, realizado na Arena Inamar, em Diadema, teve um público de 3.058 pessoas pagantes, enquanto a renda foi de R$ 220.490, 00.

Com o resultado, o Corinthians segue com oito pontos e aparece na segunda posição do Grupo D. A chave é liderada pelo Guarani, com nove pontos. Contudo, o Bragantino pode assumir a ponta amanhã (23), quando enfrenta o Santo André.

O revés ainda aumenta a pressão sobre o técnico Tiago Nunes, que sofreu a eliminação da Libertadores para o Guaraní, do Paraguai, na última quarta-feira.

CORINTHIANS COMEÇA BEM, MAS SE COMPLICA

O início de jogo do Corinthians foi em grande nível. Aos nove minutos, Vágner Love completou o cruzamento de Fágner e abriu o placar.

Contudo, o Água Santa igualou em sua primeira chegada. Luan Dias aproveitou a falha da defesa e bateu firme.

Já na etapa final, o jogo seguiu equilibrado até os 34 minutos. Camacho impediu o contra-ataque do Água Santa e recebeu o cartão vermelho, deixando o Timão com um a menos.

No final do jogo, quando tudo parecia encaminhado para o empate, Robinho definiu o revés corintiano.

PRÓXIMOS JOGOS

Os times voltam a campo pelo Campeonato Paulista durante a próxima semana.

O Corinthians se prepara agora para encarar o Santo André. O duelo está marcado para a próxima quarta-feira (26), às 21h30, em Itaquera.

Já o Água Santa visita o Guarani na próxima sexta-feira (28), às 19h15, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

corinthians água santa paulista onde assistir escalação paulista

Corinthians divulga escalação contra o Água Santa; veja onde assistir

O Corinthians divulgou sua escalação para enfrentar o Água Santa. O duelo, válido pela sétima rodada do Campeonato Paulista, está marcado para às 15h deste sábado (22), na Arena Inamar, em Diadema. Veja onde assistir!

O jogo do Corinthians é transmitido, com exclusividade, pelo Premiere.

A escalação do técnico Tiago Nunes é: Cássio; Fagner, Gil, Pedro Henrique e Lucas Píton; Camacho e Cantillo; Yony González, Luan e Vágner Love; Boselli.

JOGO DO CORINTHIANS NO CAMPEONATO PAULISTA

O Corinthians, com oito pontos, está na segunda posição do Grupo D. O Guarani é o líder da chave, com nove pontos conquistados, mas perdeu para o Palmeiras nesta última quinta-feira (20).

Ou seja, o Timão assume a liderança do grupo se vencer o Água Santa. Contudo, o Red Bull Bragantino tem os mesmos oito pontos que o time de Tiago Nunes e enfrenta o Santo André neste domingo (23), às 16h.

Já o Água Santa é o terceiro colocado do Grupo A com cinco pontos. O Santos lidera a chave com 11 pontos, seguido pela Ponte Preta, com seis.

Onde assistir: Premiere.

Alexandre Pato - Cássio - Corinthians - São Paulo - Campeonato Paulista

São Paulo e Corinthians empatam e amargam jejum de vitórias no Paulista

Com muitas oportunidades de gol perdidas, São Paulo e Corinthians fizeram um Majestoso com o placar zerado na noite deste sábado (15), ampliando o jejum de vitórias das equipes no Campeonato Paulista.

O duelo válido pela sexta rodada do Paulistão foi realizado no Morumbi, em São Paulo.

A partida também marcou o encontro de Tiago Nunes e Fernando Diniz, os últimos dois técnicos a comandarem o Athletico Paranaense.

O empate deixou o São Paulo na terceira posição do Grupo C. A equipe tem nove pontos, mesma pontuação da Inter de Limeira e do Mirassol, que ainda joga nesta rodada, enfrentando o Palmeiras neste domingo (16).

Já o Corinthians permanece na vice-liderança do Grupo D, com os mesmos oito pontos do Red Bull Bragantino, mas com saldo de gols melhor (3 a 1). O líder da chave é o Guarani com nove pontos ganhos.

CARNAVAL SEM JEJUM DE VITÓRIAS?

São Paulo e Corinthians seguem em uma “seca” de vitórias em fevereiro pelo Campeonato Paulista. Enquanto o tricolor não vence há três jogos, os corintianos não sabem o que é vitória há dois jogos.

Ambas as equipes vão tentar encerrar o jejum de vitórias no sábado de Carnaval (22).

O Corinthians faz uma curta viagem para Diadema para encarar o Água Santa, no Distrital do Inamar, às 15 horas.

O São Paulo também irá pegar pouco tempo na estrada, visitando o Oeste em Barueri, na Arena Barueri, às 16h30.

MUITAS CHANCES, NENHUM GOL

Tiago Volpi - Corinthians - São Paulo - Campeonato Paulista
Assim como Cássio, Tiago Volpi fez importantes intervenções na partida. (Peter Leone/Ofotográfico/Folhapress)

Aos três minutos de jogo, o árbitro Douglas Marques das Flores paralisou a partida devido a gritos homofóbicos da torcida do São Paulo nas arquibancadas. Ambos os capitães das equipes (Cássio e Hernanes) foram chamados e o sistema de som do Morumbi repreendeu os torcedores.

O São Paulo iniciou melhor a partida e criou boa chance aos 15 minutos. Daniel Alves arriscou falta da intermediária e Cássio teve que se esticar para espalmar a bola.

No minuto seguinte, foi a vez de Pablo dar trabalho para a defesa do Corinthians. Daniel Alves inverteu para Juanfran, que encontrou Hernanes na entrada da área o meia serviu o atacante, que de ponta de chuteira, mandou a bola perto do poste direito.

Aos 17 minutos, novamente o São Paulo ficou perto do gol. Pedro Henrique falhou no corte e a bola ficou com a Alexandre Pato, que invadiu a área, mas finalizou muito torto e perdeu boa chance.

Cássio apareceu pela primeira vez na partida aos 24 minutos. Vitor Bueno arriscou finalização da entrada da área e o goleiro espalmou, salvando também a finalização de cabeça do impedido Pablo no rebote.

Hernanes teve grande oportunidade de gol aos 33 minutos. Vitor Bueno serviu o meia de calcanhar, mas Hernanes demorou para chutar e Camacho conseguiu o desarme.

A primeira boa chance de gol do Corinthians foi aos 40 minutos. Camacho deu bom lançamento para Boselli, que arriscou o chute cruzado para encontrar Vagner Love. Mas antes do atacante, Tiago Volpi tirou de soco e salvou o São Paulo.

Boselli apareceu bem novamente aos 45 minutos. Cantillo lançou Fagner na direita e o lateral cruzou na medida ao atacante, que deu um tapa por cima para tirar de Tiago Volpi, mas bateu fraco e o goleiro foi rápido para tirar a bola quase em cima da linha.

Novamente o atacante teve a chance de abrir o placar aos 46 minutos. Lucas Piton fez boa jogada na esquerda e cruzou na medida para Boselli, que cabeceou mal e a bola foi por cima do gol.

Reinaldo teve a primeira grande chance de gol do segundo tempo aos quatro minutos. Alexandre Pato lançou o lateral na área, mas Reinaldo demorou para concluir a jogada e Cássio travou com o rival para ficar com a bola.

Aos 15 minutos, Cássio fez um milagre no Morumbi. Vitor Bueno encontrou Alexandre Pato sozinho na área e o atacante tentou bater por baixo do goleiro, que com o pé direito mandou a bola para a linha de fundo. A arbitragem erroneamente marcou tiro de meta na jogada.

O duelo ficou mais truncado do que na primeira etapa, voltando a ter uma chance clara de gol aos 43 minutos. Em falta na entrada da área, Luan bateu com efeito e Tiago Volpi foi buscar quase no ângulo direito.

O São Paulo reclamou de um pênalti não marcado em Igor Gomes aos 46 minutos. O meia invadiu a área e foi calçado por Camacho. Penalidade não marcada por Douglas Marques das Flores.

No minuto seguinte, Bruno Alves arriscou da intermediária e Cássio espalmou para a linha de fundo e garantiu o placar zerado no Morumbi.

Corinthians - Guaraní - Libertadores

Guaraní marca no segundo tempo e elimina Corinthians da Copa Libertadores

Com um gol de Fernando Fernández no segundo tempo, o Guaraní perdeu do Corinthians por 2 a 1 na noite desta quarta-feira (12), mas conseguiu a vaga na terceira fase preliminar da Copa Libertadores devido ao gol qualificado.

O duelo foi realizado na Arena Corinthians, em São Paulo, que recebeu 40.327 torcedores.

Luan e Boselli abriram o placar para o Corinthians, enquanto Fernández descontou para o Guaraní.

Essa foi a segunda eliminação do Corinthians na fase preliminar da Libertadores, com a anterior sendo em 2011 contra o Deportes Tolima. Além disso, o Guaraní segue invicto em confrontos mata-mata contra o Corinthians, eliminando o rival brasileiro nas oitavas de final do torneio em 2015.

FOCO NO PAULISTÃO

Sem a vaga na Copa Libertadores, o Corinthians se vira para os compromissos do Campeonato Paulista.

Neste sábado (15), o Corinthians tem clássico contra o São Paulo, no Morumbi, às 19h. Atualmente a ocupa ocupa a vice-liderança do Grupo D do Paulista, um ponto atrás do Guarani.

Já no sábado de Carnaval (22), o Corinthians irá atuar em Diadema contra o Água Santa pela sétima rodada do Paulista.

FALTOU O GOL

Corinthians - Guaraní - Libertadores
Fernández comemora o gol da classificação do Guaraní. (Reprodução/Twitter Conmebol Libertadores)

O Corinthians abriu o placar logo aos oito minutos. Luan recebeu passe na direita, cortou para o meio e finalizou cruzado. Servio caiu atrasado e aceitou a finalização.

O Guaraní quase empatou aos 20 minutos. Fernando Fernández recebeu cruzamento e escorou firme para boa defesa de Cássio. No rebote, Redes chegou batendo de primeira e mandou a bola por cima do gol.

Aos 28 minutos, o Corinthians ficou com um jogador a menos em campo. Após tentativa de bicicleta na entrada da área, Pedrinho acertou o rosto de Ángel Benítez, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Mesmo com um a menos, o Corinthians marcou seu segundo gol aos 31 minutos. Luan lançou Vagner Love na ponta esquerda e o atacante cruzou rasteiro para Boselli bater firme de primeira.

Cássio apareceu bem novamente aos 38 minutos. Benítez ganhou da zaga pelo alto e escorou para o goleiro espalmar.

Fagner quase ampliou o placar aos 40 minutos. Em falta quase na linha de fundo, o lateral arriscou a cobrança direita e carimbou mo travessão.

Quando não foi a trave, Servio conseguiu evitar o terceiro gol do Corinthians. Fagner cruzou para Vagner Love e o atacante escorou firme, mas no meio do gol, facilitando a defesa do goleiro.

Com um a mais em campo, o Guaraní diminuiu o placar aos sete minutos do segundo tempo. Fernández bateu falta da entrada da área com força no canto esquerdo, Cássio demorou para cair e a bola entrou.

Luan quase respondeu também na bola parada. Aos 19 minutos, o meia tentou a cobrança com efeito da entrada da área, acertando a rede pelo lado de fora.

O Guaraní chegou a ter um jogador expulso aos 40 minutos. Romaña derrubou Janderson no campo de ataque e recebeu o segundo cartão amarelo.

Servio salvou o Guaraní aos 42 minutos. Fagner arriscou de fora da área e o goleiro espalmou para salvar os paraguaios.

No minuto seguinte, Boselli quase marcou o gol da classificação. O atacante recebeu pelo alto e escorou perto do travessão.

Corinthians - Guaraní - Copa Libertadores da América

Corinthians perde do Guaraní e se complica na Copa Libertadores

Mesmo tendo maior posse de bola e volume de jogo, o Corinthians não conseguiu criar grandes chances de gol e foi derrotado pelo Guaraní por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (5), tendo que vencer no jogo de volta para não ser eliminado na Copa Libertadores.

O duelo foi realizado no Estádio Nueva Olla, em Assunção, no Paraguai.

Para o jogo de volta, o Corinthians leva a vaga se vencer por dois gols ou mais de diferença. Vitória corintiana por 1 a 0 leva o jogo para as penalidades, enquanto triunfo corintiano por 2 a 1, 3 a 2 e afins dá a vaga para os paraguaios, assim como empate ou vitória do Guaraní por qualquer placar.

Quem avançar terá pela frente o vencedor do confronto entre Cerro Largo do Uruguai e Palestino do Chile. O primeiro confronto entre as equipes terminou em 1 a 1.

Caso passe pelas duas fases preliminares, o Corinthians irá encontrar o Palmeiras no Grupo B da Copa Libertadores, junto de Bolivar da Bolívia e Tigre da Argentina.

SEQUÊNCIA EM CASA

Antes do jogo de volta contra o Guaraní, na próxima quarta-feira (12), na Arena Corinthians, às 21h30, a equipe paulista entra em campo pelo Paulistão.

Neste domingo (9), também na Arena Corinthians, a equipe recebe a Inter de Limeira pela quinta rodada do Campeonato Paulista, às 16h.

FALTOU O GOL

Boselli - Corinthians - Guaraní - Copa Libertadores da América
Boselli mandou na trave a melhor chance do Corinthians na partida. (Reprodução/Twitter Conmebol Libertadores)

O Guaraní iniciou melhor a partida e criou boa chance logo aos dois minutos. Guillermo Benítez recebeu na entrada da área e pegou firme, mas no meio do gol e Cássio fez defesa sem ceder rebote.

O Corinthians respondeu aos três minutos. Fagner fez o cruzamento, Báez errou o corte e Janderson escorou perto do travessão.

Mas o Guaraní levou perigo aos cinco minutos. Redes recebeu na direita e chutou com efeito, a bola passou por toda a área e acertou o poste direito.

No minuto seguinte, Boselli foi derrubado por Benítez e o árbitro mandou o jogo seguir. Na sequência, Camacho atropelou Iván Ramírez e dessa vez a infração foi marcada. Na cobrança da falta, Ramírez cobrou na marca do pênalti e Morel apareceu sozinho -aproveitando erro na linha de impedimento da defesa, e cabeceou firme para o gol.

Na bola parada, o Corinthians conseguiu levar perigo aos 32 minutos. Após cruzamento no meio da área, Gil ganhou pelo alto e cabeceou perto do poste esquerdo.

Mas a melhor chance do Corinthians no jogo foi com Boselli, aos 37 minutos. Após bola rebatida, o atacante emendou de primeira e acertou o poste direito.

Ainda deu tempo de Servio salvar o Guaraní, aos 44 minutos. Cantillo lançou Everaldo na área e o atacante pegou firme para o goleiro espalmar.

A primeira chance do Corinthians na segunda etapa foi aos nove minutos. Cantillo aproveitou sobra na entrada da área e finalizou firme, mas no meio do gol e Servio fez boa defesa.

Lucas Piton quase empatou o jogo aos 32 minutos. Mateus Vital finalizou travado na entrada da área e a bola sobrou para o lateral, que chutou cruzado e a bola passou raspando o poste direito.

Janderson - Everson - Corinthians - Santos - Campeonato Paulista - Copa Libertadores da América

Corinthians vence Santos com gols “relâmpagos” pelo Paulista

Com um gol em cada primeiro minuto de jogo, o Corinthians venceu o Santos por 2 a 0 na manhã deste domingo (2), e voltou a vencer após duas rodadas do Campeonato Paulista.

O duelo válido pela quarta rodada do Paulistão foi realizado na Arena Corinthians, em São Paulo.

Everaldo e Janderson marcaram os gols da vitória do Corinthians.

O Corinthians reassumiu de forma provisória a liderança do Grupo D, com sete pontos, três cima do Guarani, que entra em campo ainda neste domingo contra o Santo André, em Campinas.

Já o Santos fica estacionado com sete pontos e pode ser ultrapassado pela Ponte Preta, que atua nesta segunda-feira (3), contra a Inter de Limeira fora de casa.

CORINTHIANS ESTREIA NA LIBERTADORES

O clássico contra o Santos iniciou uma semana decisiva para o Corinthians. Nesta quarta-feira (5), a equipe viaja para Assunção, no Paraguai, para encarar o Guaraní pelo confronto de ida da segunda fase preliminar da Copa Libertadores da América, às 21h30.

O duelo de volta será realizado no dia 12 de fevereiro, na Arena Corinthians. Quem avançar, irá enfrentar o Cerro Largo ou Palestino por uma vaga no Grupo B da Libertadores ao lado de Palmeiras, Bolívar e Tigre.

Já o Santos está classificado diretamente para a fase de grupos e por isso tem a semana de descanso, voltando a campo na próxima segunda-feira (10), quando recebe o Botafogo-SP na Vila Belmiro, às 20h.

CORINTHIANS NO CONTROLE

Raniel - Fagner - Corinthians - Santos - Campeonato Paulista - Copa Libertadores da América
Fagner deu assistência para um dos gols do Corinthians e teve boa participação na defesa. (Reprodução/Twitter Santos Futebol Clube)

O Corinthians abriu o placar logo no primeiro minuto. Cantillo inverte para Fagner, que cruza no segundo poste e encontra Everaldo. O atacante dominou e bateu cruzado para balançar as redes.

A primeira etapa seguiu dominado pelo Corinthians. Aos oito minutos, Janderson recebeu na esquerda e cruzou na medida para Luan escorar de cabeça perto do travessão.

Luan teve nova chance para ampliar o marcador aos dez minutos. Após bola rebatida na entrada da área, o meia pegou de primeira e a bola passou novamente acima do gol.

Aos 31 minutos, o torcedor do Corinthians levou um susto. Cássio se sentou no gramado e reclamou de indisposição, chegando quase a vomitar em campo. Após ser medicado, o goleiro voltou normalmente ao jogo.

Sidcley perdeu a chance mais clara da partida aos 38 minutos. Fagner cruzou no segundo poste para o lateral -que livre de marcação e a poucos passos do gol, bateu muito embaixo da bola e isolou a finalização.

No primeiro minuto do segundo tempo, o Corinthians conseguiu ampliar o marcador. Boselli recebeu no meio campo e fez belo lançamento para Janderson na entrada da área. O atacante esperou a saída de Everson para finalizar firme para as redes.

Na comemoração, Janderson foi até uma das escadas de acesso ao campo e comemorou com os torcedores. Pela comemoração, Luiz Flávio de Oliveira mostrou o segundo cartão amarelo para o atacante e o Corinthians ficou com dez jogadores em campo.

Aos sete minutos, o Santos criou sua melhor chance na partida. Em cobrança de escanteio da esquerda, Luan Peres ganhou da marcação pelo alto e escorou perto do poste esquerdo.

A única boa intervenção de Cássio na partida foi aos 11 minutos. Raniel arriscou da entrada da área e o goleiro foi bem ao espalmar.

O Corinthians respondeu aos 28 minutos. Boselli recebeu na área e deu bom passe por elevação para Gabriel, que bateu de primeira para bela defesa de Everson.

O Santos teve um gol polemicamente anulado aos 38 minutos. Eduardo Sasha recebeu cruzamento na área e ajeitou para Uribe escorar para o fundo das redes. Mas o árbitro Luiz Flávio de Oliveira assinalou que Sasha empurrou Fagner na disputa pelo alto.

 

Corinthians - Ponte Preta - Ygor Vinhas - Campeonato Paulista

Ygor fecha o gol e Ponte Preta bate o Corinthians no Paulista

Com grande atuação de Ygor Vinhas, a Ponte Preta segurou o Corinthians no segundo tempo para garantir a vitória por 2 a 1 na noite desta quinta-feira (30).

O duelo válido pela terceira rodada do Paulistão foi realizado no Moisés Lucarelli, em Campinas.

Bruno Reis e Roger marcaram os gols da Ponte Preta, enquanto Boselli descontou para o Corinthians.

A vitória deixa a Ponte Preta na vice-liderança do Grupo A do Paulista com seis pontos, um abaixo do Santos.

Já o Corinthians está na segunda colocação do Grupo D, com quatro pontos, mesma pontuação do Guarani, que supera a equipe alvinegra no saldo de gols (3 a 2).

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes voltam a campo neste final de semana, pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

O Corinthians recebe o Santos, na Arena Corinthians, neste domingo (2), às 11h.

Já a Ponte Preta viaja para Limeira para encarar a Inter de Limeira, no Major Levy Sobrunho, às 17h.

O JOGO

A primeira chance de perigo da partida foi da Ponte Preta aos 13 minutos. Bruno Rodrigues foi lançado na área, Cássio escorregou na saída, mas o atacante errou o toque por cobertura e mandou para fora.

Aos 17 minutos, Ramiro levou a pior em uma dividida pelo alto e teve que ser substituído com fortes no joelho.

A Ponte Preta levou perigo novamente aos 24 minutos. Jeferson tabelou com Bruno Rodrigues e arriscou de primeira da entrada da área, mandando a bola perto do travessão de Cássio.

Aos 39 minutos, a Ponte Preta conseguiu abrir o placar. Madson tentou fazer o corte, mas acertou o adversário e a bola subiu, caindo dividida nos pés de Bruno Reis, que invadiu a área, fintou Cássio e finalizou para o fundo do gol.

No minuto seguinte, foi a vez de Richard bobear e ser desarmado por Bruno Reis, que encontrou João Paulo. O meia viu Roger sozinho na área e serviu o atacante, que de primeira bateu firme para ampliar o placar.

O Corinthians respondeu aos 43 minutos. Madson recebeu na entrada da área e ao fazer a progressão foi calçado já na grande área. Pênalti para o Corinthians e Luan foi para a bola. Mas o atacante bateu a meia altura no canto esquerdo e Ygor voou para espalmar.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Corinthians quase marcou seu gol. Fagner cruzou da direita e Janderson resvalou na bola para outra grande defesa de Ygor.

Mas aos seis minutos, Boselli finalmente conseguiu vencer Ygor. Cantillo lançou Janderson na esquerda e o atacante cruzou na medida para o atacante finalizar de carrinho e marcar o gol do Corinthians.

Aos 21 minutos, nova chance do Corinthians. Everaldo recebeu na área, limpou a jogada e a finalizou de canhota perto do poste direito.

Quando não foi Ygor, o travessão também impediu o empate do Corinthians. Boselli recebeu cruzamento na área e escorou firme na trave.

A Ponte Preta respondeu aos 33 minutos. Dawhan finalizou da intermediária e Cássio estava atento para espalmar.

Mas foi Ygor quem seguiu garantindo a vitória da Ponte Preta. Aos 35 minutos. Madson recebeu no pivô, girou e finalizou para bela defesa de mão esquerda do goleiro. Já aos 42 minutos, foi a vez de Sidcley chegar emendando de primeira na área e o arqueiro novamente se esticou para espalmar.

tiago nunes athletico corinthians

Tiago Nunes entra com processo e cobra mais de R$ 1 milhão do Athletico

Tiago Nunes entrou com uma ação judicial contra o Athletico Paranaense para cobrar valores de premiações no período que esteve à frente do clube. A quantia cobrada pelo atual técnico do Corinthians é R$ 1.159.177,31.

O técnico alega que seu contrato com o Athletico previa, por exemplo, R$ 500 mil de bonificação caso alcançasse o título da Copa do Brasil em 2019. Além disso, ainda declara que ficou sem registro de trabalho por seis meses. O valor total ainda conta com valores de contrato de imagem, férias, 13º salário e multa do artigo 477 da CLT.

O Athletico está ciente da ação desde a semana passada, mas ainda não foi notificado de forma oficial. 

Tiago levou o Furacão ao título da Copa do Brasil e da Levain Cup ano passado após ter conquistado o Campeonato Paranaense e a Copa Sul-Americana em 2018, ainda como interino.

Contudo, a relação entre técnico e clube desandou em uma reunião no início de novembro, quando Tiago Nunes não quis renovar o contrato para 2020. Mario Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo, optou pelo desligamento imediato do treinador, o que impediu que Tiago comandasse a equipe nas oito rodadas finais do Campeonato Brasileiro.

Depois disso, o Athletico soltou uma nota em seu site que atacava Tiago Nunes. “A memória é curta no futebol. Tiago Nunes esqueceu muito rápido que poucos meses atrás treinava o time Sub-19 do Furacão. Gratidão é a voz do coração”, diz um trecho da mensagem.

No dia seguinte, Tiago lamentou o texto e disse que já esperava o tom da mensagem. “Se existia tanto rancor, não seria o momento de permanecer”, retrucou.

TIAGO NUNES x PETRAGLIA

tiago nunes corinthians athletico
Tiago Nunes durante sua apresentação no Corinthians. (Marcello Zambrana/Agif/Folhapress)

No dia 19 deste mês, o Esporte Espetacular veiculou uma entrevista exclusiva feita com Tiago Nunes. O treinador ressaltou que ficou magoado pelo texto publicado no site do Athletico, mas que esperava uma reação nesse tom de Petraglia.

“Fiquei chateado com a nota que foi emitida, mas não esperava nada diferente do presidente do Conselho [Mario Celso Petraglia], até porque é algo que já é histórico. Como já aconteceu com outras pessoas que lá estiveram, sempre que você diz ‘não’ ao presidente, você acaba saindo como o anti-herói”, avaliou Nunes.

Além disso, Nunes ressaltou que defendeu Petraglia em alguns momentos de sua passagem no clube. O homem-forte do Furacão foi criticado pela torcida por causa da “torcida única” utilizada na Arena da Baixada.

“Quando cheguei ao Athletico, o presidente era xingado pelo torcedor em todos os momentos do jogo, inclusive eu publicamente algumas vezes fui defendê-lo e pedir que o torcedor não fizesse isso. O tempo passou, a gente conquistou, mudou o time daquela situação incômoda. Criei um vínculo de amor com o Athletico-PR, principalmente com o torcedor e muitos colaboradores. Tenho uma gratidão genuína e deixamos um legado muito bonito lá”, completou.