descontos black friday educação

Black Friday Educação: descontos continuam até segunda-feira (02)

Não foram só produtos com descontos acessíveis que chamaram a atenção na Black Friday 2019. Muita gente também optou por estudar pagando pouco através da Black Week do Educa Mais Brasil. O maior programa de incentivo educacional do país participou da campanha de descontos pela primeira vez, nesse ano.

Quem ainda não garantiu uma bolsa de estudo pagando bem menos, tem agora mais três dias para conseguir o desconto na pré-matrícula porque a campanha do Educa, que encerraria hoje (29), foi prorrogada. Até segunda-feira (2), será possível conseguir bolsas com desconto de até 70% e começar a estudar pagando o valor fixo de R$100 na pré-matrícula. A Black Week do Educa teve início no último dia 25 e contempla as novas contratações para as modalidades de ensino básico, superior e técnico.

Foi por meio da campanha que a Louise Priscila, de Sorocaba, vai poder colocar pela primeira vez a filha em um colégio particular. “Minha filha, de 15 anos, gosta de esporte e eu consegui, para ela, a bolsa de desconto de 50% em um colégio muito bom e que oferece aulas de vôlei. Minha filha, quando soube, até chorou de alegria. Já recomendei o Educa para várias pessoas”, conta Louise, que ficou sabendo da Black Week do Educa Mais Brasil através de uma cliente que também garantiu uma bolsa de estudo.

Foi também por meio de indicação que Jovson de Lima ficou sabendo da oportunidade de conseguir bolsa de estudo para a filha cursar Farmácia. “Um primo conseguiu bolsa de estudo pelo Educa e recomendou. Graças a essa oportunidade, minha filha vai poder cursar uma faculdade. Se não fosse assim, ela não teria como iniciar a graduação”, relata.

Assim como eles você também pode conseguir uma bolsa de estudo de até 70% em cursos da educação básica, do ensino superior e técnico. Basta acessar o site da campanha e escolher o seu curso. “Mais e mais pessoas precisam da educação para transformar suas vidas para melhor. Este período é uma oportunidade para quem deseja estudar em uma instituição de ensino de qualidade a preços mais acessíveis”, considera Andreia Torres, diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Leilão - veículos apreendidos - Paraná

Governo do Paraná promove leilão com veículos apreendidos nesta quinta

Veículos apreendidos em ações contra o tráfico de drogas serão leiloados pela SESP (Secretaria de Estado da Segurança Pública), nesta quinta-feira (28). Ao todo 66 automóveis serão disponibilizados para compra.

O evento será realizado às 14 horas, no auditório da Polícia Federal em Foz do Iguaçu, região oeste do Paraná. É possível acompanhar o leilão pela internet pelo site www.marangonileiloes.com.br/senad.

Até esta segunda-feira (25), 226 pessoas haviam se inscrito no leilão, com 143 lances já realizados. Segundo a SESP, parte dos recursos arrecadados com as vendas dos veículos será destinada ao combate ao narcotráfico.

Dessa forma, o Governo do Paraná irá poder destinar de forma mais rápida os recursos em políticas públicas como as de enfrentamento ao tráfico e consumo de drogas, prevenção do uso e também no tratamento e ressocialização de dependentes químicos.

A SESP estima a arrecadação do leilão em aproximadamente R$ 700 mil, tendo como base os lances iniciais pelos veículos. O dinheiro com as vendas fica com os cofres públicos até o final do processo judicial e caso seja comprovado que o veículo não tenha sido usado em algum crime, o antigo proprietário recebe o valor. Mas se o automóvel for avaliado como patrimônio público a verba permanece com o Estado.

O Governo do Paraná já promoveu dois leilões em 2019, tendo arrecado R$ 734 mil. No primeiro evento foram leiloados 18 veículos, que resultaram em lucro de R$ 247 mil para os cofres públicos, enquanto no segundo foram arrematados 28 automóveis, avaliados em R$ 487,4 mil.

bolsas de estudo curso foto divulgação

Vestibular 2019: cursinho abre concurso para oferecer bolsas de estudo

O Curso Positivo abriu inscrições para o concurso de bolsas de estudo do Semiextensivo. As inscrições podem ser feitas até o dia 4 de julho.

Os estudantes que se preparam para o vestibular 2019 podem, por meio do concurso, conseguir descontos no curso de preparação. As bolsas de estudo são progressivas: quanto melhor o desempenho do aluno, maior é o desconto oferecido.

Os interessados podem se inscrever até o dia 4 de julho. Os estudantes devem fazer o cadastro pela internet e agendar uma prova presencial na sede do curso, que fica na Avenida Vicente Machado, 317, no Centro.

O aluno será testado com questões de Língua Portuguesa, Matemática e Química.

Mais informações sobre as bolsas de estudo estão disponíveis no site do Curso Positivo e pelo telefone (41) 3232-4011.

 

desconto

Aplicativo garante 50% de desconto nos cardápios de comidas dos restaurantes

É possível ter 50% de desconto em todas as entradas, pratos e sobremesas de um restaurante ao fazer a reserva por um aplicativo. Criado em 2016, o Primeira Mesa já marca presença no Paraná em Curitiba Londrina, tendo o objetivo de gerar mais movimento aos estabelecimentos em horários que não sejam de pico. Além disso, o app tem previsão de chegar em Maringá já no início de julho.

Presente em 46 cidades distribuídas por 10 estados do Brasil, o aplicativo já conta com 20 mil usuários e mais de 50 restaurantes cadastrados na capital paranaense. Já em Londrina, são 10 restaurantes ativos, mas o número de usuários não foi revelado pela empresa.

“O usuário tem liberdade em escolher a frequência nos restaurantes e a reserva pode ser de até 6 pessoas em alguns estabelecimentos cadastrados”, explica Leonardo Valle, sócio da plataforma. De acordo com o app, os usuários podem ter uma economia entre R$ 2400 e R$ 5 mil ao ano.

Para garantir reserva, é preciso pagar uma taxa que varia entre R$ 9 e R$ 20, dependendo  justamente da quantidade de indivíduos que farão o uso do benefício. O pagamento é feito diretamente pelo aplicativo ou site, seja por cartão de crédito ou boleto.

Vale ressaltar: o desconto de 50% vale para o cardápio de comida. Ou seja, não inclui as bebidas.

LEIA TAMBÉM:

Trem com destino a Morretes terá desconto especial no Natal e Ano Novo

O passeio de trem para a Serra do Mar está com saídas diárias para Morretes e terá tarifa reduzida em 50% nos dias 24 e 25 de dezembro e 01 de janeiro na classe turística. O trem sai da Estação Ferroviária de Curitiba e circula pela Serra do Mar, a maior área de Mata Atlântica preservada do país, e tem como destino final a cidade de Morretes, no litoral paranaense.

No trajeto o passageiro irá contemplar o Pico Marumbi, Cascata Véu da Noiva e a Ponte São João, inaugurada em 1885, e que até hoje tira o fôlego dos viajantes que passam pelo seu vão livre de 110 metros de altura.

O trem opera no trecho Curitiba-Morretes, com saída às 8h30 e também no sentido Morretes-Curitiba, com saída às 15h. As compras podem ser feitas pelo site www.serraverdeexpress.com.br ou diretamente no saguão da Estação Rodoferroviária de Curitiba (Av. Presidente Afonso Camargo, 330).

Mais informações podem ser obtidas também por meio do WhatsApp (41) 98867 8022 ou pelo telefone (41) 3888 3488.

Descontos no IPTU pelo programa Nota Curitibana chegam a quase R$ 1 milhão

Os descontos do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) pelo programa Nota Curitibana chegaram ao valor recorde de R$ 996,3 mil neste ano. De acordo com a Secretaria Municipal de Finanças, existiu um aumento de 55,3% em relação ao número do ano passado – R$ 641,3 mil – quando o programa Boa Nota estava em vigor.

Já no número de indicações entre os dois anos, o crescimento foi de 62,4% – foram 12.713 indicações no ano passado e 20.647 indicações para o abatimento do imposto de 2019. Já são 81.425 cadastrados no programa, lançado no início do ano, e 101.181 empresas emissoras de nota em Curitiba. É possível pedir o CPF na Nota em diferentes setores de serviços, como escolas, academias, salões, estacionamentos e pet shops, entre outros.

O período para que contribuinte usasse seus créditos foi do dia 1º a 30 de novembro. Entretanto, quem perdeu o prazo pode garantir o desconto ano que vem, já que os créditos têm validade de dois anos. Além disso, a prefeitura de Curitiba acredita que o crescimento se deve à conscientização dos cidadãos de participar do programa.

“Além dos benefícios diretos, que são os descontos para abatimento do IPTU e a premiação em dinheiro dos sorteios, há também um benefício ‘indireto’ abrangendo toda sociedade devido ao incremento da arrecadação do ISS (Imposto sobre Serviços). Ou seja, mais obras, mais serviços, mais assistência aos cidadãos”, disse Mario Nakatani Júnior, coordenador do Nota Curitibana.

O projeto tem o intuito de inibir a sonegação fiscal e ainda faz sorteios para recompensar quem tem cadastro. Mensalmente são sorteados prêmios de R$ 10 mil, R$ 20 mil e R$ 50 mil, além de dois prêmios de R$ 150 mil no aniversário de Curitiba e no Natal. Os vencedores ainda ganham o direito de indicar uma entidade social para receber prêmios de R$ 5, R$ 10 e R$ 20 mil, respectivamente. Até agora, R$ 2,065 milhões já foram sorteados, contemplando 30.660 participantes e 16 entidades de assistência social.

Prazo para obter o desconto no IPTU com créditos da Nota Curitibana vai até o final do mês

O prazo para abater o valor do IPTU (Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana) de 2019 com os créditos do Nota Curitibana está aberto e vai até o dia 30 de novembro. Quem é cadastrado no programa pode descontar até 30% do valor do imposto.

Vale destacar que o contribuinte pode indicar qualquer imóvel que desejar. A única restrição é que o imóvel não tenha pendência com a administração municipal.

Para descontar os créditos é preciso acessar o sistema e clicar em ‘indicar créditos’. Em seguida, é necessário digitar a indicação fiscal que consta no carnê ou selecionar a indicação constante na tabela de indicações já realizada, que fica abaixo do quadro de indicações. O próprio sistema irá calcular os 30% do IPTU.

Segundo a Prefeitura, já são R$ 14 milhões em créditos que podem ser convertidos em descontos. Esses créditos, válidos por dois anos, são obtidos quando a pessoa pede o CPF na Nota.

O projeto foi criado com o objetivo de estimular a emissão de notas no setor de serviços, combatendo a sonegação de impostos fiscais e melhorando a arrecadação do ISS (Imposto Sobre Serviço). Além do desconto, o Nota Curitiba ainda faz sorteios de R$ 50 mil, R$ 30 mil e R$ 10 mil. Em datas festivas, como Natal ou aniversário da cidade, o prêmio é de R$ 150 mil. Para quem se interessar e ainda não ter feito o cadastro, basta acessar o site.

Contribuintes relatam problemas no site para buscar desconto no IPTU

Repórter Lucian Pichetti da CBN Curitiba

Os contribuintes de Curitiba que queiram indicar imóveis que vão ter desconto no IPTU em 2018, dentro do programa Boa Nota Fiscal, têm até amanhã (5) para fazer isso. O prazo, que venceria no dia 30 de novembro, foi prorrogado pela prefeitura de Curitiba porque o site apresentou instabilidades. Só que, pelo visto, os problemas na página continuam. O dentista Alexandre de Oliveira tem tentado há dias fazer a transferência dos créditos. Segundo ele o site é confuso.

“Está muito difícil para conseguir o crédito. A busca do google do Boa Nota Fiscal encaminha para uma página que não vai adiante, trava”, reclamou.

Alexandre explica que, no ano passado, conseguiu fazer o procedimento sem problemas e, que neste ano, o site ficou mais complicado.

“Tinha um caminho simples para consultar os créditos e logar. Era só ter o carnê do IPTU para ter os dados”, disse.

O ouvinte da CBN Curitiba João Batista disse que também não conseguiu fazer o cadastro e que o site é muito complicado. Nós entramos em contato com a prefeitura de Curitiba mas até o momento não obtivemos resposta.

Os descontos são para os contribuintes que solicitam notas fiscais na área de abrangência do ISS (Imposto sobre Serviços). As regras em vigor estabelecem abatimento de até 30% do IPTU. Pode ser obtido pelos consumidores cadastrados no programa que registraram seu CPF ao solicitar nota fiscal de serviços disponibilizados em academias de ginástica, salões de beleza, estacionamentos, cursos superiores e de idiomas, oficinas de veículos e de eletrodomésticos, entre outros estabelecimentos.

A transferência dos créditos do programa deve ser feita pelo site: isscuritiba.curitiba.pr.gov.br. O prazo vence nesta terça-feira, às 23h59.

Imóveis até R$ 140 mil terão desconto de 50% na taxa de lixo

Fernanda Foggiato / CMC

A Câmara Municipal de Curitiba acatou em segundo turno, na sessão plenária desta terça-feira (19), o projeto de lei que desvincula a cobrança da taxa de lixo do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) a partir do ano que vem, proposta que integra o chamado Plano de Recuperação. A votação teve 29 favoráveis e 2 contrários, de Professor Silberto (PMDB) e Professora Josete (PT).

Conforme o acordo dessa segunda-feira (18), foi aprovada com unanimidade uma emenda que garante desconto de 50% na cobrança aos proprietários de imóveis com acabamento simples, de até 70 m² e valor venal máximo de R$ 140 mil. Os demais beneficiados com imunidades ou reduções no IPTU, como entidades sem fins lucrativos, imóveis do patrimônio histórico e clubes sociais, deverão pagar integralmente a taxa de lixo. Com a emenda na segunda votação, a matéria precisará ter a redação final acatada antes de seguir para a sanção do prefeito. De acordo com o parágrafo único ao artigo 159 do Regimento Interno, o prazo para o texto retornar à pauta é de até duas sessões.

Autora da emenda que previa isenção integral aos imóveis descritos no artigo 46 do Código Tributário, retirada nessa segunda-feira devido ao acordo entre base e oposição, Noemia Rocha (PMDB) foi a primeira a subir na tribuna e defendeu que os cidadãos de “baixa renda deveriam ser totalmente isentos, mas o entendimento foi melhor do que nada para amenizar o impacto”. “Para quem é pobre qualquer centavo pesa. É o dinheiro do pãozinho”, acrescentou. “Tem casas no Jardim das Américas, praticamente mansões, que são isentas [do IPTU]. Ah, porque teve um problema no rim. Tudo bem, mas o proprietário já morreu e a isenção continua. Temos que rever isso”, apontou.

Na sequência, Professora Josete voltou a lamentar a ausência de resposta de questionamentos apresentados durante o trâmite da proposta de lei nas comissões. “Mais uma vez buscamos informações para fiscalizar, votar com clareza. Foi apresentada uma tabela [anexa ao projeto] e não foi explicada. Quanto ao mérito, sou favorável”, argumentou.

Líder do prefeito na Casa, Pier Petruzziello (PTB) definiu o acordo como “muito bacana”. “É necessário desvincular o IPTU do lixo, porque a prefeitura tem colocado R$ 84 milhões por ano para subsidiar. Chegamos à conclusão que se fosse isenção total [aos imóveis de baixa renda] a prefeitura teria ainda que fazer um aporte muito grande”, afirmou. Nessa segunda, o vereador informou que cálculos da Secretaria Municipal de Finanças apontam que a taxa de lixo deverá ser fixada em R$ 275,40 para imóveis residenciais e R$ 471,60 aos não residenciais.

“A emenda foi assinada por diversos vereadores, quase unânime”, continuou Petruzziello. Nessa segunda, ele retirou uma emenda que havia protocolado com Dona Lourdes (PSB) e previa o desconto de 50% no pagamento da taxa de lixo a todos que têm isenções no IPTU . “Não é justo que um grande clube da cidade pague o mesmo que um cidadão com uma casa de 70 metros quadrados. Para a população de uma forma geral nada muda, não teremos nenhum aumento, trata-se apenas de uma desvinculação, para que possamos cobrar [os tributos separadamente] a partir do ano que vem”, finalizou.

Na avaliação de Felipe Braga Côrtes (PSD), “era um consenso que teria que mudar [a desvinculação]”. O parlamentar comemorou a retirada da emenda de Petruzziello, que para ele “iria trazer grandes problemas ao sistema” ao dar desconto de 50% a todos os isentos do pagamento do IPTU. “Agora o que precisamos debater e fiscalizar é no sentido de um novo programa de reciclagem do lixo. Os resíduos hoje são levados a Fazenda Rio Grande, sendo que uma boa parte poderia ser reaproveitada. É preciso dar oportunidade à inovação, criar usinas de reciclagem. Temos dezenas de tecnologias no mundo.”

Bruno Pessuti (PSD) pondera que em comparação a outras cidades, como Brasília, o sistema de Curitiba é melhor, mas pode avançar. Os R$ 84 milhões que o Executivo aplica no subsídio à limpeza pública, avaliou, poderão ser destinados a outras áreas, como saúde, educação e campanhas educativas de reciclagem. “Esperamos que a cidade não precise mais enterrar dinheiro com o lixo em Fazenda Rio Grande, no aterro da Estre.”

Pagamento do IPVA com descontos começa nesta segunda-feira

Com Metro Jornal Curitiba

O pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) relativo ao exercício de 2017 começa nesta segunda-feira (23).

O governo do Paraná vai conceder desconto de 3% aos contribuintes que optarem pela quitação em parcela única, conforme calendário por final da placa. A estimativa de arrecadação de IPVA prevista na proposta orçamentária de 2017 é de R$ 3,38 bilhões. A maior parte da frota terá alíquota de 3,5%.

Ônibus, caminhões, veículos de carga, de aluguel ou que usam gás GNV pagam 1%. Há imunidade para veículos de propriedade da União, Estados e Municípios e isenção para táxis, ônibus de transporte urbano, para deficientes, destinados ao transporte escolar e os que foram fabricados antes de 1997.

Nos últimos anos, cerca de 40% dos donos de veículos pagaram à vista. Quem preferir, pode efetuar o pagamento em três parcelas, nos meses de janeiro, fevereiro e março, também observando os vencimentos de acordo com o último número da placa. O prazo para pagamento da primeira parcela também começa nesta segunda-feira.

Valor menor

Em 2017, os donos de veículos usados vão pagar menos IPVA no Paraná. A pesquisa usada no cálculo do imposto, feita pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), especificamente para o mercado do Paraná, apontou desvalorização média de 4,7% no preço desses bens no Estado. As porcentagens de redução variam de acordo com marca, modelo e ano de fabricação.

Os contribuintes receberam boletos com dados dos veículos, valores do imposto, forma de pagamento e as guias para recolhimento à vista (com desconto) ou da primeira e da segunda parcelas, que poderão ser pagas em qualquer banco. Os que fizerem opção pelo parcelamento receberão nova correspondência com a guia para recolhimento da terceira parcela, que também poderá ser quitada em qualquer instituição bancária.

O pagamento poderá ser feito usando somente o nú-mero do Renavam nos bancos credenciados – Banco do Brasil, Bancoob, Bradesco, Itaú, Rendimento e Sicredi.

Outra opção restrita aos bancos conveniados é a GR-PR (Guia de Recolhimento do Estado do Paraná), que está disponível no endereço www.fazenda.pr.gov.br. Quem não pagar o imposto nos prazos definidos pela legislação terá multa de até 10% e os valores sofrerão acréscimo de juros. Os veículos que estiverem com débitos do IPVA não receberão o licenciamento anual e ficam impedidos de transitar nas vias públicas.