dicas, dicas enem, semana, enem 2019, exame, graduação, prouni, sisu, bolsa de estudo, inep, mec, psicóloga, nervosismo, ansiedade, graduação, ensino superior

Dicas Enem 2019: psicóloga orienta candidato a driblar a ansiedade

Chegou o momento de relaxar. A recomendação pode parecer estranha na semana mais importante para os candidatos do Enem 2019, mas é uma das dicas mais importantes. No entanto, é preciso, sim, reduzir a pressão para cérebro e fazer escolhas que promovam maior descanso para o cérebro. Atualmente, o Enem faz parte do calendário de estudos de quem deseja cursar uma faculdade porque, ao conseguir uma boa pontuação na prova, é possível realizar o sonho de ingressar em um curso de graduação. Por isso, a concorrência é grande.

Com a aproximação das provas, é comum sentir nervosismo e, até mesmo, ansiedade, já que o resultado do rendimento na avaliação pode decidir o futuro do estudante. No entanto, sintomas aparentemente simples como agitação e dor de barriga indicam que o corpo precisa de descanso. Por isso, a psicóloga e docente do curso de Psicologia da Universidade Cruzeiro do Sul, Ksdy Sousa, dá algumas dicas. Ela defende que, antes da prova, o ócio é mais importante do que a revisão. “Geralmente, recomenda-se que dois dias antes da prova nada seja feito referente a isso, pois pode gerar mais ansiedade e o cérebro não irá registrar muita coisa. Talvez durante a semana possa ser feito, mas dois ou três dias antes da prova, não”.

A profissional alerta também que ter um bom sono é fundamental na semana final, pois ajuda o organismo a repor as energias e ter uma boa memória. “Uma boa noite de sono ajuda na tomada de decisão e concentração. Se você dormir bem você irá ter melhores decisões e mais clareza nas escolhas das respostas, melhorando o raciocínio e a atenção”, ressalta a psicóloga.

Expectativa pós-Enem 2019: quais são as dicas para lidar com a ansiedade?

Após fazer a prova do Enem, a ansiedade é pelo resultado individual, que deverá ser divulgado em janeiro de 2020, conforme cronograma do Ministério da Educação (MEC). Nesse meio tempo entre a realização e o resultado, o melhor a se fazer é relaxar e esquecer a avaliação. Inclusive, especialistas recomendam que a família oriente o estudante a descansar.

Ao ter acesso ao seu desempenho, o candidato pode usar a nota do Enem 2019 para ingressar em universidades públicas através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), conseguir uma bolsa para universidade particular pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) ou concorrer a uma vaga em uma universidade portuguesa. Há também a opção de estudar no Brasil em uma das milhares de instituições parcerias do Educa Mais Brasil. O maior programa de inclusão educacional do Brasil disponibiliza bolsa de estudo com até 70% de desconto.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

enem 2019, enem, exame nacional do ensino médio, dicas, provas, o que levar, horários, divulgação

Contagem regressiva ENEM 2019: dentro de duas semanas começam as provas do exame

No dia 3 de novembro, daqui a duas semanas, os participantes do ENEM 2019 (Exame Nacional do Ensino Médio) farão a primeira prova da edição deste ano. E no domingo seguinte, no dia 10, será o segunda dia. Primeiro, serão 5h30min para responder as 90 questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas – sendo 45 para cada – além da Redação. A segunda prova conta com 45 questões de Matemática e outras 45 de Ciências da Natureza, totalizando 5h de prova.

Na edição desse ano, algumas mudanças foram implementadas e os estudantes devem ficar atentos. Entre elas estão: a revista dos lanches levados pelos participantes, além da eliminação do candidato caso o aparelho de celular emita qualquer som durante a aplicação da prova, mesmo estando dentro da sacola lacrada – que é entregue antes do candidato entrar nas salas.

Sobre o Enem

O ENEM 2019  é um dos meios principais de acesso ao ensino superior público, por meio do Sisu, e particular, através do Prouni e do Fies. Além disso, instituições portuguesas também utilizam a prova como seleção de brasileiros para cursos de graduação. Ao todo, segundo o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), 42 instituições de Portugal firmaram parceria.

Estrutura da prova

O ENEM 2019 é composto por quatro provas objetivas, totalizando 180 questões. São 45 questões em cada área do conhecimento: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.

Na redação, são exigidas 7 linhas no mínimo ou 30 linhas no máximo. O texto deve se adequar ao modelo dissertativo-argumentativo a partir de uma situação-problema.

Datas e horários

3 de Novembro: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e a Redação. Duração: 5 horas e 30 minutos

  • 12h – Abertura dos portões
  • 13h – Fechamento dos portões
  • 13h a 13h30 – Procedimentos de segurança na sala de prova
  • 13h30 – Início das provas
  • 19h – Término das provas
  • 10 de Novembro: Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. Duração: 5 horas.
  • 12h – Abertura dos portões
  • 13h – Fechamento dos portões
  • 13h a 13h30 – Procedimentos de segurança na sala de prova
  • 13h30 – Início das provas
  • 18h30 – Término das provas

O que tem que levar para a prova do ENEM 2019?

Para fazer a prova é obrigatório apenas uma caneta esferográfica de tinta preta e fabricada em material transparente. O estudante deve estar munido de documento oficial de identificação original com foto.

O Inep aconselha ainda que o candidato leve impresso o cartão de confirmação de inscrição e a declaração de comparecimento para assinatura do chefe de sala (caso precise do documento). Vale notar que não serão aceitos qualquer documento em formato eletrônico. Quem perdeu o documento ou foi roubado deverá apresentar um Boletim de Ocorrência expedido por órgão policial há, no máximo, 90 dias do primeiro domingo de aplicação. Confira abaixo a lista dos documentos válidos.

  1. Cédulas de identidade expedidas por Secretarias de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar e Polícia Federal;
  2. Identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive aqueles reconhecidos como refugiados;
  3. Carteira de Registro Nacional Migratório;
  4. Documento Provisório de Registro Nacional Migratório;
  5. Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por lei tenha validade como documento de identidade;
  6. Carteira de Trabalho e Previdência Social;
  7. Certificado de Dispensa de Incorporação;
  8. Certificado de Reservista;
  9. Passaporte;
  10. Carteira Nacional de Habilitação com fotografia;
  11. Identidade funcional

Divulgação dos resultados do ENEM 2019

Segundo o Inep, a previsão é que os gabaritos e cadernos de questões sejam divulgados em 13 de novembro. Já a divulgação dos resultados oficiais está prevista para janeiro de 2020, para os participantes regulares, e para março de 2020, para participantes treineiros.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

enem 2019, enem, exame nacional do ensino médio, revisão, revisão final, provas, estudos, redes sociais, dicas, educa mais brasil

Revisão do Enem: confira perfis nas redes sociais que podem auxiliar nos estudos

Em algumas semanas, os mais de cinco milhões de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 realizarão a primeira rodada de provas, marcada para o dia 3 de novembro. O exame será em 10.134 locais diferentes, nas 27 unidades da Federação. As redes sociais podem ser aliadas na hora da revisão final dos estudos.

Até lá, os estudantes seguem na rotina de estudos para a preparação da prova, com o objetivo de sair na frente e conquistar a tão sonhada vaga na faculdade. Até mesmo redes sociais – como YouTube e Instagram –, que podem ser considerados por muitos como vilões dos estudos, contribuem para a revisão dos conteúdos que caem na prova do Enem. Confira, abaixo, algumas opções.

Descomplica (YouTube)

A plataforma de estudos Descomplica disponibiliza aulas diariamente sobre todas as matérias que caem nos vestibulares. São vídeos curtos com resumos e, também, transmissões ao vivo de aulas mais aprofundadas com mais de uma hora de duração. Anualmente, às vésperas da prova do Enem, os professores do canal ainda se reúnem para revisão no Aulão Relashow, uma live que mistura dicas e lembretes de última hora com entretenimento.

Professora Carol Mendonça (Instagram)

O perfil da professora Carol Mendonça no Instagram se propõe a ensinar gramática de forma leve, dinâmica e divertida. Carol é conhecida por suas paródias e pelos vídeos que usam músicas sertanejas e funks para ensinar as regras gramaticais. É uma boa opção para auxiliar na revisão para o Enem.

Me Salva (YouTube)

A plataforma disponibiliza parte do seu material gratuitamente no YouTube. São vídeos aprofundados, resolução de exercícios, transmissões ao vivo e simulados. Estão disponíveis, também, vídeos de resumos curtos, mais sucintos, além do quadro Corretor Sincerão, no qual o professor Henrique Araújo corrige textos que foram escritos por usuários da plataforma e dá dicas para a prova de redação do Enem.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Não estique as histórias em suas conversas

 

Um dos maiores erros da comunicação interpessoal é a falta de objetividade. Há gente que estica as histórias que contam, sem perceber que a paciência dos outros tem limite.  É como se a pessoa falasse só para si mesma. O resultado disso, com o tempo, é o isolamento e a perda de oportunidades, porque ninguém quer chatos por perto. Confira neste vídeo:

 

 

Veja outros vídeos da coluna “Sua Comunicação”

 

Contato com José Wille.

 

Clique aqui para conhecer também a nossa outra coluna neste portal: “Memória Paranaense”.

 

Não estique histórias nas conversas

 

Histórias longas dispersam a atenção e podem irritar as pessoas, fazendo com que fiquem de má vontade, ao conversar com você.  Evitar este hábito pode ajudar em entrevistas de emprego, vendas, negociações ou na fala em público.

 

 

 

Veja outros vídeos da coluna “Sua Comunicação”.

 

E clique aqui para ver também os destaques de nossa coluna, Memória Paranaense, no Paraná Portal.

 

Contato com José Wille

 

 

Facebook não é divã de psicólogo

“Você é o que você posta”.  É preciso cuidado ao fazer postagens nas redes sociais. O que você publica pode acabar com as suas amizades, e até com a sua carreira.

Confira neste vídeo algumas dicas para usar melhor as redes sociais.

 

.

.

José Wille

 

 

Especialista dá dicas especiais para escolher espumante

Nos últimos anos, os espumantes têm conquistado as taças dos brasileiros. Muito comum em datas comemorativas, a bebida passou a ser consumida com mais frequência por todos. O aumento da procura tem contribuído, também, para a melhora da qualidade dos espumantes nacionais e importados encontrados no país. Agora, com a proximidade das festas de Réveillon, a bebida que teve origem na França, na região de Champagne, a partir de um erro na produção de vinho que gerava uma grande gaseificação natural, ganha status de estrela da virada de ano.

O especialista Abel Blumenkrantz, executivo da Garage Vinhos, explica que a elaboração de espumantes pode ser feita por diferentes processos, mas dois são os mais utilizados: o método Champenoise e o Charmat. “O Champenoise é conhecido como o método tradicional, onde a segunda fermentação – responsável pela formação do perlage (bolhas) – ocorre na própria garrafa. No Charmat, ela acontece em enormes tanques autoclaves de aço inox, e também é conhecido por método natural”, detalha Abel.

As diferenças dos métodos de produção acabam resultando em bebidas com características diferentes. O espumante Champenoise é mais estruturado, cremoso e gastronômico. O Charmat, mais leve e aromático. “Os espumantes são fascinantes, e abrilhantam qualquer celebração. Nada melhor do que brindar o ano que está acabando, e receber o ano que está começando com bebidas de excelência”, complementa.

Para quem busca ótimas opções de espumantes para as festas de Réveillon, o especialista indica rótulos da América do Sul, que tem se destacado na produção, entre eles as bebidas da vinícola argentina Viña Las Perdices, que está localizada ao pé da Cordilheira dos Andes, em Mendoza. “Os espumantes da América do Sul têm conquistado um espaço muito importante no mercado internacional, apresentando bebidas com personalidade e com muito frescor. Da região de Mendoza, na Argentina, surgem espumantes fantásticos, com uma ótima relação custo-benefício”, completa Abel.

Confira algumas dicas de espumantes para as festas de Réveillon disponíveis em todo Brasil:

Charmat Brut (Viña Las Perdices – R$ 58): espumante composto pelas uvas Chardonnay e Chenin, de cor amarela pálido com reflexos verdes apresenta aromas de frutas cítricas, perlage persistente e delicada. Na boca, tem a predominância de frutas frescas que equilibra perfeitamente sabor e acidez, fazendo você sentir o frescor da fruta. Deixa uma sensação de verdadeira festa na sua boca. Harmonização: para acompanhar aperitivos, carnes brancas, mariscos e saladas frescas.

Charmat Sweety (Viña Las Perdices – R$ 58): Com a combinação das uvas Torrontes, Viognier e Sauvignon Blanc, este espumante de bolhas finas é delicado e frutado, ideal para começar as comemorações da noite. Com seus aromas de flores e notas de pêssego branco e cítricos, na boca tem um ótimo volume que equilibra a doçura das uvas com a sua acidez. Harmonização: aperitivos, frutos do mar, sushi e diferentes tipos de sobremesas ou sorvetes.

Champenoise Brut Rosé (Viña Las Perdices – R$ 85): Com uma cor rosa salmão brilhante, perlage delicada da combinação das uvas Pinot Noir e Chardonnay, este espumante de intensos aromas de frutos vermelhos tem uma excelente acidez. Com um volume médio e redondo, é ideal para brindar com estilo neste Réveillon. Harmonização: como aperitivo ou para harmonizar com frutos do mar, ceviches, carpaccios e demais preparos com de peixes.

Champenoise Brut (Viña Las Perdices – R$ 85): De cor amarela dourado suave, perlage delicada e fina, este espetacular espumante é feito com a segunda fermentação dentro da garrafa. Com combinação de duas uvas, Chardonnay e Pinot Noir, apresenta aroma de mel, amêndoas e frutas, é suave na boca, com boa acidez, elegância e frescor equilibrado. É um brinde perfeito para continuar as harmonizações da noite de Réveillon. Harmonização: como aperitivo ou para harmonizar com frutos do mar, ceviches, carpaccios e demais preparos com de peixes.

Saiba dizer não e evite ser escravizado pelos outros

.

Saber dizer não é fundamental para viver em paz. Quem sabe negar pedidos exagerados,  demonstra ter posicionamento e evita que outras pessoas se aproveitem, transferindo tarefas e responsabilidades.

Confira no vídeo:

 

 

Veja outros vídeos da coluna “Sua Comunicação”.

 

E clique aqui para ver também os destaques de nossa coluna, Memória Paranaense, no Paraná Portal.

 

Contato com José Wille

 

 

 

A um mês do exame, ansiedade marca alunos que farão Enem

Em um mês, nos dias 4 e 11 de novembro, 5,5 milhões de estudantes em todo país farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Na reta final, especialistas recomendam revisões cuidadosas e prática de redação.

É importante também, desde já, dormir e se alimentar bem, para garantir um bom desempenho e evitar ansiedade nos dias do exame.
Carlos Henrique Serrado é um desses estudantes. Ele está no último ano do ensino médio no Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, no Rio de Janeiro (Cefet/RJ).

Nas últimas semanas de preparo, ele foca em matemática, ciências da natureza e redação, matérias com maior peso para o curso que deseja, ciência da computação, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

“As questões do Enem não são difíceis, o problema é a quantidade delas. Atualmente tenho duas preocupações: tempo e nervosismo. Cada vez mais estou tentando fazer redações ou exercícios mais rápidos, pois, no ano passado, quase não tive tempo de terminar a prova do segundo dia”, disse.

Planejamento

Para o coordenador pedagógico do Colégio Mopi, no Rio de Janeiro, Luiz Rafael Silva, os estudantes devem fazer um planejamento de estudo e ir, aos poucos, desacelerando o ritmo.

“Mais simulados no início desse período, controlando o tempo, contando inclusive o tempo para preencher o cartão de respostas. O dia antes da prova deve ser de relaxamento, senão o aluno vai estar ansioso e isso vai ser um problema” afirma.

“Trinta dias é um tempo curto, mas é sim possível fazer algum nível de preparação”, disse o coordenador pedagógico do pré-vestibular Alub, em Brasília, Leonardo Silvério.

Para ele, nesse tempo, o ideal é se concentrar na realização de exercícios. Ele recomenda que os alunos façam pelo menos uma redação por semana e que baixem as edições anteriores do Enem, disponíveis no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

“A ideia não é que o estudante simplesmente resolva, mas que resolva com tranquilidade, de maneira a absorver o conteúdo. Assim, ele vai conhecendo o sistema de prova e vai conseguindo filtrar como cada conteúdo é cobrado na prova”, explica.

Ansiedade

No dia do exame, um dos maiores inimigos dos estudantes é a ansiedade, segundo professores. Carlos Henrique afirma que, no ano passado, quando fez a prova como treineiro, chegou a tomar um calmante, mas mesmo assim teve dificuldades para lidar com o nervosismo.

“Não conseguia ler direito os enunciados, principalmente os de filosofia, pois tinham textos enormes, ficando cada vez mais ansioso por não conseguir responder”, recorda o estudante.

A um mês da prova, os professores recomendam beber muita água, fazer exercícios físicos e dormir bem.

“Os estudantes ficam muito ansiosos e, nessa ansiedade, comem e bebem. Só que muitas vezes, comem e bebem coisas estimulantes, para não sentir sono. [Na reta final], devem dormir bem e evitar estimulantes, como café, chocolate, açúcar e refrigerantes, que aumentam a sensação de ansiedade”, disse Silvério.

Treineiros

Gabriela de Carvalho ainda não concluiu o ensino médio, mas este será o segundo Enem que fará como treineira. Ela é estudante do 2º ano do ensino médio da Escola Leonardo da Vinci, em Brasília. Para Gabriela, ao ter “intimidade com a prova” ficará mais tranquila no próximo ano. “Acho que é um grande aprendizado, vai me ajudar a ficar mais calma no dia, quando tiver valendo.”

O coordenador pedagógico do Colégio Mopi, no Rio de Janeiro, Luiz Rafael Silva, ressalta que a prova do Enem vai além das habilidades específicas exigidas para os estudantes, é preciso ter resistência.

“O Enem, além de ser uma prova, mede competências, habilidades e conteúdos. É uma prova de resistência. É uma prova que aluno consegue ter êxito se consegue controlar ansiedade e emoções”, diz Silva. Ele recomenda atividades voltadas para o relaxamento e, na semana anterior ao exame, “não ficar tão voltado a rever questões e conceitos, ter segurança no que já foi trabalhado”.

Enem

No primeiro dia do exame, no dia 4, serão aplicadas as provas de linguagem, ciências humanas e redação. A aplicação terá 5h30 de duração. No segundo dia, dia 11, haverá provas de ciências da natureza e matemática. Os estudantes terão cinco horas para resolver as questões.

O exame seleciona os estudantes para vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e vagas no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).