Democracia em Vertigem - American Factory - documentário - Oscar 2020

Democracia em Vertigem perde para “Casal Obama” e Brasil segue sem Oscar

A produção “Democracia em Vertigem” foi derrotada na categoria “Melhor Documentário” no Oscar 2020. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas decidiu em favor de “American Factory”, documentário que tem como produtora a Higher Ground, empresa do ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama e de sua esposa Michelle Obama.

American Factory é um documentário que critica a produção chinesa e como ela impacta na indústria em todo mundo, colocando grandes dúvidas sobre o futuro da globalização e do mercado globalizado em todo mundo.

A derrota de Democracia em Vertigem marca a continuidade do jejum do cinema nacional na maior premiação do cinema mundial. A primeira indicação nacional no Oscar foi em 1945, quando o compositor Ary Barroso concorreu com a música “Rio de Janeiro” para o filme “Brazil”.

Democracia em Vertigem conta os bastidores do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, apontando que a instabilidade política gerou uma onda de intolerância no país, culminando inclusive na eleição de Jair Bolsonaro como presidente da República.

Com forte apelo ideológico e partidário,  Democracia em Vertigem ganhou muita repercussão no Brasil e no mundo. Inclusive, a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) mencionando que a produção era “anti-Brasil” e que espalhava notícias falsas sobre o país.

Em sua entrada no tapete vermelho do Teatro Dolby, em Los Angeles, a cineasta Petra Costa valorizou sua produção e afirmou que as mudanças no país dependem da conscientização da população.

“A cura do Brasil depende do voto de cada um. Não aguento mais gente falando que política é tudo igual. A gente tem que barrar esse avanço. O filme é carta de amor ao Brasil e ao país que eu sonhava ter. E foi muito triste ver o fascismo que estava brotando nas ruas enquanto fazia o filme. Esse ódio não faz parte da alma brasileira e eu espero que a gente consiga se curar disso”, pontuou a diretora.

Um fato importante dentro dos finalistas da categoria foi que dos cinco documentários indicados, quatro tiveram direção feminina.

Parasita - Oscar 2020 - premiação - cerimônia

Oscar 2020: Parasita faz história e domina premiação; Confira os vencedores

A 92ª edição do Oscar entrou para a história, coroando o primeiro filme em língua estrangeira como vencedor principal da noite. O filme sul-coreano “Parasita” levou quatro estatuetas e foi o grande vencedor do evento.

Parasita venceu as estatuetas de “Melhor Filme”, “Melhor Diretor”, “Melhor Filme Internacional” e “Melhor Roteiro Adaptado.

Já “Coringa”, que era o maior indicado em 11 finais, conquistou duas estatuetas com as vitórias em “Melhor Trilha Sonora Original” e “Melhor Ator”, com a atuação de Joaquin Phoenix, que rendeu a primeira estatueta ao ator.

BRASIL NO TAPETE VERMELHO

O Brasil terá uma representante no Oscar 2020. A cineasta Petra Costa concorre na categoria “melhor documentário” pela produção “Democracia em Vertigem”.

Antes de entrar no Teatro Dolby, Costa valorizou sua produção e afirmou que as mudanças no país dependem da conscientização da população.

“A cura do Brasil depende do voto de cada um. Não aguento mais gente falando que política é tudo igual. A gente tem que barrar esse avanço. O filme é carta de amor ao Brasil e ao país que eu sonhava ter. E foi muito triste ver o fascismo que estava brotando nas ruas enquanto fazia o filme. Esse ódio não faz parte da alma brasileira e eu espero que a gente consiga se curar disso”, pontuou a diretora.

APRESENTAÇÃO DESCENTRALIZADA

Repetindo uma tendência dos últimos anos, o Oscar 2020 não terá um apresentador fixo, contando com diversas personalidades para apresentar as categorias e demais atrações da premiação.

Nomes como os vencedores de estatuetas como Mahershala Ali, Spike Lee, Tom Hanks e Natalie Portman serão algumas das celebridades presentes na apresentação.

VENCEDORES OSCAR 2020

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Tom Hanks – Um Lindo Dia na Vizinhança

Anthony Hopkins – Dois Papas

Al Pacino – O Irlandês

Joe Pesci – O Irlandês

Brad Pitt – Era Uma Vez Em… Hollywood (segunda estatueta, primeira como ator)

MELHOR ANIMAÇÃO

Como Treinar Seu Dragão 3

Perdi Meu Corpo

Klaus

Link Perdido

Toy Story 4 (segundo filme da franquia a vencer a estatueta)

MELHOR CURTA ANIMADO

DCERA (Daughter)

Hair Love

Kitbull

Memorable

Sister

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Rian Johnson – Entre Facas e Segredos

Noah Baumbach – História de um Casamento

Sam Mendes e Krysty Wilson-Cairns – 1917

Quentin Tarantino – Era Uma Vez Em… Hollywood

Bong Joon Ho e Han Jin Won – Parasita (primeira estatueta para a Coreia do Sul)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Steven Zaillian – O Irlandês

Taika Waititi – JoJo Rabbit (primeira estatueta do diretor e roteirista)

Todd Phillips e Scott Silver – Coringa

Greta Gerwig – Adoráveis Mulheres

Anthony McCarten – Dois Papas

MELHOR CURTA-METRAGEM

Brotherhood

Nefta Football Club

The Neighbors’ Window

Saria

A Sister

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

O Irlandês

JoJo Rabbit

1917

Era Uma Vez Em… Hollywood

Parasita

MELHOR FIGURINO

O Irlandês

JoJo Rabbit

Coringa

Adoráveis Mulheres

Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Indústria Americana

The Cave

Democracia em Vertigem

For Sama

Honeyland

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM

In The Absence

Learning to Skateboard In a Warzone (If You’re A Girl)

Life Overtakes Me

St. Louis Superman

Walk Run Cha-Cha

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Kathy Bathes – O Caso Richard Jewell

Laura Dern – História de um Casamento (primeira estatueta da atriz de 52 anos)

Scarlett Johansson – JoJo Rabbit

Florence Pugh – Adoráveis Mulheres

Margot Robbie – O Escândalo

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

Ford vs Ferrari

Coringa

1917

Era Uma Vez Em… Hollywood

Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR MIXAGEM DE SOM

Ad Astra – Rumo às Estrelas

Ford vs Ferrari

Coringa

1917

Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR FOTOGRAFIA

O Irlandês

Coringa

O Farol

1917

Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR MONTAGEM

Ford vs Ferrari

O Irlandês

JoJo Rabbit

Coringa

Parasita

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Vingadores: Ultimato

O Irlandês

O Rei Leão

1917

Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM

O Escândalo

Coringa

Judy – Muito Além do Arco-Íris

Malévola – Dona do Mal

1917

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA

Corpus Christi

Honeyland

Os Miseráveis

Dor e Glória

Parasita

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL

Coringa

Adoráveis Mulheres

História de um Casamento

1917

Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Toy Story 4 – “I Can’t Let You Throw Yourself Away”

Rocketman – “(I’m Gonna) Love Me Again”

Superação: O Milagre da Fé – “I’m Standing With You”

Frozen II – “Into The Unknown”

Harriet – “Stand Up”

MELHOR DIREÇÃO

Martin Scorsese – O Irlandês

Todd Phillips – Coringa

Sam Mendes – 1917

Quentin Tarantino – Era Uma Vez Em… Hollywood

Bong Joon Ho – Parasita

MELHOR ATOR

Antonio Banderas – Dor e Glória

Leonardo DiCaprio – Era Uma Vez Em… Hollywood

Adam Driver – História de um Casamento

Joaquin Phoenix – Coringa (primeira estatueta do ator)

Jonathan Price – Dois Papas

MELHOR ATRIZ

Cythia Erivo – Harriet

Scarlett Johansson – História de um Casamento

Saoirse Ronan – Adoráveis Mulheres

Charlize Theron – O Escândalo

Renée Zellweger – Judy: Muito Além do Arco-Íris

MELHOR FILME

Ford vs Ferrari

O Irlandês

JoJo Rabbit

Coringa

Adoráveis Mulheres

História de um Casamento

1917

Era Uma Vez Em… Hollywood

Parasita

sai a lista dos indicados ao Oscar 2020

Oscar 2020: Confira a lista completa dos indicados à maior premiação do cinema

Cinéfilos de plantão levantaram cedo, na manhã desta segunda-feira (13), para acompanhar a divulgação da lista completa do Oscar 2020.

A lista foi divulgada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, em Los Angeles, nos EUACoringa” teve 11 indicações é favorito do ano em 2020.”1917“, “Era uma Vez em Hollywood” e “O Irlandês” ocupam o segundo lugar no favoritismo, com 10 indicações cada um.

O brasileiro “Democracia em Vertigem“, da jovem diretora Petra Costa, é um dos indicados na categoria “Melhor Documentário”. O documentário aborda o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

A exemplo do Oscar de 2019, a cerimônia deste ano também não terá apresentador.

A premiação do Oscar 2020 acontece em 9 de fevereiro, no Dolby Theatre, em Los Angeles, na Califórnia.

CONFIRA A LISTA DOS INDICADOS

MELHOR FILME

Ford vs Ferrari
O Irlandês
Jojo Rabbit
Coringa
Adoráveis Mulheres
História de um Casamento
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood
Parasite

Oscar 2020 lista do sindicados era uma vez em hollywood
Divulgação/Era uma Vez em Hollywood

MELHOR DIREÇÃO

Martin Scorsese
Tood Philips
Sam Mendes
Quentin  Tarantino
Bong Jon Hoo

MELHOR ATRIZ

Cynthia Erivo
Scarlett Johansson
Saoirse Ronan
Renee Zelwegger
Charlize Theron

lista oscar 2020 Scarlett Johansson
Divulgação/Scarlett Johansson é uma das favoritas pela atuação em “História de um Casamento”. A atriz também foi indicada como atriz coadjuvante em Jojo Rabbit.

MELHOR ATOR

Antonio Bandera
Leonardo Dicaprio
Adam Driver
Joaquin Phoenix
Jonathan Pryce

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Kathy Bates – O Caso Richard Jewell
Laura Dern – História de um Casamento
Scarlett Johansson – Jojo Rabbit
Florence Pugh – Adoráveis Mulheres
Margot Robbie – O Escândalo

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Tom Hanks – Um Lindo Dia na Vizinhança
Anthony Hopkins – Dois Papas
Al Pacino – O Irlandês
Joe Pesci – O Irlandês
Brad Pitt – Era Uma Vez Em… Hollywood

lista completa osca 2020
Divulgação/Al Pacino e Robert De Niro em cena de O Irlandês

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Entre Facas e Segredos
História de um casamento
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood
Parasita

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

O Irlandês
Jojo Rabbit
Coringa
Adoráveis Mulheres
Dois Papas

MELHOR FILME INTERNACIONAL

Corpus Christi
Honeyland
Os Miseráveis
Dor e Glória
Parasite

MELHOR ANIMAÇÃO

Como Treinar Seu Dragão 3
I Lost My Body
Klaus
O Link Perdido
Toy Story 4

MELHOR FOTOGRAFIA

O Irlandês
Coringa
O Farol
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR MONTAGEM

Ford vs Ferrari
O Irlandês
Jojo Rabbit
Coringa
Parasita

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

O Irlandês
Jojo Rabbit
1917
Parasita
Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR FIGURINO

O Irlandês
Jojo Rabbit
Coringa
Adoráveis Mulheres
Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR MAQUIAGEM

O Escândalo
Coringa
Judy
Malévola
1917

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Vingadores: Ultimato
O Irlandês
O Rei Leão
1917
Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

Ford vs Ferrari
Coringa
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood
Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR MIXAGEM DE SOM

Ad Astra
Ford vs Ferrari
Coringa
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Toy Story 4
Rocketman
Breakthrough
Into The Unknown
Harriet

MELHOR TRILHA SONORA

Coringa
Adoráveis Mulheres
História de Um Casamento
1917
Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Indústria Americana
Democracia em Vertigem
The Cave
Honeyland
For Sama

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA METRAGEM

In the Absence
Learning to Skateborad in a War Zone (If You’re a Girl)
Life Overtakes Me

MELHOR CURTA METRAGEM

Brotherhood
Nefta Footbal Club
A Sister
The Neighbor’s Window
Saria

MELHOR ANIMAÇÃO EM CURTA METRAGEM

Dcera (Daughter)
Hair Love
Kitbull
Memorable
Sister

Novo filme de Quentin Tarantino vai estrear no Festival de Cannes em maio

Por Guilherme Genestreti

Faltando pouco mais de dez dias para começar, o Festival de Cannes anunciou um reforço peso pesado na sua programação de 2019. “Era uma Vez em Hollywood”, o aguardado novo longa de Quentin Tarantino, e “Mektoub, My Love: Intermezzo”, de Abdellatif Kechiche, farão parte da seleção principal da mostra francesa, que começa em 14 de maio.

No último dia 18, quando o evento anunciou os filmes que farão parte de sua competição, o diretor artístico Thierry Fremaux tinha se mostrado um tanto desapontado pelo fato de que a nova obra de Tarantino não tinha sido finalizada a tempo de ser exibida. É que o processo de edição de um filme em 35 mm, formato utilizado pelo cineasta, é muito mais lento do que se o material fosse digital.

Mas, pelo visto, o realizador de “Kill Bill” conseguiu apressar a montagem na reta final e, ao que tudo indica, exibirá sua nova produção no dia 21 de maio, data que marca o aniversário de 25 anos da estreia de “Pulp Fiction” (naquele ano, o longa roubou a cena em Cannes e saiu com o prêmio principal do evento, a Palma de Ouro).

“Era uma Vez em Hollywood” rememora os eventos trágicos do verão de 1969, quando a seita comandada por Charles Manson rondou as casas dos ricaços de Los Angeles e assassinou, entre outras pessoas, a atriz Sharon Tate, que estava grávida.

A suposição mais forte é que, embora Tarantino aplique o seu tradicional filtro hiper-violento e estilizado à história, ele não vá ser fiel aos eventos como eles se deram. É mais provável que opte por um final alternativo, como o de “Bastardos Inglórios”.

Margot Robbie é quem interpretará Tate. Mas os papéis principais são de Leonardo DiCaprio e Brad Pitt, que vivem, respectivamente, um ator decadente de televisão e o seu dublê, em meio aos eventos daquele ano.

Além da obra de Tarantino, Cannes receberá o novo filme de Abdellatif Kechiche, outro vencedor da Palma de Ouro, por “Azul É a Cor Mais Quente”. Seu novo filme, “Intermezzo”, é a segunda parte da obra que ele apresentou no Festival de Veneza em 2017 e que fala das jornadas amorosas de um jovem franco-tunisino.

Novo filme de Tarantino tem Leonardo DiCaprio e Brad Pitt

A atriz Margot Robbie, 28, usou seu Instagram pessoal na manhã desta terça-feira (19) para divulgar o segundo cartaz do novo filme “Once Upon a Time in Hollywood” (“Era uma Vez em Hollywood”), que terá o comando do reconhecido diretor, Quentin Tarantino, 55.

Nesta nova imagem, vemos Robbie pensativa e sozinha em frente a um cinema de Hollywood.

Ela viverá a personagem Sharon Tate, uma famosa atriz, no longa de Tarantino, que deve estrear nos Estados Unidos no dia 12 de julho.

Na segunda-feira (18), o primeiro pôster em que os atores Brad Pitt, 55, e Leonardo DiCaprio, 44, aparecem foi divulgado. Um primeiro e inédito trailer deve ser divulgado a qualquer momento desta semana.

Na Los Angeles de 1969, Rick Dalton (Leonardo DiCaprio), ex-astro de uma série de TV, e seu dublê Cliff Booth (Brad Pitt), lutam para chegar a Hollywood ao mesmo tempo em que a vizinha de Rick é Sharon Tate (Margot Robbie), uma famosa atriz, que foi morta por Charles Manson (1934-2017) na vida real.  O papel do assassino é do ator Damon Herriman, 48.

Luke Perry, que morreu no início do mês após um AVC deixou o filme pronto, e o longa será um de seus últimos registros.