Fagner e Everton se apresentam em Portugal e completam seleção brasileira

A seleção brasileira ficou completa na manhã desta terça-feira (19). Everton, do Grêmio, e Fagner, do Corinthians, se apresentaram no hotel da delegação no Porto, em Portugal, e devem dar a chance a Tite de comandar o treino com todos os jogadores na tarde desta terça-feira.

Os dois saíram juntos de um voo no Brasil. O gremista só pôde iniciar a ida à Europa após a disputa do Gre-Nal, no domingo, enquanto o corintiano saiu às pressas de São Paulo após o corte de Daniel Alves.

“Deve ter dado umas 15 horas entre o aviso a minha chegada. Foi aquela correria, liguei para a mulher para pedir para arrumar as coisas e depois foi tudo cronometrado para dar tempo de pegar o voo”, afirmou o lateral à CBF TV.

Na segunda (18), a seleção brasileira fez um treino em campo reduzido com boa parte do elenco fazendo apenas trabalhos físicos. Por conta disso, a delegação contou com a ajuda de jovens da base do Botafogo, do Vasco e até do Porto.

O Brasil enfrenta o Panamá, no Estádio do Dragão, no próximo sábado. Depois, viaja para a República Tcheca, onde enfrenta os donos da casa no próximo dia 26.

*** por Danilo Lavieri

Após dificuldades, laterais da seleção controlam ímpeto mexicano

Titulares da seleção brasileira na vitória sobre o México por 2 a 0, os laterais Fagner, 29, e Filipe Luís, 32, tiveram dificuldades no início do jogo para controlar o ímpeto rival, que foi melhor durante os primeiros 20 minutos.

A seleção da América do Norte avançou sua marcação e dificultou um dos pontos fortes do time de Tite, que é a saída de bola do campo de defesa com a ajuda dos laterais.
Quando recuperavam a posse de bola, os mexicanos apostavam nas jogadas pelas beiradas do campo. Lozano e Chicharito caíam nas costas de Filipe Luís, enquanto Carlos Vela explorava o lado de Fagner.

Assim, os mexicanos chegaram duas vezes com perigo. Aos 8min, Vela passou por Fagner, mas o corintiano conseguiu a recuperação antes do cruzamento. Sete minutos depois, Lozano venceu Filipe Luís na corrida e cruzou, mas Chicharito não conseguiu completar.

Depois da pressão inicial, o México não conseguiu manter o ritmo e recuou a linha de marcação. Foi o momento que o Brasil cresceu no jogo e criou chances com Neymar, Coutinho e Jesus.
Nos três lances, os laterais não tiveram uma participação ofensiva. Eles procuraram fechar a linha de quatro e desceram pouco para o ataque.

Com o gol marcado por Neymar logo aos 5min do segundo tempo, o Brasil recuou e procurou se defender mais para explorar a velocidade do quarteto ofensivo formado por Willian, Neymar, Jesus e Gabriel Jesus.

Com a defesa mais postada, Fagner e Filipe Luís não ficaram no mano a mano com os rivais. Fagner teve a ajuda de Paulinho, enquanto Gabriel Jesus passou a jogar mais pela esquerda e colaborar com Filipe Luís na marcação. O posicionamento liberou mais Coutinho e Neymar.

Com essa liberdade, Neymar desceu pela esquerda e tocou para Firmino, que havia acabado de entrar no lugar de Coutinho, só empurrar para o gol.

Fagner deve continuar como titular nas quartas de final. Foi o terceiro jogo completo do lateral corintiano, que ganhou a vaga após Danilo sentir uma lesão muscular no quadril.

Já Filipe Luís deverá retornar ao banco de reservas. É provável que Marcelo, o titular da posição, já esteja recuperado do espasmo muscular na coluna. Aos 32 anos, o lateral do Atlético de Madri iniciou pela primeira vez uma partida de Copa.

Marcelo teve o problema no início do duelo contra a Sérvia, realizado no último dia 27, e foi vetado pelo departamento médico na véspera do confronto contra os mexicanos.

Danilo sente o quadril e Tite escala Fagner para jogo contra a Costa Rica

Após queixar-se de dores durante o treino desta quinta-feira (21), em São Petersburgo, o lateral-direito Danilo foi diagnosticado com uma lesão muscular na região do quadril, confirmada após exames realizados pelo departamento médico

De acordo com o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, a lesão impossibilita a presença do jogador na segunda rodada da Copa do Mundo. Desta forma, o técnico Tite confirmou Fágner como titular da posição na partida desta sexta-feira (22) contra a Costa Rica, às 9h (de Brasília), pelo Grupo E. Sem condições de jogo, Danilo iniciará tratamento com a fisioterapia e seguirá em observação pelo departamento médico da seleção

Fagner não foi utilizado por Tite nos amistosos disputados antes da Copa do Mundo, contra Croácia e Áustria, justamente por estar em recuperação de uma lesão muscular na coxa direita. O lateral do Corinthians não entra em campo desde 29 de abril, em duelo com o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro

Moro, Fagner, Marrone e Zico autografam violão em ação beneficente

Uma das mesas de um restaurante no bairro Juvevê, em Curitiba, reuniu personalidades da música, do esporte e do meio jurídico, nesta quinta-feira (01); o juiz da Lava Jato Sérgio Moro, o ex-jogador Zico e os cantores Fagner e Marrone.

Entre as conversas sobre música, futebol e política, todos autografaram um violão que será leiloado e terá o valor doado para instituições de caridade.

O presidente da Abrabar, a Associação de Bares, Restaurantes e Casas Noturnas, Fábio Aguayo, falou sobre a iniciativa.

“Aproveitamos para fazer uma ação social. Pegamos o violão, os artistas e o juiz assinaram. Agora tem mais artistas querendo assinar. Vamos levantar fundos para instituições de caridade. Batemos papo sobre música, política e futebol e também mostrar a preocupação com a sociedade, também olhar com carinho para essas instituições”, afirmou Aguayo.

Público ovaciona Moro durante show do cantor Fagner em Curitiba

O juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, foi ovacionado na noite desta quarta-feira (26) durante o show do cantor Fagner no Teatro Guaíra, em Curitiba. O show aconteceu em comemoração ao aniversário de 62 anos da Copel.

Fagner cantou a música “Guerreiro Menino”, em homenagem ao juiz e fez uma reverência em direção ao camarote onde Moro estava.

Acompanhe:

[insertmedia id=”Otc3p3Uij8Q”]

Público ovaciona Moro durante show do cantor Fagner em Curitiba

O juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, foi ovacionado na noite desta quarta-feira (26) durante o show do cantor Fagner no Teatro Guaíra, em Curitiba.  O show aconteceu em comemoração ao aniversário de 62 anos da Copel.

Fagner cantou a música “Guerreiro Menino”, em homenagem ao juiz e fez uma reverência em direção ao camarote onde Moro estava.

Acompanhe:

[insertmedia id=”Otc3p3Uij8Q”]