athletico comemoração título torcida copa do brasil

ASSISTA: Torcida do Athletico supera tempo ruim e faz festa com o título da Copa do Brasil

A torcida do Athletico-PR superou o tempo ruim de Curitiba e recebeu o campeão da Copa do Brasil, no aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais. Cerca de 500 torcedores, incentivados pelo técnico Tiago Nunes, apareceram em peso pra festejar a chegada dos campeões.

A madrugada de hoje foi pequena. Diversos athleticanos foram à Arena da Baixada comemorar o título. Além disso, os rubro-negros festejaram o título inédito com muito foguetório e buzinaços pela capital paranaense.

Ricardo Pereira/BandNews FM Curitiba

FESTA DO ATHLETICO

Com a taça nas mãos, o Furacão pousou perto das 12h. Após o desembarque, a delegação rubro-negra subiu no trio elétrico e se juntou à torcida. Time e torcedores devem seguir em carreata, embalada por um trio elétrico, até a Arena da Baixada.

Campeão, o Athletico está classificado para a Copa Libertadores da América de 2020 e para a primeira edição da Supercopa do Brasil, que será realizada em janeiro de 2020. Além disso, o clube ainda faturou uma premiação milionária.

VEJA FOTOS E VÍDEOS DA FESTA DO FURACÃO

Foto: Wesley Fernando / Colaboração
Ricardo Pereira/BandNews FM Curitiba
Foto: Wesley Fernando / Colaboração

athletico pr copa do brasil campeão título premiação curitiba

Athletico é campeão da Copa do Brasil: torcida faz festa e Nikão decreta feriado

Com o título inédito da Copa do Brasil 2019, a torcida do Athletico-PR fez a festa e o clube recebe uma premiação milionária. Mesmo com Curitiba sofrendo um temporal após a tempestade de raios e granizo, os rubro-negros fizeram foguetórios e buzinaços por toda a cidade.

Muitos torcedores saíram de suas casas para ir aos arredores da Arena da Baixada. A promessa é que a festa no estádio rubro-negra seja intensa nesta quinta-feira.

Dentro do Beira-Rio, onde o Furacão ergueu a taça inédita, o meia Nikão mandou um recado ao governador Ratinho Junior.

“Adianto para o governador do Paraná que amanhã é feriado em Curitiba”, disse ele em entrevista ao SporTV.

ATHLETICO: TÍTULO ELEVA O PATAMAR DO CLUBE

A conquista da Copa do Brasil aumenta o patamar do Athletico no futebol brasileiro. Com os títulos do Campeonato Brasileiro de 2001 e da Copa Sul-Americana em 2018, o Furacão sela, de vez, sua entrada no hall dos grandes.

Agora, o clube vai em busca da taça da Libertadores da América, principal torneio continental.

Por fim, o Athletico ainda fica milionário. Até agora, são R$ 85,32 milhões conquistados na temporada.

Foram R$ 52 milhões embolsados apenas pelo título Copa do Brasil, mas o clube faturou R$ 12,35 milhões no caminho até a final.

Confira a premiação lucrada pelo Athletico por competição: 

  • Libertadores – R$ 16,03 milhões
  • Recopa – R$ 1,38 milhão
  • Levain Cup – R$ 3,56 milhões
  • Copa do Brasil – R$ 64,35 milhões

Vale lembrar que o Campeonato Brasileiro premia os clubes por posição. Hoje, o Athletico é o 11º colocado. Se terminar nessa posição, o clube vai faturar mais R$ 15,5 milhões. Ou seja, o clube pode chegar a marca de R$ 100 milhões.

Athletico - Internacional - Copa do Brasil

Athletico vence novamente o Internacional e conquista Copa do Brasil

O Athletico Paranaense é campeão da Copa do Brasil. O primeiro título do estado na competição nacional, veio após a vitória por 2 a 1 contra o Internacional, na noite desta quarta-feira (18).

Léo Cittadini abriu o placar para o Athletico, Nico López empatou para o Internacional e Rony marcou nos acréscimos para o Furacão.

O título do Athletico foi presenciado por 50.355 pessoas no Beira-Rio em Porto Alegre. Essa marca é o recorde de presentes no estádio do Internacional.

Com o triunfo, o Athletico está classificado para a Copa Libertadores da América de 2020 e para a primeira edição da Supercopa do Brasil, que será realizada em janeiro do próximo ano.

PRÓXIMOS JOGOS

Athletico - Internacional - Copa do Brasil
Zaga do Athletico realizou boa marcação em Guerreto durante todo o jogo. Foto: Divulgação/Twitter Internacional

As duas equipes voltam a campo neste domingo (22), pelo Campeonato Brasileiro.

O Athletico viaja para o Rio de Janeiro, onde enfrenta o Vasco da Gama em São Januário, às 16h.

Já o Internacional recebe a Chapecoense no Beira-Rio, às 11h.

O JOGO

Athletico - Internacional - Copa do Brasil
Nico López foi responsável pelas principais jogadas do Inter na partida. Foto: Divulgação/Twitter Internacional

Logo no primeiro minuto, o Internacional assustou Santos. Wellington Silva cruzou para Guerrero e o centroavante ajeitou para Nico López. O uruguaio finalizou e o goleiro fez boa intervenção para manter o placar zerado.

O Internacional voltou a pressionar aos 20 minutos. Após rebote na lateral, Bruno cruzou no segundo poste. Patrick e Uendel subiram na mesma bola e o meia cabeceou sem perigo à direita do gol de Santos.

O Athletico respondeu aos 24 minutos. Rony puxou contra-ataque e abriu para Marco Ruben. O atacante avançou e cruzou rasteiro para trás e encontrou Léo Cittadini. O meia saiu sozinho na frente de Marcelo Lomba e bateu firme para abrir o placar.

Após bate-rebate na pequena área aos 37 minutos, Guerrero tentou o cruzamento na marca do pênalti e Rodrigo Lindoso cabeceou no travessão. A bola caiu nos pés de Nico López que de primeira mandou para o fundo das redes para empatar o placar.

Khellven respondeu para o Athletico aos 42 minutos. O lateral bateu escanteio fechado e quase anotou um gol olímpico no Beira-Rio.

Mas o Internacional respondeu logo na sequência. Após receber lançamento na direita, Nico López avançou e finalizou cruzado para boa defesa de Santos.

A última chance do primeiro tempo saiu aos 46 minutos. Patrick avançou pela lado esquerdo e cruzou fechado. A bola pegou efeito e bateu no travessão de Santos.

A primeira chance de gol do segundo tempo saiu dos pés de Rafael Sóbis. O atacante bateu falta rasteira e Santos fez boa defesa sem conceder rebote.

Aos 12 minutos, o Internacional manteve a pressão. Após cruzamento de Rafael Sóbis, Victor Cuesta se antecipou a Guerrero e cabeceou perto do poste esquerdo de Santos.

Logo na sequência, Wellington Silva recebeu na esquerda, puxou para o centro e bateu perto do travessão de Santos.

Mas foi o Athletico quem conseguiu balançar as redes. Após contra-ataque puxado por Marcelo Cirino pela esquerda, o atacante cruzou rasteiro para Rony finalizar para o fundo das redes e sacramentar o título.

final copa do brasil athletico internacional

Athletico e Internacional duelam na final da Copa do Brasil: onde assistir e escalações

Athletico Paranaense e Internacional disputam a final da Copa do Brasil nesta quarta-feira (18), às 21h30 (horário de Brasília), no estádio Beira Rio, em Porto Alegre. Confira onde assistir e as prováveis escalações!

No primeiro jogo da decisão, o Athletico venceu o Internacional por 1 a 0. Ou seja, o Colorado precisa vencer por mais de dois gols de diferença para garantir o título no tempo normal. Caso a diferença de gols seja a mesma, a decisão vai para os pênaltis!

ONDE ASSISTIR INTERNACIONAL X ATHLETICO

A partida será exibida na TV Aberta, pela Rede Globo. Além disso, terá transmissão na TV Fechada pelo SporTV.

ATHLETICO: COM KHELLVEN E LÉO CITTADINI

athletico internacional copa do brasil
Divulgação/Athletico

O Athletico não deve ter novidades no time que venceu Internacional no jogo de ida. Khellven na lateral direita e Léo Cittadini no meio campo mostraram bom desempenho e conquistaram vagas na equipe titular. Com isso, Madson, Marcelo Cirino e Thonny Anderson devem iniciar no banco de reservas.

Essa formação entrou em campo pela primeira no segundo jogo da semifinal contra o Grêmio. Naquela ocasião, o Athletico venceu o duelo por 2 a 0 no tempo normal e se classificou as finais nas penalidades.

Um motivo de preocupação para o torcedor rubro-negro é o retrospecto da equipe nas decisões fora de casa. Nesta temporada, o Ahtletico conseguiu o resultado positivo em apenas uma oportunidade, no confronto contra o Flamengo nas quartas de final da Copa do Brasil. 1 a 1 no tempo normal e a classificação nas penalidades.

Contra River Plate, na final da Recopa Sul-Americana, e diante o Boca Juniors, nas oitavas de final de Libertadores, a equipe  sofreu mais de dois gols. Com isso, o Furacão procura uma melhor solidez defensiva para conquistar o título inédito.

INTERNACIONAL: D’ALESSANDRO CONFIRMADO

Guerrero é a principal arma do Inter. (Divulgação / Internacional)

“Infelizmente perdemos lá, mas estamos, como se diz, com faca nos dentes”, resumiu Paolo Guerrero em sua entrevista coletiva antes da decisão.

O fator Beira-Rio é o principal trunfo do Internacional dentro dessa decisão. O Colorado não foi derrotado em Porto Alegre neste ano, seja jogando pela Libertadores, Brasileirão ou na Copa do Brasil. Contra o Flamengo, na Libertadores, a equipe não conseguiu sua classificação dentro de casa.

O maior ídolo atual do clube, Andrés D’Alessandro, deve estar presente na equipe titular. O meio-campista sofreu um desconforto muscular em treinamento neste final de semana, mas o técnico Odair Hellman confirmou a presença o argentino na equipe.

Com o camisa 10, o treinador mantém a formação no meio-campo com Rodrigo Lindoso, Edenílson e Patrick. D’Ale fica aberto pela ponta direita e Nico López no lado esquerdo, com Paolo Guerrero sendo a referência do ataque.

ATHLETICO-PR x INTERNACIONAL

Final da Copa do Brasil

Data, hora e local: quarta-feira (18/09), às 21h30 (horário de Brasília), no Beira-Rio, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Onde assistir: Globo e SporTV

Internacional: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta, Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson e Patrick; D’Alessandro, Nico López e Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellman.

Athletico: Santos; Khellven, Robson Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães, Léo Cittadini, Nikão, Rony; Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes.

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (FIFA) apita o jogo e será auxiliado por Bruno Raphael Pires (FIFA) e Leone Carvalho Rocha (CBF). Todos são de Goiás. A arbitragem de vídeo será responsabilidade de Braulio da Silva Machado (FIFA/SC).

wesley-pontes-athleticano - torcedor - athletico

Torcida do Inter faz campanha para athleticano que perdeu a mão

Torcedores do Internacional deixaram a rivalidade pela final da Copa do Brasil de lado e resolveram ajudar o torcedor athleticano que teve a mão dilacerada por um sinalizador, nesta terça-feira (17), durante a chegada dos jogadores do Athletico-PR no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Eles criaram uma campanha para arrecadar dinheiro para o tratamento de Wesley Pontes, conhecido como “Tio Leli”.

A página humorística “O Fantástico Mundo de Bobby Esquizofrênico”, feita por torcedores colorados, fez um post no Facebook para angariar doações.

Bruna Sgarzela foi uma das idealizadoras da campanha. Torcedora do Internacional, ela mora em Curitiba, e falou com outros torcedores colorados antes de embarcar para Porto Alegre para assistir à final da Copa do Brasil. As doações são feitas para a conta da mãe de Pontes, Ana Maria Pontes (Banco do Brasil. Agência 1863-5 / Conta Corrente 81.352-4), para conseguir pagar os gastos com medicamentos e hospital.

“Como era ele que ajudava os pais em casa, ele perdeu um irmão há um ano que cometeu suicídio, então ele quem ajudava com as despedas. Então esse dinheiro vai ser para tratamento, para curativo, para deslocamento de hospital, de exame, para manter a casa nesses próximos dias, já que provavelmente ele ficará um bom tempo parado”, explicou Bruna.

Pontes trabalha em restaurantes como cozinheiro, assador de carnes e garçom. Ele chegou a atuar no estabelecimento da mãe de Bruna, após conhecer a torcedora em um jogo. “Eu moro em Curitiba e conheci ele através do futebol”, lembrou.

Pontes foi encaminhado para o hospital São José, em São José dos Pinhais, pelo SIATE (Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência. Ele passou por uma cirurgia durante a noite de terça-feira (17) para tentar reparar a mão e o antebraço. Pontes terá que passar por outros procedimentos cirúrgicos

“Ele fez uma cirurgia ontem. Ele tá internado, vai ter que ficar internado, não vai receber alta tão cedo, porque foi bem complicado. Provavelmente no decorrer dos dias ele tenha que fazer mais umas duas cirurgias, antes de receber alta. Mas ele está estável. Mandou o pessoal avisar que ele está bem, tranquilo e reagiu bem”, contou Bruna Sgarzela.

Os torcedores do Internacional agora contam com a solidariedade das pessoas para ajudar o athleticano. “Eu digo que o futebol vai além dos 90 minutos, porque eu tenho recebido mensagens de palmeirenses, gremistas, flamenguistas, colorados, dos próprios athleticanos, todos muito comovidos”, afirmou.

Bruna ressaltou que após o jogo da final irá fazer uma prestação de contas para quem contribuiu com a campanha. “Qualquer valor pode ser doado, tudo o que vier é bem-vindo”, disse.

PM ATUA RAPIDAMENTE

A explosão aconteceu enquanto a torcida rubro-negra se reunia para recepcionar o time athleticano que embarcaria para Porto Alegre para o jogo desta quarta-feira (18), às 21h30, entre Athletico e Internacional, no Beira-Rio. Wesley Pontes estava com um sinalizador, que estourou na mão dele, o membro ficou dilacerado.

O policial militar Diego Feltrin foi quem prestou o primeiro atendimento. Ele conta que fez uma espécie de torniquete para conter o sangramento. Imagens do acidente viralizaram nas redes sociais e WhatsApp, no entanto, o Paraná Portal optou por não divulgar vídeos do ocorrido, por se tratarem de cenas chocantes.

Reprodução / Facebook

“Os torcedores faziam uma festa pacífica enquanto esperavam o time. Em certo momento houve uma explosão na área externa do aeroporto. Foi quando eu percebi que um dos torcedores havia sido vítima da explosão com objeto pirotécnico e teve a mão dilacerada. De imediato, após analisar o mecanismo do trauma, eu me aproximei dele e fiz aplicação de um dos objetos que eu carrego no meu equipamento, que é o torniquete”, relatou.

A ação rápida de Feltrin foi o que garantiu que Pontes não tivesse sofrido uma hemorragia e viesse a óbito. O policial explica que a atuação dele está prevista no protocolo do treinamento da Polícia Militar. “Durante o curso de formação e de atualização profissional, são fornecidos treinamentos com médicos que nos apoiam nesse sentido”, afirmou.

ORIENTAÇÃO PARA USO DE FOGUETES

O policial Diego Feltrin orienta que as pessoas que forem utilizar equipamentos pirotécnicos prestem atenção nas instruções de uso que vêm nas embalagens e façam em locais afastados de aglomerações. “Se for utilizar esses objetos, leia certinho as instruções dos rótulos, evitar ter contato direto segurar eles com as mãos, utilizar suporte, seguir o modo que vem nas embalagens”, destacou.

Feltrin ainda aconselha que em casos de acidentes, o ideal é ligar rapidamente para um serviço de emergência no telefone 193 ou para Polícia Militar no 190. “Se você não tem treinamento, a melhor forma de você ajudar é acionar uma equipe especializada”, orientou.

Bruno Guimaraes - Athletico - Internacional - Copa do Brasil

Bruno Guimarães decide e Athletico bate Internacional na Copa do Brasil

O Athletico Paranaense saiu na frente em busca do título inédito da Copa do Brasil. Com gol de Bruno Guimarães, o Furacão venceu o Internacional por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (11).

A vitória do Athletico foi presenciada por 39.772 pessoas na Arena da Baixada.

A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira (18), às 21h30, no Beira-Rio em Porto Alegre.

Com o triunfo, o Athletico pode empatar por qualquer placar no jogo de volta que será campeão da Copa do Brasil.

Para o Internacional, vitória por dois ou mais gols de diferença vale o título.

Vitória do Colorado por um gol de diferença, independente do placar, leva a partida para a prorrogação. Se o empate no tempo extra persistir, o título será decidido nas penalidades.

O JOGO

Rony - Athletico - Internacional - Copa do Brasil
Rony tenta a finalização de bicicleta, mas manda para fora. Foto:Twitter Athletico Paranaense/Divulgação

A primeira chance do jogo foi criada pelo Athletico, quando Marcio Azevedo cruzou no segundo poste para Nikão. O meia escorou para o meio da área e Marco Ruben tentou a finalização de bicicleta, mas não acertou a bola.

O Internacional respondeu aos 12 minutos com D’Alessandro. O meia lançou Nico López na grande área e o uruguaio finalizou cruzado à esquerda da meta de Santos.

O Athletico respondeu rapidamente e após Rodrigo Moledo travar Bruno Guimarães, a bola sobrou na entrada da área para Rony. O atacante pegou firme de primeira e quase acertou o poste direito de Marcelo Lomba.

No início do segundo tempo, Edenílson puxou ataque pela direita e cruzou para Guerrero. A bola raspou na cabeça do peruano e sobrou para Patrick, que tentou a finalização cruzada, mas chutou mal e não levou perigo.

Aos 13 minutos, Marco Ruben recebeu na intermediária e tentou o passe na área, mas Rodrigo Moledo cortou. A bola voltou para o atacante, que dessa vez encontrou Bruno Guimarães. O volante chutou de primeira no ângulo esquerdo de Marcelo Lomba para abrir o placar.

O Athletico seguiu melhor no jogo e aos 27 minutos, Rony puxou contra-ataque e invadiu a área. O atacante buscou finalizar cruzado, mas Marcelo Lomba fez a defesa com a mão esquerda para salvar o Internacional.

O Colorado respondeu logo aos 30 minutos em jogada de bola parada. Após cruzamento na pequena área para Rodrigo Lindoso, Wellington se antecipou e tocou na bola antes que o meia buscasse a finalização.

A última chance de gol do jogo foi do Internacional. Aos 46 minutos, Rafael Sóbis foi lançado na direita e chutou perto do poste esquerdo de Santos.

athletico pr internacional final copa do brasil

Por título inédito, Athletico encara o Internacional na final da Copa do Brasil

Athletico-PRInternacional se enfrentam nesta quarta-feira (11), às 21h30, na Arena da Baixada, pelo primeiro jogo da final da Copa do Brasil. A grande decisão acontece na próxima quarta-feira (18), também às 21h30, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

O Furacão contará com o apoio da torcida rubro-negra para abrir uma vantagem sobre os gaúchos e tentar conquistar o título inédito em sua história. Do outro lado, o Inter já levantou a taça da Copa do Brasil em 1992.

O duelo promete casa cheia. O recorde do estádio rubro-negro é na final da Copa Sul-Americana 2018. Naquela ocasião, 40. 263 pessoas estiveram na Arena para ver o time athleticano conquistar o troféu continental.

ATHLETICO E INTER: DECISÕES NA ÚLTIMA DÉCADA

Os dois clubes voltam a disputar o título da Copa do Brasil na última década.

Em 2009, o Internacional perdeu a final para o Corinthians. O único remanescente daquele time é o meia Andrés D’Alessandro. O camisa 10 foi titular na final, mas viu os paulistas contarem com Ronaldo ‘Fenômeno’ e Dentinho para ergueram a taça.

Já em 2013, o Athletico foi derrotado na decisão para o Flamengo. O atacante Marcelo Cirino, que deve começar a partida no banco de reservas, estava naquele time do Furacão.

Curiosamente, três jogadores triunfaram sobre Inter e Furacão nas duas finais. O zagueiro Chicão, o lateral André Santos e o volante Elias (hoje no Atlético-MG) defenderam o Corinthians e depois o Flamengo.

ATHLETICO: DÚVIDAS NA DEFESA

athletico pr internacional final copa do brasil
Como sempre, Tiago Nunes conversou bastante com sua comissão técnica. Foto: Vinicius Cordeiro / Paraná Portal

A principal indefinição do técnico Tiago Nunes é na lateral direita. Jonathan, titular da posição, segue machucado. Com isso, Khellven e Madson disputam a titularidade. O primeiro foi o titular na semifinal contra o Grêmio e teve uma atuação segura. Já o segundo é mais experiente, mas pode perder a vaga para o jovem de 18 anos.

Já na dupla de zaga, Léo Pereira retorna de suspensão e será titular. A dúvida é quem será seu companheiro. Pedro Henrique já disputou a Copa do Brasil pelo Corinthians e não pode mais atuar no torneio. Com isso, Lucas Halter e Robson Bambu disputam a vaga restante. Os dois carregam boas aparições, mas Halter deve iniciar jogando.

No meio campo, está o trunfo de Tiago Nunes. Léo Cittadini ganhou a vaga de Marcelo Cirino e foi fundamental para a classificação rubro-negra na semifinal. Com isso, o meia deve ser mantido no time titular e deverá municiar o trio ofensivo formado por Nikão, Rony e Marco Ruben.

INTER: DEFESA SÓLIDA E ATAQUE GRINGO 

athletico pr internacional final copa do brasil
Guerrero é a principal esperança de gols da equipe gaúcha. Foto Ricardo Duarte/Internacional

Do outro lado, o Internacional vem disposto a não deixar o Athletico abrir vantagem. Para isso, o técnico Odair Hellmann aposta na dupla de zaga formada por Rodrigo Moledo e Victor Custa.

Além disso, o Colorado também vê seu ataque recuperando a boa forma. Nico López já superou o jejum de gols e Paolo Guerrero brilhou na semifinal contra o Cruzeiro. O uruguaio e o peruano ainda têm o meia argentino D’Alessandro, ídolo do clube, para fechar essa trinca ofensiva.

CUIDADO PARA NÃO PERDER A FINAL

athletico pr internacional final copa do brasil
Foto: Vinicius Cordeiro / Paraná Portal

Os cartões amarelos não zeraram para a finalíssima. Com isso, três jogadores do Athletico e dois do Internacional terão que tomar cuidado para não ficar de fora da grande decisão.

Pelos paranaenses, os meias Bruno Guimarães e Lucho González estão pendurados, assim como o atacante Rony.

Do lado gaúcho, quem terá que tomar cuidado serão os atacantes Nico López e Rafael Sobis.

ATHLETICO x INTERNACIONAL

Final da Copa do Brasil 2019

Data, hora e local: quarta-feira (11/09), às 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Onde assistir: Rede Globo e SporTV.

Athletico: Santos; Khellven (Madson), Lucas Halter (Robson Bambu), Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Nikão, Rony e Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes.

Internacional: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Patrick, D’Alessandro e Nico López; Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Arbitragem: a CBF escolheu Raphael Claus (FIFA-SP) para apitar o jogo. Ele será auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (FIFA-RJ) e Neuza Inês Back (FIFA-SP). O responsável pelo árbitro de vídeo (VAR) será Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral .

copa do brasil sorteio final athletico-pr internacional

AO VIVO: Veja o sorteio dos mandos da final da Copa do Brasil 2019

O sorteio dos mandos de campo da final da Copa do Brasil 2019 acontecem nesta quinta-feira (5), às 15h. O Athletico-PR e o Internacional são os finalistas da competição. Veja, ao vivo, quem vai decidir o título do torneio dentro de casa.

O sorteio é realizado na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), no Rio de Janeiro. As finais estão marcadas para as duas próximas quartas-feiras, 11 e 18 de setembro. O evento conta com as presenças dos técnicos finalistas: Tiago Nunes, do Furacão, e Odair Hellmann, do Colorado.

ATHLETICO-PR

Nos pênaltis, o Athletico eliminou o Grêmio e fez história na Arena da Baixada. Na ida, o Furacão sofreu um revés por 2 a 0, mas aplicou o mesmo placar em Curitiba. Com isso, a decisão foi para as penalidades. As duas equipes tinham 100% de aproveitamento nas cobranças, mas Pepê desperdiçou a última cobrança gremista.

Ou seja, o Athletico está em uma final da Copa do Brasil pela segunda vez em sua história. Em 2013, a equipe enfrentou o Flamengo e acabou derrotada.

Após a conquista da Copa Sul-Americana em 2018, esse pode ser o segundo troféu inédito que o Furacão levanta sob o comando de Tiago Nunes.

TRAJETÓRIA NA COPA DO BRASIL

Por participar da Libertadores, o Athletico entrou na Copa do Brasil nas oitavas de final. Na primeira partida, o Furacão arrancou o empate por 0 a 0 com o Fortaleza no Castelão. Já na volta, o Rubro-Negro derrotou o Tricolor cearense por 1 a 0 com gol de Marco Ruben.

Nas quartas, o Flamengo foi o adversário. Já com o técnico Jorge Jesus, os cariocas empataram por 1 a 1 na Arena da Baixada. Contudo, o duelo no Maracanã também terminou empatado. Na decisão dos pênaltis, o goleiro Santos brilhou. Ele defendeu as cobranças de Diego e Everton Ribeiro. Além disso, o Fla ainda viu Vitinho chutar para fora.

INTERNACIONAL

O Internacional não passou por tanto sufoco. Após vencer o Cruzeiro por 1 a 0 em Belo Horizonte, o time comandado por Odair Hellmann aplicou um 3 a 0 ontem (5) para garantir a vaga na decisão.

Campeão da Copa do Brasil em 1992, o Internacional também decidiu a competição em 2009. Entretanto, os gaúchos acabaram sendo derrotados pelo Corinthians, de Ronaldo ‘Fenômeno’.

TRAJETÓRIA NA COPA DO BRASIL

O Inter também entrou na competição a partir das oitavas de final, quando superou o Paysandu. Na ida, os gaúchos venceram por 3 a 1 em Porto Alegre. Na volta, o Colorado superou os paraenses por 1 a 0.

Nas quartas de final, o Internacional passou aperto contra o Palmeiras. A equipe gaúcha perdeu por 1 a 0, mas venceu os paulistas pelo mesmo placar. Na decisão dos pênaltis, Marcelo Lomba defendeu a cobrança de Bruno Henrique e viu Moisés desperdiçar a última cobrança.

internacional guerrero cruzeiro copa do brasil athletico

Inter vence Cruzeiro e encara o Athletico na final da Copa do Brasil

O Inter venceu o Cruzeiro por 3 a 0, na noite desta quarta-feira (4), e está classificado para a final da Copa do Brasil. O Colorado irá encarar o Athletico Paranaense pelo título da competição nos dias 11 e 18 de setembro.

Guerrero por duas vezes e Edenílson anotaram os gols da partida.

O duelo foi realizado no Beira Rio em Porto Alegre e contou com 45.768 presentes.

Vencedor da competição em 1992, o Internacional também decidiu a competição em 2009, mas foi derrotado pelo Corinhtians

O sorteio dos mandos para os jogos das finais será realizado nesta quinta-feira (5), na sede da Confederação Brasileira de Futebol, no Rio de Janeiro.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes voltam a campo neste final de semana pelo Campeonato Brasileiro.

O Inter recebe o São Paulo no Beira-Rio, neste sábado (7), às 19h.

Já o Cruzeiro atua neste domingo (8), contra o Grêmio no Mineirão, às 11h.

O JOGO

Nico Lopez Internacional - Copa do Brasil - Cruzeiro
Divulgação/Internacional

Logo no primeiro minuto, Guerrero recuperou bola perto da grande área, mas foi travado por Dedé na hora da finalização. O rebote caiu com Edenílson, que também teve seu chute desviado, dessa vez por Henrique.

O Cruzeiro respondeu na sequência com Pedro Rocha. O atacante foi lançado pela direita e finalizou cruzado para boa defesa Marcelo Lomba. No rebote, David finalizou para fora.

Aos 11 minutos, Guerrero foi lançado e rolou para Nico López. O atacante finalizou cruzado e a bola passou perto do poste direito de Fábio.

Em contra-ataque puxado por Marquinhos Gabriel, Victor Cuesta travou a bola e ela chegou em Thiago Neves. O meia finalizou de canhota e a bola passou perto do travessão.

No lance seguinte, Dedé tentou sair para o jogo e entregou nos pés de Nico López. O atacante abriu para D’Alessandro, que foi até a linha de fundo e cruzou no segundo pau. Guerrero apareceu sozinho e escorou de cabeça para o fundo das redes.

No último lance de perigo do primeiro tempo, Marquinhos Gabriel arriscou da intermediária e obrigou Lomba a fazer boa defesa.

Aos nove minutos do segundo tempo, Guerrero recuperou bola no campo de ataque e abriu para Nico López. O uruguaio soltou forte chute, mas Fábio espalmou para afastar o perigo.

O Inter continuou no ataque e aos 24 minutos, Nico López dominou na área e levantou para Guerrero. O atacante matou a bola no peito e finalizou cruzado para marcar um belo gol e ampliar o placar.

O terceiro gol quase saiu aos 17 minutos, quando Nico López foi lançado pela esquerda, invadiu a área, mas bateu sem direção e perdeu boa chance de gol.

A última chance do Cruzeiro na partida saiu nos pés de Thiago Neves. O meia recebeu de David na entrada da área e finalizou de direita perto do travessão de Marcelo Lomba.

Ainda deu tempo de Edenílson ser lançado do campo de defesa, sair na cara de Fábio e bater por cobertura para marcar outro belo gol no Beira-Rio.

premiação copa do brasil athletico final

Athletico vence Grêmio nos pênaltis e está na final da Copa do Brasil

Nas penalidades, o Athletico Paranaense venceu o Grêmio por 5 a 4 e está na final da Copa do Brasil. No tempo normal, o Furacão bateu o rival por 2 a 0, na noite desta quarta-feira (4).

Nikão e Marco Ruben fizeram os gols do Furacão nos 90 minutos.

Já nas penalidades, Bruno Guimarães, Lucho González, Nikão, Marcelo Cirino e Ruben fizeram para o Athletico. Santos defendeu a penalidade de Pepê e anteriormente Rafael Galhardo, David Braz, Alisson e Matheus Henrique converteram suas cobranças para o Grêmio.

O duelo foi realizado na Arena da Baixada em Curitiba e contou com 28.841 presentes.

O Furacão aguarda agora o vencedor do duelo entre Internacional e Cruzeiro para conhecer seu adversário na decisão. O jogo de ida, em Belo Horizonte, foi vencido pelos gaúchos por 1 a 0.

DE VOLTA APÓS SEIS ANOS

Pela segunda vez em sua história, o Athletico está na decisão da Copa do Brasil. Em 2013, a equipe enfrentou o Flamengo e acabou derrotada.

Após a conquista da Copa Sul-Americana em 2018, esse pode ser o segundo troféu inédito que o Furacão levanta sob o comando de Tiago Nunes.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes voltam a campo neste domingo (8), pelo Campeonato Brasileiro.

O Athletico viaja até a Baixada Santista e encara o Santos na Vila Belmiro, às 16h.

Já o Grêmio vai até Belo Horizonte enfrentar o Cruzeiro no Mineirão, às 11h.

O JOGO

Athletico - Grêmio - pênaltis - Copa do Brasil
Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Logo aos cinco minutos, Alisson bateu escanteio da esquerda e Pedro Geromel escorou para trás. A bola bateu no braço de Wellington. O árbitro Wagner do Nascimento Guimarães foi chamado pelo árbitro de vídeo e na consulta ao VAR não assinalou a penalidade.

O primeiro lance de perigo do Athletico foi aos sete minutos, quando Rony bateu escanteio fechado e a bola quase acertou o travessão de Paulo Victor

Logo na sequência, Cortez faz cruzamento na entrada da grande aérea e Alisson finalizou de bicicleta à esquerda de Santos

O Athletico respondeu aos 16 minutos. Após rápido contra-ataque pela esquerda, Rony foi lançado e cruzou rasteiro para a entrada da área e encontrou Bruno Guimarães. O volante finalizou no travessão e no rebote Nikão bateu para o fundo das redes.

O Furacão ainda levou perigo aos 46 minutos. Rony foi lançado na esquerda, aplicou chapéu em Rafael Galhardo e encontrou Bruno Guimarães na entrada da área. O volante pegou de primeira e a bola passou perto do travessão de Paulo Victor

No primeiro lance do segundo tempo, Márcio Azevedo bateu falta e Geromel não conseguiu afastar de cabeça. A bola sobrou para Léo Cittadini que finalizou por cima da meta de Paulo Victor.

Aos três minutos, Rony cruzou da esquerda na marca do pênalti e Marco Ruben escorou no canto esquerdo de Paulo Victor para fazer o segundo do Athletico

O Athletico continuou na pressão e aos 14 minutos Léo Cittadini roubou a bola de Matheus Henrique no campo de ataque e na puxada de contra-ataque foi derrubado com um forte carrinho de Kannemann, que foi expulso de forma direta.

Após chutão do campo de defesa, David Braz ganhou da zaga e chutou cruzado. Marco Ruben tentou fazer o corte e mandou em direção do próprio gol, mas Santos faz boa defesa em dois tempos.

A última chance de perigo do tempo normal foi aos 47 minutos. Khellven avançou pela direita e cruzou no primeiro pau. Marcelo Cirino apareceu sozinho e cabeceou a esquerda de Paulo Victor.

AS PENALIDADES

Bruno Guimarães abriu as cobranças para o Athletico. O volante esperou a decisão de Paulo Victor e bateu no centro do gol.

Rafael Galhardo bateu na sequência e empatou para o Grêmio. O lateral deslocou Santos para a direita e bateu no canto esquerdo.

Lucho González deu sequência aos cobradores do Athletico e bateu no canto direito alto, fora do alcance de Paulo Victor.

David Braz empatou novamente a série para o Grêmio. O zagueiro bateu de forma semelhante a Galhardo e apenas deslocou Santos para fazer o gol.

Nikão bateu com paradinha e recolocou o Athletico a frente do marcador. O meia deslocou Paulo Victor e chapou no canto direito.

Já Alisson preferiu a batida firme no centro do gol e deixou tudo igual nas penalidades.

Marcelo Cirino bateu o pênalti mais bonito da noite. O atacante acertou o ângulo esquerdo gol e não deu chance alguma para Paulo Victor.

Matheus Henrique bateu de forma semelhante a Alisson, mas Santos chegou a tocar a mão direita na bola, que caprichosamente subiu e entrou no gol.

Marco Ruben bateu no centro do gol e deixou o Athetico em vantagem.

Pepê buscou o canto esquerdo baixo e Santos voou para fazer a defesa e garantir a classificação do Athletico na Copa do Brasil.