prf, polícia rodoviária federal, paraná, foz do iguaçu, cascavel, santa terezinha de ituaipu, maconha, apreensão de drogas, drogas, br-277, paraná, paraguaio

238 kg de maconha são apreendidos em carro roubado no Paraná

Um paraguaio de 19 anos foi preso em flagrante no momento em que transportava 238 kg de maconha em um carro roubado. De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a apreensão aconteceu por volta das 16h deste domingo (10), na BR-277, em Santa Terezinha de Itaipu, na região oeste do Paraná.

Conforme o relatos dos agentes federais, o paraguaio desobedeceu as ordens de parada na altura do km 714 de BR-277. Ele fugiu em alta velocidade, mas foi alcançado pelos policiais rodoviários.

Dentro do carro, foram encontrados tabletes de maconha que pesaram, ao todo, 238 kg. O veículo — um Kia Cerato — tem placas de Esteio (RS). Conforme os sinais identificadores do veículo, o automóvel havia sido roubado no dia 3 de setembro, em São Leopoldo (RS).

O paraguaio de 19 anos disse à polícia que receberia R$ 1 mil para levar a carga até Cascavel.  De acordo com a PRF, o caso foi repassado para a Polícia Civil de Foz do Iguaçu, na região oeste do Paraná.

moro prf dodge paraná

Moro tieta Dodge Challenger da PRF em escolta no Paraná

Sergio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública, foi escoltado pelo Dodge Challenger no final da manhã desta quarta-feira (6). O veículo foi utilizado pela primeira vez após ter sido confiscado de um traficante e incorporado à frota da PRF (Polícia Rodoviária Federal) no Paraná. Aproveitando a escolta de luxo, Moro tirou fotos e posou junto ao carro esportivo (veja o vídeo abaixo).

De acordo com a PRF, o Dodge percorreu pouco mais de 19 quilômetros durante a visita de Moro à Foz do Iguaçu, na região oeste do estado.

O ministro – e ex-juiz federal – fez o percurso entre o aeroporto da cidade e um hotel na BR-277, que sedia um encontro de ministros das áreas de Justiça e Segurança dos países do Mercosul.

Moro aproveitou para tietar o Dodge Challenger. (Divulgação / PRF)

Essa é a segunda vez que Moro visita o Paraná neste mês. Na sexta-feira (1), ele esteve na Superintendência da PF (Polícia Federal), em Curitiba, para a inauguração da primeira Delegacia Modelo de Investigação e Análise Financeira no Brasil.

DODGE CHALLENGER 

O clássico esportivo tem 372 cavalos de potência e foi fabricado em 2010, no Estados Unidos. O modelo está avaliado em cerca de R$ 250 mil.

O Dodge Challenger RT foi apreendido no Paraná em uma operação contra o tráfico internacional de drogas. A decisão de ceder o carro para a PRF partiu da Justiça Federal de Umuarama, na região noroeste do estado.

Confira o vídeo feito pela PRF na escolta de Moro:

Dodge - viatura - PRF - Paraná - Foz do Iguaçu

Dodge Challenger apreendido será usado como viatura no Paraná

A partir da semana que vem o patrulhamento das estradas do Paraná ganha um reforço de peso: um Dodge Challenger RT apreendido em 2017 foi cedido pela Justiça Federal e passará a ser usado como viatura. O carro será utilizado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) em Foz do Iguaçu, na fronteira do Brasil com o Paraguai.

O clássico esportivo tem 372 cavalos de potência e foi fabricado em 2010, no Estados Unidos. O modelo está avaliado em cerca de R$ 250 mil.

O Dodge Challenger RT foi apreendido no Paraná em uma operação contra o tráfico internacional de drogas. A decisão de ceder o carro para a PRF partida da Justiça Federal de Umuarama, na região noroeste do estado.

DODGE DEVE SER USADO EM AÇÕES EDUCATIVAS

Apesar da potência acima da média (372 cv) e das caracterísitcas esportivas do modelo, a nova viatura Dodge Challenger RT deve ser usada prioritariamente para ações educativas da PRF. De acordo com a corporação, a decisão foi tomada porque a decisão da Justiça Federal de Umuarama é provisória.

Até que haja o trânsito em julgado, não há previsão para que o carro americano seja usado em patrulhamentos ou ações ostensivas. A primeira aparição pública da nova viatura deve acontecer durante um encontro entre ministros da Justiça e Segurança dos países do Mercosul, que acontecerá em Foz do Iguaçu.

ônibus, caminhão, reboque, feridos, foz do iguaçu, paraná, br-469, acidente, prf

Acidente entre ônibus e caminhão reboque deixa oito feridos na BR-469

Oito pessoas ficaram feridas após um ônibus bater em um caminhão na BR-469, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o acidente aconteceu na noite desta sexta-feira, próximo ao quilômetro 14.

Conforme o boletim de ocorrência, uma das vítimas se feriu com gravidade e foi levada até o Hospital Municipal. Outros passageiros feridos, foram levados a esse hospital e à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Morumbi.

De acordo com o relato da PRF, o ônibus de linha do município de Foz do Iguaçu acessou a BR-469 sem respeitar a sinalização. Assim, acabou causando o acidente ao bater em um caminhão reboque que prestava auxílio a outro caminhão pesado.

ônibus, caminhão, reboque, feridos, foz do iguaçu, paraná, br-469, acidente, prf
Divulgação/PRF

Corpo de Bombeiros, SAMU e Polícia Militar também prestaram socorro à ocorrência na noite de sexta-feira. De acordo com a PRF, os motoristas submetidos ao teste do bafômetro não apresentaram sinais de embriaguez.

Devido ao acidente, a BR-469 ficou parcialmente bloqueada durante toda a noite. O trecho foi liberado na madrugada deste sábado (19), às 2h.

policia-rodoviaria-federal2

Dupla é presa no oeste do PR com 1,5 mil cápsulas de munição escondidas em mochilas

Uma moça de 18 anos e um rapaz de 20 foram presos na manhã deste domingo (13), em Santa Terezinha do Itaipu, no oeste do Paraná, com 1,5 mil cápsulas de munição contrabandeadas do Paraguai.

De acordo com o policial rodoviário federal Luiz Eduardo, a dupla estava dentro de um ônibus que saiu de Foz do Iguaçu, também no oeste do estado, com destino a Ponta Grossa, nos Campos Gerais.

As munições, falou ele, estavam escondidas em duas mochilas. “Em cada uma havia 750 projéteis, sendo 250 de calibre 9 milímetros, 250 de calibre .40 e 250 de calibre .380”.

Ainda segundo Eduardo, a dupla pegou os projéteis na rodoviária de Foz da Iguaçu e, conforme relato da moça, a intenção era levá-los para São Paulo.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) encaminhou o homem e a mulher para a Delegacia da Polícia Civil de Santa Terezinha de Itaipu.

Segundo a corporação, a pena para o crime de tráfico internacional de armas ou munições varia de quatro a oito anos de prisão.

Mudança na previsão do tempo: tempestades devem atingir apenas o oeste do Paraná

As tempestades que iriam atingir o Paraná devem se concentrar apenas na região oeste do estado. Essa é a previsão de momento, tanto do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná) quanto do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Assim, a previsão é que a maior faixa do Paraná mantenha o sol nessa quinta-feira (3). Confira a previsão do tempo no Paraná!

Ontem, o Inmet chegou a emitir um alerta laranja sobre as possibilidades chuvas fortes, granizo e vendaval. Entretanto, o previso agora é só que o oeste do Paraná seja atingido.

Alerta atual do Inmet. (Reprodução)

A previsão do Simepar confirma essa possibilidade. Segundo o meteorologista Cezar Duquia, a frente fria segue existindo, mas está oscilando. Além disso, as condições da atmosfera no estado fazem os temporais perderem força.

“Uma das condições para instabilidade forte e generalizada perdeu a intensidade, que é o calor. A coluna toda da atmosfera não está tão aquecida quanto estava ontem”, conta.

“Se olharmos agora, temos um núcleo de chuva no Rio Grande do Sul com o norte de Santa Catarina. Sobre o Paraná, só nuvens mais fracas. Mas, a tarde, no sudoeste e oeste, ainda continua muito quente e pode trazer uma dinâmica de chuvas acompanhadas de raios e rajadas de ventos”, completa o especialista.

CONFIRA A PREVISÃO DO TEMPO PARA O PARANÁ

O calor segue em todo o estado, mas a concentração de nebulosidade sobe.

Foz do Iguaçu é a cidade onde as temperaturas sofrem maior queda. A mínima prevista é de 17°C e a máxima de 26°C, com pancadas de chuva durante a tarde.

Já em Curitiba, os termômetros devem girar entre 15°C e 27°C.

No litoral, Paranaguá deve chegar aos 33°C, mesma máxima prevista em Londrina e Apucarana.

Veja o mapa do Simepar:

Reprodução / Simepar

Todas as regiões do Paraná devem bater os 30ºC nesta quarta

A primeira quarta-feira (2) de outubro será de muito sol e calor no Paraná. Os termômetros em todo o estado devem chegar aos 30ºC, incluindo a faixa sul, que conta com as cidades mais frias.

Para se ter noção, Palmas, conhecida por registrar as menores temperaturas, vai chegar aos 28ºC. Já Rio Negro, União da Vitória, Pato Branco e Francisco Beltrão alcançam os 31ºC, mesma máxima esperada em Curitiba, Ponta Grossa e Cascavel.

MUDANÇA NO TEMPO DO PARANÁ

Conforme a estimativa do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), a quarta de sol vai anteceder uma quinta-feira (3) chuvosa. A instabilidade volta a tomar conta do estado e as chuvas, com possibilidades de temporais, devem dominar o tempo.

CONFIRA A PREVISÃO DO TEMPO NO PARANÁ PARA ESSA QUARTA (2/10):

previsão do tempo paraná calor
Reprodução / Simepar

CURITIBA

  • Quarta (2): as temperaturas da capital do estado superam as do litoral. A mínima será de 15º C e máxima chega aos 31º C.

PARANAGUÁ

  • Quarta (2): sem chuva esperada, a mínima é de 19º C e máxima chega nos 29º C.

MATINHOS

  • Quarta (2): também sem chuva, a mínima é de 19º C e máxima chega nos 29º C.

GUARAPUAVA

  • Quarta (2): a cidade da região central vai chegar aos 30º C, enquanto a mínima ficará nos 16º C.

PONTA GROSSA

  • Quarta (2): assim como Guarapuava, as temperaturas vão ficar entre 16º C e 31º C.

LONDRINA

  • Quarta (2): as temperaturas vão ficar entre 20º C e 35º C.

MARINGÁ

  • Quarta (2): vai fazer bastante calor. Os termômetros vão registrar mínima de 23º C e máxima de 36º C.

CASCAVEL E TOLEDO

  • Quarta (2): sem chuva, as temperaturas vão ficar entre 21º C e 31º C.

FOZ DO IGUAÇU

  • Quarta (2): a mínima esperada é de 23º C e a máxima chega aos 31º C.

 

 

maratona internacional foz do iguaçu

Homem morre após sofrer parada durante a Maratona Internacional de Foz do Iguaçu

O corredor Wilson Silva Bracaense morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória durante a 12ª Maratona Internacional de Foz do Iguaçu neste domingo (29).

O homem de 60 anos, do Rio de Janeiro, passou mal no km 3 da prova e foi socorrido por um colega, tendo os primeiros socorros por outro participante, médico, e a equipe médica da prova. Ele foi reanimado no local e acabou sendo encaminhado ao Hospital Costa Cavalcanti pela UTI Móvel. Entretanto, ele teve que ser reanimado com o desfibrilador novamente e não resistiu.

A organização da maratona lamentou o ocorrido, ressaltando que Wilson apresentou atestado médico para comprovar que estava apto a participar da competição.

SEGUNDA VEZ

Essa é o segundo episódio que uma fatalidade ocorre na Maratona Internacional de Foz do Iguaçu. Em 2013, Celso de Moraes, de 52 anos, nascido em Umuarama, sofreu um mal súbito quando no quilômetro 41 da prova e também faleceu.

Confira a nota da organização:

A organização da 12ª Maratona Internacional de Foz do Iguaçu Sesc PR lamenta profundamente o ocorrido com o atleta Wilson Silva Bracarense, de 60 anos, natural do Rio de Janeiro, que veio a falecer, na manhã deste domingo (29), no Hospital Costa Cavalcanti, após passar mal no Km 3 da prova. Para efetivar sua inscrição, o atleta apresentou atestado médico considerando-o apto a participar da competição, conforme exigência do regulamento.

O atleta foi imediatamente socorrido pela equipe de médicos presentes no local, inclusive por um atleta médico que estava ao seu lado, e encaminhado de pronto pela UTI Móvel ao hospital mais próximo

Todo o apoio será oferecido à família do competidor, a quem o Sistema Fecomércio Sesc Senac PR envia suas mais profundas condolências.

presas paraná

Presas no Paraná vão produzir lençóis e toalhas de banho para diminuir a pena

As presas da Penitenciária Feminina de Foz do Iguaçu, no Paraná, vão produzir os 500 lençóis e 500 toalhas de banho para atender a demanda prisional da fronteira do Brasil com o Paraguai. Com isso, as detidas ainda terão redução da pena: a cada três dias trabalhados, um dia de suas condenações será descontado.

A unidade prisional é conhecida pela Unidade de Progressão (PFF-UP). Com capacidade para 248 presas, o espaço é destinado ao atendimento de mulheres em regime fechado. O objetivo é ofertar atividades que possam preparar as detentas para voltarem ao convívio social após o cumprimento da pena.

O projeto é uma parceira entre o Depen (Departamento Penitenciário do Paraná) e o Conselho da Comunidade, que já entregou mais de 900 metros de tecidos. Os objetivos serão fabricados dentro do Setor de Costura da prisão. Atualmente, são 10 mulheres que trabalham no setor, responsáveis por produzir os uniformes prisionais que atendem toda a demanda carcerária de Foz do Iguaçu.

Alguns dos materias recebidos na Penitenciária Feminina de Fo do Iguaçu. (Divulgação/Depen)

Além disso, as mulheres ainda receberam 20 rolos de linha de seda para a produção de artesanato e outros 40 rolos de fios para crochê.

“Quando há ocupação do tempo livre com alguma atividade, como no caso da costura, entendemos que as presas estão tendo a oportunidade de adquirir conhecimento, qualificação e recuperação para que voltem melhores à sociedade”, diz Juraci Helena Audibert, presidente do Conselho da Comunidade de Foz do Iguaçu.

A diretora da penitenciária, Cláudia Grignet Fardoski Souto, complementa a ideia. “Dessa forma, possibilitamos que ocorra a ressocialização”, completa.

DOAÇÕES

Por fim, o Conselho da Comunidade de Foz também repassou ao Sistema Prisional de Foz do Iguaçu, uma doação de três aparelhos de ar condicionado, armários, telefones, cadeiras e outros móveis necessários para as atividades rotineiras das unidades.

onça paraná

Onça-parda é salva no Paraná após atropelamento

Uma onça-parda foi resgatada em Foz do Iguaçu, no Paraná, após ser encontrada desacordada na beira da estrada em situação precária, próximo à área de contenção do reservatório da hidrelétrica de Itaipu Binacional. De acordo com os veterinários, o animal foi vítima de atropelamento e tinha balas de chumbo pelo corpo, o que indica que foi alvejado por tiros há alguns meses.

Segundo o médico veterinário da equipe de Itaipu, Pedro Teles, especialista em animais silvestres, a onça encontrada é macho, com aproximadamente dois anos de idade e encontra-se na “fase de dispersão”, quando o animal se separa da mãe e precisa encontrar um território para se fixar. “Nessa idade é comum acontecer conflito com o homem, seja por atropelamento em rodovias, seja pela caça”, explica.

O resgate foi feito pela Polícia Ambiental do Paraná e a onça foi encaminhada para o hospital veterinário do Refúgio Bela Vista. Segundo Teles, o animal é da espécie Puma concolor, comum em todos os biomas brasileiros, e conhecida por nomes como suçuarana e onça-parda.

“O animal chegou até a gente em coma, sem precisar ter sido sedado, por isso já percebemos que ele havia sofrido um traumatismo craniano, ele também tinha um dos caninos fraturados e um corte no lábio que já mostrava que tinha batido com a cabeça”, conta.

Resgate Onça parda
Onça-parda é resgatada em Foz do Iguaçu – Equipe do RBV

Depois a equipe percebeu que a onça também tinha a pata traseira gravemente fraturada e mantinha mais de cinco projéteis de chumbo espalhados pelo corpo. “Os tiros já estavam cicatrizados, ou seja, ele havia sido alvejado há pelo menos 3 meses, e a gente só pôde perceber pela radiografia”, explica o veterinário.

Após tratamento intensivo, o animal saiu do coma e passou por uma cirurgia de mais de cinco horas para recuperar o fêmur traseiro, que recebeu 2 placas metálicas, um pino e 36 parafusos. A equipe do refúgio Bela Vista não sabia se a onça sobreviveria pela gravidade dos ferimentos, mas agora avalia uma readequação do espaço de confinamento, já que o animal começa a recuperar os movimentos.

Segundo Pedro Teles, a intenção é que o animal seja reintegrado à Mata Atlântica, na região em que foi encontrado, mas, para isso, precisará passar por mais avaliações. Também será necessária autorização dos órgãos ambientais competentes.

“Esse é um animal importante para o equilíbrio ecológico, por que é um dos animais responsáveis pelo controle de outras espécies como capivaras, quatis e cachorros do mato, além de ser um sinalizador de recuperação de áreas reflorestadas, como a que foi encontrado”, destaca.