verona furtado sp 1992 27 anos recuperado foz do iguaçu foto prf

Carro furtado há 27 anos em SP é recuperado na Ponte da Amizade

Um carro furtado há 27 anos, em São Paulo (SP), foi recuperado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) neste sábado (10), na Ponte Internacional da Amizade. A apreensão aconteceu após uma fiscalização de trânsito de rotina na aduana Brasil-Paraguai, na BR-277.

O Ford Verona era dirigido por um paraguaio de 45 anos. Ele foi preso e encaminhado à 6.ª Delegacia de Polícia de Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o homem apresentou documentos paraguaios do veículo e até mesmo um contrato de compra e venda. No entanto, consultando o número do chassi, foi constatado que o veículo é licenciado no Brasil.

O Verona tem um alerta de furto desde o dia 30 de abril de 1992, portanto há mais de 27 anos. O registro foi feito no município de São Paulo (SP).

Assim como o condutor paraguaio, o carro recuperado foi encaminhado à delegacia de Foz do Iguaçu. O dono do veículo ainda não foi localizado.

Quadrilha especializada em lavagem de dinheiro é alvo da PF

Uma quadrilha transnacional especializada na prática de lavagem de dinheiro e evasão de divisas é alvo da Polícia Federal e da Receita Federal na manhã desta quinta-feira (8). Conforme as investigações, as contas bancárias das empresas controladas pela organização criminosa investigada movimentaram mais de R$ 6,5 bilhões de origem ilícita somente no período de 2010 a 2018.

Ao todo, foram cumpridos 26 ordens judiciais, sendo 11 mandados de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, e nada cidade de São Paulo.

As investigações, resultado de quatro inquérito policiais, tiveram como foco quatro grupos criminosos que atuavam de forma autônoma e utilizavam contas bancárias de interpostas pessoas, física e jurídica fantasma, para receber vultosos valores de interessados em adquirir mercadorias, drogas e cigarros provenientes do exterior, especialmente do Paraguai.

Conforme a PF, o dinheiro “sujo” era creditado nas contas controladas por cada um dos grupos investigados, no Brasil, e posteriormente utilizado para pagar, em reais, aqueles que disponibilizaram moeda estrangeira no Paraguai (operações dólar-cabo) e/ou enviado para o exterior por intermédio de ordens de pagamento internacionais emitidas por instituições financeiras diversas. Essas ordens de pagamento eram realizadas com base em contratos de câmbio manifestamente fraudulentos, celebrados com empresas “fantasmas” que nem sequer possuíam habilitação para operar no comércio exterior.

OPERAÇÃO MIOPIA 

A operação, batizada de Miopia, é um desdobramento da operação Hammer On, deflagrada pela Polícia Federal e pela Receita Federal em Foz do Iguaçu, em 2017. Nesta operação, além da investigação abranger os operadores financeiros e os seus clientes (traficantes, empresários, “cigarreiros” do Brasil e os seus pares no Paraguai), foram identificadas as instituições financeiras que deixaram de cumprir regras de “compliance” e possibilitaram que milhões de reais de origem espúria fossem remetidos para o exterior. Os responsáveis por essas instituições financeiras fechavam operações de câmbio sem se preocupar com a origem dos valores que lhes eram remetidos, condutas essas que revelam que tinham uma visão míope do real cenário em que operavam.

Inicialmente, dois dos grupos investigados transferiam  valores para empresas importadoras “fantasmas” e, em seguida, sob o pretexto de pagar importações fictícias, contava com o auxílio de determinadas instituições financeiras (corretoras de câmbio) para remeter esses recursos para o exterior, especificamente para as contas bancárias tituladas pelos fornecedores das empresas paraguaias.

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e operação irregular de instituição financeira.

previsão do tempo paraná

Massa de ar polar dá tchau e Paraná esquenta nesta terça

O Paraná vai se despedir de vez da massa de ar polar que congelou o estado nesse último final de semana. As temperaturas despencaram na última sexta-feira (6) e só voltam a subir na manhã desta terça.

As temperaturas mais baixas foram registradas nos Campos Gerais e no centro-sul do estado. Entre Palmas e General Carneiro, São Mateus do Sul foi a recordista: registrou -4,1 ºC.

Ontem, a temperatura mais baixa no Paraná foi registrada em São Mateus do Sul, no sul do estado: -4,1 ºC. Segundo o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), foram registradas temperaturas negativas em várias regiões, principalmente entre os Campos Gerais e o centro-sul do estado. Geadas foram observadas na região de Curitiba.

PRVISÃO DO TEMPO PARA ESSA TERÇA-FEIRA

Em Curitiba, a mínima sobe para 5ºC e a máxima alcança os 24ºC. Entretanto, o sol deve ficar entre nuvens.

Ponta Grossa entre 7ºC e 25ºC e é uma das poucas cidades que sofra algumas pancadas de chuva. São previstas 2.1 mm de chuva.

Guarapuava vai variar entre 6ºC e 25ºC, mas não deve ter nenhuma precipitação.

No litoral, Paranaguá vai registrar mínima de 16ºC (a mais alta do dia) e máxima de 26ºC.

Na região norte e oeste, o sol aparece sem nuvens.

Em Londrina, a mínima será de 10ºC e a máxima de 28ºC. Já Maringá, os termômetros vão variar entre 11ºC e 29ºC, enquanto Cascavel tem mínima de 8ºC e máxima de 26ºC.

Para fechar, em Foz do Iguaçu deve ter temperaturas entre 11ºC e 28ºC.

Os números foram tirados da previsão do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná).

Ave resgatada passa por transplante de penas em Foz

Um transplante de penas inédito foi feito no Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. Um araçari-castanho foi resgatado todo machucado, ele estava com parte da asa mutilada e precisou passar pelo procedimento.

Os profissionais do Parque das Aves buscaram penas compatíveis com as do animal e colaram na parte cortada. “Ele é um procedimento raro, mas o fato de a gente ter um banco de penas possibilita essa atividade”, contou a diretora técnica do parque, Paloma Bosso.

Uma cola especial e lascas de madeira foram utilizadas para fixar as penas na ave. Segundo os especialistas, o procedimento não causa dor, porque as penas não têm terminações nervosas. O transplante foi um sucesso e, na segunda-feira (15), o bichinho arriscou os primeiros voos de asa nova.

RESGATE

A ave foi resgatada pela Polícia Ambiental em abril. O animal estava debilitado, com as asas cortadas e problemas na boca.

O bicho passou por um intenso tratamento, com dieta especial e medicamentos adequados. Após estar melhor, as penas foram transplantadas.

Asas antes do transplante. (Divulgação Parque das Aves)
Asas após o transplante. (Divulgação Parque das Aves)

O implante de penas é uma técnica antiga utilizada principalmente em centros de reabilitação e na falcoaria, que é a arte de adestrar falcões. As penas transplantadas ficam no animal até que as novas cresçam. “A raiz das penas cai com o tempo, igual o cabelo. Elas caem para dar espaço a outras”, explicou a diretora.

PARQUE DAS AVES

O Parque das Aves recebe cerca de 830 mil visitantes por ano, sendo a única instituição do mundo focada na conservação de aves da Mata Atlântica. O local funciona há 25 anos e tem atualmente 230 colaboradores. No total, são 16 hectares de mata restaurada, com 1.400 aves de 140 espécies diferentes.

 

Justiça proíbe extração de basalto em Área de Preservação de Foz

A Justiça deferiu uma liminar que interdita qualquer atividade de extração mineral pela Indústria e Comércio Leopoldino Ltda. na Área de Preservação Permanente (APP)  no Rio Iguaçu, em Foz do Iguaçu.

A 1ª Vara Federal da cidade do oeste do Paraná também determinou que a indisponibilidade de imóveis (lotes) pertencentes à indústria , a fim de assegurar futura indenização por danos ao meio ambiente. Caso a medida seja descumprida, será cobrada uma multa diária de R$ 50 mil.

O Ministério Público Federal (MPF) contradiz a Secretaria do Meio Ambiente de Foz do Iguaçu e o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que deram licença para a indústria realizar a atividade.

Segundo o MPF, a ilegalidade das licenças da Secretaria de Meio Ambiente de Foz do Iguaçu contamina todos os atos do processo minerário, razão pela qual, além do Município, são réus na Ação Civil Pública o IAP e a Agência Nacional de Mineração (ANM) – a qual assumiu as atribuições do antigo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) – é a instituição legítima para expedir a licença apta a dar início à exploração mineral.

IRREGULARIDADES

Um levantamento do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), órgão responsável pela autorização de lavra minerária, concluiu que a indústria extraiu, ilegalmente, 36 mil toneladas de basalto. Além do dano ambiental, a ação resultou um prejuízo de mais de 700 mil reais à União, proprietária dos recursos minerais do subsolo.

Já laudo da perícia elaborado pela Polícia Federal concluiu que a atividade estava sendo realizada de forma ilegal e que causou danos ao meio ambiente.

De acordo com o relatório, foram registrados o impedimento da regeneração natural da floresta e alteração do relevo. Nisso, foi verificado a criação de bancadas e taludes, que podem atingir até 10 metros de altura e gerar riscos para animais e pessoas, assim como degradação da paisagem.

Além disso, a escavação está a 5 km dos limites do Parque Nacional do Iguaçu. Ou seja, está na zona de amortecimento da unidade de conservação. Legalmente, o raio estabelecido é de 10 km.

IAP

O IAP entrou em contato com o Paraná Portal e destacou que a licença dada à Indústria teve embasamento por razões técnicas e jurídicas. Leia a nota na íntegra:

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP-PR) informa que a licença ambiental para atividade de extração mineral realizada pela Indústria e Comércio Leopoldino, em Foz do Iguaçu, foi feita com base em pareceres técnicos e jurídicos.

O órgão ainda informa que o processo está sendo devidamente conduzido em juízo e que qualquer manifestação oficial do instituto será feita nos autos, valendo apenas ressaltar que a decisão em comento não suspendeu nenhuma licença ambiental concedida pelo IAP.

**matéria atualizada para inclusão da nota

livro lançamento cervejaria cerveja

Veja promoções de bares em Curitiba, Londrina e Foz para ver Brasil x Argentina

O Brasil encara a Argentina pela semifinal da Copa América nesta terça-feira (2), às 21h30. Se você ainda não definiu um lugar para assistir ao jogo, confira essa lista de bares em Curitiba, Foz do Iguaçu e Londrina nesta noite.

CURITIBA

Taj Bar – Chopp 50% off
Santa Marta Bar – Garrafa de Vodka (Ketel, Smirnoff e Ciroc) 50% e entrada free ate às 21h
Fundição 52 – Double chopp e caipira até as 20hs
Saint Patrick Pub – Promoção de chopp das 18h às 21:30h
Espaço Gastronômico Santa Villa – chopp pilsen em dobro das 18h as 20h e cada gol do Brasil sorteio de 10 chopp Pilsen para quem estiver com a camisa da Seleção.
Mercado Sal – Sorteios de porções e vales Chops para quem for de verde e amarelo
Distrito 1340 no Buffalo Bar – 50% off de cervejas durante toda a noite.
C’adore – Comida Descomplicada – descontos de 10% em ALGUMAS operações durante o jogo
Pata Negra Restaurante – Ganha cerveja Quilmes quem pedir dois pratos de chorizzo
Txapella Bar – open chopp R$ 40,00 ate as 22hs
Gastronomia Batel 1903 – 50% chopp e petiscos
Liquor Store – Double chopp
Bembom Espetinhos e Petiscos – Cada gol rodada de chopp na faixa e musica ao vivo no final
Pizza Cwb – três chopps por R$ 20,00
Espetinharia do almir – Budweiser 500 ml em dobro durante o jogo
Chapa Quente – Chapa tem Open – chopp, fritas, calabresa, polenta e mini churros por R$ 39,90.

LONDRINA

Nação Bretta – Cerveja em Dobro
Quiosque da Brahma– Happy Hour ate às 23h e chopp com 50% de desconto
Varanda Bar – Terá 4(quatro) Eisenbahn por conta da casa e Stella 550ML R$ 8,00
Delega bar Gastronômico – Quem for com a camisa da seleção ganha 1 chopp
Errejota restaurante Bar – Porções 30%, Drinks a 12,90 e Balde com 3(três) Cervejas burguesa e a quarta por conta da casa.
The Saint pub – Happy Hour até às 21h, sequência de porções por R$ 29,90, double chopp Fabrica 1 (artesanal Pilsen e lager), 50% Chopp Brahma no horario do jogo ou três choppes Fabrica 1 por R$ 5,00.

FOZ DO IGUAÇU

Capitão Bar – Somente com reservas
Rafain Chopp Bar – Telão e preços especiais
Park Foz Bar – Telão e preços especiais
Jardim da Cerveja – Telão e a cada gol do Brasil uma rodada de chopp por conta da casa, promoção de chopp R$ 3,99.

 

Quase uma tonelada de maconha é apreendida em fundo falso de caminhão-tanque

A Polícia Federal apreendeu nesta sexta-feira (28), em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, quase uma tonelada de maconha.

Segundo a polícia, a droga foi encontrada no fundo falso de um caminhão-tanque, que estava no bairro Parque Presidente, estacionado em uma oficina.

Os policiais foram até o local após receberem uma denúncia anônima. De acordo com o dono da oficina, o motorista deixou a carreta de manhã e disse que voltaria à tarde.

O caminhão tem placas do Paraguai.

Ninguém foi preso.

 

Cúpulas discutem últimos ajustes para construção de nova ponte em Foz do Iguaçu

Uma terceira reunião entre as Prefeitura de Foz do Iguaçu, cúpulas de Itaipu Binacional e do governo do estado, debateu os últimos detalhes do contrato para a construção da segunda ponte na fronteira com Cidade de Leste.

Há 15 dias o governo federal publicou no Diário Oficial da União o convênio delegando oficialmente a gestão da obra ao governo paranaense. Já os recursos, estimados em R$ 448 milhões, ficaram por conta do lado brasileiro da usina. O mesmo documento prevê que os repasses de Itaipu para o governo sejam definidos por um outro convênio apenas entre as partes: é isto que ainda está sendo definido.

Ontem Ratinho comemorou a nova obra. “Essa estrutura era sonhada pelos paranaenses e paraguaios. A Ponte da Amizade tem meio século de vida e não suporta mais o tráfego. A nova estrutura vai melhorar o sistema modal da região e dará mais segurança”, destacou.

A construção foi anunciada no começo de maio pelos presidentes dos dois países: Mario Abdo Benítez e Jair Bolsonaro. Segundo o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Joaquim Silva e Luna, não há impacto na tarifa de energia.

Projeção de como ficará a nova ponte │ Divulgação / Itaipu
Local onde nova ponte será construída. Foto: Ricardo Bezerra/Itaipu Binacional

Licitação retomada

A obra será feita pelo consórcio Construbase – Paulitec, que ganhou a licitação de julho de 2014. O governo federal devia bancar a ponte, mas a crise impediu os repasses. A previsão de início da obra é no mês que vem.

Aeroporto de Foz do Iguaçu terá voo direto para Bolívia

O aeroporto de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, terá voo direto para Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade paranaense na última sexta-feira (7).

De acordo com a publicação, a boliviana Amaszonas Línea Aérea anunciou a nova rota entre a Terra das Cataratas e o aeroporto boliviano Viru Viru. As operações iniciam a partir do dia 15 de dezembro. A empresa boliviana também terá ligação direta com o Rio de Janeiro.

Os voos devem sair de Santa Cruz de La Sierra às terças, quintas e domingos, sempre às 23h30, e chegam em Foz do Iguaçu às 2h40. O horário inclui fuso de duas horas de diferença com o país vizinho. As partidas do aeroporto iguaçuense serão realizadas segundas, quartas e sextas, a partir das 04h40 com chegada prevista, às 05h50, na Bolívia.

Os dois novos destinos brasileiros serão operados pelo Embraer E190 com capacidade para 112 passageiros. As novas aeronaves adquiridas já fazem parte da renovação da frota comunicada pela Amaszonas. A empresa boliviana mantém rotas com Paraguai, Chile, Uruguai e Peru. A companhia tem parceria de vôos compartilhados com às aéreas GOL, Air Europa e Aerolíneas Argentinas.

As passagens já podem ser adquiridas no site da empresa e nas agências de viagens.

Conforme a prefeitura, os novos voos também vão ampliar a conectividade dos países andinos com Foz do Iguaçu, o que favorecerá imediatamente o aumento na visitação de turistas. De acordo com as estatísticas do Parque Nacional do Iguaçu, no primeiro quadrimestre deste ano, o número de bolivianos que visitaram as Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Maravilhas Mundiais da Natureza, aumentou 51,4% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Com esse crescimento, a Bolívia subiu uma posição em relação ao ano passado e está entre os 20 primeiros países no ranking de visitação a Foz do Iguaçu. Nos quatro primeiros meses de 2019, 3.195 bolivianos estiveram nas Cataratas do Iguaçu, enquanto que no mesmo período de 2018, 2.110 visitantes daquele país passaram pela unidade de conservação.

*Com informações da Prefeitura de Foz do Iguaçu*

Concurso público

IFPR lança concurso público para docentes e técnicos-administrativos

O Instituto Federal do Paraná publicou três editais para a contratação de técnicos administrativos e professores. No total, são 133 vagas em 20 cidades do estado, e os salários vão de 2,4 mil a 10,1 mil.

Ao todo, são 94 vagas para professores e 39 vagas para técnicos, de nível médio e superior. Os editais podem ser conferidos no site do IFPR. As taxas de inscrição variam de acordo com a vaga: R$ 80 para os cargos de técnico em educação de nível médio, R$ 120 para os cargos de técnico em educação de nível superior e R$ 150 para os cargos de docente.

Há vagas, por exemplo, para as unidades do instituto em Assis Chateaubriand, Barracão, Campo Largo, Capanema, Cascavel, Coronel Vivida, Curitiba, Foz do Iguaçu, e outras doze cidades. As provas devem ser aplicadas no dia 4 de agosto em seis municípios do Paraná: Curitiba, Cascavel, Ivaiporã, Londrina, Palmas e Paranavaí.