gastronomia curso

Curso de Gastronomia EAD está entre os mais procurados de 2020

O país tem cerca de dois milhões de matrículas nessa modalidade de ensino a distância (EAD), o que representa 21% do total do ensino superior brasileiro, segundo dados do último Censo de Educação Superior. Nesse cenário, o curso de Gastronomia EAD é um dos mais procurados por estudantes. A formação a distância pode ser feita como graduação, tecnólogo ou pós-graduação.

No curso de Gastronomia EAD, o aluno aprende a dominar a arte da culinária com aulas específicas para trabalhar o conhecimento teórico e prático do aprendiz. O curso de Gastronomia ganhou destaque com a audiência dos talent show de culinária como MasterChef, Bake off Brasil, Que seja Doce, Jogo de Panelas, dentre outros exibidos na TV.

Apesar do mercado em alta, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o curso de Gastronomia EAD. Por isso, fizemos um guia para responder às principais dúvidas de quem pensa em seguir nessa carreira.

Como funciona Gastronomia EAD?

A graduação em Gastronomia EAD dura quatro anos e, ao término do curso, o aluno está habilitado com bacharelado em Gastronomia. Neste curso, estudante aprende matérias voltadas à bioquímica, história da gastronomia, microbiologia e segurança alimentar.

O curso tecnólogo em Gastronomia EAD tem duração de dois anos e oferece disciplinas na área de administração, para o gastrólogo ter autonomia para abrir o próprio negócio, bem como aulas sobre ingredientes e bebidas; elaboração de cardápios; controle de qualidade dos alimentos; gerenciamento de equipe; técnicas de montagem e decoração de pratos; dentre outros.

A pós-graduação em Gastronomia EAD é uma especialização importante para os profissionais aprofundarem os conhecimentos na área, além de atualizarem o currículo para serem mais competitivos no mercado de trabalho.

Bolsas de estudo para Gastronomia EAD

Instituições brasileiras já oferecem cursos de gastronomia a distância com bolsas de estudo de até 70%, a exemplo da Cruzeiro do Sul, Unicesumar e Uniasselvi. Para conseguir basta acessar o site do Educa Mais Brasil, escolher a modalidade do curso, selecionar a região e consultar as bolsas disponíveis para a sua região.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Vitrine Gastronômica terá workshops gratuitos com Chefs de Cozinha em Curitiba

O mercado gastronômico está em alta. No último ano, o setor de alimentação fora de casa movimentou cerca de R$ 230 bilhões segundo pesquisa realizada pelo GS&NPD em 2018. A prévia do primeiro trimestre deste ano apresenta crescimento de 5% se comparado ao mesmo período do ano anterior. Atento à tendência de crescimento, o Centro Europeu, promove na quinta-feira (31), a Vitrine Gastronômica, um evento que aproxima estudantes de gastronomia e público interessado à grandes temas e fornecedores da gastronomia nacional e internacional. Serão 12 horas de programação e workshops abertos ao público.

Entre os temas dos workshops, destacam-se carnes veganas, massas italianas e molhos, cake design, espumantes, novas tecnologias na gastronomia e até aprender como fotografar pratos da melhor maneira (Foto Food Design).

“A nossa ideia é aproximar os alunos do mercado gastronômico e criarmos uma ponte entre profissionais e o processo de aprendizado. As empresas vão apresentar seus produtos e conduzir workshops sobre preparos, tendências e tecnologias voltadas à gastronomia”, comenta o diretor acadêmico Rogério Gobbi.

Segundo Luciano Bartolomeu, diretor-executivo da Abrasel no Paraná, o mercado está crescendo, existe oferta e demanda, mas encontrar mão de obra qualificada é uma dificuldade do setor e esse tipo de evento é uma oportunidade de aperfeiçoamento e relacionamento.

“O mercado muda constantemente devido às alterações nos comportamentos das pessoas. A tecnologia, o delivery e tendências mudam e quem não se adapta acaba ficando para trás. O mercado está sempre se adaptando para não perder os clientes. Por isso quem está em formação precisa conversar com o mercado e essa é oportunidade muito boa”, diz Bartolomeu.

PROGRAMAÇÃO

Um dos destaques da Vitrine Gastronômica é a participação do Presidente da Federazione Italiana Cuochi (FIC — Brasile), Chef Bruno Stippe, presidente e fundador da entidade no Brasil, que conduzirá aulas sobre massas, molhos e refeições italianas.

“O público pode esperar aulas dinâmicas, cheias de conteúdo. Sempre trago atualizações, novidades e o que acontece no mercado da gastronomia italiana diretamente da Itália devido aos congressos e assembleias que participo. O foco é mostrar novas técnicas e ao mesmo tempo mostrar as técnicas tradicionais e que pouca gente coloca em prática. São técnicas para você preparar comida para um italiano, da forma que se come na Itália. As duas aulas-show são para corrigir todos os erros praticados usualmente aqui no Brasil”, comenta.

As atividades são abertas ao público, mas as inscrições são limitadas e estão disponíveis pelo telefone (41) 3324-6669.

09h30 – Carnes Veganas – Chef Iracema Bertoco
10h45 — Massas italianas e molhos – Como prepará-las – Chef Bruno Stippe
14H – Foto Food Design – Chef Washington Silvera e Tania Buchmann
15h30 – Tecnologia e Inovação em Gastronomia
19h – Cake Design & Tendências – Chef Karen Ranalli
19h15 – Espumantes: Método Champenoise – Vinícola Legado
20h15 – O que é uma refeição italiana – Chef Bruno Stippe

Curitiba Restaurant Week começa nesta sexta-feira

Começa nesta sexta-feira (23), a 20ª edição do Curitiba Restaurant Week, tradicional festival gastronômico da cidade. O evento, que completa 10 anos na capital paranaense vai até o dia 15 de Setembro. O tema dessa vez é a “Cozinha Mediterrânea”.

Os restaurantes vão elaborar um menu exclusivo para a Restaurant Week, que será composto por entrada + prato principal + sobremesa, com os valores fixos. O almoço custará R$ 46,90 + R$ 1 de doação para o Hospital Pequeno Príncipe, totalizando R$ 47,90; e no jantar, R$ 58,90 + R$ 1 de doação, somando um total de R$ 59,90.

Ao todo são 45 restaurantes, em que seus respectivos chefs de cozinha são convidados a pensar e expor suas criações, abordando ingredientes frescos, leves e naturais, com os preparos característicos do litoral mediterrâneo.

“Apostaremos na multiplicidade e na filosofia dos povos mediterrâneos, onde comer bem, celebrar o alimento e compartilhar a mesa de forma saudável, com amigos e familiares, fazem parte do estilo de vida”, comenta o idealizador da Restaurant Week no Brasil, Fernando Reis Jr.

Os conhecimentos, práticas e uso culinário de ingredientes que formam a conhecida dieta mediterrânea são reconhecidos internacionalmente. Desde 2013 a dieta consta na lista de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco. “Condimentos e especiarias como peixes, frutos do mar, grãos, oleaginosas, vinho, legumes, regados a azeite serão protagonistas nesta edição do festival”, acrescenta Fernando.

Para saber os restaurantes participantes é só acessar o site do Curitiba Restaurant Week.

*Com informações da assessoria*

1º festival do caldinho garden hambargueria foto divulgação

1º Festival do Caldinho começa nesta semana com preço fixo de R$ 9

A Garden HamBargueria lança nesta semana o 1º Festival do Caldinho. Aproveitando a chegada do inverno e das temperaturas mais baixas, o bar vai oferecer as porções a um preço fixo de R$ 9,00.

O festival começa na próxima terça-feira, dia 23 de julho, e segue até 6 de agosto. Os clientes poderão escolher quatro opções de caldinhos: feijão, slavo, mandioquinha com bacon e caldinho verde.

Todos são servidos em canecas de 300 ml e custam R$ 9 cada.

Quentão e outras opções para esquentar o frio

Além dos caldinhos, a Garden HamBargueria também oferece quatro opções de quentão; eles são vendidos a R$ 9,90.

No cardápio ainda constam hambúrgueres, petiscos, chapas e sobremesas, além de drinques e bebidas promocionais.

Serviço – 1º Festival do Caldinho

  • Local: Garden HamBargueria – Avenida Jaime Reis, 22 – Largo da Ordem.
  • Horário: segunda à quinta, das 17h à 00h; sextas das 17h às 2h, sábados das 11h às 2h e aos domingos das 11h à 00h.

*Com informações de Assessoria de Imprensa

Restaurantes de Curitiba lançam fondue de coxinha

O inverno chegou e o fondue é um dos pratos mais apreciados da estação. Mas você já imaginou experimentar um fondue com coxinha? Isso mesmo, a tradicional coxinha mergulhada no creme de queijo é a novidade da Rua 24 Horas, um dos principais endereços turísticos e gastronômicos de Curitiba. A criação exclusiva dos restaurantes Bávaro Chopperia & Hamburgueria e Pezzo.

O preparo delicioso estará disponível entre os dias 02 e 07 de julho, durante todo o horário de abertura dos empreendimentos, pelo valor de R$ 39,90. A porção é servida com 18 coxinhas (costela, frango e palmito) acompanhadas por fondue de queijo artesanal.

“Unimos duas paixões gastronômicas para criarmos um preparo irresistível. Temos certeza que o Inverno ficará ainda mais saboroso com o nosso fondue de coxinha”, comenta o empresário e criador do preparo, Luiz Breda.

Mercado Municipal de Curitiba recebe Festival Sabores do Pinhão

A partir dessa quarta-feira (26) a segunda edição do Festival Sabores do Pinhão, no Mercado Municipal de Curitiba. Vários restaurantes da capital vão preparar diferentes receitas usando a principal matéria prima paranaense, tudo comercializado em formato feira.

Além das diferentes opções gastronômicas, o evento também vai ocupar a Praça de Convivência do Mercado Municipal onde acontecerão aulas show com chefes de cozinha que vão ensinar a preparar alguns pratos à base de pinhão. Também estão previstas apresentações musicais.

O festival vai até domingo. A entrada é gratuita e a participação da programação também.

Comida di Buteco vai eleger o melhor boteco do Brasil

O concurso Comida di Buteco 2019, em etapa nacional, vai eleger o melhor boteco do Brasil. Agora, entram na disputa apenas os vencedores das 20 cidades participantes, que serão visitados por três jurados, um local e dois de diferentes estados. Eles continuam avaliando os mesmos critérios: petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida.

Em Curitiba, o destaque foi o Schnaps Bar, com pratos como “Ninho de Ossobuco”, um ninho de purê de batata gratinado, recheado com ossobuco em cubos, linguiça Blumenau recheada com provolone a milanesa e ameixa preta envolta por bacon, acompanhado pelo molho especial.

Em 2018, o campeão nacional foi o Buteco Vô Joaquim, de Campinas, que apresentou o petisco “Mineirice Uai”, feito com carne de lata com tutu, couve à mineira e manteiga de garrafa.

As visitas dos jurados do concurso nacional acontecem de 7 a 23/6. A premiação será realizada no dia 15 de julho, no Museu Casa Brasileira na cidade de São Paulo.

D.O.M cai posições em ranking dos melhores restaurantes do mundo

O restaurante D.O.M. perdeu posições no World’s 50 Best, ranking dos melhores restaurantes do mundo eleitos pela revista Restaurant, divulgado nesta terça-feira (18). Ele teve pior a colocação desde 2006, quando apareceu na lista pela primeira vez, em 50° lugar.

Da 30ª posição, no ano passado, ele agora desceu para a 54ª. Esta faixa abrange a segunda metade do ranking -posições de 51 a 120. Os primeiros colocados, de 1 a 50, serão divulgados em uma cerimônia no dia 25 de junho.

Já o Maní, da chef Helena Rizzo, subiu. O restaurante, que ano passado ocupou o 83º lugar, pulou para o 73°.

Dois restaurantes do Rio de Janeiro também estão na lista. Lasai, do chef Rafa Costa e Silva, recuperou a queda dos últimos anos e agora aparece na 74ª posição. A casa era a 100ª da lista em 2018.

O restaurante Oteque, do chef paranaense Alberto Landgraf, ocupou o lugar do concorrente carioca e ficou no 100º lugar. É a primeira vez da casa no raking.

Em 2018, A Casa do Porco, de Jefferson Rueda, estreou logo na 79ª posição, à frente do Maní e do Lasai e, por enquanto, não apareceu na lista.

O guia anual costuma dar o título de melhores do mundo a cem restaurantes. Nesta edição, porém, a premiação vai eleger 120, como uma homenagem ao aniversário de 120 anos da água San Pellegrino, patrocinadora do evento.

feiras de inverno curitiba artesanato gastronomia comidas típicas

Feiras de Inverno de Curitiba começam nesta quarta

As tradicionais Feiras de Inverno das praças Osório e Santos Andrade, no Centro de Curitiba, começam nesta quarta-feira (12). Serão mais de 70 expositores com opções de vestuário, produtos juninos e gastronomia.

Entre os produtos artesanais de inverno, os artesãos apresentam acessórios como cachecol, touca, pijamas e pantufa. Roupas temáticas dos festejos juninos também fazem parte da exposição, assim como artesanatos temáticos do estado.

Entre as comidas típicas, pinhão e quentão não vão faltar. Doces e salgados derivados do milho também fazem parte do cardápio. Além dos pratos juninos, as feiras contarão com opções artesanais e comidas típicas chilenas, mexicanas, bolivianas, polonesas, italianas e japonesas.

Artesãos

A artesã Gracie Bollmann trabalha com tricô e vai expor produtos como toucas e golas de lã. Na barraca dela, esse produtos variam entre R$ 35 e R$ 45. Ela também oferece outros artefatos para a casa com preços variados.

Gracie começou os trabalhos para as feiras de inverno em novembro de 2018.

“Neste ano vou dividir a minha barraca com quatro outras artesãs”, conta. “A gente vai se revezando, uma vende o produto da outra e não fica pesado pra ninguém”, completa.

Vera Lúcia Demo é outra artesã que participará das Feiras de Inverno de Curitiba deste ano. Ela espera superar as vendas da edição anterior, quando expôs pela primeira vez.

Ela é uma costureira com 30 anos de experiência; há 18 anos elas participa da Feira do Largo da Ordem. Ela se programou desde o início do ano para a Feira de Inverno, antecipando a compra dos tecidos que usaria para confeccionar vestidos juninos infantis.

“O preço dos tecidos subiu muito nesses primeiros meses do ano, alguns quase dobraram o valor. A compra antecipada vai impactar no meu lucro”, analisa.

A artesã vai expor os vestidos para crianças de um a 12 anos. As pelas variam de R$ 75 a R$ 180. Vera também venderá coletes infantis, que variam de R$ 25 a R$ 35; para os adultos, as saias coloridas saem por valores entre R$ 60 e R$ 80.

Serviço – Feiras de Inverno

Data: de quarta-feira (12/6) a 13 de julho
Local: Praça Osório e Praça Santos Andrade
Horário: segunda a sábado, das 10h às 20h; domingo, das 14h às 18h

Marca curitibana lança café com tequila

O café é aquela velha bebida produzida a partir dos grãos torrados do fruto do cafeeiro, possivelmente uma das maiores tradições do brasileiro. Pode ser preto, com leite, chantilly, açúcar, às vezes até whisky. Mas o que aconteceria se fosse feito com grãos infusionados em barril de tequila, destilado típico do México muito popular nas noites brasileiras? Pois foi justamente o que Marcelo Frank, fundador da marca de cafés especiais Franck’s Ultra Coffee, inventou na cidade de Curitiba

O café é infusionado ainda em grão em barril de tequila, trazendo o melhor da mistura Brasil-México, resultado em um café único e extremamente saboroso. A ideia surgiu após um pedido especial de uma cervejaria que precisava de um café inspirado no México. “A Cervejaria paulista Augustinus precisava de um café diferente para a produção de uma cerveja Mexican Stout. Então reparamos uma pequena dorna de carvalho, tostada, e deixamos uma infusão de tequila com pimenta preparando, por 4 meses, essa dorna para que absorvesse a bebida por completo”, explica Marcelo Frank. Depois dos quatro meses, o café verde foi adicionado por seis semanas no barril e, posteriormente, torrado.

Para quem quiser experimentar essa grande novidade, a Espresso Station, loja conceito da Franck’s Ultra Coffee na cidade de Curitiba (PR), oferece diversos métodos manuais de extração, entre eles Hario V60, Clever, Chemex, Aeropress, Aram, ROK e French Press. “Existem vários métodos interessantes que ressaltam as características do café, mas os meus favoritos são os métodos de infusão, como a prensa francesa e o Clever”, detalha o especialista.

Já os amantes de cafés especiais que moram fora da capital paranaense podem adquirir os produtos da linha via e-commerce da marca, com entre em todo país, ou em cafeterias e empórios parceiros. No canal, o pacote de 250g é comercializado por R$ 45. “Nossos produtos estão disponíveis em todo Brasil. Além do e-commerce, disponibilizamos nossos cafés para cafeterias e empórios”, comenta Marcelo.