resultado do Sisu, educação. MEC, STJ, Sisu

Resultado do Sisu é liberado pelo MEC após decisão do STJ

O Ministério da Educação (MEC) liberou nesta segunda-feira (28) o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que estava com divulgação suspensa por ordem judicial. As informações foram liberadas depois de decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), também despachada nesta segunda.

Neste semestre, são 237.128 vagas em 128 instituições de ensino superior públicas de todo o país pelo Sisu. Segundo a pasta, mais de 3,4 milhões de inscrições foram realizadas este ano. Quem não for contemplado agora, poderá participar da lista de espera da segunda chamada, entre 29 de janeiro e 4 de fevereiro.

O ministério informou também que estarão abertas hoje à noite as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni). No cronograma inicial, o término para concorrer às bolsas seria na próxima sexta-feira (31). O MEC decidiu prorrogar o prazo por mais um dia, sábado,1º de fevereiro, para que os candidatos tenham tempo suficiente de se inscreverem.

Por meio de nota, a pasta acrescentou que o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) permanece com o cronograma atual, com inscrições de 5 a 12 de fevereiro.

Enem - Fies - redação - redação do Enem - notas

MPF defende manutenção do prazo de inscrição no Sisu com as notas do Enem

Após reunião nesta sexta-feira (24) da 1CCR/MPF (Câmara de Direitos Sociais e Atos Administrativos do Ministério Público Federal), o órgão decidiu reconhecer a regularidade do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), mantendo dessa forma o prazo de inscrição para o processo seletivo.

Dessa forma, o calendário de inscrições do Sisu segue até este domingo (26). Haviam dúvidas da manutenção desse prazo, após 250 representações na Justiça de estudantes insatisfeitos com a forma de correção do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

A Câmara emitiu comunicado com o reconhecimento da regularidade na apuração das notas do Enem ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, e também para o secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Barbosa de Lima Jr, e ao presidente do Inep, Alexandre Lopes.

De acordo com Lopes, nenhum candidato que prestou o Enem foi prejudicado, porque o problema com as notas foi solucionado antes da abertura das inscrições do processo seletivo.

“A questão foi imediatamente resolvida pela equipe técnica do Inep, não se vislumbrando, no momento, prejuízos concretos aos alunos que se submeteram ao Enem, restando agora ao Instituto apurar administrativamente as causas e as responsabilidades pela ocorrência, o que já vem sendo feito pela Procuradoria Federal junto ao Inep”, declarou a subprocuradora-geral da República Célia Regina Souza Delgado.

enem, nota do enem, inep, sisu, prazo sisu, inscrição sisu, correção, governo federal, mec, educação, ministério da educação, weintraub, abraham weintraub, fies, inep

ENEM: notas foram corrigidas e prazo do SISU será ampliado, diz MEC

O ministro da educação Abraham Weintraub afirmou nesta segunda-feira (20) que as notas erradas do ENEM 2019 foram corrigidas. Além disso, informou que o prazo do SISU será prorrogado por mais dois dias. A nota do ENEM também é usada para distribuir as bolsas do FIES por meio do SISU.

Conforme Abraham Weintraub, 95% dos erros na nota do ENEM foram registrados em quatro cidades de Minas Gerais e Bahia. Em um vídeo publicado nas redes sociais, ao lado do presidente do Inep, Alexandre Lopes, o ministro pediu desculpas.

“O problema basicamente aconteceu na hora da impressão, que a máquina pulou, e não na hora de contabilizar a nota”, disse Weintraub.

Assim, o governo de Jair Bolsonaro decidiu ampliar em dois dias o prazo para inscrição no SISU. Os candidatos podem usar a nota do ENEM para concorrer a vagas nas universidades a partir desta terça-feira (21).

No entanto, o prazo agora segue aberto até domingo (26).

“Para quem tiver qualquer problema, a gente esta estendendo [o prazo] em mais dois dias”, completou Abraham Weintraub.

Organizado pelo Inep, o Exame Nacional do Ensino Médio é a principal porta de entrada dos estudantes para o Ensino Superior. A nota do ENEM é utilizada por universidades do Brasil e do exterior para selecionar os aprovados por meio do SISU. Além disso, a nota também define os bolsistas do Fies.

enem, enem 2019, erros, correção enem, bolsonaro, weintraub, jair bolsonaro, abraham weintraub, exame nacional, ensino superior, processo, processos, ações, ação, ações judiciais, estudantes, mec, governo federal prouni sisu mec

Erro nas notas do Enem; MEC promete corrigir o problema

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, informou hoje (18) que foram encontrados quatro casos de inconsistências na correção da segunda prova do exame, cujos resultados foram divulgados ontem (17).

Devido ao erro, alguns alunos relataram nas redes sociais terem sido surpreendidos com notas baixas.

Pelo Twitter, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que até segunda-feira (20) o problema será resolvido e ninguém será prejudicado. Segundo o ministro, o alcance do problema é “muito baixo”.

Houve inconsistência no gabarito de algumas provas do Enem 2019 e, por isso, candidatos foram surpreendidos com os resultados de suas notas. O número é muito baixo. Até segunda-feira, dia 20, tudo será resolvido. Pedimos desculpas aos participantes do exame pelo transtorno.

Reprodução/Twitter

GRÁFICA

Em coletiva de imprensa realizada nesta manhã, em Brasília, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, explicou que o erro foi provocado pela gráfica responsável pela impressão da prova.

Segundo o presidente, o arquivo enviado pela empresa para a Cesgranrio e para a Fundação Getúlio Vargas (FGV), responsáveis pela aplicação da prova, provocou o problema. Dessa forma, no caso de quatro alunos, o gabarito não era da cor da prova feita pelo aluno, fato que provocou erro na correção.

De acordo com Lopes, cerca de 1% dos alunos que fizeram a prova pode ser atingido.

“Nós encontramos até o momento quatro inconsistências de notas. Nós vamos corrigir e continuaremos durante todo o final de semana rodando nossa base de dados para identificar outros possíveis casos de inconsistências”, afirmou.

O Inep colocou à disposicão um endereço de e-mail para que os alunos tirem dúvidas sobre suas notas e possam pedir a verificação de sua situação. O endereço eletrônico é enem2019@inep.gov.br.

enem consulta notas mec

MEC libera notas do Enem 2019; saiba como consultar

Os cerca de 4 milhões de participantes do Enem 2019 já podem conferir seus desempenhos nesta sexta-feira (17).

As notas no exame dão acesso às vagas em universidades federais e a programas como o ProUni (Programa Universidade para Todos) e o Fies (Financiamento Estudantil).

Os estudantes podem consultar o desempenho na prova desde a manhã desta sexta, segundo o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão do MEC (Ministério da Educação).

O acesso às notas é feito pela página do participante ou no aplicativo do Enem.

O acesso exige login com CPF e senha. Para quem esqueceu a senha, o sistema permite recuperá-la -o código cadastrado é enviado para o email do participante.

Os estudantes terão acesso às pontuações da redação (que varia de 0 a 1.000) e de cada uma das quatro áreas do conhecimento da prova: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza e matemática.

Como o Enem é elaborado com a chamada TRI (Teoria da Resposta ao Item), as notas de cada área do exame não refletem apenas a quantidade de itens certos. O desempenho do participante depende também de quais questões foram assinaladas corretamente.

Dessa forma, dois candidatos com o mesmo número de acertos podem ter pontuações diferentes. Acertar questões difíceis e errar fáceis, por exemplo, pode resultar em notas mais baixas.

Para os “treineiros”, aqueles que fizeram a prova e não concluíram o ensino médio em 2019, o boletim individual só será publicado em março de 2020, de acordo com o Inep.

Os participantes não terão ainda o acesso ao espelho de correção das redações, mas somente às notas. Isso deve ocorrer apenas em março.

A pontuação do Enem também pode ser usada nos processos seletivos de instituições de educação superior de Portugal.

O Inep tem acordo interinstitucional com 47 universidades portuguesas. Cada instituição define as regras e os pesos para uso das notas.

PROGRAMAS DO MEC

Os três principais programas do MEC com relação ao ensino superior, e que preveem o uso do Enem, já estão com os cronogramas definidos. Confira:

Sisu (Sistema de Seleção Unificada)
Sistema que concentra as vagas de instituições públicas de ensino superior oferecidas a candidatos participantes do Enem
Inscrições: 21/1 a 24/1
1ª chamada: 28/1
Site: www.sisu.mec.gov.br

ProUni (Programa Universidade Para Todos)
Permite a concessão de bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação em instituições privadas
Inscrições: 28/1 a 31/1
1ª chamada: 4/2
site: siteprouni.mec.gov.br

Fies (Financiamento Estudantil)
O governo financia cursos em instituições privadas
Inscrições: 5/2 a 12/2
1ª chamada: 26/2
Site: fiesselecaoaluno.mec.gov.br

ufpr mec conceito igc universidades paraná

UFPR é a única instituição pública do Paraná com conceito máximo no MEC

A UFPR (Universidade Federal do Paraná) ficou com conceito máximo, 5, na avaliação do MEC (Ministério de Educação). Ela é a única instituição pública do estado a entrar na lista das 42 universidades com melhor nota no IGC (Índice Geral de Cursos) 2018, divulgado ontem (11), justamente quando celebrou 107 anos de história. Além dela, a Faculdade de Tecnologia Inspirar e Faculdade Cristã de Curitiba também tiveram nota máxima.

O indicador, feito pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), vai de 1 a 5. Apenas 42 das 2.052 instituições avaliadas, ou seja, 2% ficaram com nota máxima.

Já as duas universidades privadas do estado tiveram conceito 4. Foi o caso da PUCPR (Pontifícia Universidade Católica) e UP (Universidade Positivo).

ESTADUAIS TAMBÉM VÃO BEM

UEL - Londrina - vestibular 2020 - estudantes
Universidade Estadual de Londrina é das mais bem cotadas. (Divulgação/UEL)

Além da Federal, as outras seis universidades estaduais tiveram um bom resultado.

A UEL (Universidade Estadual de Londrina), UEM (Maringá), UEPG (Ponta Grossa), Unicentro (Centro-Oeste), Unioeste (Oeste do Paraná ) e Norte do Paraná (UENP) tiveram conceito 4, enquanto a UNESPAR (Universidade Estadual do Paraná) ficou com 3. 

O destaque fica para a UEL, que ocupa a 21ª colocação entre as universidades públicas do país. Ou seja, o conceito consolida a universidade de Londrina como a segunda melhor do Paraná.

Por fim, pela primeira vez na história, a UENP alcançou o conceito 4 no IGC.

ICG: O QUE É?

O Índice Geral de Cursos é desenvolvido com base na média das notas dos cursos de graduação e pós-graduação de cada instituição. O indicador é responsável por sintetizar a qualidade de todos os cursos de graduação, mestrado e doutorado da mesma instituição de ensino.

ICG DAS PRINCIPAIS UNIVERSIDADES DO PARANÁ

  • UFPR (Universidade Federal do Paraná): 5
  • PUCPR (Pontifícia Universidade Católica): 4
  • Unicuritiba (Centro Universitário de Curitiba): 4
  • Universidade Positivo: 4
  • UTP (Universidade Tuiuti): 4
  • UTFPR (Universidade Tecnológica Federal): 4
  • Unioeste (Universidade Estadual do Oeste): 4
  • UENP (Universidade Estadual do Norte): 4
  • UEL (Universidade Estadual de Londrina): 4
  • UEM (Universidade Estadual de Maringá): 4
  • UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa): 4
  • Unicentro (Universidade Estadual do Centro-Oeste): 4
  • UNESPAR (Universidade Estadual): 3
  • Faculdade Evangélica do Paraná: 3

Inep divulga nesta quarta-feira gabaritos oficiais do Enem

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulga hoje (13) os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Também serão divulgados os Cadernos de Questões, em todas as suas versões.

No total, serão seis gabaritos para cada dia de aplicação e seis Cadernos de Questões, de acordo com as cores da prova e opções acessíveis. Os participantes podem acessar os gabaritos pelo portal do Inep, na página do Enem ou pelo aplicativo do Enem.

Os participantes deverão ficar atentos para conferir o gabarito relativo à cor de prova que fez em cada domingo de aplicação.

Mesmo com o gabarito em mãos, os participantes ainda não poderão saber qual nota tiraram no exame, isso porque o Enem é corrigido pela chamada Teoria de Resposta ao Item (TRI).

Pela TRI, não há um valor fixo para cada questão. A pontuação varia conforme o percentual de acertos e erros naquele item entre os participantes e também de acordo com o desempenho de cada estudante na prova.

O Enem 2019 foi aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. Cerca de 3,9 milhões de estudantes de todo o país compareceram ao menos em um dia de prova.

Os resultados individuais do Enem 2019 serão divulgados na Página do Participante e no aplicativo do Enem, em janeiro de 2020, a partir de consulta com CPF e senha.

O resultado dos participantes eliminados, segundo o Inep, não será divulgado, mesmo que eles tenham feito o Enem nos dois dias de aplicação. Para os treineiros, que fazem o exame para autoavaliação de conhecimentos, a consulta só será liberada em março do ano que vem.

enem - gabaritos

Gabaritos do Enem serão divulgados no dia 13 de novembro

Os gabaritos do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) serão divulgado no dia 13 de novembro, de acordo com o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Texeira). Os participantes fizeram neste domingo (3) as provas de redação, linguagens e ciências humanas. No dia 10, fazem as provas de matemática e ciências da natureza.

Desde as 18h30 deste domingo, os estudantes já podiam sair dos locais de prova com os Cadernos de Questões do Enem, o que ajuda na hora de conferir os gabaritos.

No dia 13, os participantes poderão acessar os gabaritos pelo portal do Inep ou pelo aplicativo do Enem. No total, são seis gabaritos para cada dia e seis Cadernos de Questões, de acordo com as cores da prova e opções acessíveis.

Segundo o Inep, os candidatos deverão ficar atentos para conferir o gabarito relativo à cor de prova que fez em cada domingo de aplicação.

Mesmo com o gabarito em mãos, não será possível saber a nota final do Enem. Isso por que o sistema de correção da prova, que segue a chamada Teoria de Resposta ao Item (TRI), não atribui um valor fixo para cada questão.

Os resultados individuais do Enem 2019 serão divulgados também na Página do Participante ou no aplicativo do Enem, em data a ser anunciada, a partir de consulta com CPF e senha. A previsão é de que ocorra em janeiro.

De acordo com o Inep, o resultado dos participantes eliminados não será divulgado, mesmo que eles tenham realizado o Enem nos dois dias de aplicação. Para os treineiros, que fazem o exame para autoavaliação de conhecimentos, a consulta só será liberada 60 dias após a divulgação dos resultados.

Enem - vazamento da prova - Pernambuco - Abraham Weintraub

Vazamento da prova do Enem “aparentemente” foi em Pernambuco

O MEC (Ministério da Educação) trabalha com a possibilidade de que o vazamento de uma imagem da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ocorreu em Pernambuco, segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub. Uma foto da prova foi publicada na internet e circula nas redes sociais.

“Isso aparentemente aconteceu em Pernambuco e a gente já está chegando ao nome da pessoa”, disse o ministro em vídeo publicado no Twitter. Segundo ele, o caso está sendo investigado pela Polícia Federal.

Em nota, o Inep confirmou que a imagem é real, mas afirmou que ela foi divulgada após a realização dos procedimentos de segurança, quando os estudantes já estavam todos nas salas de aplicação. Portanto, não haverá prejuízo aos participantes.

“Todos os procedimentos de segurança já haviam sido realizados, a prova já havia sido distribuída para todo mundo e alguém titou uma foto e colocou nas redes. Isso não compromete em nada tudo, segue normal”, disse o ministro.

Pelas regras do exame, é proibido o uso de aparelhos eletrônicos no local de aplicação do Enem, como celulares. Eles devem ser desligados e colocados dentro do envelope porta-objetos que cada candidato recebe. O uso desses objetos leva à eliminação do candidato.

Cerca de 5,1 milhões de candidatos estão inscritos no Enem. Hoje (3), eles fazem provas de redação, linguagens e ciências humanas. No próximo domingo (10), os participantes fazem provas de matemática e ciências da natureza.

dicas, dicas enem, semana, enem 2019, exame, graduação, prouni, sisu, bolsa de estudo, inep, mec, psicóloga, nervosismo, ansiedade, graduação, ensino superior

Dicas Enem 2019: psicóloga orienta candidato a driblar a ansiedade

Chegou o momento de relaxar. A recomendação pode parecer estranha na semana mais importante para os candidatos do Enem 2019, mas é uma das dicas mais importantes. No entanto, é preciso, sim, reduzir a pressão para cérebro e fazer escolhas que promovam maior descanso para o cérebro. Atualmente, o Enem faz parte do calendário de estudos de quem deseja cursar uma faculdade porque, ao conseguir uma boa pontuação na prova, é possível realizar o sonho de ingressar em um curso de graduação. Por isso, a concorrência é grande.

Com a aproximação das provas, é comum sentir nervosismo e, até mesmo, ansiedade, já que o resultado do rendimento na avaliação pode decidir o futuro do estudante. No entanto, sintomas aparentemente simples como agitação e dor de barriga indicam que o corpo precisa de descanso. Por isso, a psicóloga e docente do curso de Psicologia da Universidade Cruzeiro do Sul, Ksdy Sousa, dá algumas dicas. Ela defende que, antes da prova, o ócio é mais importante do que a revisão. “Geralmente, recomenda-se que dois dias antes da prova nada seja feito referente a isso, pois pode gerar mais ansiedade e o cérebro não irá registrar muita coisa. Talvez durante a semana possa ser feito, mas dois ou três dias antes da prova, não”.

A profissional alerta também que ter um bom sono é fundamental na semana final, pois ajuda o organismo a repor as energias e ter uma boa memória. “Uma boa noite de sono ajuda na tomada de decisão e concentração. Se você dormir bem você irá ter melhores decisões e mais clareza nas escolhas das respostas, melhorando o raciocínio e a atenção”, ressalta a psicóloga.

Expectativa pós-Enem 2019: quais são as dicas para lidar com a ansiedade?

Após fazer a prova do Enem, a ansiedade é pelo resultado individual, que deverá ser divulgado em janeiro de 2020, conforme cronograma do Ministério da Educação (MEC). Nesse meio tempo entre a realização e o resultado, o melhor a se fazer é relaxar e esquecer a avaliação. Inclusive, especialistas recomendam que a família oriente o estudante a descansar.

Ao ter acesso ao seu desempenho, o candidato pode usar a nota do Enem 2019 para ingressar em universidades públicas através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), conseguir uma bolsa para universidade particular pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) ou concorrer a uma vaga em uma universidade portuguesa. Há também a opção de estudar no Brasil em uma das milhares de instituições parcerias do Educa Mais Brasil. O maior programa de inclusão educacional do Brasil disponibiliza bolsa de estudo com até 70% de desconto.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil