ministro ricardo salles meio ambiente repouso

Ministro Ricardo Salles recebe alta, terá repouso de cinco dias e agradece apoio

O ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, teve alta do HFA (Hospital das Forças Armadas), em Brasília, ainda nesta quarta-feira (28). Ele foi internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), mas, conforme o boletim médico (leia abaixo), o episódio se tratou de um mal-estar.

Com a realização dos exames, os médicos determinaram que o ministro fique de repouso, ou seja, afaste-se das suas funções, pelo prazo de cinco dias.

Salles participaria de uma cerimônia organizada pelas Forças Armadas na manhã desta quarta. Contudo, segundo o Ministério da Defesa, o evento acabou sendo adiado.

Nesta tarde, ele postou um vídeo no Twitter para agradecer as mensagens. “Muito obrigado pelas mensagens, orações e carinho. Também agradecer ao corpo médico do HFA, que prestou um grande atendimento. Tenho certeza que vai ficar tudo bem”, disse em parte da gravação.

MAL-ESTAR DO MINISTRO

De acordo com o boletim médico, o ministro Ricardo Salles “encontrava-se assintomático” quando foi encaminhado ao hospital.

Leia o boletim médico na íntegra:

“O Se. Ministro foi admitido no setor de emergência deste Hospital, em decorrência de um mal-estar ocorrido na noite de ontem. A equipe assistente optou por realizar alguns exames complementares, que foram efetivados durante breve internação. Cabe informar que os resultados desses exames foram normais e que o sr. Ministro recebeu alta hospitalar na tarde de hoje com recomendação de repouso pelo prazo de cinco dias”.

Adolescente que esfaqueou professor será internado

O adolescente de 14 anos que esfaqueou o próprio professor dentro da sala de aula será transferido nesta quarta-feira (24) para um Centro de Socioeducação (Cense). O caso aconteceu na tarde desta terça-feira (23), na Escola Estadual Antônio Franco da Costa, em Formosa de Oeste, na região Oeste do Paraná. O garoto esfaqueou o professor de português depois de um desentendimento e depois fugiu. O adolescente foi encontrado cerca de uma hora depois, pela Polícia Militar (PM-PR), e levado apreendido até a delegacia da Polícia Civil (PC-PR).

O investigador Vidal, de Formosa do Oeste, conta que o garoto já recebia acompanhando psicológico há algum tempo e que tem um histórico de problemas na escola. Segundo a mãe do garoto, a condição dele também fazia com que ele fosse pressionado por colegas e professores.

Com dificuldades de concentração, o jovem entrou em atrito com professor de português. A relação entre os dois foi piorando até o dia do ataque. “Nesse dia ele pegou uma faca normal da casa, que já estava sem serra e acabou levando para a escola. E na aula de português, ele acabou se desentendendo com o professor, que acabou sendo ferido. A faca pegou na perna dele e deu bastante sangramento. Ele foi levado para ser atendido na UPA em Cascavel”, conta o investigar.

O professor não corre risco de morrer. Em nota, a Secretaria da Educação do Paraná informou que tomou conhecimento da situação durante a tarde de ontem (23) e que a direção do colégio “tomou todas as medidas necessárias imediatamente”. Entre as ações está a convocação do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Assis Chateaubriand, da Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), da polícia e do Conselho Tutelar.

Ainda por meio da nota, a Secretaria da Educação afirma que lamenta o ocorrido e que “acompanha o caso por meio do NRE e da Ouvidoria, que prestam apoio e orientações ao professor, aos funcionários da escola, aos pais e aos alunos”. O caso e as circunstâncias do ocorrido serão apurados pela Polícia Civil.

Pelé é internado novamente logo após retorno ao Brasil

No mesmo dia em que retornou ao Brasil, Pelé foi internado mais uma vez. O ex-jogador deu entrada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesta terça-feira (9), pouco tempo depois de ter desembarcado no aeroporto de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo.

No boletim médico assinado pelos médicos Fabio Nasri e Gustavo Caserta Lemos, o estado de saúde de Pelé é descrito como “bom”. Ele foi submetido a exames admissionais, segundo a nota.

>>> Argentina e Colômbia vão sediar Copa América de 2020

>>> Depois de passar pelo Boca, Athletico recebe o Tolima na Arena; veja onde assistir

Pelé ficou cinco noites internado no Hospital Americano, em Paris (FRA), por causa de uma infecção urinária. O ex-jogador sentiu febre durante o encontro com Kylian Mbappé na última quarta-feira (3) e foi rapidamente levado ao hospital.

No momento em que recebeu alta do hospital francês, Pelé revelou ter sido submetido a um procedimento cirúrgico.

“Enquanto eu estava aqui em Paris, eu sofri uma severa infecção urinária que requisitou assistência médica e cirúrgica emergencialmente. Mas, graças ao grande carinho do time de médicos do American Hospital of Paris, eu estou pronto para viajar para casa”, disse, em nota.

Ao desembarcar no Brasil, Pelé agradeceu o apoio recebido durante a internação e disse que tudo correu bem.

“Quero aproveitar essa oportunidade para (agradecer) a todos os brasileiros, aquele que ligaram para o hospital, que ligaram e desejaram meu pronto restabelecimento, muita gente que fazia prece. Graças a Deus foi tudo bem, estou aqui e viva nosso Brasil.”

A saúde de Pelé tem sido motivo de preocupação nos últimos anos. Além das duas infecções urinárias (2014 e 2019), ele fez operações na coluna (2015) e no quadril (2012 e 2016), o que atrapalha sua mobilidade.

Cães esperam na entrada de hospital por dono internado

Seis cães de um morador de rua de Cianorte, no noroeste do Paraná, passaram um dia inteiro em frente ao hospital Santa Casa à espera do dono que estava internado. O homem, chamado Luiz, deu entrada no hospital na quarta-feira (2) com um princípio de acidente vascular cerebral (AVC). Ele permaneceu internado até a manhã desta quinta-feira (3).

Durante todo o período, os cachorros não deixaram a porta de entrada da unidade de saúde. O caso ganhou repercussão após voluntários da ONG Amigos de Patas fazerem fotos e postarem em sua página no Facebook.

De acordo com a ONG, Luiz é morador de rua há 20 anos, por opção, e tem os animaizinhos como sua família. “Ele convive com seus amigos de patas e os trata muito bem, reparte tudo com eles”, diz na publicação.

Luiz e os cachorros foram acolhidos em uma residência familiar de um voluntário. O morador de rua tem recebido suporte para se alimentar e tomar banho. Os cãezinhos, que são castrados, vacinados e chipados, também estão sendo cuidados.

Greca é internado às pressas e passa por cirurgia

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN) está internado desde a noite de sexta-feira, no Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba, após ter apresentado sintomas de febre e indisposição alimentar. De acordo com boletim médico divulgado por sua assessoria na manhã deste sábado, o prefeito foi submetido a uma cirurgia de emergência para a restauração do intestino delgado e a retirada de uma hérnia.

Segundo o boletim, parte do intestino delgado do prefeito havia sido perfurada e um hérnia estava inflamada. A cirurgia, que durou 3 horas, foi bem sucedida, mas não há previsão de alta.

É a segunda vez, em dois anos de mandato, que Greca precisa ser internado. Em 2017, logo após tomar posse, o prefeito precisou ficar hospitalizado por uma semana por conta de uma tromboembolia pulmonar.

Bolsonaro não deve ter alta nesta sexta-feira

O candidato à Presidência do PSL, Jair Bolsonaro, internado há 20 dias no Albert Einstein em São Paulo, não deverá sair amanhã (28) do hospital, como chegou a ser cogitado por seus correligionários.

A Agência Brasil apurou que até a noite desta quinta-feira (27) a Polícia Federal (PF), responsável por sua segurança, não havia organizado esquema para acompanhar nesta sexta-feira um eventual deslocamento  do candidato. O partido de Bolsonaro chegou a divulgar extraoficialmente que ele viajaria amanhã para o Rio de Janeiro.

Os médicos Antônio Luiz Macedo e Leandro Echenique assinaram um único boletim, às 16h desta quinta-feira, em que afirmaram que os exames laboratoriais de Jair Bolsonaro estavam “estáveis” e ele continuava com boa evolução clínica, sem dor ou febre. Questionados pela Agência Brasil sobre rumores, publicados às 16h55 por alguns órgãos de imprensa, de que Bolsonaro estaria com infecção bacteriana, assessores do hospital limitaram-se a dizer que “o Einstein nunca afirmou que Bolsonaro receberia alta nesta sexta-feira”. Nenhum novo boletim, confirmando ou negando a suposta infecção, foi publicado pelo hospital.

Jair Bolsonaro foi esfaqueado em 6 de setembro, durante ato público em Juiz de Fora (MG), por Adélio Bispo – detido em flagrante e levado para o presídio federal de Campo Grande (MS). Neste período, Jair Bolsonaro, que chegou ao hospital em choque devido a uma hemorragia interna, já sofreu duas cirurgias de emergência no intestino e terá de passar por uma mais completa daqui a cerca de dois meses.