Google - marcas - internet - atalho

Google libera domínio .new para marcas criarem atalhos na internet

Google liberou o domínio .new -um identificador ligado ao endereço de um site- para marcas que queiram criar atalhos para seus serviços na internet. Até então, a função era restrita apenas a utilidades da empresa.

O domínio .new permite que usuários criem um novo documento no Google Docs digitando apenas docs.new na barra do endereço do navegador, por exemplo. Também podem gerar um novo evento no calendário do Google ao escrever cal.new.

Até 14 de janeiro de 2020, marcas com registro na internet poderão solicitar ao Google o link.new para seus produtos. Spotify, Medium e Bitly estão entre as primeiras empresas que já aderiram ao recurso.

Agora, ao escrever playlist.new, usuários são direcionados a uma página que cria uma nova lista de músicas do Spotify. Ao escreverem story.new, caem em uma nova história do Medium.

A partir de 2 de dezembro, qualquer pessoa física também poderá solicitar um domínio .new durante o período de registro limitado do Google.

O Google solicitou o domínio à Icann, organização responsável por atribuir endereços na internet, em 2012 e obteve a autorização em 2014. A empresa impôs uma série de regras aos parceiros.

A navegação para uma página .new deverá levar o usuário diretamente a uma nova tarefa, seja um um texto, uma atividade ou uma playlist.

“Navegação ou redirecionamento para uma site ou outra página que exija passos adicionais ou cliques para iniciar a ação não estarão em conformidade com a política”, diz a empresa. A exceção só será permitida para serviços que dependam do login do usuário.

“Depois de completar a inscrição ou qualquer outra autenticação, o usuário deve ser levado diretamente ao link da criação.”

Para especialistas, o movimento de abrir a possibilidade a outras empresas é uma estratégia de longo prazo e uma forma de preservar a identificação de serviços, aplicações e conteúdos a um nome de domínio que os represente. Os concorrentes do Google, como Facebook -a quem pertence as redes Instagram e WhatsApp-, só organizam conteúdos, pessoas e serviços por meio da busca.

Ainda segundo especialistas, com marcas populares aderindo ao domínio, o Google indiretamente incentiva outras empresas a adotarem o recurso, o que também pode ampliar a base de coleta de dados da empresa.

Summit Sebrae apresenta soluções para empreendedores

O Summit Sebrae 2019, que acontece nos próximos dias 9 e 10 de outubro, na Expo Unimed, em Curitiba, será uma oportunidade para que os empreendedores possam desenvolver diversas capacidades e habilidades para os seus negócios.

No espaço Sebrae Lab, eles poderão participar de oficinas de 10 a 15 minutos sobre a metodologia Business ModelYou, como elaborar um pitch, Design Thinking, mapa de personas, mapa de empatia e jornada do usuário. São ferramentas imprescindíveis para quem busca se diferenciar no mercado, com propostas inovadoras de negócios.

As oficinas, lideradas pelos consultores do Sebrae/PR, serão realizadas com metodologias ágeis que têm como pano de fundo a criatividade, a inovação e trazem benefícios para os processos da própria empresa e para a relação com os outros envolvidos no negócio.

“A construção da jornada do usuário, por exemplo, é focada nas necessidades dos clientes, fornecedores e colaboradores e no entendimento do que eles buscam com a empresa. Já metodologias como o Design Thinking buscam colaborar para o desenvolvimento de soluções que levam em conta a perspectiva humana. O objetivo é resolver os problemas desse caminho”, afirma o consultor responsável pelo espaço, Ray Ramalhos.

Ramalhos explica que o objetivo do espaço no Summit Sebrae é engajar os participantes e levar a eles resultados práticos ao final de cada uma das oficinas. “A ideia é que eles saiam da oficina de jornada do usuário já com isso mapeado para o seu negócio ou da oficina de pitch com algo já estruturado. Temos outros empreendedores que já realizaram oficinas com a utilização dessas metodologias e tiveram resultados efetivos para seus negócios”, explica.

O espaço é baseado no projeto Sebrae On Lab, o laboratório de criação de soluções do Sebrae/PR que estimula a cultura de inovação, materializa ideias e projetos que promovam a melhoria de processos e a oferta de produtos e serviços aos clientes, colocando-os como atores no processo.

Uma das empreendedoras que já aplicou essas metodologias em seu negócio foi Vanessa Romankiv, que possui uma empresa de desenvolvimento de softwares. Ela participou do programa Sebrae Mulher de Negócios e aprendeu mais sobre design Sprint, que trata da gestão e execução ágil de projetos para a criação de novos produtos ou serviços. Segundo Vanessa os conhecimentos a ajudaram na evolução de seu negócio e hoje ela pensa em expandir a empresa.

“Eu já tinha trabalhado com as metodologias, mas, com o apoio do Sebrae, consegui dar um maior direcionamento. Aprendi a aplicar os conhecimentos no negócio, aprimorando processos e a gestão e isso me trouxe diversos benefícios. Além da questão profissional, as metodologias me ajudaram inclusive com a vida pessoal, na conciliação do trabalho com a maternidade”, relata.

Outros destaques

No espaço Arena do Conhecimento, serão realizadas 10 palestras com nomes de alcance nacional e internacional relacionadas a gestão, inovação e mercado. Entre alguns dos confirmados estão os CEOs do Rock in Rio, Luiz Justo; da Loggi, Arthur Debert; da Hi Technology, Marcus Figueiredo; e Sandra Costa, vice-presidente do Conselho de Administração do Grupo Sabin.

Já o espaço Arena de Negócios receberá 12 palcos simultâneos com apresentações de pitches de consultores com temáticas relacionadas a inovação, tecnologias e modelos de negócios inovadores, como transformação digital, Internet das Coisas, inteligência Artificial, Blockchain, Energias Renováveis, Marketing Digital, entre outros. Além disso, mais de 90 empresas participantes dos programas do Sebrae também vão expor suas soluções ao público.

Summit Sebrae 2019

Data: 9 e 10 de outubro de 2019

Local: ExpoUnimed Curitiba (Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido – Curitiba/PR)

Horário: das 13 horas às 19h30 (dia 9) e das 8 às 17 horas (dia 10)

Ingressos: www.summitsebrae.com.br

sebrae

Summit Sebrae 2019 traz grandes nomes do empreendedorismo ao Paraná

O Summit Sebrae 2019, maior evento de empreendedorismo do Paraná, acontece em Curitiba nos dias 9 de 10 de outubro. O evento deve receber mais de 1,5 mil pessoas no ExpoUnimed e tem a proposta de proporcionar um ambiente qualificado que colabore para o desenvolvimento de negócios de alto crescimento. Além disso, ainda é possível fazer networking para alavancar a carreira de empreendedores de todo o estado.

“O Summit é um evento de grande importância para todos os tipos de empreendedores porque traz um ambiente único que permite ter acesso a um conteúdo de grande qualidade e contato com nomes importantes para o mercado. O participante sai transformado ao final do evento e com muito mais elementos para fazer o seu negócio decolar”, afirma o diretor de operações do Sebrae/PR, Julio Agostini.

No espaço Arena do Conhecimento serão realizadas 10 palestras com nomes de alcance nacional e internacional relacionadas a gestão, inovação e mercado. Entre alguns dos confirmados estão o CEO do Rock in Rio, Luiz Justo, o CEO da Loggi, Arthur Debert, o CEO da Hi Technology, Marcus Figueiredo e Sandra Costa, vice-presidente do Conselho de Administração do Grupo Sabin.

Já o espaço Arena de Negócios receberá 12 palcos simultâneos com apresentações de pitches de consultores com temáticas relacionadas à inovação, tecnologias e modelos de negócios inovadores, como transformação digital, Internet das Coisas, inteligência Artificial, Blockchain, Energias Renováveis, Marketing Digital, entre outros. Além disso, mais de 90 empresas participantes dos programas do Sebrae também vão expor suas soluções ao público. Os executivos ainda terão um local destinado para encontros de negócios e networking, além do espaço Sebrae Lab, destinado a oficinas criativas e ensino de metodologias ágeis.

Outro diferencial do Summit será a utilização do aplicativo Meu Sebrae. Além de oferecer todas as informações em tempo real sobre o evento e receber conteúdos exclusivos, também será possível, por meio da ferramenta “Achei”, fazer conexões, dar “matches” com clientes, fornecedores e parceiros e agendar encontros. Para isso, o empreendedor responde a algumas perguntas sobre as soluções oferecidas e seus interesses para ter acesso a informações sobre outros participantes e empresas presentes com interesses semelhantes.

Os ingressos podem ser adquiridos por meio do site.        

Summit Sebrae 2019

Data: 9 e 10 de outubro de 2019

Local: ExpoUnimed Curitiba (Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido – Curitiba/PR)

Horário: das 13 horas às 19h30 (dia 9) e das 8 às 17 horas (dia 10)

Ingressos: www.summitsebrae.com.br

negócio

Empreendedorismo na faculdade incentiva jovens a desenvolverem seus próprios negócios

Os jovens estão cada vez mais empreendedores. Um estudo realizado pelo Sebrae com diversos jovens confirma o que se vê na prática. No levantamento divulgado em janeiro deste ano, um em cada três empresários revelaram já ter algum tipo de pensamento empreendedor antes de completar 18 anos. Para o sonho se tornar negócio, é fundamental a busca por capacitação constante, referências e um ter um bom networking.

Conforme a análise, para os jovens a maior motivação para a abertura de um negócio é a busca pela realização pessoal. Esse público pode contar com o auxílio do Sebrae, Confederação Nacional da Industrias e também das faculdades. Na Unijorge, através do Núcleo de Práticas Empreendedoras (NPE), é possível aprender e montar um empreendimento durante a graduação.

O coordenador do curso de administração da instituição, Constantino Oliveira, explica que são desenvolvidas diversas atividades durante o semestre em parceria com Sebrae. “A principal função é difundir a parte de espírito empreendedor nos alunos através de cursos e palestras e dos profissionais que convidamos para fazer mentoria. Isso porque o empreendedorismo é para todas as pessoas: um advogado que vai abrir o seu escritório, um médico que vai abrir o seu consultório. São profissionais que estão empreendendo de alguma forma”, contextualiza o acadêmico.

O projeto interdisciplinar sobre empreendedorismo na faculdade surgiu por conta do novo estilo do jovem que está mais preocupado com seu propósito de vida pessoal e também social do que fazer carreira em empresa de terceiros. “Os jovens querem crescer rápido, ver os seus sonhos se realizarem, seus produtos e serviços sendo utilizados por várias pessoas e, ao mesmo tempo, sabem usar a tecnologia que tem mudado fortemente essa percepção do que você pode ou não fazer”, analisa Constantino Oliveira.

Empreender Sonhos

O estudante do 6º semestre de Publicidade e Propaganda, Maiko Novais, 22 anos, participou do projeto “Empreender Sonhos” desenvolvido pela Unijorge e criou junto com seu grupo uma produtora audiovisual, a Caram Filmes. Foi durante as aulas de Produção de Rádio, TV e Cinema que surgiu a ideia de fazer um coletivo audiovisual. “Tínhamos essa paixão pelo audiovisual em comum. Então, resolvemos experimentar, investir, buscar referências para criar o nosso projeto audiovisual. Até que cresceu tanto que sentimos a necessidade de buscar nos profissionalizar mais e agregar experiências para transformar o projeto em uma produtora”, conta o estudante.

Maiko já nasceu com alma empreendedora. Antes do projeto interdisciplinar, já tinha participado de outros projetos, como uma companhia de teatro. Para ele, ter um negócio próprio é um desejo antigo que a faculdade ajudou a tornar realidade. “Um dos incentivos do projeto interdisciplinar é que você pode exercitar a inovação e a criatividade para desenvolver seu negócio”.

Para quem pensa em entrar para o mundo do empreendedorismo, o professor Constantino Oliveira dá algumas dicas fundamentais. Tudo começa com um propósito bem definido, assim fica mais fácil identificar possíveis caminhos. O passo seguinte é traçar um plano para alcançar este objetivo; se atualizar para conhecer bem os métodos, o produto ou serviço, identificar o mercado; fazer networking com outros empreendedores para conhecer a história e as dificuldades que já passaram ao montar suas empresas; estar de olhos e ouvidos abertos para oportunidades e – muito importante – saber receber críticas. “Além de entender que a queda é importante e o erro é fundamental para construir novos caminhos”, conclui Oliveira.

Agência Educa Mais Brasil

Curitiba

Curitiba entra no pódio dos destinos de negócios mais buscados do Brasil

Curitiba é a terceira cidade do Brasil mais procurada por estrangeiros para turismo de negócios, perdendo apenas para São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente. O dado foi divulgado na última terça-feira (11), em pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo e a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Em relação ao ano passado, Porto Alegre estava na frente da capital paranaense, mas acabou ficando na quarta posição deste ano.

Segundo o estudo, 95,9% dos visitantes para negócios chegam a Curitiba por via aérea e apenas 4,1% por via terrestre.

A presidente do Instituto Municipal de Turismo, Tatiane Turra, acredita que os números sejam um reconhecimento ao trabalho feito. “Temos várias ações para impulsionar o turismo de negócios e eventos e os números revelam que estamos no caminho certo”, comenta.

Curitiba conta com uma excelente infraestrutura para eventos com espaços para até sete mil pessoas, hotelaria de qualidade com 20 mil leitos, além de uma extensa e variada oferta gastronômica, atrativos turísticos, e ainda incentivo fiscal para atrair novos parceiros.

OUTROS DADOS

A pesquisa também revelou que a maioria dos turistas vem da América do Sul (61,2), seguido pelos europeus (22,1%) e norte-americanos (10,4%). O perfil dos latino-americanos também é diferente: passam menos dias e gastam menos. Italianos, portugueses e espanhóis desembolsam três vezes mais que os sul-americanos.

A satisfação dos turistas também foi comprovada. 87,7% dos entrevistados afirmaram que a experiência no Brasil superou ou atendeu as expectativas. A hospitalidade (97,9%) ainda teve uma avaliação melhor que alojamento (96,7%), gastronomia (95,9%) e restaurantes (95,8%).

tinder

“Tinder do Empreendedor”: conheça a novidade do Sebrae

Novo recurso do aplicativo “Meu SEBRAE”, o “Achei” pode ser chamado de Tinder do Empreendedor. A diferença para o aplicativo de relacionamento é que o objetivo é conectar micro e pequenas empresas interessadas em uma relação comercial.

Gratuita e disponível para Android e IOS, a ferramenta pode ser usada para qualquer um que tenha um CNPJ ativo e que já tenha cadastro no app “Meu SEBRAE” – hoje já são 17 mil usuários ativos.

É necessário preencher seu cadastro com informações básicas do negócio e personalizar o perfil, incluindo fotos da empresa e/ou dos produtos e serviços ofertados. Ou seja, quanto mais você trabalhar no perfil, mais chances de ter um “match”.

“A parte mais importante é inserir o que você procura e o que você oferece. O aplicativo trabalha com TAGs, que são palavras-chave que identificam as afinidades. É assim que o algoritmo vai sugerir as combinações”, explica Luciano Renan, consultor do Sebrae/PR.

Segundo ele, o Tinder do Empreendedor não restringe a visualização dos outros usuários por cidade. A localização se tornará um critério para a definição de afinidade somente depois de uma base de informações estabelecida e um número de empresas cadastradas no app.

Outro diferencial é que a plataforma guarda o histórico dos perfis já vistos. Ou seja, mesmo que a pessoa dê um “dislike”, é possível voltar atrás e rever o perfil.

LIMITES PROFISSIONAIS

A ferramenta foi feita para ser estritamente profissional, impedindo que os usuários usem o “Achei” para interesses pessoais. “Existe uma política de uso. Se houver qualquer problema, o usuário pode acionar o Sebrae/PR para que possamos tomar medidas a respeito”, finalizou Renan.

LEIA TAMBÉM:

Em quatro meses, pequenos negócios criam quase 300 mil novos empregos

Os pequenos negócios voltaram a responder pela geração de novos empregos no mês de abril. Segundo levantamento feito pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa (Sebrae), baseado nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, esse segmento gerou, no mês passado, 93,7 mil postos de trabalho formais. O saldo foi quase três vezes maior que o gerado pelas média e grandes empresas e representou 72,3% do total de empregos gerados no país no mesmo período, que foi de 129,6 mil.

No acumulado dos primeiros quatro meses do ano, os pequenos negócios abriram quase 300 mil novos empregos. As médias e grandes empresas (MGE) criaram apenas 20,3 mil novas vagas. Entretanto, o saldo de postos de trabalho gerados pelas micro e pequenas empresas (MPE), no primeiro quadrimestre deste ano, ainda está 14,4% abaixo do saldo gerado por elas no mesmo período do ano passado.

“A recuperação do emprego passa pela retomada da economia, que depende diretamente da retomada da confiança de investidores, da aprovação das reformas no Congresso Nacional”, analisa o presidente do Sebrae, Carlos Melles. “Os números mostram que o empreendedorismo está no sangue do povo brasileiro. Foram os pequenos negócios os grandes responsáveis pelo grande número de abertura de vagas no mercado de trabalho. E isso mesmo em tempos difíceis economicamente”, acrescenta.

Serviços

O levantamento do Sebrae apontou ainda que nos primeiros quatro meses do ano, as MPEs do setor de Serviços capitanearam a geração de empregos, com um saldo de 193 mil novos postos de trabalho, 69% do total de empregos gerados no período de 2019. As MPEs que atuam no comércio, porém, ainda continuam a registrar saldos negativos de vagas de trabalho no acumulado de 2019, o que significa que demitiram mais do que contrataram. Mesmo assim, ainda geraram 10,6 mil postos no mês passado.

Em todos os setores, as MPEs registraram saldos positivos de empregos gerados no mês de abril de 2019, mas foram os pequenos negócios do setor de Serviços que puxaram a geração de empregos, criando mais de 55 mil postos de trabalho, 3,6 vezes mais do que as MPEs da construção civil, segundo setor em que as micro e pequenas empresas mais empregaram nesse mês. Pelo levantamento, as médias e grandes empresas tiveram uma queda de 1.057 postos de trabalho neste segmento, enquanto os pequenos negócios abriram 15,1 mil vagas.

Estados

As micro e pequenas empresas do estado de São Paulo lideraram a geração de empregos no país em abril deste ano, respondendo pela criação de 29,3 mil postos de trabalho e foram acompanhadas pelas MPEs de Minas Gerais, com 14,7 mil empregos. Com isso, as MPEs da região Sudeste foram as que mais geraram postos de trabalho neste mês no país (52,9 mil empregos), seguidas pelos pequenos negócios da região Nordeste, que responderam pela geração de 17,8 mil empregos. Praticamente todos os estados do país tiveram saldo positivo, com exceção ao Rio Grande do Sul, que registrou mais demissões que contratações no segmento.

Maior evento gratuito de negócios do Paraná acontece nesta quinta-feira

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK Paraná) promove nesta quinta-feira (23), a partir das 18h, a 2ª edição do AHK Business Night, no Clube Curitibano – Sede Concórdia, em Curitiba. Neste ano, o maior evento gratuito de negócios e networking do Paraná contará com 17 estandes em exposição.

O evento é uma excelente oportunidade para os empresários darem visibilidade às suas marcas. “No ano passado, o Business Night reuniu 170 empresas do Paraná, que puderam fazer contato durante a visitação, trocar cartões e conhecer de perto produtos, soluções e serviços de companhias de diferentes segmentos de mercado”, relata a gerente regional da AHK Paraná, Christina Mathias.

De acordo com o diretor da entidade, Andreas Hoffrichter, esta será uma excelente possibilidade que as empresas terão de se apresentar à indústria paranaense, por meio do acesso direto às empresas associadas à AHK Paraná. É uma forma de ampliar a rede de contatos e, quem sabe, iniciar negociações”, afirma.

O estímulo aos negócios e à economia paranaense estão entre os pilares de atuação da Câmara, que é considerada pelos associados uma das mais atuantes do Paraná e, até mesmo, do Brasil. Hoje, o quadro associativo da entidade é composto por mais de 200 empresas, incluindo as principais multinacionais alemãs do Paraná.

Além da área de visitação, outra atração programada para a noite de negócios é a palestra “Sintonia com o Sucesso Empresarial”, de Alexander Baer, com a participação da Orquestra Sinfônica de Curitiba e do maestro Carlos Domingues.

Para mais informações e inscrições: (41) 3323-5958.

“Oportunidades e riscos para o seu negócio em 2019” é tema de palestra em Curitiba

No dia 03 de dezembro, Curitiba (PR) recebe o evento “Oportunidades e riscos para negócios em 2019”. O Meeting Negócios e Economia reunirá quatro grandes nomes do mercado econômico e financeiro para falar sobre as perspectivas do mercado em 2019 e os seus impactos nos negócios.

O economista especialista em derivativos e instrumentos financeiros, Guilherme Mei Carrasco; o Cônsul Britânico Honorário do Paraná e colunista da Master Investor, FinancierWorldwide e Startupi, Adam Paul Patterson; o economista especializado em Fusões e Aquisições e com experiência na Fusion Investimentos nos EUA e no setor Financial Planning & Analysis da University of California, Henrique Tarasiuk; bem como o sócio fundador da 4trader Investimentos, Carlos Eduardo Guimarães, serão os palestrantes do evento.

Mara Denise Poffo Wilhelm, sócia da Wilhelm & Niels Advogados Associados, – uma das empresas apoiadoras – explica que um dos motivos para apoiar esse evento é o de propiciar informações aos empresários do mais alto nível, que visam melhorar seus negócios, pois “o evento tem como objetivo compartilhar ideias e visões de negócios em relação ao mercado financeiro, bem como conectar os empresários de variados ramos, transformando, assim, o bate-papo em uma experiência completa em aprendizagem e inovação”.

Entre os temas debatidos no evento, destacam-se: visão global do mercado financeiro, reflexos da economia nos negócios, oportunidades de desenvolvimento, fusões e aquisições, visões e táticas de investimento.

Os ingressos são limitados. Mais informações pelo site https://meetingne.com/.

Apoiadores

O evento conta com o apoio das seguintes empresas: Wilhelm & Niels Advogados e Associados, Contax Contabilidade e Planejamento Tributário, Vetor Consultoria Financeira, Expertise Associados – Consultoria Contábil e Financeira, Assovepar, Rumo Negócios, 4trader Investimentos e Euro Audio Home Cinemas.

Debate – Oportunidades e Riscos para sua empresa em 2019

Data: 03 de dezembro (segunda-feira)

Hora: 19h

Local: Hotel Bourbon – Rua Cândido Lopes, 102 – Centro, Curitiba – Paraná

Ingressos e maiores informações: https://meetingne.com/

Paraná é o terceiro estado que mais gerou empregos em abril

O Paraná foi o terceiro estado brasileiro que mais criou vagas de emprego em abril, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta sexta-feira (18), pelo Ministério do Trabalho. O saldo no mês passado foi de 9.228 postos com carteira assinada, um acréscimo de 41,7% com relação a março deste ano, quando 6.514 vagas foram criadas. O Paraná ficou atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais.

> Mercado de franquias cresce e feira busca novos investidores em formato inovador

Entre janeiro e abril deste ano, foram criadas 36.731 vagas no Estado. O número é 58,6% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. No Brasil, o aumento foi de 115.898 postos, uma variação positiva de 106,4% em relação ao mês de março. No acumulado do ano, houve crescimento de 336.855 empregos no País.

Para o diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento (Ipardes), Julio Suzuki Junior, o resultado mostra a recuperação do poder aquisitivo dos paranaenses. “Essa característica demonstra que o mercado paranaense vem apresentando melhores condições, uma vez que o mercado de serviços depende basicamente da demanda doméstica”, afirma.

O crescimento no número de empregos pode ser observado em quase todos os setores. O maior número de vagas criadas foi na área de Serviços, com 4.301 postos, seguido da Indústria de Transformação, que gerou 2.439 empregos com carteira assinada. Na sequência vem o Comércio (1.807), a Agropecuária (391), Construção Civil (254), Serviços Industriais de Utilidade Pública (111) e Extrativa Mineral (51). Também houve um crescimento significativo nas vagas da Indústria Alimentícia, com 1.117 novos postos em abril, e 2.238 empregos gerados no acumulado do ano.