operação hórus, mjsp, sergio moro, barco, embarcação, apreensão, cigarros contrabandeados, cigarros, cigarros contrabandeados do paraguai, lago de itaipu, foz do iguaçu, paraná, pf, polícia federal, rfb

Operação Hórus: embarcação é apreendida com cigarros contrabandeados na fronteira com o Paraguai

Um barco carregado com cigarros contrabandeados do Paraguai foi apreendido assim que chegou ao território brasileiro após cruzar o Lago de Itaipu, em Foz do Iguaçu, na região oeste do Paraná. A apreensão relacionada à Operação Hórus aconteceu nesta quarta-feira (04).

A PF (Polícia Federal) e a Força Nacional fizeram a abordagem em um porto clandestino. Os contrabandistas fugiram e ninguém foi preso.

A ação faz parte da Operação Hórus, coordenada pelo MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública).

De acordo com a PF, além da embarcação, foi apreendido um caminhão parcialmente carregado. Além disso, a Polícia Federal também encontrou uma carga de cigarros contrabandeados no chão.

Ao todo, conforme a Operação Hórus, foram cerca de 400 caixas apreendidas.

O barco, o caminhão e os cigarros contrabandeados do Paraguai foram encaminhados à Receita Federal em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

cigarros apreendidos operação paraná

Megaoperação no PR apreende mais de R$ 5 milhões em cigarros

Cinco homens presos, R$ 6 mil, dois carros de luxo e 1,1 milhão de carteiras de cigarros contrabandeados: esse foi o saldo da operação conjunta entre PF (Polícia Federal) e PRF (Polícia Rodoviária Federal) nesta quarta-feira (28). A ação aconteceu na BR-272, em Terra Roxa, quase na divida do oeste do Paraná com o Paraguai. Estima-se que a carga de cigarros equivale à R$ 5,5 milhões.

As apreensões fazem parte da Operação Hórus, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. O objetivo da operação, que reúne diversos órgãos de segurança pública, é impedir a entrada de drogas, cigarros, armas e munições pelas fronteiras do país.

Os cigarros, os veículos e os detidos foram encaminhadas para a Polícia Federal em Guaíra. As pessoas devem responder por contrabando, associação criminosa, adulteração de sinal identificador de veículo e utilização de equipamento de radiocomunicação.

AS AÇÕES

Por volta das duas horas da manhã, agentes das forças de segurança deram ordem de parada a dois carros. Contudo, os motoristas desobedeceram e fugiram. Depois de quilômetros de fuga, eles acabaram sendo alcançados.

Os dois Hyundai Santa Fé eram roubados e apenas um motorista, de 36 anos, foi preso. No interior dos veículos, foram encontradas 50 mil carteiras de cigarros contrabandeados, avaliados em R$ 250 mil, e rádios comunicadores..

Um dos veículos foi roubado em Tapejara, no Rio Grande do Sul, no dia 13 de julho. Já o outro foi roubado em Toledo, no Paraná, no dia 19 de julho, ambos em 2019.

CAMINHÕES

Já às 4h da madrugada, os agentes abordaram um caminhão, com as placas trocadas para fugir de fiscalizações policiais, na BR-163.

Na vistoria, foram encontrados 600 mil carteiras de cigarros contrabandeados, avaliados em R$ 3 milhões.

O motorista, de 25 anos, apresentou uma nota fiscal de carga de milho. Ele disse que assumiu a direção da carreta em Guaíra, na fronteira do Paraná com o Paraguai, e aguardaria uma pessoa entrar em contato com ele. Por fim, ainda alegou que não sabia o destino da carga ilícita.

Outro caminhão também foi abordado. Nele, foram encontrados 450 mil carteiras de cigarros contrabandeados, avaliados em R$ 2,2 milhões. Dois veículos foram identificados como batedores da carga ilícita. Dentro deles, um VW Crossfox e uma VW Saveiro possuíam radio comunicadores ocultos. Três homens (dois de 25 e um de 33 anos) também acabaram presos. Com eles estava a quantia de R$ 6 mil, sem comprovação de qualquer origem.

Operação Hórus tira das estradas do Paraná carga ilegal avaliada em quase R$ 5 milhões

A PRF-PR (Polícia Rodoviária do Paraná) apreendeu duas carretas carregadas com 950 mil carteiras de cigarro contrabandeado do Paraguai, na manhã desta terça-feira (20).

Uma das carretas foi abordada durante a madrugada, na BR-163, na região de Guaíra. O motorista apresentou documentos com indícios de falsificação, que chamou a atenção dos policiais.

Durante a inspeção, os agentes da PRF encontraram cerca de 450 mil carteiras de cigarro. Preso em flagrante, o motorista disse que saiu de Mundo Novo (MS) e que levaria a carga ilegal para Minas Gerais.

 

Veja as imagens da abordagem da PRF

A outra carreta também foi parada  na BR-163,  por volta  8 da manhã. Policiais desconfiaram do motorista que levava uma suposta carga de farelo de soja.  Sob uma camada superficial da carga os agentes da PRF encontraram cerca de 500 mil carteiras de cigarro.

O motorista alega ter saído de Naviraí (MS) e que levaria o cigarro para São José (SC).

O valor de mercado das duas cargas apreendidas ultrapassa R$ 4,75 milhões. As ocorrências foram encaminhadas para Delegacia da Polícia Federal em Guaíra, no Paraná.

Foto: Divulgação PRF

As duas apreensões fazem parte da Operação Hórus, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. Além da PRF, atuam na operação Polícia Federal, Receita Federal e Exército Brasileiro.

O objetivo é impedir a entrada de drogas, cigarros, armas e munições pelas fronteiras do país.