operação prf prende homem mandado esturpro vuneravel

PRF prende homem com mandado por estupro de vulnerável

Um homem foi preso pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), na noite deste sábado (14), durante uma operação da polícia para verificar embriaguez no trânsito.

O  suspeito era passageiro em um carro com placas de Teixeira Soares, quando foi abordado pela equipe PRF da Unidade Operacional de Irati, no município de Rebouças.

Ele  foi preso após a conferência da documentação que apontou que havia um  Mandado de Prisão em aberto.

A ordem de Prisão era da Vara Criminal de Castro-PR, sendo uma Prisão Preventiva por infração ao Art. 217-A do Código Penal, Estupro de Vulnerável.

O detido, homem de 35 anos, foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Rebouças-PR, onde permanece à disposição do Poder Judiciário. O condutor do veículo, embora multado, não possuía pendências com a Justiça.

operação

Operação Canário cumpre 20 mandados de prisão contra facção criminosa

A Operação Canário, deflagrada pelo Ministério Público do Paraná e pela Polícia Militar do Paraná, cumpre, nesta terça-feira (10), 20 mandados de prisão preventiva e mais de 20 mandados de busca e apreensão contra uma facção criminosa com atuação em diversos estados. Os crimes investigados eram praticados a partir de presídios paranaenses.

Dos 20 alvos de mandados de prisão, 15 estão em unidades prisionais. Os presos são suspeitos de pertencerem a uma organização responsável por crimes como tráfico de drogas, associação para o tráfico, comercialização e porte de armas, crimes patrimoniais (roubos, latrocínios, estelionatos), falsificações, homicídios e tentativas de homicídio.

Parte dos crimes tem como foco a obtenção de recursos para a manutenção das atividades da facção, e outros – notadamente homicídios e tentativas de homicídio – são praticados para intimidar e silenciar desafetos e afastar bandos rivais.

As investigações são conduzidas pelas Promotorias de Justiça de Paranavaí, no noroeste do Paraná, e Polícia Militar, que contam com o apoio da Seção de Operações Especiais do Departamento Penitenciário do Estado do Paraná. Cerca de 50 agentes públicos de diversas unidades do estado participaram da ação, entre promotores de Justiça, policiais e agentes penitenciários.

Policiais Militares são presos suspeitos de corrupção durante fiscalizações

A Polícia Militar cumpriu, nesta quinta-feira (21), 11 mandados de prisão preventiva e 21 de busca e apreensão contra policiais militares rodoviários suspeitos de corrupção e infrações penais durante o serviço. As medidas foram cumpridas nas cidades de Maringá, Paranavaí, Peabiru, Campo Mourão, Sarandi, Engenheiro Beltrão e Iretama.

A ação é resultado de uma investigação iniciada há mais de um ano para verificar denúncias de corrupção de policiais rodoviários durante fiscalizações na PR 317, no interior do Paraná. De acordo com a PM, os agentes investigados estão lotados na 4ª Companhia do Batalhão da Polícia Rodoviária da Polícia Militar em Maringá. Após cumpridos todos os mandados, os policiais serão trazidos para Curitiba e ficam à disposição da Justiça.

helicóptero, vídeo, caiu, queda, fronteira, brasil, paraguay, pedro juan caballero, mato grosso do sul, senad, polícia federal, perseguição, operação, traficantes, drogas

Helicóptero cai na fronteira com o Paraguai durante perseguição a traficantes; VÍDEO

Doze pessoas ficaram feridas após a queda de um helicóptero das Forças Armadas do Paraguai na fronteira com o Brasil. Uma equipe da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) perseguia traficantes em Pedro Juan Caballero. A cidade paraguaia é vizinha a Ponta Porã (MS), distante 323 km da capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande. Assista ao vídeo logo abaixo.

Conforme a rede de televisão ABC Color, do Paraguai, o helicóptero caiu momentos depois de levantar voo. De acordo com diretor da Secretaria Nacional Antidrogas, não houve mortes.

“A princípio, não houve perdas humanas”, disse Arnaldo Giuzzio, em entrevista à rede ABC Color.

HELICÓPTERO CAI DURANTE PERSEGUIÇÃO A TRAFICANTES

De acordo com a Senad, a secretaria antidrogas do Paraguai fazia uma operação em conjunto com a Polícia Federal do Brasil. O helicóptero caiu sobre uma fábrica de seringas, após perder a estabilidade.

A aeronave tinha 10 tripulantes à bordo, das quais quatro era da Força Aérea do Paraguai.

Assista ao vídeo do momento da queda do helicóptero:

Sete são presos em operação contra furto de caminhonetes

Sete suspeitos de participar de quadrilhas especializadas em furtos de caminhonetes foram presos, nesta quinta-feira (21), em uma operação da Polícia Civil do Paraná. Ao todo, foram expedidos oito mandados de prisão e seis de busca e apreensão em Cascavel, Foz do Iguaçu e São Miguel do Iguaçu, na região oeste.

Os presos são suspeitos de participar de três quadrilhas diferentes. As investigações duraram cerca de dois meses. Ao todo, dez caminhonetes e um carro foram furtados em um mês e meio.

Dos veículos, cinco foram recuperados com ajuda da Polícia Rodoviária Federal. Outros três foram localizados durante a ação de hoje.

QUADRILHAS

Um dos grupos era composto por três suspeitos que cometiam os furtos de madrugada e imediatamente levavam os veículos para o Paraguai pela BR-277.

A outra quadrilha, com dois suspeitos, realizava os furtos em estacionamentos de supermercados, hospitais e igrejas de Cascavel. Eles trocavam as placas e vendiam os veículos em Foz do Iguaçu.

Já o terceiro bando praticava furtos de veículos e tráfico de drogas na região.

Operação cumpre 27 mandados contra o tráfico de drogas em quatro cidades

A Polícia Civil, em conjunto com a Polícia Militar do Paraná, cumpre 27 mandados, na manhã desta terça-feira (19), na Operação KGB contra suspeitos de tráfico de drogas em quatro cidades do oeste e sudoeste do Paraná.

Ao todo, são cumpridos 15 mandados de busca e apreensão e 12 mandados de prisão em Dois Vizinhos, Francisco Beltrão e Pato Branco, no sudoeste, além de Ibema, no oeste.

Conforme a polícia,  maioria dos alvos já está presa e, mesmo assim, continuam comandando o tráfico de drogas de dentro da prisão.

A investigação aponta que os líderes da quadrilha recrutam pessoas de fora da cadeira para revender as drogas. Também eram praticados furtos de carros e motocicletas, que eram trocados por entorpecentes em cidades paraguaias.

A operação foi batizada de “KGB” em referência ao principal alvo da operação, que é conhecido como “Russo”

moro projeto paraná

Operação do projeto de Moro prende três e apreende maconha no Paraná

Uma operação do projeto Em Frente Brasil, do ministro Sergio Moro (Segurança Pública e da Justiça), resultou em três prisões e mais 50 pés de maconha apreendidos. A ação integrada da polícia aconteceu em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, no Paraná, nesta terça-feira (22).

Ao todo, foram 392 abordagens realizadas por 150 soldados da PCPR (Polícia Civil do Paraná), PMPR (Polícia Militar do Paraná), PRF (Polícia Rodoviária Federal) e Guarda Municipal. Dois veículos acabaram sendo recolhidos por irregularidades.

PROJETO DE MORO COMBATE A CRIMINALIDADE

sergio moro, pacote anticrime, pacote do moro, anticrime moro, projeto anticrime, ministro moro
Sergio Moro, ex-juiz federal e atual Ministro da Segurança Pública e Justiça.(Renato Costa/FramePhoto/Folhapress)

A cidade de São José dos Pinhais é uma das cidades do Em Frente, Brasil. O projeto-piloto foi lançado no final de agosto e engloba, neste primeiro momento, cinco municípios de todas as regiões do país.  Ananindeua, no Pará, Paulista, em Pernambuco, Cariacica, no Espírito Santo, e Goiânia, em Goiás, completam a lista.

Eles não são os mais violentos do país, mas registraram números de homicídios consideráveis nos últimos anos. O critério de seleção das cidades considerou a médiade homicídios dolosos em 2015, 2016 e 2017, além da situação fiscal do estado e do comprometimento das gestões nos estados e municípios para a adesão ao projeto.

OS PRESOS NA OPERAÇÃO

Um homem de 34 anos foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Ele estava no ônibus da linha Colombo/São José dos Pinhais, no bairro Afonso Pena, com um revólver de calibre .32 na mochila quando foi abordado pelos policiais.

No bairro Quississana, um homem com quatro mandados de prisão em aberto foi preso por policiais militares.,

No Centro de São José dos Pinhais, um rapaz foi flagrado cometendo furto em uma loja da Rua XV de Novembro e também foi detido.

Por fim, no bairro Jardim Suissa, um adolescente de 15 anos foi apreendido com 53 pés de maconha na sua casa. O jovem e sua mãe foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil para os devidos procedimentos.

Itens apreendidos na operação do projeto Em Frente, Brasil.Divulgação / SESP-PR
operação, pm, pm paraná, pessoas detidas, veículos apreendidos, curitiba, paraná, praça do gaúcho, parolin, tráfico de drogas, desacato

14 pessoas são detidas após abordagens ostensivas da PM em Curitiba

Uma operação ostensiva da PMPR (Polícia Militar do Paraná) resultou em 14 pessoas detidas em Curitiba. Além disso, as abordagens resultaram 20 veículos apreendidos. A ação aconteceu na noite desta sexta-feira (18), entre 17h e 23h.

De acordo com a Polícia Militar, nove pessoas assinaram termos circunstanciados e foram liberadas. Foram oito casos envolvendo uso de drogas e um por desacatado de autoridade.

Ao todo, de acordo com a PM do Paraná, 240 agentes e 50 viaturas participaram da operação ostensiva. Foram 925 abordagens e 152 veículos revistados.

operação, pm, pm paraná, pessoas detidas, veículos apreendidos, curitiba, paraná, praça do gaúcho, parolin, tráfico de drogas, desacato
No Parolin, PM encontrou 42 ‘buchas’ de cocaína. (Divulgação/PMPR)

Apenas na Praça do Gaúcho, no bairro São Francisco, na região central de Curitiba, foram 300 abordagens durante a operação. Foram quatro pessoas detidas na ocasião.

No Parolin, 42 pacotes individuais de cocaína prontos para venda foram apreendidos pela Polícia Militar. O suspeito que estava com a droga foi preso em flagrante e encaminhado à delegacia da Polícia Civil.

Além disso, houve 47 infrações de trânsito registradas, o que resultou em 20 veículos apreendidos e levados aos pátios por irregularidades. A operação também apreendeu quatro carteiras de habilitação, bem como quatro certificados de registro e financiamento de veículos (CRLVs).

operação, homem, flagrante, pornografia infantil, exploração sexual, crianças e adolescentes, polícia federal, pf, canadá, national child exploitation, royal canadian mounted police, santa catarina, palhoça

Pornografia infantil: com ajuda do Canadá, PF prende homem em SC

Uma operação de repressão à pornografia infantil é realizada pela PF (Polícia Federal), nesta quarta-feira (16), em Palhoça, no estado de Santa Catarina. As ações da Operação Pesadelo contam com apoio de autoridades do Canadá. Um homem de 23 anos foi preso em flagrante.

Segundo as investigações, ele é suspeito de produzir, armazenar e divulgar fotos e vídeos de exploração sexual de crianças e adolescentes. Os crimes, de acordo com a PF, eram cometidos dentro da própria casa do homem. As mídias eram compartilhadas em fóruns na internet.

Oito policiais federais cumpriram mandados de busca e apreensão em imóveis próximos à Praia do Sonho, em Palhoça (SC). O objetivo era coletar provas e documentos relacionados à produção, armazenamento e distribuição de pornografia infantil.

O suspeito preso em flagrante tem 23 anos e trabalha em uma lanchonete. Com o homem, os agentes apreenderam equipamentos eletrônicos supostamente usados para a prática dos crimes contra crianças e adolescentes.

PORNOGRAFIA INFANTIL: INVESTIGAÇÃO COMEÇOU NO CANADÁ

Há quatro meses, conforme a PF, autoridades do Canadá (National Child Exploitation Coordination Centre da Royal Canadian Mounted Police) identificaram um usuário que transmitia arquivos de pornografia infantil por meio de aplicativo de mensagens. Logo depois, o Brasil passou a investigar o caso.

Assim, a PF rastreou as pistas e chegou até o suspeito. Ele deve ser indiciado por crimes de produção, posse e transmissão de cenas sexo envolvendo crianças e adolescentes. A punição pode chegar a 18 anos de prisão.

A Operação Pesadelo, de acordo a PF, recebeu esse nome em alusão à “aflição causada pela transgressão a dignidade sexual de crianças e adolescentes”.

operação fraude paraná

Operação mira fraudes em licitações em oito cidades do Paraná

Uma operação que apura fraudes em licitações está acontecendo em oito cidades do interior do Paraná. A ação, deflagrada pela PCPR (Polícia Civil do Paraná) na manhã desta quarta-feira (16), mira uma associação criminosa entre funcionários públicos, empresários e ‘laranjas’.

No total, a operação conta com 37 mandados – 11 de prisão temporária e 26 de busca e apreensão. Eles vão sendo cumpridos em: Cascavel, Missal, Terra Roxa, Guaíra, Diamante do Sul, Pérola D’Oeste, Roncador e Catanduvas.

Dinheiro, armas e celulares estão entre os itens já apreendidos pela polícia.

Os suspeitos são acusados de fraudar licitações de peças em veículos da administração dos municípios. Entretanto, há indícios que as peças entregues eram antigas, além de terem o preço superfaturados. Em alguns casos, diversas peças – pagas pelas prefeituras – não eram entregues.

Mais informações serão repassadas pela delegada Rita de Cássia, em entrevista coletiva, ainda na manhã de hoje.

Itens apreendidos pela polícia na operação desta manhã.
(Divulgação / Polícia Civil)

OPERAÇÃO: AS FRAUDES NO INTERIOR DO PARANÁ

As investigações, que tiveram apoio da Receita Federal e da 1ª Promotoria de Medianeira, começaram em março. A polícia passou a apurar supostas irregularidades na aquisição de peças de reposição de “máquinas pesadas”, como tratores. Os veículos compõe a frota de veículos da Prefeitura de Missal, onde três funcionários são alvos dos 11 mandados de prisão.

Ficou constatado que peças remanufaturas foram recebidas como novas, além de superfaturamento de preços e pagamento de peças que não foram entregues ou utilizadas.

Por fim, o grupo criminoso ainda criava empresas de fachada, em nome de laranjas, com o objetivo de promover um falso rodízio entre as empresas participantes de cada licitação. Contudo, também foi verificado que sempre foi a mesma empresa que fornece as peças há anos. Ou seja, diversos municípios do Paraná acabaram sendo vítimas dos crimes que causam prejuízo a sociedade e enriquecendo os suspeitos.

peças operação licitações paraná
Divulgação / Polícia Civil