operário toledo paranaense

Operário empata com Toledo, que ainda corre risco de ser rebaixado no Paranaense

Operário e Toledo empataram por 1 a 1 neste domingo (8) e mantiveram suas posições na tabela do Campeonato Paranaense 2020. O Fantasma abriu o placar com Jeffinho aos três minutos de jogo, mas sofreu o empate com o gol de Cristian, aos 25 do segundo tempo.

3.470 pessoas acompanharam o duelo, válido pela penúltima rodada da fase de grupo, no Estádio Germano Krüger em Ponta Grossa. A renda do jogo foi de R$ 63.010,00.

TABELA DO PARANAENSE

Com o resultado, o Operário chega aos 17 pontos e se mantém na quarta posição do Estadual. Já o Toledo, com sete pontos, aparece na 10ª colocação e ainda corre risco de ser rebaixado.

Na última rodada, o Toledo vai receber o Paraná no estádio 14 de Dezembro. Caso tropece, o time precisa de um revés do PSTC, que encara o Cascavel CR em Cornélio Procópio.

Por fim, o Operário, classificado ao mata-mata, vai enfrentar o Londrina no estádio do Café. Todos os jogos acontecem no próximo domingo (15), às 16h.

Germán Cano - Vasco - ABC - Copa do Brasil

Germán Cano balança as redes e Vasco elimina ABC na Copa do Brasil

Com a estrela de Germán Cano, o Vasco venceu o ABC por 1 a 0 na noite desta quinta-feira (5), garantindo vaga na terceira fase da Copa do Brasil.

O duelo desta quinta-feira foi realizado no Maracanã, no Rio de Janeiro, com 31.839 torcedores presentes.

O Vasco irá encarar o Goiás na terceira fase da Copa do Brasil, garantindo também R$ 1,5 milhão pela classificação.

Mesmo com início de temporada instável no Campeonato Carioca, a equipe comandada por Abel Braga conseguiu se manter viva na Copa do Brasil e também na Copa Sul-Americana.

SEQUÊNCIA EM MARACA

Após a classificação na Copa do Brasil, o Vasco terá uma sequência de quatro jogos seguidos como mandante.

Pelo Campeonato Carioca, o Vasco irá enfrentar o Volta Redonda, o Fluminense e o Macaé.

Já pela Copa do Brasil, a equipe recebe o Goiás no próximo meio de semana (ainda sem data definida).

MARCA DO ARTILHEIRO

Germán Cano - Vasco - ABC - Copa do Brasil
Atacante argentino chegou ao sexto gol em nove jogos com a camisa do Vasco na temporada. (Nayra Halm /Fotoarena/Folhapress)

A primeira chance de gol da partida foi do Vasco aos oito minutos. Raul recebeu de Germán Cano e finalizou cruzado perto do poste direito.

Germán Cano perdeu boa oportunidade para abrir o placar aos dez minutos. Vinícius avançou pela direita e cruzou na medida para o centroavante, que errou o tempo de bola e cabeceou torto.

Rafael conseguiu salvar o ABC aos 24 minutos. Guarín arriscou da intermediária e finalizou firme para o goleiro espalmar no canto esquerdo.

O Vasco seguiu melhor na partida e quase abriu o placar logo no primeiro minuto da segunda etapa. Vinícius cruzou rasteiro, Marrony ajeitou e Guarín pegou de primeira a esquerda da meta.

Aos três minutos foi a vez de Marrony perder boa chance. Novamente Vinícius alçou a bola da esquerda e o atacante pegou torto, mandando a bola longe da meta.

No contra-ataque o ABC perdeu clara chance de gol aos cinco minutos. Igor Goularte cruzou da direita e Paulo Sérgio furou na marca do pênalti, desperdiçando grande oportunidade.

O castigo veio aos 15 minutos pelos pés de Germán Cano. Raul lançou Marrony na esquerda e o atacante cruzou para trás. Cano chegou livre e finalizou firme para balançar as redes.

Rafael salvou mais uma vez o ABC aos 28 minutos. Yago Pikachu encontrou Germán Cano na entrada da área e o atacante finalizou rasteiro para o goleiro espalmar.

O argentino teve nova chance para ampliar o marcador aos 41 minutos. Marcos Júnior avançou pela esquerda e tocou para Germán Cano na entrada da área. O atacante foi “fominha” e não serviu Andrey que entrava livre na área, preferindo a finalização que passou por cima da meta.

Germán Cano ainda perdeu chance clara de gol aos 47 minutos. Yago Pikachu serviu o atacante na pequena área, mas o argentino errou o domínio e Rafael ficou com a bola.

No último minuto de jogo o ABC quase empatou a partida. Com Rafael na área, Cedric cruzou da esquerda e Fernando Miguel se antecipou e conseguiu fazer o corte de soco para salvar o Vasco.

Operário - América Mineiro - Copa do Brasil

Operário perde para o América Mineiro e está eliminado da Copa do Brasil

Em jogo com poucas chances de gol, o América Mineiro balançou as redes duas vezes na segunda etapa e bateu o Operário por 2 a 0 na noite desta quinta-feira (5), eliminando a equipe paranaense da Copa do Brasil.

O duelo desta quinta-feira foi realizado no Germano Krüger, em Ponta Grossa, com 5.178 torcedores presentes.

Rodolfo e Felipe Augusto marcaram os gols da vitória do América Mineiro.

O América Mineiro irá encarar a Ferroviária na terceira fase da Copa do Brasil, enquanto o Operário perdeu a chance de embolsar R$ 1,5 de premiação com a derrota.

Dessa forma apenas o Paraná Clube e o Athletico Paranaense -que irá entrar direto nas oitavas de final, seguem representando o futebol paranaense na competição.

FOCO AGORA NO PARANAENSE

O Operário terá apenas a disputa do Campeonato Paranaense antes do início do Campeonato Brasileiro da Série B.

A primeira fase do torneio estadual tem apenas mais três rodadas e no momento o Operário é o quarto colocado da competição.

Neste domingo (8), o Operário irá receber no Germano Krüger o Toledo, buscando reduzir para três pontos a desvantagem para o líder Athletico Paranaense.

DERROTA EM DOIS MINUTOS

Operário - América Mineiro - Copa do Brasil
Douglas Coutinho não teve espaço contra a forte marcação da zaga do América Mineiro. (José Tramontim/OFEC)

A partida não apresentou grandes jogadas das duas equipes, se notabilizando pelo equilíbrio e forte marcação. A primeira chance de gol saiu apenas aos 34 minutos, após cobrança de escanteio pela direita, Jefinho finalizou de cabeça e Airton espalmou para a linha de fundo para salvar o América Mineiro.

Dois minutos depois o Operário voltou a assustar. Tomas Bastos avançou pelo centro e arriscou da entrada da área, mas a bola passou por cima da meta.

O América Mineiro conseguiu crescer de rendimento na segunda etapa e criou as melhores chances. Aos cinco minutos, Felipe Augusto fez o cruzamento da esquerda e Rodolfo apareceu na área, mas mandou a bola por cima.

A resposta do Operário foi aos 12 minutos. Novamente Tomas Bastos arriscou finalização da intermediária e a bola passou mais uma vez acima da meta.

Só que quem balançou as redes foi o América Mineiro. Aos 22 minutos, Ademir fez o cruzamento, a zaga não conseguiu afastar e a bola sobrou para Rodolfo apenas empurrar para as redes.

Dois minutos depois o América Mineiro ampliou o placar. Novamente Ademir fez a jogada da linha de fundo e cruzou rasteiro. Rodolfo chegou a desviar a bola, que sobrou para a finalização cruzada de Felipe Augusto para o fundo das redes.

O Operário sentiu os gols sofridos e o América Mineiro ficou perto do terceiro gol aos 26 minutos. Alê arriscou da intermediária e a bola passou perto do poste direito.

Jefinho teve a chance de marcar o gol do Operário na partida. Após erro na saída de bola do América Mineiro, o atacante entrou na área, mas demorou para finalizar e foi travado na hora do chute.

Airton ainda salvou o América Mineiro aos 34 minutos. Tomas Bastos arriscou falta lateral direto para o gol e o goleiro se esticou para mandar para escanteio.

O América Mineiro ainda teve um pênalti não marcado aos 38 minutos. Rodolfo foi travado na hora de finalizar e a bola sobrou para Felipe Augusto, que chutou firme e a bola explodiu no braço esticado de Douglas Nascimento, impedindo o terceiro gol do Coelho.

Jajá - Athletico Paranaense - Operário - Campeonato Paranaense

Athletico vence Operário e volta ao topo do Campeonato Paranaense

Em duelo direto pela liderança do Campeonato Paranaense, o Athletico Paranaense venceu o Operário por 3 a 1 na tarde deste domingo (1), e reassumiu o topo da tabela da competição.

O duelo válido pela nona rodada do Campeonato Paranaense foi realizado no Germano Krüger, em Ponta Grossa, com 5306 torcedores presentes.

Jajá (duas vezes) e Vinicius Mingotti marcaram os gols da vitória do Athletico, enquanto Juan Sosa diminuiu para o Operário.

O Athletico se beneficiou dos tropeços do Coritiba e do FC Cascavel na rodada para assumir a liderança. No momento a equipe tem 19 pontos, um a mais que o Coritiba e dois a mais que o FC Cascavel.

Já o Operário ficou estacionado na quarta posição com 16 pontos e pode ser ultrapassado pelo Londrina, que atua ainda neste domingo contra o Paraná Clube.

MISSÃO LIBERTADORES

O meio desta semana irá marcar a estreia do Athletico na Copa Libertadores da América. Disputando a competição pela segunda temporada seguida, a equipe está na mesma chave do Colo Colo, Jorge Wilsterman e Peñarol.

Os uruguaios serão os primeiros adversários do Athletico na competição. O duelo será realizado nesta terça-feira (3), às 21h30, na Arena da Baixada.

Na temporada a equipe titular do Athletico Paranaense ainda busca seu melhor ritmo. São três jogos com uma vitória, um empate e uma derrota. O revés foi contra o Flamengo na decisão da Supercopa do Brasil.

FUTEBOL TOTAL DA MOLECADA RUBRO-NEGRA

Juan Sosa - Athletico Paranaense - Operário - Campeonato Paranaense
Sosa diminuiu o placar no início do segundo tempo, mas contra-ataque do Athletico foi mortal. (José Tramontim/OFEC)

A primeira chance da partida foi criada pelo Athletico aos nove minutos. Reinaldo fez boa jogada individual na direita e tentou o cruzamento. No rebote da defesa, Léo Gomes pegou de primeira, mas a bola passou à esquerda do gol.

Mas aos 11 minutos, novamente Reinaldo avançou contra a marcação e foi derrubado por Juninho na lateral da área. Jajá foi para a cobrança e -com paradinha, bateu firme no meio da meta para balançar as redes.

O Operário respondeu aos 14 minutos. Régis Potiguar bateu falta rasteira, a bola desviou na barreira e sobrou limpa para Lucas Batatinha na pequena área. O atacante buscou o chute cruzado, mas a bola passou por cima do gol.

Aos 26 minutos, Jajá fez bela jogada pelo meio e passou por elevação para Vinicius Mingotti, que deu um tapa por cima de André Luiz, mas Sávio conseguiu o corte antes da finalização.

Só que aos 41 minutos, Rafael Bonfim tentou o passe para André Luiz, mas a bola saiu curta. Jajá foi rápido e conseguiu travar com o goleiro, com a bola indo para trás e entrando no gol.

O Operário conseguiu diminuir o placar aos seis minutos. Cleyton bateu falta lateral direta e Gabriel defendeu para frente. A bola sobrou para Juan Sosa que apenas empurrou para o gol.

A bola parada quase rendeu o empate ao Operário aos 21 minutos. Cleyton bateu a bola fechada e Bonfim ganhou pelo alto, cabeceando perto do poste direito.

Mas o contra-ataque do Athletico foi mortal aos 36 minutos. Reinaldo puxou pelo meio e lançou Vinicius Mingotti na área. O atacante esperou a saída de André Luiz para bater firme e ampliar o placar.

Renan Bressan - Paraná Clube - Operário - Campeonato Paranaense - Vila Capanema

Paraná Clube vence Operário e ganha primeira na Vila Capanema em 2020

Em um jogo equilibrado, Renan Bressan marcou gol logo em seu primeiro toque na bola e o Paraná Clube bateu o Operário por 1 a 0 na noite deste domingo (16), conquistando sua primeira vitória como mandante na temporada.

O duelo válido pela sétima rodada do Campeonato Paranaense foi realizado na Vila Capanema, em Curitiba, com 2501 torcedores presentes.

A vitória deixou o Paraná Clube com nove pontos na oitava colocação, sete pontos abaixo do líder FC Cascavel.

Já o Operário perdeu a chance de empatar em pontos com o FC Cascavel e caiu para a quarta posição com 13 pontos ganhos.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes voltam a campo no sábado de Carnaval (22), pela oitava rodada do Campeonato Paranaense.

O Paraná Clube viaja até Cornélio Procópio para encarar o PSTC, no Ubirajara Medeiros, às 17h.

Já o Operário viaja para Francisco Beltrão para encarar o União, às 16h, no Estádio Anilado.

VITÓRIA COM A ESTRELA DE BRESSAN

Allan Aal - Paraná Clube - Operário - Campeonato Paranaense - Vila Capanema
Allan Aal conseguiu sua primeira vitória como mandante em sua passagem como técnico do Paraná Clube. (Geraldo Bubniak/AGB)

A primeira chance na Vila Capanema saiu logo aos dois minutos. Raphael Alemão recebeu na entrada da área e finalizou cruzado perto do poste direito.

Nova chance do Paraná Clube aos 24 minutos. Após cobrança de escanteio, Thales ganhou pelo alto e cabeceou perto do travessão.

Aos 32 minutos, André Luiz foi quem salvou o Operário. Michel faz boa jogada e serviu Kaio na área. O meia finalizou firme para bela defesa do goleiro, mas o rebote ficou com Rodrigo Rodrigues na pequena área e o atacante chutou rente ao poste direito.

O Operário respondeu aos 40 minutos com Tomas Bastos. O meia arriscou uma finalização da intermediária e Alisson bateu roupa, mas a defesa conseguiu afastar.

Alisson se redimiu aos 45 minutos. Tomas Bastos cobrou escanteio da esquerda e Jefinho cabeceou para o chão da pequena área, obrigando o goleiro paranista a defender em cima da linha, impedindo a bola de entrar no gol.

Após cerca de dez minutos de paralisação para a volta do intervalo, devido a falha em alguns refletores na Vila Capanema.

Com quatro minutos, André Luiz salvou novamente o Operário. Michel recebeu a bola na área e o meia finalizou cruzado para grande intervenção do goleiro.

Mas aos 14 minutos, o Paraná Clube conseguiu o seu gol. Michel recebeu na lateral da área e rolou para Renan Bressan chegar finalizando de primeira no alto da meta, sem chances para André Luiz.

Lucas Batatinha teve boa chance para empatar o duelo aos 24 minutos. O atacante foi lançado na ponta esquerda, cortou para dentro, mas finalizou fraco e no meio do gol para fácil defesa de Alisson.

Nova chance do Operário aos 44 minutos. Tomas Bastos recebeu na direita, cortou para o meio e chutou cruzado para boa defesa de Alisson.

operário barbalha copa do brasil

Operário vence Barbalha FC e avança à segunda fase da Copa do Brasil 2020

O Operário venceu o Barbalha FC por 3 a 0 nesta quarta-feira (5) e se classificou à segunda fase da Copa do Brasil 2020. O Fantasma não teve dificuldades e contou com os gols de Rafael Bonfim, Jefinho e Bustamante.

O empate já garantia o time de Ponta Grossa, mas a diferença para o clube do Ceará foi provada em campo. O triunfo hoje significou mais R$ 650 mil ao Operário. Ou seja, o time já faturou R$ 1,1 milhão com a Copa do Brasil deste ano.

Agora, o time treinado por Gérson Gusmão espera o vencedor entre União Rondonópolis e Atlético-GO. O duelo está marcado para essa quinta-feira (6), às 21h30, no estádio Engenheiro Luthero Lopes, no Mato Grosso do Sul.

COPA DO BRASIL 

A primeira fase do torneio leva 80 clubes a campo. Os 40 confrontos são decididos em jogo único, realizado no estádio do time com a pior posição no ranking nacional de clubes da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Os visitantes têm privilégio do empate e os confrontos passam a ser em ida e volta apenas na terceira fase.

Outros dois jogos da primeira fase também foram realizados: o CRB venceu o Independente-PA por 3 a 2, enquanto o Juventude empatou, fora de casa, com o Coruripe por 0 a 0.

Outros dois clubes paranaenses jogam hoje. Às 20h30, o Londrina visita o XV de Piracicaba. Já o Paraná Clube duela com o Palmas às 21h30.

Por fim, o Coritiba jogará contra o Manaus na semana que vem.

OPERÁRIO VOLTA A FOCAR NO ESTADUAL

Agora o Operário se prepara para enfrentar o PSTC pela sexta rodada do Campeonato Paranaense. O jogo está marcado para às 16h do próximo domingo (9), no estádio Germano Kruger.

O time aparece na quarta posição da tabela com 10 pontos conquistados, dois a menos que o líder FC Cascavel.

Douglas Coutinho - Coritiba - Operário - Campeonato Paranaense

Douglas Coutinho empata no final e carimba estreia de Sassá no Coritiba

Com um gol de Douglas Coutinho no final do jogo, o Operário buscou empate em 1 a 1 contra o Coritiba na noite desta quarta-feira (29), e estragou a festa da torcida na estreia de Sassá.

O duelo válido pela quarta rodada do Campeonato Paranaense foi realizado no Couto Pereira, em Curitiba.

Robson abriu o placar para o Coritiba, enquanto Douglas Coutinho empatou para o Operário.

O empate deixa o Coritiba com oito pontos ganhos, na terceira posição do Paranaense, uma posição acima do Operário, quarto colocado com sete pontos.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes voltam a campo neste domingo (2) pela quinta rodada do Campeonato Paranaense.

O Coritiba viaja para encarar o Londrina, no Estádio do Café. O duelo será realizado às 16h.

Já o Operário recebe o Cianorte no Germano Krüger, às 16h.

O JOGO

Sassá - Coritiba - Operário - Campeonato Paranaense
Sassá foi o jogador mais reverenciado pela torcida alviverde durante a partida. (Geraldo Bubniak/AGB)

O duelo começou truncado e a primeira chance de perigo foi o Coritiba aos 31 minutos. Após bola rebatida, Rafinha dominou na área, mas foi travado no momento da finalização.

O jogo começou a caminhar para o Coritiba aos 41 minutos. Após falta para impedir a progressão de Igor Jesus, Douglas Nascimento recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

No minuto seguinte, o Coritiba conseguiu abrir o placar. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou na entrada da área para Robson e o atacante emendou de primeira para marcar um belo gol no Couto Pereira.

Com um a mais em campo, o Coritiba diminuiu ainda mais seu ritmo e controlou a posse de bola do jogo. Sua primeira chegada de perigo foi aos 13 minutos, quando Rodolfo finalizou de fora da área e contou com um quique do gramado para quase enganar André Luiz, que apenas viu a bola passar raspando o poste direito.

O principal momento de comemoração dos torcedores alviverdes foram aos 17 minutos, quando Sassá entrou em campo e foi ovacionado no Couto Pereira.

A melhor chance de ataque do Coritiba na segunda etapa foi aos 26 minutos. Rhodolfo fez a vez de lateral e cruzou na medida para Robson cabecear perto do poste direito.

Só que o Operário não desistiu da partida e em seu único ataque no segundo tempo buscou o empate. Na cobrança de escanteio no segundo poste de Cristhian Aguada, Douglas Coutinho apareceu sozinho e cabeceou para o chão para vencer Alex Muralha.

Operário inicia o Paranaense com vitória sobre o Cascavel CR

O Operário bateu o Cascavel CR, por 1 a 0, neste domingo (19), no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. O jogo, válido pela primeira rodada do Campeonato Paranaense, foi bastante movimentado.

Apesar do placar magrinho, as duas equipes criaram várias chances claras de gol. O Operário foi o que mais assustou, mas a serpente também teve boa atuação com as investidas de Roni.

O gol da partida foi anotado no primeiro minuto da etapa final. Depois do lançamento na área, a zaga do Cascavel CR se atrapalhou para afastar a bola e Schumacher aproveitou para encher o pé e mandar para as redes.

Na próxima rodada, o Fantasma encara FC Cascavel, na quarta-feira (22), às 20h, no Olímpico. Já o Cascavel CR recebe o Paraná Clube, na quinta-feira (23), às 19h30, também no Olímpico.

Operário - Paranaense - Fantasma - Série B - Gérson Gusmão

Operário tenta se adaptar a rotina de ‘clube grande’ para brigar pelo título

O Operário Ferroviário retornou à disputa do Campeonato Brasileiro da Série B após 18 anos em 2019. Isso fez com que o Fantasma encarasse uma nova rotina na preparação para o Campeonato Paranaense deste ano.

Sai a preparação antecipada ainda em dezembro para dar lugar a pré-temporada espremida nas primeiras semanas de janeiro, tal qual os principais clubes do Brasil. Com uma excelente campanha em seu retorno à Série B, o Operário mostrou que não quer se desfazer desse novo status.

Para conseguir dar ritmo a um elenco praticamente novo em pouco tempo, nada melhor que alguém com experiência de casa. Gerson Gusmão é o técnico mais longevo entre as divisões nacionais, comandando o Fantasma desde 2016 e tem o respaldo da diretoria para os possíveis percalços das rodadas iniciais do Paranaense.

TIME BASE

Do time que chegou a um honroso décimo lugar na última Série B nomes importantes como os laterais Maílton e Allan Vieira, os zagueiros Alisson, Lázaro, Rodrigo e Chicão, além do volante Índio, não fazem mais parte do elenco. O meia Marcelo e o atacante Felipe Augusto – artilheiro do Fantasma na última Série B, ainda tem situação indefinida no elenco.

O lateral Sávio vem de empréstimo do Coritiba com o desafio de substituir Maílton, eleito melhor lateral direito da Série B e atualmente jogador do Atlético Mineiro. O zagueiro Douglas Nascimento, o lateral esquerdo Danilo, o meia Tomás Bastos e o atacante Douglas Coutinho também chegaram nesta temporada e já assumiram a condição de titulares.

No próximo domingo (19), contra o Cascavel CR, Gerson Gusmão deve escalar o Operário Ferroviário com Rodrigo Viana, Sávio, Douglas Nascimento, Sosa e Danilo; Jardel, Rafael Chorão e Tomás Bastos; Schumacher, Lucas Batatinha e Douglas Coutinho.

PALAVRA DO TÉCNICO

Operário - Paranaense - Fantasma - Série B - Gérson Gusmão
Nenhum treinador nas divisões nacionais tem mais tempo de clube do que Gerson Gusmão. (José Tramontin/OFEC)

Como estão as expectativas para o Operário dentro do Paranaense?

Nós temos uma torcida que é apaixonada e muito presente, que se acostumou nos últimos anos a comemorar as nossas conquistas. Mas eu como técnico, os jogadores e a diretoria sabemos que o clube passou por uma reformulação muito grande e toda reformulação tem incerteza no início. Então ainda estamos em um processo de conhecimento e de condicionamento dos atletas, porque tivemos pela primeira vez um período muito curto para trabalhar, então tudo é novo para o clube. Meu primeiro objetivo é chegar em uma semifinal e assim garantir uma vaga na Copa do Brasil e só depois a classificação para a final para brigar pelo título.

Como essa mudança na pré-temporada tem modificado sua forma de trabalho?

A gente espera um início de uma certa irregularidade. Sabemos que a equipe não vai estar condicionada, entrosada, preparada nas primeiras rodadas, então podemos ter um momento de oscilação. Trocamos mais de 50% do nosso grupo de jogadores e mesmo com alguns atletas permanecendo, temos novos perfis de atletas com características diferentes, que exigem um tempo de adaptação. Realmente prejudicou um pouco a maneira que a gente gosta de trabalhar, os próprios jogos treinos, que tivemos que abdicar de alguns treinamentos durante a semana para fazê-los. Quem sabe a partir da terceira rodada a equipe possa estar mais forte. Nós temos 22 jogadores e mais três goleiros e também vamos incorporar dois ou três meninos do sub-20 que voltaram da Copinha. A ideia é iniciar o Paranaense com esse grupo, deixando os reforços para a Série B.

O seu trabalho longevo ao Operário te dá maior tranquilidade em seu dia a dia no clube?

É gratificante atingir esse número. É uma situação atípica no futebol brasileiro, que a gente gostaria que mudasse. Até porque traz uma responsabilidade grande, porque você sempre tem que estar em evidência e as pessoas sempre esperam quando vai acabar essa longevidade. Eu tenho uma voz muito ativa junto do presidente, o que me dá liberdade para escolher quais atletas que quero contratar, sendo esse um dos motivos que me fazem permanecer aqui. Eu recebi outros convites, tive algumas propostas muito boas, mas reconheço que o Operário me oportunizou, fora a liberdade que tenho aqui e dificilmente terei em outro clube. A partir do momento que você sabe que não serão uma ou derrotas que vão custar seu emprego, você pode colocar suas ideias sem medo de ser demitido.

coritiba copinha ceará paraná clube athletico copa são paulo de futebol júnior

Paranaenses estreiam nesta segunda na terceira fase da Copinha

A terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior começa nesta segunda-feira (13) e quatro paranaenses entram em campo em busca de vaga nas oitavas de final.

O primeiro clube a entrar em campo pela Copinha será o Athletico Paranaense, que enfrenta o Tupi-MG no Estádio Novelli Júnior em Itu. O duelo será realizado às 17h30 e terá transmissão do SporTV.

O Athletico chegou até a terceira fase após ser líder de seu grupo na primeira fase e eliminar nos pênaltis o Bahia na segunda fase.

Também nesta segunda-feira, o Londrina entra em campo contra a Ponte Preta, às 18h, no Estádio Zezinho Magalhães, em Jaú. O duelo terá transmissão da FPF TV em seu canal no Facebook Watch.

Londrina e Ponte Preta se enfrentaram na primeira fase e os paranaenses bateram a equipe campineira por 1 a 0. Após terminar a fase de grupos na liderança, o Tubarão venceu o Timon-MA por 2 a 1 na segunda fase.

O último paranaense a entrar em campo nesta segunda é o Paraná Clube, que enfrenta o Red Bull Brasil, às 20 h, no Estádio Benito Agnelo Castellano, em Rio Claro. O duelo também será transmitido pela FPF TV.

Paraná Clube e Red Bull Brasil também já se enfrentaram na primeira fase do torneio, com a equipe campineira vencendo os paranistas por 2 a 0. O Tricolor terminou a fase de grupos como vice-líder de sua chave e eliminou o Vitória nos pênaltis na segunda fase.

O único paranaense a entrar em campo nesta terça-feira (14) é o Coritiba, que encara o São Bento, às 19 h, no Canindé, em São Paulo.  A partida também será transmitido pela FPF TV.

Esse duelo também irá servir de reencontro da primeira fase, quando a equipe sorocabana bateu o Coxa por 2 a 0 e terminou na liderança do grupo. Na segunda fase, o Coritiba derrotou o Ceará por 3 a 1.